Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

EXPOSIÇÃO ARQUIVO NIREZ REÚNE ACERVO HISTÓRICO SOBRE FORTALEZA NA CAIXA CULTURAL

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

31 de Janeiro de 2017

 

Serão expostas fotografias de Fortaleza antiga, máquinas, discos e peças raras pertencentes a um dos maiores colecionadores do Brasil

 


Nirez em meio ao seu acervo / Foto: Igor de Melo

A CAIXA Cultural Fortaleza apresenta, de 17 de fevereiro a 16 de abril de 2017, a exposição Arquivo Nirez, que reúne peças raras do acervo de Miguel Ângelo de Azevedo, mais conhecido como Nirez. São artigos de seumuseu particular, que há mais de 50 anos é mantido e disponibilizado ao público na residência do colecionador. Algumas das peças serão expostas pela primeira vez fora da casa dele.

Com a curadoria de Nirez e Weaver Lima, a exposição contará com fotografias de Fortaleza antiga, discos de cera e de vinil, livros, revistas, equipamentos de imagem e som. São mais de 200 itens, selecionados dentre mais de 140 mil peças que compõem o acervo do museu. As fotografias expostas retratam Fortaleza dos primeiros anos do Século XX, numa seleção dentre as mais de 30 mil imagens presentes no museu de Nirez.

Merece destaque a coleção de gravações em 78 rotações (discos de cera), considerada uma das maiores do país em gravações brasileiras. A mostra conta com os mais curiosos discos, selecionados dentre os mais de 22 mil presentes no museu, que contemplam todas as fases da produção musical de 1902 a 1964.

A exposição Arquivo Nirez receberá grupos para visitas guiadas de escolas, universidades, instituições e pessoas interessadas. O agendamento deverá ser feito com a equipe da bilheteria da CAIXA Cultural Fortaleza.

Como parte da programação da exposição, Nirez vai dar uma palestra gratuita sobre sua trajetória e o acervo selecionado para a exposição, no dia 18 de março, a partir das 15h, no próprio centro cultural.

 

Sobre Nirez

Miguel Ângelo de Azevedo é jornalista, historiógrafo, memorialista e colecionador. Começou a colecionar discos de 78rpm nos anos 50, possuindo uma das mais importantes discotecas especializadas do País. Somam aos discos uma grande coleção de livros especializados sobre MPB. É dele também o mais importante acervo de fotografias da cidade de Fortaleza.

Nirez é autor, com a parceria dos pesquisadores Alcino Santos, Grácio Barbalho e Jairo Severiano, da Discografia Brasileira em 78rpm – 1902-1964, editada em 1982 pela Funarte/Xerox.

 

Nirez participou da equipe que coordenou a elaboração da Enciclopédia da Música Brasileira – Erudita e Popular(Art. Editora Ltda. São Paulo – 1ª edição). Juntamente com o pesquisador Jairo Severiano organizou e produziu os LPs Revolução de 30 (1998), Revolução de 32 (1982) e O Ciclo Vargas (1983), editados pelo SESC e Fundação Roberto Marinho, e o LP Memória da Farmácia, nos 50 anos dos Laboratórios Roche, em 1981.

 

Desde 1963 mantém o programa intitulado Arquivo de Cera, que semanalmente homenageia um músico ou gênero da música brasileira, que vai ao ar pela Rádio Universitária FM, difundindo a música gravada em discos de 78rpm (cera) sempre com informes históricos sobre cada gravação.

 

Atualmente, Nirez supervisiona o setor de digitalização dos acervos no Instituto Moreira Sales do Rio de Janeiro, coordenando a organização das gravações.

 

São muitos os prêmios e reconhecimentos recebidos por seu trabalho. Dentre eles: Medalha do Mérito Cultural da Fundação Joaquim Nabuco, de Recife/PE, em 1982; também em 1982, a Discografia Brasileira foi contemplada com o Prêmio Almirante de melhor obra publicada no ano sobre a Música Brasileira; Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade, do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, em 1994; e o Prêmio Sereia de Ouro, também em 1994.

 

 

Serviço:

 

ExposiçãoArquivo Nirez

Local: CAIXA Cultural Fortaleza

Endereço: Av. Pessoa Anta, 287, Praia de Iracema

Data: 17 de fevereiro a 16 de abril de 2017 (abertura no dia 16/02, às 19h, com a presença de Nirez)

Horários: terça-feira a sábado, das 10h às 20h | domingo, das 12h às 19h

Entrada Gratuita

Classificação indicativa: Livre

Serviço de manobrista gratuito no dia da abertura

 

Informações gerais | CAIXA Cultural Fortaleza:

(85) 3453-2770

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

EXPOSIÇÃO ARQUIVO NIREZ REÚNE ACERVO HISTÓRICO SOBRE FORTALEZA NA CAIXA CULTURAL

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

31 de Janeiro de 2017

 

Serão expostas fotografias de Fortaleza antiga, máquinas, discos e peças raras pertencentes a um dos maiores colecionadores do Brasil

 


Nirez em meio ao seu acervo / Foto: Igor de Melo

A CAIXA Cultural Fortaleza apresenta, de 17 de fevereiro a 16 de abril de 2017, a exposição Arquivo Nirez, que reúne peças raras do acervo de Miguel Ângelo de Azevedo, mais conhecido como Nirez. São artigos de seumuseu particular, que há mais de 50 anos é mantido e disponibilizado ao público na residência do colecionador. Algumas das peças serão expostas pela primeira vez fora da casa dele.

Com a curadoria de Nirez e Weaver Lima, a exposição contará com fotografias de Fortaleza antiga, discos de cera e de vinil, livros, revistas, equipamentos de imagem e som. São mais de 200 itens, selecionados dentre mais de 140 mil peças que compõem o acervo do museu. As fotografias expostas retratam Fortaleza dos primeiros anos do Século XX, numa seleção dentre as mais de 30 mil imagens presentes no museu de Nirez.

Merece destaque a coleção de gravações em 78 rotações (discos de cera), considerada uma das maiores do país em gravações brasileiras. A mostra conta com os mais curiosos discos, selecionados dentre os mais de 22 mil presentes no museu, que contemplam todas as fases da produção musical de 1902 a 1964.

A exposição Arquivo Nirez receberá grupos para visitas guiadas de escolas, universidades, instituições e pessoas interessadas. O agendamento deverá ser feito com a equipe da bilheteria da CAIXA Cultural Fortaleza.

Como parte da programação da exposição, Nirez vai dar uma palestra gratuita sobre sua trajetória e o acervo selecionado para a exposição, no dia 18 de março, a partir das 15h, no próprio centro cultural.

 

Sobre Nirez

Miguel Ângelo de Azevedo é jornalista, historiógrafo, memorialista e colecionador. Começou a colecionar discos de 78rpm nos anos 50, possuindo uma das mais importantes discotecas especializadas do País. Somam aos discos uma grande coleção de livros especializados sobre MPB. É dele também o mais importante acervo de fotografias da cidade de Fortaleza.

Nirez é autor, com a parceria dos pesquisadores Alcino Santos, Grácio Barbalho e Jairo Severiano, da Discografia Brasileira em 78rpm – 1902-1964, editada em 1982 pela Funarte/Xerox.

 

Nirez participou da equipe que coordenou a elaboração da Enciclopédia da Música Brasileira – Erudita e Popular(Art. Editora Ltda. São Paulo – 1ª edição). Juntamente com o pesquisador Jairo Severiano organizou e produziu os LPs Revolução de 30 (1998), Revolução de 32 (1982) e O Ciclo Vargas (1983), editados pelo SESC e Fundação Roberto Marinho, e o LP Memória da Farmácia, nos 50 anos dos Laboratórios Roche, em 1981.

 

Desde 1963 mantém o programa intitulado Arquivo de Cera, que semanalmente homenageia um músico ou gênero da música brasileira, que vai ao ar pela Rádio Universitária FM, difundindo a música gravada em discos de 78rpm (cera) sempre com informes históricos sobre cada gravação.

 

Atualmente, Nirez supervisiona o setor de digitalização dos acervos no Instituto Moreira Sales do Rio de Janeiro, coordenando a organização das gravações.

 

São muitos os prêmios e reconhecimentos recebidos por seu trabalho. Dentre eles: Medalha do Mérito Cultural da Fundação Joaquim Nabuco, de Recife/PE, em 1982; também em 1982, a Discografia Brasileira foi contemplada com o Prêmio Almirante de melhor obra publicada no ano sobre a Música Brasileira; Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade, do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, em 1994; e o Prêmio Sereia de Ouro, também em 1994.

 

 

Serviço:

 

ExposiçãoArquivo Nirez

Local: CAIXA Cultural Fortaleza

Endereço: Av. Pessoa Anta, 287, Praia de Iracema

Data: 17 de fevereiro a 16 de abril de 2017 (abertura no dia 16/02, às 19h, com a presença de Nirez)

Horários: terça-feira a sábado, das 10h às 20h | domingo, das 12h às 19h

Entrada Gratuita

Classificação indicativa: Livre

Serviço de manobrista gratuito no dia da abertura

 

Informações gerais | CAIXA Cultural Fortaleza:

(85) 3453-2770

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti