Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

Tradicional Festa do Murici e do Batiputá acontece de 9 a 13 de janeiro em Itapipoca

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

10 de Janeiro de 2018

 

O povo Tremembé da Barra do Mundaú, terra indígena localizada a 55 km de Itapipoca realiza, entre os dias 9 e 13 de janeiro, a IX Festa do Murici e do Batiputá, evento que fortalece a cultura, a fé e as tradições indígenas.

 

A Festa do Murici e do Batiputá já se tornou um evento tradicional do povo Tremembé que, anualmente, celebra a colheita das frutas. Do murici é feito aluá, doce e suco. Já do batiputá é extraído óleo que serve tanto para preparar alimentos como para fins medicinais no combate à dor reumática, gripe, gastrite e inflamações.

 

A programação também conta com exposição de artesanatos e culinária para comercialização; momentos de cura por meio de rituais e limpeza de corpo e espirito; atrações artísticas e culturais e; competições em diversas modalidades esportivas indígenas.

 

A Festa também tem o propósito de reafirmar a resistência das índias e índios Tremembé na luta pela Demarcação de sua Terra e efetivação de seus direitos. No Ceará, por exemplo, existem 14 etnias indígenas, no entanto, somente uma terra teve o processo de demarcação completamente finalizado. As/os Tremembé da Barra do Mundaú vem lutando pela demarcação de sua terra há anos, enfrentando a especulação imobiliária e populações que não se reconhecem como indígenas, mas ainda ocupam sua terras.

 

Desde 2016, o Centro de Estudos do Trabalho e de Assessoria ao Trabalhador – CETRA realiza o projeto Ação Tremembé, que conta com o financiamento da União Europeia. O projeto apoia a defesa e proteção dos direitos humanos do povo Tremembé da Barra do Mundaú, por meio do fortalecimento de conhecimentos, meios de ação e capacidades de articulação, diálogo, visibilidade e incidência política das índias e dos índios e de suas organizações.

 

O projeto também desenvolve a campanha Iandé Á’tã Joaju – Juntos Somos Fortes que tem o intuito de visibilizar a luta das/dos Tremembé da Barra do Mundaú pela demarcação de seu território que, atualmente, encontra-se na fase de levantamento fundiário, tendo concluído no ano passado a demarcação física da terra.

 

Programação da IX Festa do Murici e do Batiputá

 

9 e 10 de janeiro

Colheita coletiva do murici na mata a partir das 4 horas da manhã. Durante o dia, os homens irão para a pesca e a caça. À tarde haverá modalidades e competições indígenas e à noite terá apresentações culturais com responsabilidade das Aldeias São José e Munguba.

 

11 e 12 de janeiro

Colheita coletiva do batiputá na mata a partir das 4 horas da manhã. Durante o dia, os homens irão para a pesca e a caça. À tarde haverá modalidades e competições indígenas e à noite terá apresentações culturais com responsabilidade das Aldeias Buriti do Meio e Buriti de Baixo.

 

13 de janeiro

8h – Abertura com ritual de limpeza e purificação.

8h30 – Fala das Lideranças.

9h – Apresentação cultural de crianças.

10h – Início das modalidades indígenas e exposição da feira cultural.

12h – Almoço.

13h30 – Ritual de recomeço e Apresentação de visitantes e apoiadores.

14h – Apresentações culturais das aldeias.

15h – Desfile de Curumim e Cunhatã dos Aldeamentos

15h30 – Reisado de curumins

16h – Encerramento com ritual sagrado – Torém e agradecimentos das lideranças

 

Serviço

 

Evento: IX Festa do Murici e do Batiputá

Período: 9 a 13 de janeiro de 2018

Local: Aldeias Tremembé da Barra do Mundaú – Itapipoca – Ce

Publicidade aqui

Tradicional Festa do Murici e do Batiputá acontece de 9 a 13 de janeiro em Itapipoca

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

10 de Janeiro de 2018

 

O povo Tremembé da Barra do Mundaú, terra indígena localizada a 55 km de Itapipoca realiza, entre os dias 9 e 13 de janeiro, a IX Festa do Murici e do Batiputá, evento que fortalece a cultura, a fé e as tradições indígenas.

 

A Festa do Murici e do Batiputá já se tornou um evento tradicional do povo Tremembé que, anualmente, celebra a colheita das frutas. Do murici é feito aluá, doce e suco. Já do batiputá é extraído óleo que serve tanto para preparar alimentos como para fins medicinais no combate à dor reumática, gripe, gastrite e inflamações.

 

A programação também conta com exposição de artesanatos e culinária para comercialização; momentos de cura por meio de rituais e limpeza de corpo e espirito; atrações artísticas e culturais e; competições em diversas modalidades esportivas indígenas.

 

A Festa também tem o propósito de reafirmar a resistência das índias e índios Tremembé na luta pela Demarcação de sua Terra e efetivação de seus direitos. No Ceará, por exemplo, existem 14 etnias indígenas, no entanto, somente uma terra teve o processo de demarcação completamente finalizado. As/os Tremembé da Barra do Mundaú vem lutando pela demarcação de sua terra há anos, enfrentando a especulação imobiliária e populações que não se reconhecem como indígenas, mas ainda ocupam sua terras.

 

Desde 2016, o Centro de Estudos do Trabalho e de Assessoria ao Trabalhador – CETRA realiza o projeto Ação Tremembé, que conta com o financiamento da União Europeia. O projeto apoia a defesa e proteção dos direitos humanos do povo Tremembé da Barra do Mundaú, por meio do fortalecimento de conhecimentos, meios de ação e capacidades de articulação, diálogo, visibilidade e incidência política das índias e dos índios e de suas organizações.

 

O projeto também desenvolve a campanha Iandé Á’tã Joaju – Juntos Somos Fortes que tem o intuito de visibilizar a luta das/dos Tremembé da Barra do Mundaú pela demarcação de seu território que, atualmente, encontra-se na fase de levantamento fundiário, tendo concluído no ano passado a demarcação física da terra.

 

Programação da IX Festa do Murici e do Batiputá

 

9 e 10 de janeiro

Colheita coletiva do murici na mata a partir das 4 horas da manhã. Durante o dia, os homens irão para a pesca e a caça. À tarde haverá modalidades e competições indígenas e à noite terá apresentações culturais com responsabilidade das Aldeias São José e Munguba.

 

11 e 12 de janeiro

Colheita coletiva do batiputá na mata a partir das 4 horas da manhã. Durante o dia, os homens irão para a pesca e a caça. À tarde haverá modalidades e competições indígenas e à noite terá apresentações culturais com responsabilidade das Aldeias Buriti do Meio e Buriti de Baixo.

 

13 de janeiro

8h – Abertura com ritual de limpeza e purificação.

8h30 – Fala das Lideranças.

9h – Apresentação cultural de crianças.

10h – Início das modalidades indígenas e exposição da feira cultural.

12h – Almoço.

13h30 – Ritual de recomeço e Apresentação de visitantes e apoiadores.

14h – Apresentações culturais das aldeias.

15h – Desfile de Curumim e Cunhatã dos Aldeamentos

15h30 – Reisado de curumins

16h – Encerramento com ritual sagrado – Torém e agradecimentos das lideranças

 

Serviço

 

Evento: IX Festa do Murici e do Batiputá

Período: 9 a 13 de janeiro de 2018

Local: Aldeias Tremembé da Barra do Mundaú – Itapipoca – Ce