Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

Responsabilidade social

Cervejaria Ambev reduz em 50% a quantidade de água necessária para produzir cervejas

Por Oswaldo Scaliotti em Responsabilidade social

22 de Março de 2019

Em duas décadas, a cervejaria poupou cerca de 18 trilhões de litros de água, o suficiente para abastecer a cidade de Florianópolis por mais de seis meses

Março de 2019 – A Cervejaria Ambev reduziu em 50% a quantidade de água usada na produção de suas cervejas, nas últimas duas décadas. O anúncio deste recorde histórico vem para comemorar o Dia Mundial da Água, celebrado em 22 de março. Os dados são de 2018 e mostram que a companhia terminou o ano usando 2,86 litros de água para fazer um litro de cerveja – uma diminuição de 2,7%, comparado com 2017, quando a média mensal foi de 2,94 litros.

“Nunca estamos satisfeitos quando o assunto é economia de água. Cuidamos dela como nosso bem mais precioso”, afirma Filipe Barolo, gerente de sustentabilidade da Cervejaria Ambev. Foi com essa atitude que a companhia, ao longo de duas décadas, poupou cerca de 18 trilhões de litros de água – o suficiente para abastecer a cidade de Florianópolis por mais de seis meses, ou o equivalente a mais de sete mil piscinas olímpicas.

Isso só foi possível graças à dedicação do time de cervejeiros da Cervejaria Ambev em todo o Brasil – a conscientização e a mobilização de cada um foram fundamentais. Uma equipe de especialistas da companhia criou uma série de procedimentos que deram origem ao Sistema de Gestão Ambiental da Cervejaria Ambev – utilizado em todas as unidades ao redor do País e atualizado constantemente. São diversas iniciativas, entre o uso de equipamentos de alta tecnologia, a criação de um sistema de reuso de água e exportação de efluentes tratados para empresas vizinhas. Uma das mais simples e eficientes é, por exemplo, o reuso da água de limpeza que, depois de ser usada para lavar garrafas, é reutilizada para higienizar caixas – sem qualquer contato com o processo produtivo da cerveja.

“Sabemos que esse resultado só foi possível graças ao engajamento de todas as pessoas dentro e fora da cervejaria. Preservar a água é uma tarefa maior, é um trabalho que deve ser construído em conjunto e, por isso mesmo, cada vitória deve também ser celebrada como uma conquista de todos”, continua Barolo. “A preservação da água faz parte do nosso sonho e queremos sonhar cada vez mais longe.”

A Cervejaria Ambev e a água

A Cervejaria Ambev possui uma ampla plataforma de sustentabilidade, cujo principal pilar é a água. A companhia conta com iniciativas variadas, que contemplam a preservação, reutilização e distribuição da água e têm como objetivo impactar diferentes públicos – interno, setor público, outras empresas e parceiros comerciais. Como parte dos esforços para reduzir o consumo de água nas cervejarias, a companhia conta com ações para reutilização de seus efluentes industriais – construindo, inclusive, parcerias com empresas e produtores que trabalham no entorno de suas unidades fabris.

Para ser bom para o meio ambiente, é necessário agir para fora dos muros da companhia. Por isso, a Cervejaria Ambev compartilha sua experiência e conhecimentos em eficiência hídrica por meio da plataforma online e gratuita SAVEh. Qualquer empresa pode acessar o site e realizar um diagnóstico, com plano de ação e acompanhamento de seus processos. Desde a criação do SAVEh, cerca de 160 empresas procuraram conhecer e adotar as estratégias da Cervejaria Ambev. O resultado foi um ganho médio de 18% em eficiência hídrica, entre 2017 e 2018, para quem participou do programa.

Outras iniciativas da companhia incluem projetos para preservação de bacias hidrográficas em regiões nas quais a escassez hídrica é crítica. O Projeto Bacias foi desenvolvido em parceria com as ONGs The Nature Conservancy (TNC) e WWF e já conta com áreas preservadas em Jaguariúna e Jundiaí (SP), Sete Lagoas (MG) e na Bacia do Rio Guandú (RJ). Todos são esforços conjuntos, com diversos atores do poder público, privado e da sociedade – uma vez que, sozinhos, seria impossível transformar o atual cenário da água no Brasil. A Cervejaria Ambev também faz parte da Coalizão Cidades pela Água, da ONG The Nature Conservancy (TNC), ampliar a segurança hídrica com soluções baseadas na natureza.

Por fim, para construir um trabalho em rede que engajasse também os consumidores, a Cervejaria Ambev lançou a Água AMA no final de 2017. O produto tem 100% de seu lucro doado para iniciativas que levam água potável a quem não tem acesso, no semiárido brasileiro – são cerca de 35 milhões de brasileiros que enfrentam esta situação diariamente. Em parceria com a Fundação Avina e organizações locais, a marca identifica comunidades rurais para a escavação de poços profundos, construção de cisternas e sistema de reuso da água em escolas, entre outras ações. Todo o processo é auditado pela KPMG.

Sobre a Cervejaria Ambev

Unir as pessoas por um mundo melhor. Esse é o sonho da Ambev, empresa brasileira, com sede em São Paulo, e presente em 18 países. No Brasil, somos mais de 32 mil pessoas que dividem a mesma paixão por produzir cerveja e trabalhamos juntos para garantir momentos de celebração e diversão. A Ambev é uma cervejaria inovadora e temos o consumidor no centro de nossas decisões e iniciativas. Nosso portfólio conta com cervejas, refrigerantes, chás, isotônicos, energéticos e sucos, de marcas reconhecidas como Skol, Brahma, Antarctica, Budweiser, Stella Artois, Wäls, Colorado, Guaraná Antarctica, Fusion, do bem e AMA, a água mineral que destina 100% de seu lucro para projetos que levam acesso à água potável para famílias do semiárido brasileiro. Somente nos últimos cinco anos, investimos R$ 17,5 bilhões no país e deixamos um legado além dos investimentos com nossa ampla plataforma de sustentabilidade. Esse compromisso inclui metas claras, divulgadas publicamente, e se traduz em quatro pilares: consumo inteligente, água, resíduo zero e desenvolvimento. Esse trabalho é feito com uma rede de parceiros, pois acreditamos que a construção de um mundo melhor se torna mais rica quando feita em conjunto.

Publicidade

Reutilização de água: estratégia para a preservação e economia

Por Oswaldo Scaliotti em Responsabilidade social

22 de Março de 2019

MRV já vem implantando em suas obras sistemas para o reaproveitamento e coleta de água.

O alerta foi dado! Cerca de 40% da população mundial viverá em 2050 em áreas de grave estresse hídrico (quando a demanda por água é maior do que a sua disponibilidade e capacidade de renovação). Isso porque, nos próximos 30 anos a demanda mundial, segundo Relatório Mundial das Nações Unidas, deverá aumentar em 55%. Na comemoração do Dia Mundial da Água (22/3), fica a questão: o que você vem fazendo para diminuir o consumo e o desperdício desse líquido tão precioso para a vida?

Empresas como a MRV, por exemplo, vem utilizando sistemas de reaproveitamento de água. O reuso vem sendo apontado por instituições especializadas como uma estratégia para driblar a falta de água. Tanto que, de acordo com dados do relatório Conjuntura dos Recursos Hídricos no Brasil 2018, produzido pela Agência Nacional de Águas (ANA), a meta proposta para até 2030 é que o Brasil faça o reuso não potável direto de 13 m³/s, o que representaria 4% do total de água reutilizada no mundo.

O reaproveitamento já acontece na MRV em diversas frentes, como no canteiro de obras e nos condomínios. Em uma delas, por exemplo, a água é coletada através das coberturas dos edifícios e/ou edificações da área comum do empreendimento e direcionada para pontos de utilização, como bacia sanitária da guarita e torneiras de jardim. Nos apartamentos também são utilizados produtos economizadores, como redutores e arejadores nas torneiras e bacia sanitária dual flush de 3 e 6 litros. A água coletada das coberturas dos barracões de obra é utilizada na limpeza do canteiro. Já água usada na lavagem da betoneira da obra (equipamento para misturar materiais da construção civil) e da bica do caminhão da concreteira é reutilizada após passar por um processo de decantação.

“Acreditamos e investimos em iniciativas que respeitam o meio ambiente, tanto que em todas nossas obras são instalados sistemas que possibilitam o reaproveitamento de água durante as atividades. Tais medidas são definidas nos nossos Selos de Sustentabilidade (Selo MRV+Verde e Selo Obra Verde MRV), que são mensalmente monitorados pelo setor de Meio Ambiente da empresa e, anualmente, por auditoria externa de órgão independente. Com essas ações todos saem ganhando, pois, além de contribuir para a preservação dessa fonte, também traz uma economia para a empresa e para os clientes”, conta o gestor executivo de Segurança, Saúde e Meio Ambiente (SSMA) da MRV, José Luiz Esteves da Fonseca.

Além do reuso de água nos canteiros de obras, também está nas diretrizes de responsabilidade social e ambiental da MRV a preservação das áreas verdes nativas existentes no entorno de seus empreendimentos e a implantação de ambientes mais arborizados. Com isso, nos últimos oito anos mais de 1 milhão de árvores foram plantadas pela construtora.

Panorama dos recursos hídricos no mundo

· 97,5% da água existente no mundo é salgada, não sendo adequada para o uso direto e para a irrigação;

· 69% da água doce é de difícil acesso, pois está concentrada nas geleiras;

· 16,7% da população brasileira não tem acesso a rede de abastecimento de água potável;

· 40% da água que é produzida na estação de tratamento não chega as torneiras dos consumidores devido a falhas no sistema de distribuição de água;

· praticamente 80% do esgoto produzido pela população retornam à natureza sem passar por nenhum tratamento visando seu reaproveitamento.

A MRV

Fundada em outubro de 1979, em Belo Horizonte, a MRV é líder nacional no mercado de imóveis econômicos e a primeira construtora da América Latina a oferecer energia fotovoltaica para seu segmento de atuação. Presente em mais de 150 cidades de 22 Estados e no Distrito Federal, a companhia tem como compromisso contribuir para o desenvolvimento e transformação social investindo nas comunidades onde atua, melhorando a qualidade de vida de seus habitantes. Somente nos últimos três anos, investiu mais de R$ 770 milhões em obras de infraestrutura, com a construção de parques, praças, escolas, creches, Unidades Básicas de Saúde, Estações de Tratamento de Esgoto, obras viárias, entre outros.

Publicidade

Deputada Fernanda Pessoa solicita sessão solene em homenagem ao Dia Mundial da Conscientização do Autismo

Por Oswaldo Scaliotti em Responsabilidade social

22 de Março de 2019

A Assembleia Legislativa do Ceará realizará no dia 26 de Março, às 15 horas no Plenário 13 de Maio, Sessão Solene em Homenagem ao Dia Mundial da Conscientização do Autismo. A Solenidade é uma solicitação da Deputada Estadual Fernanda Pessoa.
A parlamentar que tem lutado em defesa dos autistas, é autora do Projeto de Lei que sugere que seja instituída a Semana da Conscientização do Autismo durante a semana do Dia Mundial do Autismo, celebrado dia 2 de Abril. Dentre as ações recomenda que o Poder Executivo realize atividades de esclarecimento e conscientização sobre o Autismo através da campanha “Tudo Azul – A Realidade do Autismo” e Ilumine de Azul os prédios e monumentos públicos do Estado.

“Tenho lutado em defesa dos autistas e os nossos esforços tem o objetivo de sensibilizar os governantes e universidades para a realização do mapeamento sobre esse transtorno. Muitos cearenses ainda enfrentam discriminação no trabalho e nas escolas”, disse.

A data serve para ajudar a conscientizar a população sobre o Autismo, um transtorno no desenvolvimento do cérebro que afeta cerca de 70 milhões de pessoas em todo o mundo.

Publicidade

Somando forças por uma educação melhor

Por Oswaldo Scaliotti em Responsabilidade social

20 de Março de 2019

Instituto MRV e Fundação Pitágoras se unem para apoiar projetos desenvolvidos por escolas da rede pública de ensino fundamental e médio. Podem participar do Educar para Transformar – 6ª Chamada Pública instituições de ensino de 19 estados brasileiros

São mais de 12 milhões de brasileiros analfabetos. Metade dos adultos entre 25 e 64 anos não concluíram o Ensino Médio. Cerca de dois milhões de crianças e jovens entre 4 e 17 anos não frequentam as escolas. Diante dessa triste realidade nacional, o Instituto MRV, em parceria com a Fundação Pitágoras, realizará o Educar para Transformar – 6ª Chamada Pública. Com a temática ‘Uma escola aberta para novas ideias é uma escola aberta para o futuro’ esta edição do programa tem como foco as escolas municipais e estaduais da rede pública de ensino fundamental e/ou médio. As inscrições seguem até o dia 5 de abril por meio do site https://www.institutomrv.com.br/pt/.

“Diferente das outras edições em que acompanhamos projetos voltados para a educação de jovens e crianças desenvolvidos por organizações não governamentais e pessoas físicas, na 6ª edição pretendemos apoiar 10 projetos de escolas municipais e estaduais. Nossa parceria inédita com a Fundação Pitágoras busca por soluções criativas e inovadoras em educação favorecendo o empoderamento das relações humanas, contribuindo para o convívio social e o desenvolvimento do senso de comunidade, para a formação de uma sociedade igualitária e comprometida”, explica Raphael Lafetá, diretor do Instituto MRV.

As escolas interessadas em participar do programa devem propor ações que visam atrair e reter os alunos, ampliando suas visões sobre os benefícios da educação e as diversas possibilidades de futuro que se pode alcançar. Além disso, as escolas devem atuar em cidades onde o Instituto e a Fundação tem atuação. Esses municípios estão nos estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo. A lista completa de cidades está no edital do Educar para Transformar.

A avaliação dos projetos acontecerá de 8 de abril a 6 de maio e será realizada por uma comissão que levará em conta critérios como adequação com o foco do programa, engajamento e motivação do corpo escolar e potencial de redução da evasão escolar. As iniciativas selecionadas serão disponibilizadas para votação popular a partir do dia 13 de maio. Os 10 projetos mais votados pelo público serão apresentados no dia 28 de maio e cada um deles receberá um aporte de R$ 30 mil para ser revertido em materiais ou serviços. A partir de junho os projetos vencedores serão acompanhados e receberão o apoio do Instituto MRV e da Fundação Pitágoras para a troca de conhecimento e a verificação do desenvolvimento do projeto.

Sobre o Instituto MRV

Fundado em 2014 pela MRV Engenharia, o Instituto MRV é uma organização sem fins lucrativos, voltada para promoção da transformação social do país por meio da educação. Somente em 2018, foram investidos mais de R$ 6 milhões em projetos como Educar para Transformar – Chamada Pública de Projetos, MRV Voluntários e Seu filho, Nosso futuro; além de apoio a importantes instituições como a Cidade dos Meninos, Querubins e Miguilim. Saiba mais em www.institutomrv.com.br.

Sobre Fundação Pitágoras

A Fundação Pitágoras é o braço social do Grupo Kroton e implementa há mais de três décadas programas de responsabilidade social transformadores, com foco primordial na melhoria da qualidade das escolas públicas de educação básica, por todo o Brasil. São milhares de escolas e mais de 2 milhões de alunos beneficiados nas últimas décadas. Nos últimos anos, a Fundação Pitágoras ampliou seu escopo de atuação abrangendo programas para desenvolvimento da Primeira Infância, resgate de Jovens Vulneráveis (evadidos das escolas públicas) e projetos para o Sistema Penitenciário, por entender que essas questões sociais se integram de forma indissociável. Trabalhamos de forma incansável para elevar ao máximo o potencial das pessoas mais vulneráveis, em todas as fases de sua vida, por meio da educação.

Publicidade

Setor de transporte mobiliza-se em prol do meio ambiente

Por Oswaldo Scaliotti em Responsabilidade social

19 de Março de 2019

Ações realizadas pela Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Ceará, Piauí e Maranhão (FETRANS) contabilizam dados significativos para o setor

Realizar ações de preservação do meio ambiente em busca de alternativas sustentáveis de desenvolvimento é uma obrigação assumida pelo setor de transporte por meio da Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Ceará, Piauí e Maranhão (FETRANS). Nos últimos anos, a Federação vem ampliando suas ações de cuidado com o meio natural com um percentual de aprovação de 91,46% dos veículos aferidos pela instituição em 2018, número ainda mais significativo do que os 88,60% de 2017. Por meio do Programa Ambiental do Transporte – Despoluir, uma série de ações é realizada continuamente nesse sentido.

 

Desde que foi criado, em 2007, o Despoluir atua no engajamento do setor em ações de conservação do meio ambiente e incentiva a incorporação de novas ações no setor, que passou a assumir sua parcela de responsabilidade na propagação de um mundo ambientalmente equilibrado. Nos três estados de atuação da FETRANS, foram realizadas 23.201 aferições em 2018 – no ano anterior foram 17.808.

Além dos benefícios diretos para o meio ambiente e para a qualidade de vida da população, as ações de conscientização dos agentes envolvidos têm como consequência a redução de custos, o aumento da eficiência operacional e a melhoria do relacionamento com órgãos fiscalizadores. Nas ações educativas, 2.322 pessoas foram atingidas, garantindo a mobilização de mais agentes atuantes em prol do meio ambiente.

Sobre o Despoluir

O Despoluir consiste em diversas linhas de ação, implementadas pelo Sistema CNT e executadas pelas federações, além de parcerias firmadas com os setores público e privado que fortalecem o programa. Uma de suas principais linhas é a inspeção veicular ambiental na frota das empresas de transportes de passageiros e cargas, contribuindo para a redução da emissão de gases tóxicos na atmosfera e para a utilização racional do combustível.

SERVIÇO

FETRANS e Despoluir

Informações: www.fetrans.org.br

Publicidade

Instituto Aço Cearense comemora nove anos de atividades sociais

Por Oswaldo Scaliotti em Responsabilidade social

18 de Março de 2019

Março é o mês das comemorações de aniversário do Instituto Aço Cearense e em 2019 são celebrados nove anos de contribuição para o desenvolvimento social. Presente no Ceará, Pará e Tocantins, a instituição tem como principal objetivo apoiar iniciativas de entidades sociais com atuação no terceiro setor. O marco do início das ações é o dia 2 de março, mas as celebrações duram o mês inteiro. Na próxima quarta (20/03), a comemoração acontece às 14h, na Associação Escola de Campeões, uma das apoiadas pelo Instituto.

 Com ações voltadas à promoção da educação, cultura, esporte e meio ambiente, o Instituto Aço Cearense já investiu mais de R$ 11 milhões e beneficiou mais de 80 mil pessoas. Os colaboradores do Grupo Aço Cearense são beneficiados por diversas ações da empresa, entre eles aqueles que se destacam no esporte. Além disso, regularmente são realizadas campanhas de arrecadação de roupas, alimentos, brinquedos e notas fiscais que são doados a instituições carentes.

 A presidente do Instituto Aço Cearense, Rosemeire Matos, relembra o início da trajetória da instituição, quando o trabalho ainda era voltado apenas para colaboradores, realidade totalmente diferente hoje.  “Começamos com um serviço assistencialista, fazendo mais ações internas para os colaboradores, depois transformamos essa iniciativa no Instituo WMA, que com a necessidade de fortalecer mais a marca, passou a ser chamado de Instituto Aço Cearense. Hoje, atendemos diversas instituições carentes e fazemos esse trabalho com muito amor, pensando no bem do próximo e em ajudar as comunidades do entorno das empresas do Grupo”, explica a presidente.

Na próxima quarta, a comemoração será realizada com representantes de todas as instituições apoiadas atualmente pelo Instituto no Ceará. No último dia 7 o aniversário foi comemorado no Pará, onde está situada outra empresa do Grupo Aço Cearense, a SINOBRAS, com uma programação repleta de apresentações culturais, troca de presentes e celebrações de aniversário.

Algumas ações realizadas pelo Instituto aço Cearense:

– Pedalando pela Paz: evento que tem por objetivo mobilizar as comunidades que sofrem com a violência, incentivando as pessoas para uma vivência de paz, buscando mais segurança e liberdade no ir e vir. Realizado anualmente, o evento também busca apresentar para crianças, adolescentes e jovens a importância do ciclismo como categoria esportiva. O Pedalando pela Paz é realizado em Caucaia e em Marco no Ceará.

 – IAC social: tem a finalidade de realizar, em um único dia, ações sociais para o bem-estar de pessoas inseridas num contexto vulnerável. São ações de cidadania, saúde e estética, como corte de cabelo, manicure, aplicação de flúor, massoterapia, entre outros.  Na primeira edição 700 pessoas foram atendidas num único dia no bairro Mestre Antônio, em Caucaia-CE.

 – IAC solidário: campanha realizada com os colaboradores para arrecadar roupas usadas em bom estado de conservação. Nessa ação, além de ajudar a Associação Peter Pan, na campanha Mc Dia Feliz, por meio da compra dos vales sanduiches, as roupas doadas são entregues para as instituições apoiadas pelo Instituto para um bazar solidário. Os valores são bem abaixo do mercado e o montante é destinado ao abrigo de idosos.

 – Campanha Abraço Feliz: essa campanha tem a finalidade de incentivar nos colaboradores do Grupo o sentimento da solidariedade e, ao mesmo tempo, levar um pouco de amor a crianças em situação de vulnerabilidade social. As crianças escrevem cartinhas pedindo seus presentes de Natal e os colaboradores adotam essas cartinhas. Na 4ª edição de entrega dos presentes, realizada em 2018, 500 crianças foram beneficiadas com a Campanha.

– SESC ATIVO – projeto realizado em parceria com o SESC e que oferece aulas de natação, futsal e vôlei para 120 alunos da Associação Escola de Campeões e 30 alunos da instituição Pequeno Cotolengo, ambas apoiadas pelo Instituto. As aulas também são oferecidas para  alunos com deficiências.

Publicidade

Núcleo de Apoio Contábil e Fiscal da Uece atende gratuitamente contribuintes que necessitam declarar Imposto de Renda  

Por Oswaldo Scaliotti em Responsabilidade social

18 de Março de 2019

A declaração do Imposto de Renda já pode ser feita e os contribuintes devem ficar atentos às datas. Segundo dados da Receita Federal, cerca de 645 mil cearenses devem prestar contas com o fisco no estado. Ainda existem pessoas que não sabem como devem proceder ou não podem contar com um profissional da área da contabilidade para obter as informações necessárias. O que muita gente não sabe é que na Universidade Estadual do Ceará (Uece) existe um núcleo especializado, que atende qualquer pessoa de forma gratuita.

O Núcleo de Apoio Contábil e Fiscal (NAF) da Uece atende com bolsistas e estagiários do curso de Ciências Contábeis, treinados pela Receita Federal e, aqui no Ceará, pela Secretaria da Fazenda do Estado e Secretaria de Finanças do Município, com o apoio do Conselho Regional de Contabilidade. O atendimento acontece de segunda a sexta-feira, entre 14h e 18h. Ano passado, neste mesmo período de Declaração do Imposto de Renda, o Núcleo atendeu cerca de 200 pessoas presencialmente, além de prestar consultoria via telefone para mais 200 contribuintes. Destes, nenhum caiu na malha fina após a entrega da declaração.

Além desse tipo de orientação, o NAF trabalha com os mais diversos assuntos relativos à área contábil, durante todo o ano, sempre sem custo algum para os interessados.

Coordenador do Núcleo de Apoio Contábil e Fiscal da Uece

Aldemir Freire Moreira: 3101-9755

Publicidade

O valor do Meio Ambiente

Por Oswaldo Scaliotti em Responsabilidade social

17 de Março de 2019

A Geoanalysis, empresa cearense especializada em assessoria voltada para Gestão da Sustentabilidade, traz para o Ceará uma metodologia internacional cuja inovação é valorar funções ecológicas de cada elemento da natureza e demonstrar para os empreendimentos os benefícios de mantê-los vivos e em funcionamento.
Conhecida como “Valoração de Serviços Ecossistêmicos”, está sendo implementada pela primeira vez no Estado, no Azur Condomínio Lago, no centro do Eusébio, com foco sobretudo nos benefícios prestados pela lagoa e sua Área de Preservação Permanente (APP), bem como sua contribuição dentro da bacia hidrográfica, incluindo-se: manutenção da vida aquática, habitat para pequenos animais na mata ciliar, atração de aves, preservação da paisagem e da qualidade da água, passagem de fauna, dentre outros. A Valoração de Serviços Ecossistêmicos é, em resumo didático, a área ambiental falando a linguagem da Economia.
A metodologia ganhou notoriedade em meados dos anos 2000, quando a pedido do então Secretário-Geral das Nações Unidas, Kofi Annan, se solicitou uma avaliação das  consequências da mudança de ecossistema para o bem-estar humano e a base científica para a ação necessários a fim de melhorar a conservação e o uso sustentável desses sistemas e sua contribuição para o bem-estar humano.
Em seguida foi adaptada para que fosse possível valorar elementos naturais em todas as partes do mundo, por meio de uma tabela unificada, considerando que os ambientes naturais fazem parte de um sistema planetário. Trata-se da Classificação Internacional Comum dos Serviços Ecossistêmicos (CICES), cuja estimativa demonstra um valor monetário da ordem de U$ 125 trilhões a U$ 145 trilhões por ano, uma vez que se mantenha a natureza viva em todo o planeta. Explicando melhor, o valores citados acima representam o cálculo dos serviços prestados pela natureza quando mantida viva e, assim, convertidos em valores monetários.
Publicidade

Advance veste a camisa do “Lute como uma garota” no Dia da Mulher

Por Oswaldo Scaliotti em Responsabilidade social

13 de Março de 2019

O Dia Internacional da Mulher, comemorado todos os anos no dia 8 de março, é celebrado mundialmente de diversas formas. E, nos últimos anos, mimos como rosas, chocolates, esmaltes, etc. têm, cada vez mais, dado lugar a mensagens de empoderamento, resgatando o verdadeiro sentido da data, de  representar a luta de milhões de mulheres pela igualdade de gênero e outras questões. Alinhada à essa percepção, a Advance aderiu ao movimento, presenteando todas as advancers com uma camiseta estampada com a frase “Lute como uma garota” e com um treinamento de jiu-jitsu trazendo dicas de defesa pessoal nas abordagens de assédio mais comuns.

“Nossa proposta com essa ação era reforçar a autoestima e o orgulho que as mulheres devem ter de desempenharem suas atividades ‘como garotas’, termo que, por muitas vezes, foi utilizado de forma pejorativa. A Advance é uma empresa que, além de ter sido fundada por uma mulher, possui uma maioria de mulheres em cargos de liderança. Por isso, ressaltar a luta diária de nós mulheres, nos mais diversos âmbitos, não poderia ficar de fora desse dia”, explica Eliziane Colares, sócia-fundadora da empresa.

Durante a ação, a Advance também tratou do feminicídio, reforçando a relevância das técnicas de defesa pessoal para se proteger de casos de agressão ou assédio. Segundo Eliziane, é importante que as mulheres se sintam confiantes para se protegerem de possíveis agressões. “Os casos de feminicídio no Brasil têm crescido alarmantemente e têm preocupado as autoridades. Um dos incidentes de maior repercussão nos últimos tempos, foi o da paisagista carioca agredida por horas, que só sobreviveu porque conseguiu se defender de alguns golpes fatais no pescoço e na face. O depoimento dela só nos mostra que saber o básico de autodefesa pode nos ajudar a salvar nossas vidas, já que ficamos menos vulneráveis e mais autoconfiantes”, reforça.

De acordo com pesquisas, apenas nos dois primeiros meses de 2019, já foram registrados mais de 126 assassinatos de mulheres e 67 tentativas de feminicídio no Brasil.

Publicidade

Shopping de Fortaleza organiza evento de adoção de animais neste final de semana

Por Oswaldo Scaliotti em Responsabilidade social

13 de Março de 2019

Neste sábado (16) o North Shopping Jóquei realiza nova edição do evento adoção de animais “Adotar, essa é a pegada”, a partir de 12h, no Acesso C, próximo à loja RiHappy. A ação é aberta ao público.

Cães e gatos de idades variadas, vermifugados e vacinados, ficam disponíveis para adoção responsável. Para acolher um dos animais é preciso ser maior de 18 anos ou estar acompanhado de um responsável, apresentando comprovante de residência e documento de identidade.

A iniciativa tem participação do Instituto GABA e faz parte do calendário de ações do shopping, que ocorre no terceiro sábado de cada mês.

Serviço: Adotar, essa é a pegada. Evento de adoção de animais no North Shopping Jóquei. Dia 16 de março (sábado), a partir de 12h, no Acesso C, em frente à loja RiHappy. Entrada gratuita. Informações: (85) 3403.7042 e www.northshoppingjoquei.com.br

Publicidade

Shopping de Fortaleza organiza evento de adoção de animais neste final de semana

Por Oswaldo Scaliotti em Responsabilidade social

13 de Março de 2019

Neste sábado (16) o North Shopping Jóquei realiza nova edição do evento adoção de animais “Adotar, essa é a pegada”, a partir de 12h, no Acesso C, próximo à loja RiHappy. A ação é aberta ao público.

Cães e gatos de idades variadas, vermifugados e vacinados, ficam disponíveis para adoção responsável. Para acolher um dos animais é preciso ser maior de 18 anos ou estar acompanhado de um responsável, apresentando comprovante de residência e documento de identidade.

A iniciativa tem participação do Instituto GABA e faz parte do calendário de ações do shopping, que ocorre no terceiro sábado de cada mês.

Serviço: Adotar, essa é a pegada. Evento de adoção de animais no North Shopping Jóquei. Dia 16 de março (sábado), a partir de 12h, no Acesso C, em frente à loja RiHappy. Entrada gratuita. Informações: (85) 3403.7042 e www.northshoppingjoquei.com.br