Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

Ecofor e comunidade transformam espaço ocupado por lixo em local de lazer

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

20 de setembro de 2018

Nesta quinta-feira (20/09), às 15h, a Ecofor entrega mais um espaço de convivência para a comunidade, desta vez, na esquina das ruas Sigefredo Pinheiro com Bartolomeu de Gusmão, no Bairro de Fátima.
Ainda há um longo caminho a ser percorrido com relação à educação ambiental. Descartar lixos em terrenos baldios, canteiros ou outros espaços inadequados é um hábito de muitas pessoas e causa danos para todos. Era isso que acontecia nesse espaço transformado pela Ecofor Ambiental, empresa responsável pela coleta domiciliar de Fortaleza.
“Ficamos sensibilizados com o pedido de auxílio feito pela comunidade. Então, vários atores entraram em cena para execução dessa tarefa: empresas, condomínios e moradores do entorno; além do apoio da Regional IV. Esse é mais um dos nossos compromissos: levar educação ambiental para a população”, afirma João Júlio Sombra, superintendente da Ecofor.
O lixo não foi apenas recolhido do local, para evitar novos descartes, a Ecofor uniu-se à população e transformou o espaço em um local de convivência. Com mesa, banquinhos e muita arte. Isso trouxe, acima de tudo, um sentimento de pertencimento das pessoas com o local.
Publicidade aqui

leia tudo sobre

Ecofor e comunidade transformam espaço ocupado por lixo em local de lazer

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

20 de setembro de 2018

Nesta quinta-feira (20/09), às 15h, a Ecofor entrega mais um espaço de convivência para a comunidade, desta vez, na esquina das ruas Sigefredo Pinheiro com Bartolomeu de Gusmão, no Bairro de Fátima.
Ainda há um longo caminho a ser percorrido com relação à educação ambiental. Descartar lixos em terrenos baldios, canteiros ou outros espaços inadequados é um hábito de muitas pessoas e causa danos para todos. Era isso que acontecia nesse espaço transformado pela Ecofor Ambiental, empresa responsável pela coleta domiciliar de Fortaleza.
“Ficamos sensibilizados com o pedido de auxílio feito pela comunidade. Então, vários atores entraram em cena para execução dessa tarefa: empresas, condomínios e moradores do entorno; além do apoio da Regional IV. Esse é mais um dos nossos compromissos: levar educação ambiental para a população”, afirma João Júlio Sombra, superintendente da Ecofor.
O lixo não foi apenas recolhido do local, para evitar novos descartes, a Ecofor uniu-se à população e transformou o espaço em um local de convivência. Com mesa, banquinhos e muita arte. Isso trouxe, acima de tudo, um sentimento de pertencimento das pessoas com o local.