Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

Indústria calçadista vai dobrar número de empregos em Brejo Santo

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

11 de Maio de 2018

 
Líder na geração de empregos da indústria de transformação cearense, o setor calçadista local contará com mais uma ampliação relevante para o Estado. Nesta quinta-feira (10), um convênio entre a Prefeitura de Brejo Santo e a Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece) foi assinado permitindo a realização de uma obra para expansão da segunda etapa da empresa Dilly Sports.
 
Conforme o presidente da Adece, Eduardo Neves, a expansão da indústria vai dobrar o número de empregos gerados pela empresa na região. “Atualmente, a fábrica emprega 800 funcionários diretos e outras 800 vagas de trabalho formais serão criadas com a ampliação. Estão previstos cerca de R$ 8,5 milhões para o projeto do galpão, sendo aproximadamente R$ 8 milhões da Adece e o restante da Prefeitura, que vai realizar uma licitação para dar início à obra”, explica.
 
A expansão das atividades faz parte de um projeto maior desenhado em 2014, em parceria com o Governo do Ceará, quando a fábrica foi implantada no Estado. É o que explica o sócio da indústria, Fabiano Dilly. “Começamos em um imóvel provisório em 2014, depois fomos para o local atual em 2016. A segunda etapa será para ampliar tanto a nossa estrutura da capacidade de fabricação de cabedais como o aumento da produção em sua totalidade”, comemora o empresário.
 
Marcas reconhecidas
 
Atualmente, a Dilly Sports fabrica para marcas reconhecidas a nível mundial. Mormaii, Puma, Diadora e Oackley são algumas delas. De acordo com Fabiano, a empresa comercializa, em sua maioria, para todo o território nacional com predominância nas regiões Sul e Sudeste. Já as exportações são realizadas para Estados Unidos, Europa, Japão e China.
 
Desenvolvimento local
 
Para a prefeita de Brejo Santo, Teresa Landim, a expansão industrial significa a valorização do potencial existente no município. “Vai gerar oportunidades não somente para os jovens, mas para famílias. A primeira etapa fez um grande diferencial na economia do município e existia essa esperança da ampliação, uma promessa hoje concretizada pelo governador Camilo Santana”, comenta.
 
Conforme a prefeita, o próximo passo é a licitação das obras. O prazo de início é para junho deste ano.
Publicidade aqui

Indústria calçadista vai dobrar número de empregos em Brejo Santo

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

11 de Maio de 2018

 
Líder na geração de empregos da indústria de transformação cearense, o setor calçadista local contará com mais uma ampliação relevante para o Estado. Nesta quinta-feira (10), um convênio entre a Prefeitura de Brejo Santo e a Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece) foi assinado permitindo a realização de uma obra para expansão da segunda etapa da empresa Dilly Sports.
 
Conforme o presidente da Adece, Eduardo Neves, a expansão da indústria vai dobrar o número de empregos gerados pela empresa na região. “Atualmente, a fábrica emprega 800 funcionários diretos e outras 800 vagas de trabalho formais serão criadas com a ampliação. Estão previstos cerca de R$ 8,5 milhões para o projeto do galpão, sendo aproximadamente R$ 8 milhões da Adece e o restante da Prefeitura, que vai realizar uma licitação para dar início à obra”, explica.
 
A expansão das atividades faz parte de um projeto maior desenhado em 2014, em parceria com o Governo do Ceará, quando a fábrica foi implantada no Estado. É o que explica o sócio da indústria, Fabiano Dilly. “Começamos em um imóvel provisório em 2014, depois fomos para o local atual em 2016. A segunda etapa será para ampliar tanto a nossa estrutura da capacidade de fabricação de cabedais como o aumento da produção em sua totalidade”, comemora o empresário.
 
Marcas reconhecidas
 
Atualmente, a Dilly Sports fabrica para marcas reconhecidas a nível mundial. Mormaii, Puma, Diadora e Oackley são algumas delas. De acordo com Fabiano, a empresa comercializa, em sua maioria, para todo o território nacional com predominância nas regiões Sul e Sudeste. Já as exportações são realizadas para Estados Unidos, Europa, Japão e China.
 
Desenvolvimento local
 
Para a prefeita de Brejo Santo, Teresa Landim, a expansão industrial significa a valorização do potencial existente no município. “Vai gerar oportunidades não somente para os jovens, mas para famílias. A primeira etapa fez um grande diferencial na economia do município e existia essa esperança da ampliação, uma promessa hoje concretizada pelo governador Camilo Santana”, comenta.
 
Conforme a prefeita, o próximo passo é a licitação das obras. O prazo de início é para junho deste ano.