Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

Encerram amanhã as inscrições para participar do Programa Corredores Digitais 2018

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

19 de junho de 2018

O Governo do Estado do Ceará dobrou o número de vagas para a edição 2018 do programa. Este ano são 200 vagas para jovens empreendedores de todo o Ceará

 

O Corredores Digitais 2018, Programa de aceleração de ideias que busca fomentar o empreendedorismo regional, terá inscrições abertas até amanhã, 20 de junho. O edital 2018 irá selecionar 200 projetos de todo o Ceará, dobrando as possibilidades oferecidas no edital do ano passado, com 100 projetos selecionados. Em 2017 foram mais de 230 inscrições oriundos de 37 municípios. Para 2018 a expectativa é que sejam 500 projetos inscritos vindo de todo o estado, impactando diretamente 800 jovens. Atualmente mais 135 mil jovens estão desempregados no Ceará e o programa acredita que o empreendedorismo pode ajudar a mudar essa realidade.

 

Os interessados em concorrer a uma vaga para o seu projeto precisam ter mais de 16 anos; montar uma  equipe de 2 a 4 pessoas; possuir um projeto inovador em alguma das 14 áreas citadas como prioritárias do governo; é necessário também que uma das pessoas da equipe seja a figura do desenvolvedor do produto (membro do time com conhecimento técnico para desenvolver o produto físico e/ou digital). Durante seis meses, o Governo do Estado apoia e fornece o suporte necessário para alavancar os projetos desses jovens através de capacitação empreendedora, mentoria personalizada, mais de 500 mil benefícios, networking, rede de mentores nacionais e regionais e infraestrutura de coworking.

 

A inscrição deve ser feita até amanhã, meia noite, pelo site http://www.sct.ce.gov.br/corredoresdigitais/. O resultado será divulgado dia 15 de julho.  

Realizado pelo Governo do Ceará, através da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece), em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), o Programa lança oportunidades para os setores prioritários que podem impulsionar o desenvolvimento socioeconômico do Ceará como biotecnologia; construção; economia criativa; turismo; economia do mar; eletrometalmecânica; indústria agroalimentar; logística; meio ambiente; produtos de consumo; tendo como setores prioritários: água; Energia; Saúde; Segurança.



Sobre O Corredores Digitais

 

O Corredores Digitais é um programa de aceleração de ideias ou projetos (científicos ou tecnológicos) em modelos de negócios inovadores, realizado pela Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior do Estado do Ceará (SECITECE), em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE).

 

Com o objetivo de fomentar o empreendedorismo, principalmente no interior do Estado, o ciclo de 2017 do programa Corredores Digitais, que ainda está em andamento, está contemplando jovens empreendedores de todas as regiões do Ceará como as cidades de Fortaleza (30 projetos), Quixadá (16 projetos), Juazeiro do Norte (13 projetos), Sobral (12 projetos),  Tianguá (10 projetos). Ao todo são 100 projetos nas áreas da tecnologia, saúde, energia, meio ambiente, entre outros, formados por equipes de até quatro integrantes.

 

Além da capacitação empreendedora ao longo do programa, os jovens participam de sessões de feedback, eventos semanais nos polos do programa, onde os times apresentam tarefas concluídas para uma banca de mentores e recebe deles, orientações para melhorar o desempenho.  Faz parte também, encontros de mentorias personalizadas, que consistem em consultorias quinzenais focadas em criação de startups e competências empreendedoras. A segunda fase trará um bootcamp regional e a terceira, um demoday, ambos em Fortaleza.

 

Publicidade

Mercadinhos São Luiz abre loja no Pátio Água Fria

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

19 de junho de 2018

A localização representa o retorno dos Mercadinhos São Luiz ao bairro de origem, onde foi inaugurada uma de suas primeiras lojas

Com previsão de inauguração para o próximo dia 25 de junho, o Mercadinhos São Luiz abre mais uma loja. O novo endereço fica no Pátio Água Fria, na Av. Washington Soares, 3690 – Loja 04, Parque Manibura. Em uma das avenidas mais movimentadas de Fortaleza, a inauguração do novo Mercadinho, representa o retorno da Rede ao bairro de origem, onde já funcionou uma de suas primeiras lojas.

Essa nova loja será um supermercado de conveniência, um formato moderno, com todo o padrão de qualidade e diversidade que a Rede possui. Os diferenciais da nova unidade estão nos serviços oferecidos aos clientes, com espaço para cafeteria e buffet, além de estacionamento do próprio Pátio, e na variedade do mix de produtos.

O espaço destinado ao salão de vendas da nova loja dos Mercadinhos São Luiz, conta com uma área de 659,27m². Além disso, a área reservada para a cafeteria e praça de alimentação, localizado no 2º andar, está em torno de 218,55m². A loja  contará com cerca de 60 funcionários.

Em 1978 foi inaugurada uma das primeiras lojas do Mercadinhos São Luiz, bem próxima ao endereço do Pátio Água Fria. Foi quando a Rede começou a pensar a cidade de forma estratégica, levando qualidade em produtos e serviços para perto dos seus clientes, já que na época, o grande pólo comercial estava centralizado na Aldeota.

Até o final do ano, outras lojas da Rede serão inauguradas, pensadas estrategicamente para cada região de Fortaleza e também no Eusébio, sempre com o intuito de proporcionar comodidade, excelência no atendimento e variedade para os seus clientes.

 

Publicidade

Shopping recebe concurso com apresentação de quadrilhas infantis nesta sexta-feira (22/06)

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

19 de junho de 2018

 

 

Evento da União Junina Cearense será realizado no RioMar Kennedy com apresentação de tradicionais grupos de quadrilhas infantis para escolha da princesa e do casal destaque do ano. No fim de semana, a diversão continua com o Bora Brincar e shows na Vila de São João.  

 

Nesta sexta-feira, 22 de junho, tem muito arrasta-pé para toda a família no RioMar Kennedy com o concurso “Destaque Junino Infantil” da União Junina Cearense, aprogramação é gratuita e contará com a escolha da princesa e do casal de noivos do ano. O evento tem início a partir das 19h, na Vila de São João, localizada no Piso L2 do shopping e terá apresentação da quadrilha infantil Filhos do Sol.

 

No fim de semana, a programação continua com o Bora Brincar de São João, na Praça de Eventos do Piso L2. A partir das 17h tem espetáculos cheios de diversão e muitas brincadeiras com personagens da Blitz Intervenções.

 

No sábado (23/06), tem muito anarriê para os pequenos com o São João da Banda BBK. Para colocar todo mundo para dançar, a dupla sertaneja Stéfano e Leonardo comanda a festa na Vila São João, a partir das 18h.

 

E no domingo (24/06), tem o espetáculo “Visconde e a Rainha do Milho” com histórias divertidas e concurso para escolha da Rainha do Milho. A Vila de São João traz ainda apresentações, a banda Forró de Dois, às 18h.

 

A programação Junina do RioMar Kennedy segue durante todo o mês de junho. A entrada é gratuita.

 

SERVIÇO

Concurso Destaque Junino Infantil

Data: 22 de junho, sexta-feira

Horário: 19h

Local: Piso L2, Praça de Eventos – RioMar Kennedy (Av. Sargento Hermínio Sampaio, 3100 – Presidente Kennedy)

Telefone: 3089.0909

Classificação Livre

Entrada gratuita

 

Publicidade

Plantio de água no Sertão reconhecido pela Assembleia Legislativa 

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

19 de junho de 2018

Ação desenvolvida por uma rede de pesquisadores nacional no Moxotó de PE é considerada promissora pela Assembleia Legislativa no Ceará  

Nesta quarta-feira (20), após reconhecimento da Assembleia Legislativa do Ceará como um trabalho promissor em busca de soluções diante da crise hídrica e desertificação no Bioma Caatinga, pesquisadores da rede nacional Ecolume participam de evento do Poder Legislativo Cearense, em Fortaleza. Eles apresentarão ações em desenvolvimento no sertão do Moxotó de Pernambuco, sendo consideradas como pertinentes aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, estratégicos ao desenvolvimento humano e sustentabilidade no Bioma. A Ecolume, que é coordenada pela climatologista Francis Lacerda, do Laboratório de Mudança Climática do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), garante que é possível plantar água, comer Caatinga e irrigar com o sol.

“Nossos estudos e trabalho de campo têm sido desenvolvidos na escola de Agroecologia Serta, em Ibimirim/PE. Lá, buscamos demonstrar que, com os efeitos das mudanças do clima globais sobre a região semiárida, a biodiversidade nativa da Caatinga, já adaptada naturalmente ao clima semiárido, e em combinação com s utilização da energia solar, existem potencialidades  para se encontrar soluções para os desafios hídricos, alimentar e energético”, garante Francis. Desse modo, a rede já está planejando a instalação do primeiro sistema agrovoltaico da América do Sul para a produção de alimentos vegetais orgânicos e animal, no Sertão. A Ecolume é financiada pelo CNPq desde o início deste ano.

O sistema, que usa painéis fotovoltaicos transformando a radiação solar em energia elétrica, também faz a captação e bombeamento de água. E ainda potencializa o gerenciamento hídrico eficaz e eficiente através do modelo de produção de plantas e peixes por aquaponia (um sistema simples de engenharia por tubos e tanques, otimizando o uso e reuso da água). “Portanto, tal modelo evidencia a abundância oriunda do sol, onde a temperatura tende a aumentar e a chuva a diminuir com as mudanças climáticas, e demonstra que é possível aumentar a produção de água, desde que pelo seu uso racional e implantação de tecnologias sociais”, conta Francis.

Entre as plantas, o replantio de espécies da Caatinga (recaatingamento) com fins alimentícios, medicinais e outros fins socioeconômicos também têm sido estimuladas pela Ecolume. Uma delas é o Umbu, que começa a entrar em fase de extinção diante do desmatamento – cenário que tem contribuído para a ampliação do processo de desertificação no Sertão. Os alunos do Serta inclusive já criaram o grupo Guardiões das Caatinga, transformando as suas casas em viveiros abertos das plantas nativas. O IPA, em Ibimirim/PE, também  está empenhado em produzir 3 mil mudas de umbu. E, no final deste ano, deve ocorrer as primeiras ações de recaatingamento da espécie.

O sistema agrovoltaico Ecolume/Serta estará sendo usado ainda para o recaatingamento, demonstrando potencial socioeconômico e ambiental das plantas nativas. “E com o solo coberto por vegetação da Caatinga, esta que pode ser consumida, o processo de desertificação pode ser mitigado, da mesma forma que contribui para manter o solo úmido, pois as plantas retêm a água em sua volta e contribuem para aumentar a umidade do solo e do ar através do seu processo de evapotranspiração, contribuindo para regulação do microclima local diante deste ciclo hidrológico natural da planta-água-solo e a atmosfera”, explica Francis, justificando a metáfora plantar água pelo replantio da Caatinga, sendo irrigada com o sol pela radiação solar através das placas fotovoltaicas.

Por estas inovações e potencialidades, a rede Ecolume foi selecionada pela Assembleia Legislativa do Ceará como uma das experiências exitosas dentro do Bioma para participar da 2ª Conferência da Caatinga. O evento, que começa na terça (19) e vai até quinta (21), é realizado em parceria com o governo cearense, Ibama, DNOCS e outros órgãos públicos e privados. O tema do evento é Desenvolvimento Humano e Sustentabilidade, tendo como missão trazer à luz as graves questões que preocupam governos e sociedade civil organizada em torno do bioma, com ênfase na crise hídrica, na sustentabilidade e no processo agressivo de desertificação, tendo como eixo central o Ser Humano.

Publicidade

Samba85 chega para resgatar o público que curte o samba e pagode em Fortaleza, mas que ficou sem opções de lugares que oferecem o ritmo no cardápio musical

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

19 de junho de 2018

O projeto recebe neste domingo (24) o Grupo Samba85 comandado por Romero Ribeiro, ex-Exaltasamba; os meninos da Além da Razão e DJ Alysson.

Há alguns anos em Fortaleza, era possível curtir baladas de estilos diferentes durante todos os dias da semana. Não era preciso esperar o fim de semana chegar para aproveitar as opções de entretenimento. Um dos programas mais disputados pelos fortalezenses eram os locais onde misturavam samba, pagode e cerveja gelada como o Mais ou Menos Bar, Vila Camaleão, Terraço, Bar do Papai, Bar do Arlindo, Pagode da Mocinha, Amici’s, entre outros.

O Samba85 chega para levantar a bandeira do samba e do pagode e resgatar o público que curte o estilo, mas que ficou sem opção de lugares que oferece o ritmo como cardápio musical. Neste domingo (24), a casa recebe o grupo residente Samba85, que leva o nome do projeto e que tem à frente o cantor Romero Ribeiro, ex-‘The Voice’, que carrega na bagagem, a passagem como vocalista do Exaltasamba.

A casa abre às 16 horas e apresenta ainda os meninos do Além da Razão e DJ Alysson. Para as mulheres, open bar de caipirinha e catuaba nas duas primeiras horas.

SERVIÇOS:

Atrações: Banda Samba85, Além da Razão e DJ Alysson.

Quando: Domingo, 24 de junho

Onde: Rua Eduardo Girão, 1265

Hora: A partir das 16 horas

Vendas antecipadas: Lojas Blinclass ou no local

Valor: R$30. *Verificar desconto na lista VIP.

Informações: 9 9104.4302

Publicidade

MFF realiza palestra com a fotógrafa Sheila Oliveira

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

19 de junho de 2018

 

A artista falará sobre suas experiências e produções, que abordam o regionalismo nordestino

O regionalismo é uma aliança de forças que constrói uma identidade referida a um espaço; conta a história e mostra práticas comuns deste lugar além de apresentar uma leitura do passado, do presente e projetar um futuro em cima de análises de todas estas forças. E é para mostrar, de forma interativa, o regionalismo nordestino que a fotógrafa Sheila Oliveira vem ao Museu da Fotografia Fortaleza (MFF).

Carnaúba, rede de dormir, caatinga e rio Jaguaribe são alguns dos temas que a artista aborda em sua produção, que compreende fotografias, livros e documentários. O público terá o privilégio de conhecer algumas das narrativas idealizadas por Sheila, num bate-papo rico e descontraído. O encontro será na próxima quinta-feira, 21 de junho, a partir de 14h, com entrada gratuita e sujeita à lotação. Os interessados só precisam se inscrever no site sympla.com.br.

Sheila Oliveira – Sócia-fundadora da Dartista Editora, vive e trabalha em Fortaleza, estudou fotografia na Foximage, em Paris, além de ter se especializado em fotojornalismo em São Paulo, na Escola Focus. Já trabalhou na Agence France Press e no jornal Folha de São Paulo. Publicou cinco livros, com temas que falam da cultura do Ceará.

Sobre o Museu

Compreendendo sua função social para além do espaço expositivo, o Museu da Fotografia realiza uma série de ações que têm como objetivo a divulgação de novos talentos e a promoção da fotografia contemporânea a partir da realização de cursos e visitas guiadas para a terceira idade e de oficinas e workshops voltados a artistas, estudantes e educadores – resultado, inclusive, da proximidade da instituição junto às Secretarias de Cultura (Secult), de Turismo (Setur) e de Educação do Estado (Seduc), e às Secretarias Municipais da Educação (SME), de Turismo (Setfor) e de Cultura de Fortaleza (Secultfor). O MFF tem também uma equipe de monitoria formada pelos alunos dos cursos de Comunicação Social da Universidade Federal do Ceará (UFC) e da Universidade de Fortaleza (Unifor), Pedagogia da Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA), Artes Visuais do Instituto Federal do Ceará (IFCE) e do curso de Fotografia do Porto Iracema das Artes.

SERVIÇO:

Palestra Sheila Oliveira

Data: 21/06 (quinta-feira)

Horário: 14h

Local: Museu da Fotografia Fortaleza

Endereço: Rua Frederico Borges, 545 | Varjota | Fortaleza – CE

Inscrições: gratuitas, no site sympla.com.br

Mais informações: (85) 3017-3661

leia tudo sobre

Publicidade

Estudantes cearenses solucionam problemas reais da indústria em evento em Brasília

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

19 de junho de 2018

A Olimpíada do Conhecimento, realizada a cada dois anos, tem uma grande novidade nesta 10ª edição: por meio da demonstração de uma cidade inteligente e da escola do futuro, em um espaço de 25 mil metros quadrados, a OC 2018 vai mostrar inovações que prometem melhorar a qualidade de vida nos centros urbanos e revolucionar a educação.

Estudantes da Escola SESI SENAI de Educação Básica articulada com Educação Profissional (EBEP) representarão o Ceará no evento, que acontece de 5 a 8 de julho, em Brasília. Divididos em três equipes, os 11 alunos participarão do Desafio de Robótica e da Mostra de Ciências e Engenharia, duas atividades que ocorrem dentro da programação, no ambiente Escola do Futuro, voltado para apresentar tecnologias e metodologias educacionais de vanguarda.

A quarta revolução industrial deve levar a uma transformação do mercado de trabalho, com uma mudança profunda nos perfis profissionais e o surgimento de novos negócios. Essa realidade tem provocado mudanças profundas nas escolas, uma vez que a educação é o caminho para quem deseja dominar as tecnologias da chamada indústria 4.0.

Desafio de Robótica

No Desafio de Robótica na Indústria, evento demonstrativo organizado pelo SESI, 48 equipes de estudantes de 14 a 17 anos do SESI e do SENAI desenvolverão robôs para executar missões de forma autônoma em uma arena compartilhada simulando processos de oito segmentos industriais: mineração, panificação, frigorífico, construção civil, máquinas e equipamentos, celulose e papel, veículos automotores e têxtil.  Os estudantes terão de lidar com situações-problema que fazem parte do cotidiano das empresas tais como gestão de estoques, controle de produção, economia de materiais e inovação tecnológica.

O Ceará será representado pela equipe The Gears, composta por cinco integrantes, estudantes do 2ª ano do Ensino Médio da Escola SESI SENAI EBEP: Davi Silva, Frank Briglia, Lara Cristine Ribeiro, Luca Menezes e Marcos Eduardo Gomes.

Desde já, os alunos estão treinando com afinco para ter um bom desempenho na Olimpíada, conciliando a rotina escolar com a preparação para o evento.

Para Davi Rabelo, integrante da equipe, essa é uma oportunidade diferente. “A escola proporciona essa maneira dos alunos estudarem e ao mesmo tempo se divertirem, por meio da robótica, que envolve a matemática, a física e demais conteúdos. Participar de um evento nacional mostrando isso é algo que nos empolga”.

Mostra de Ciências e Engenharia

Na Mostra de Ciências e Engenharia, 48 equipes de estudantes da Educação Básica Articulada com a Educação Profissional (EBEP) do SESI e do SENAI apresentarão projetos de inovação científica e tecnológica para solucionar problemas reais. Os projetos serão avaliados por uma equipe de especialistas da Universidade de São Paulo (USP) e os estudantes receberão orientações técnicas para melhoria dos processos, fortalecendo a cultura cientifica da inovação e do empreendedorismo.

Duas equipes cearenses participarão da Mostra, com os projetos “Sapato sensor: a independência dos deficientes visuais” e “Trufas futricítricas: uma receita para um organismo carente de vitamina C”.

O primeiro consiste em um sapato bordado com um sensor para auxiliar na locomoção de pessoas com deficiência visual.  Para a construção do projeto serão utilizados os seguintes materiais: Sapato comum, um sensor utilizado em veículos de marcha   ré (este poderá ser o substituto do sensor ultrassônico) um sensor de vibração e uma pulseira (opcional).

Já o segundo consiste na produção de trufas de chocolate com recheio de sabores variados baseados no sabor da gominha de vitamina C: redoxitos. Com isto, os estudantes esperam apresentar um novo caminho para ingerir os nutrientes necessários de uma maneira mais saborosa.

Saiba mais 

Promovida pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e pelo Serviço Social da Indústria (SESI),  a OC2018 deve atrair cerca de 40 mil pessoas entre representantes de empresas, do governo e estudantes. A entrada é gratuita.

De acordo com o diretor-geral do SENAI, Rafael Lucchesi, que também é diretor-superintendente do SESI, o intuito da Olimpíada é mostrar a necessidade de a indústria inovar constantemente para melhorar a qualidade de vida da população, ser mais eficiente no uso de recursos naturais e gerar melhores empregos e renda. “No domínio das tecnologias 4.0, a educação assume papel central”, destaca. “Por isso, no evento, serão apresentadas ainda inovações usadas em salas de aula do SESI e SENAI para formar o profissional do futuro e prepara-lo para lidar com um mundo dinâmico de constantes e rápidas transformações.”

Publicidade

Agência Delantero participa do 65º Festival de Publicidade de Cannes

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

19 de junho de 2018

Pádua Sampaio, Marcel Pinheiro e André Miyasaki (Diretores da Delantero).

Desde o dia 18 de junho, os diretores da agência Delantero Pádua Sampaio, Marcel Pinheiro e André Miyasaki, conferem in loco o 65º Festival de Publicidade de Cannes, que acontece até o dia 22 de junho na famosa cidade da Riviera Francesa. O festival é o mais importante evento da publicidade mundial, responsável por reunir os principais nomes da área, além de profissionais ligados às artes, inovação, tecnologia, design e entretenimento.

 

Representando a agência, os sócios participam do evento a convite especial de dois grupos de comunicação: do SBT, após conquistarem o prêmio O Melhor Comercial do Brasil, e do Sistema Verdes Mares, por terem sido os grandes vencedores do GP Verdes Mares de Propaganda. Esse é o segundo ano consecutivo que a Delantero leva o prêmio nacional do SBT para o Nordeste, com o comercial “Não vai ter frango”, desenvolvido para o Fortaleza Esporte Clube.

 

“O Festival de Cannes é um importante farol, uma grande inspiração para a nossa atividade. É sempre bom assistir às palestras de nomes consagrados mundialmente em nossas áreas. Se o nosso principal ativo é a ideia, o conhecimento, temos certeza de que voltaremos bastante abastecidos”, salientam os diretores.

 

Sobre a Delantero

 

Com atuação no Nordeste e em São Paulo, a Delantero é reconhecida nacionalmente como uma das 50 agências mais criativas do Brasil, acumulando diversos prêmios em pouquíssimo tempo. Além da premiação do SBT e do Sistema Verdes Mares, a agência já foi premiada quatro vezes consecutivas no Profissionais do Ano da Rede Globo. Este ano, concorre novamente ao prêmio com 5 filmes indicados, em um total de 8 comerciais.

 

Atualmente, a agência conta com importantes clientes como o Grupo M. Dias Branco, Iguatemi, Uber, Colégio Máster e WR Engenharia. É dirigida pelos sócios Marcel Pinheiro, Pádua Sampaio e André Miyasaki.

 

Publicidade

XII Festival da Lagosta promete encantar turistas e moradores de Icapuí com gastronomia e música

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

19 de junho de 2018

Com incontáveis atrativos naturais que o tornam um destino de desejo para muitos brasileiros e estrangeiros, o Nordeste do Brasil é famoso também pela efervescência cultural. Manifestações de encher os olhos pela originalidade de ritmos e costumes se espalham pelos nove cantos da região. Pegando carona nessa boa fama que atrai turistas de todo o mundo, cidades litorâneas como Icapuí, no litoral leste cearense, aproveitam o mês de junho, véspera das férias escolares, para receber novos visitantes e encantar moradores com festivais que unem boa música e gastronomia.

É o caso do já tradicional Festival da Lagosta de Icapuí, que chega à 12ª edição de 22 a 24 de junho, nas praias de Barreira s e Redonda. Uma arena gastronômica será montada no calçadão da praia de Barreira para, nos dois primeiros dias, a partir das 19h, apresentar uma variedade de pratos do crustáceo, símbolo da culinária cearense, com receitas criadas pelos empreendedores da região. Os pratos serão comercializados a um preço único de R$ 15.

E como gastronomia e música combinam muito bem, os apreciadores da lagosta também vão poder desfrutar de diversas apresentações musicais de artistas cearenses. Um a dessas atrações é a cantora e professora de musicalização Daniella Campelo, que marcou geração no forró à frente das bandas Mastruz com Leite e Styllus. A artista sobe ao palco a partir das 21h30, no primeiro dia do evento.

ENQUANTO ISSO, NO PALCO

Daniella apresentará o espetáculo “Nos palcos do Nordeste”, que faz um apanhado de clássicos de compositores nordestinos, como Fagner, Dominguinhos, Alceu Valença, Elba Ramalho, Ednardo, Belchior, Luiz Gonzaga e Geraldo Vandré.  No repertório, sucessos como “Mucuripe”, “Anunciação”, “Se avexe não”, “Que nem jiló” e “Frevo Mulher”.

Logo após, às 23 horas, será a vez de conferir uma mescla de romantismo, brega style  e dor de cotovelo da banda cearense Os Alfazemas. Adriano Uchôa (vocal), Victor Ribeiro (guitarrista), João Vital (baterista), Alexandre Lima (baixista) e Marcelo Almeida (tecladista) apresentam o novo show de músicas intensas e autorais: “TU!”.

Logo após, o público pode aproveitar para curtir talentos do próprio município. Na primeira noite (22), a animação ficará por conta do conjunto musical Maresia.

Na noite de sábado, 23, o guitarrista e produtor musical Mimi Rocha, retorna ao festival para apresentar um repertório recheado de clássicos das principais bandas de rock das décadas de 70, 80 e 90, somado a hits pop e reggaes atuais. A apresentação está marcada para às 23h. Acompanham Mimi Rocha o cantor Felipe Dourado e os músicos Nélio Costa (baixo), Stenio Gonçalves (teclados) e Denilson Lopes (bateria). E para fechar a noite, muito forró com a banda Pegue Xote.

O Festival da Lagosta de Icapuí se despede com a realização da tradicional regata de barcos, que acontece na praia de Redonda, às 11h, com apresentações das bandas de reggae Base, Katamar  e Reldon Roots. Para encerrar a festa, tem show do grupo de forró pé de serra Cacimba de Aluá, a partir das 15 horas, que promete fazer o público dançar agarradinho ao som de um repertório popular nordestino .

OFICINAS
Além das apresentações musicais e da exposição gastronômica, o XII Festival da Lagosta de Icapuí fará três oficinas na Praia da Redonda: uma de gastronomia, outra de produção musical e uma terceira de audiovisual.

A de gastronomia será ministrada pelo presidente da Associação de Chefes de Cozinha do Ceará (ACC-CE), Luciano Ferreira, que acontece de 22 a 24, na “Oh! Linda Pousada”. Já o Espaço Cultural Aruanã recebe no mesmo período a oficina de produção musical que terá como facilitador um dos mais aplaudidos músicos do Ceará, Mimi Rocha; e também a oficina introdutória de audiovisual ministrada pelo historiador, diretor, produtor e pesquisador Ted Rafael, que acontece de 22 a 26 de junho.

“A ideia é mostrar a esses meninos da rede pública de ensino um pouco do histórico, da teoria e da prática da realização de um documentário. O processo de criação dos planos, montagem e narrativa sobre um tema, que neste caso será a rotina dos pescadores e a dinâmica do festival”, explica o cineasta.  Ao fim do curso, os participantes vão produzir um filme curta-metragem sobre o evento, que será apresentado na próxima edição do festival.

PATROCÍNIO
O Festival da Lagosta de Icapuí é realizado pelo Grupo de Desenvolvimento do Turismo de Icapuí (GDTur). Patrocínio: Governo do Estado do Ceará, através da Casa Civil; Governo Federal; Banco do Nordeste; Sebrae; Instituto Agropolos; Secretaria da Agricultura, Pesca e Aquicultura do Ceará; Prefeitura Municipal de Icapuí.

SERVIÇO

XII Festival da Lagosta de Icapuí – De 22 a 24 de junho de 2018 nas praias de Barreira e Redonda, em Icapuí, Ceará. Dias 22 e 23 em Barreiras a partir das 19h e dia 24 em Redonda a partir das 11h. Informações: (85) 9.8773.8525

Publicidade

Inscrições para os cursos online do CBCA encerram em uma semana

Por Oswaldo Scaliotti em Qualificação

19 de junho de 2018

O curso “Introdução à Construção em Aço” do Centro Brasileiro da Construção em Aço (CBCA) será realizado a partir de 02/07 e tem como público-alvo arquitetos, engenheiros e demais profissionais da cadeia da construção civil que desejam aprimorar conhecimentos sobre esse modelo construtivo. Com o valor de R$ 450, o curso tem o objetivo de fornecer aos alunos as principais informações sobre as características e tecnologias utilizadas na construção em aço, com abordagem detalhada dos sistemas estruturais e das características do aço, além de informações sobre projeto, fabricação e montagem das estruturas. Com conteúdo interativo, exemplos práticos e cases de obras, as aulas abordarão os principais conceitos das estruturas em aço.

Já o curso “Sistemas Estruturais em Aço”, com valor de R$ 455, aulas iniciando também em 02/07 e mesmo público-alvo, tem como objetivo explicar aos alunos, através da utilização de modelos estruturais, como as forças físicas agem nas estruturas, além de abordar os mais diversos sistemas estruturais em aço e conceitos ligados ao projeto de uma estrutura. O material que será distribuído aborda desde os conceitos básicos para o lançamento de uma estrutura em aço, passando pelos tipos de seções estruturais, até os sistemas estruturais e a proteção das estruturas.

Os dois cursos serão ministrados pela engenheira Rosane Bevilaqua, que fará o acompanhamento constante e estará à disposição para esclarecer dúvidas. Ao final será emitido certificado aos alunos que obtiverem média nos testes superior a sete. Os cursos são disponibilizados via Internet, com acesso 24 horas por dia de qualquer computador conectado, e ficarão disponíveis por um período de três meses. O CBCA acredita que dessa forma cada aluno pode criar seu próprio ritmo de estudo.

Sobre o CBCA

O Centro Brasileiro da Construção em Aço é uma entidade gerida pelo Instituto Aço Brasil. Desde 2002, ano de sua fundação, procura ampliar a participação da construção em aço no mercado nacional, realizando ações para sua divulgação e apoiando o seu desenvolvimento tecnológico.

Mais informações em www.cbca-acobrasil.org.br/site/capacitacao-cursos-online.php.

Publicidade

Inscrições para os cursos online do CBCA encerram em uma semana

Por Oswaldo Scaliotti em Qualificação

19 de junho de 2018

O curso “Introdução à Construção em Aço” do Centro Brasileiro da Construção em Aço (CBCA) será realizado a partir de 02/07 e tem como público-alvo arquitetos, engenheiros e demais profissionais da cadeia da construção civil que desejam aprimorar conhecimentos sobre esse modelo construtivo. Com o valor de R$ 450, o curso tem o objetivo de fornecer aos alunos as principais informações sobre as características e tecnologias utilizadas na construção em aço, com abordagem detalhada dos sistemas estruturais e das características do aço, além de informações sobre projeto, fabricação e montagem das estruturas. Com conteúdo interativo, exemplos práticos e cases de obras, as aulas abordarão os principais conceitos das estruturas em aço.

Já o curso “Sistemas Estruturais em Aço”, com valor de R$ 455, aulas iniciando também em 02/07 e mesmo público-alvo, tem como objetivo explicar aos alunos, através da utilização de modelos estruturais, como as forças físicas agem nas estruturas, além de abordar os mais diversos sistemas estruturais em aço e conceitos ligados ao projeto de uma estrutura. O material que será distribuído aborda desde os conceitos básicos para o lançamento de uma estrutura em aço, passando pelos tipos de seções estruturais, até os sistemas estruturais e a proteção das estruturas.

Os dois cursos serão ministrados pela engenheira Rosane Bevilaqua, que fará o acompanhamento constante e estará à disposição para esclarecer dúvidas. Ao final será emitido certificado aos alunos que obtiverem média nos testes superior a sete. Os cursos são disponibilizados via Internet, com acesso 24 horas por dia de qualquer computador conectado, e ficarão disponíveis por um período de três meses. O CBCA acredita que dessa forma cada aluno pode criar seu próprio ritmo de estudo.

Sobre o CBCA

O Centro Brasileiro da Construção em Aço é uma entidade gerida pelo Instituto Aço Brasil. Desde 2002, ano de sua fundação, procura ampliar a participação da construção em aço no mercado nacional, realizando ações para sua divulgação e apoiando o seu desenvolvimento tecnológico.

Mais informações em www.cbca-acobrasil.org.br/site/capacitacao-cursos-online.php.