Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

Argentina é o principal parceiro comercial de Itapipoca no exterior

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

22 de Abril de 2019

Entre janeiro e fevereiro de 2019 Itapipoca exportou US$ 6,5 milhões, tornando-se o nono município que mais exporta no Ceará. As importações somaram US$ 1,08 milhões no período, o que gerou um saldo comercial superavitário de US$ 5,41 milhões. Os dados são do estudo do Centro Internacional de Negócios da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC).

Bebidas como sucos e água de coco são os principais produtos exportados por Itapipoca, totalizando US$ 2,5 milhões no primeiro bimestre de 2019. O setor de calçados também tem bastante relevância na pauta exportadora da cidade, de modo que o total exportado pelos três principais subgrupos de calçados foi de US$ 3,4 milhões, 52% do total enviado ao exterior por Itapipoca. A Argentina, principal destino das exportações da cidade, obteve, em 2019, um avanço de 136,2%, chegando à marca de US$ 3,8 milhões. Outros países como, Estados Unidos, Canadá e Reino Unido também são destaques nas vendas de Itapipoca.

Os sumos de frutas estão presentes também nas importações, uma vez que são os itens mais comprados dos mercados estrangeiros. O total importado em sumos foi de US$ 791,8 mil, no intervalo analisado, tendo as Filipinas como principal fornecedor. Israel é o 2° país que mais exporta à Itapipoca, com US$ 167,4 mil.

O município de Itapipoca alcançou, em 2015, um PIB de R$ 1,19 bilhão, sendo 77% desse valor abarcado pelo setor de serviços, 16% pela indústria e menos de 6% pelo setor agropecuário. O setor industrial da cidade é caracterizado pela produção de calçados e sucos de frutas, além da água de coco. (IBGE).

Saiba mais

O Centro Internacional de Negócios da FIEC apoia a internacionalização das empresas cearenses e promove ações estratégicas, de capacitação e relações institucionais, com o objetivo de impulsionar as exportações e importações da indústria do Ceará. Faz parte da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), que junto com Serviço Social da Indústria (SESI Ceará), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI Ceará), Instituto Euvaldo Lodi (IEL Ceará) e o Observatório da Indústria formam o Sistema FIEC.

Publicidade aqui

Argentina é o principal parceiro comercial de Itapipoca no exterior

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

22 de Abril de 2019

Entre janeiro e fevereiro de 2019 Itapipoca exportou US$ 6,5 milhões, tornando-se o nono município que mais exporta no Ceará. As importações somaram US$ 1,08 milhões no período, o que gerou um saldo comercial superavitário de US$ 5,41 milhões. Os dados são do estudo do Centro Internacional de Negócios da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC).

Bebidas como sucos e água de coco são os principais produtos exportados por Itapipoca, totalizando US$ 2,5 milhões no primeiro bimestre de 2019. O setor de calçados também tem bastante relevância na pauta exportadora da cidade, de modo que o total exportado pelos três principais subgrupos de calçados foi de US$ 3,4 milhões, 52% do total enviado ao exterior por Itapipoca. A Argentina, principal destino das exportações da cidade, obteve, em 2019, um avanço de 136,2%, chegando à marca de US$ 3,8 milhões. Outros países como, Estados Unidos, Canadá e Reino Unido também são destaques nas vendas de Itapipoca.

Os sumos de frutas estão presentes também nas importações, uma vez que são os itens mais comprados dos mercados estrangeiros. O total importado em sumos foi de US$ 791,8 mil, no intervalo analisado, tendo as Filipinas como principal fornecedor. Israel é o 2° país que mais exporta à Itapipoca, com US$ 167,4 mil.

O município de Itapipoca alcançou, em 2015, um PIB de R$ 1,19 bilhão, sendo 77% desse valor abarcado pelo setor de serviços, 16% pela indústria e menos de 6% pelo setor agropecuário. O setor industrial da cidade é caracterizado pela produção de calçados e sucos de frutas, além da água de coco. (IBGE).

Saiba mais

O Centro Internacional de Negócios da FIEC apoia a internacionalização das empresas cearenses e promove ações estratégicas, de capacitação e relações institucionais, com o objetivo de impulsionar as exportações e importações da indústria do Ceará. Faz parte da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), que junto com Serviço Social da Indústria (SESI Ceará), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI Ceará), Instituto Euvaldo Lodi (IEL Ceará) e o Observatório da Indústria formam o Sistema FIEC.