Publicidade

Física Marginal

por Idelfranio Moreira

Por Idelfranio Moreira em ENEM

20 de julho de 2017

<<a Referência>>

ENEM 2016, 3a aplicação, caderno branco, questão 68

<<o Texto-Base>>

Em mídias ópticas como CDs, DVDs e blue-rays, a informação é representada na forma de bits (zeros e uns) e é fisicamente gravada e lida por feixes de luz laser. Para gravar um valor “zero”, o laser brilha intensamente, de modo a “queimar” (tornar opaca) uma pequena área do disco, de tamanho comparável a seu comprimento de onda. Ao longo dos anos, as empresas de tecnologia vêm conseguindo aumentar a capacidade de armazenamento de dados em cada disco; em outras palavras, a área usada para se representar um bit vem se tornando cada vez mais reduzida.

<<o Enunciado>>

Qual alteração da onda eletromagnética que constitui o laser permite o avanço tecnológico citado no texto?

<<as Alternativas>>

A) A diminuição de sua energia.

B) O aumento da frequência.

C) A diminuição de sua amplitude.

D) O aumento de sua intensidade.

E) A diminuição de sua velocidade.

<<o Comentário>>

O texto-base afirmar que “uma pequena área do disco, de tamanho comparável a seu comprimento de onda”, logo se “a área usada para se representar um bit vem se tornando cada vez mais reduzida”, então o comprimento de onda do laser vem se tornando cada vez menor, ou seja, sua frequência vem aumentando.



leia tudo sobre

Publicidade

Luz incidente, luz refletida, luz absorvida e luz refratada.

Por Idelfranio Moreira em Videoaula

19 de julho de 2017

Uma película escura para vidro tende a diminuir a transparência, ou seja, diminuir a porção de luz transmitida/refratada. Assim, uma maior porção da luz incidente será refletida.



leia tudo sobre

Publicidade

Luz incidente = luz refletida + luz absorvida + luz refratada

Por Idelfranio Moreira em PodCast

19 de julho de 2017

Quando um feixe de raios de luz incide sobre uma superfície, três fenômenos podem acontecer: reflexão, absorção e refração.
Significa que uma parte/fração/porcentagem dos raios é refletida, uma parte absorvida e outra refratada (exceto nos meios opacos, nos quais não há refração).



leia tudo sobre

Publicidade

Para ser visto…

Por Idelfranio Moreira em ENEM

19 de julho de 2017

<<a Referência>>

ENEM 2016, 3a aplicação, caderno branco, questão 67

<<o Texto-Base>>

Algumas crianças, ao brincarem de esconde-esconde, tapam os olhos com as mãos, acreditando que, ao adotarem tal procedimento, não poderão ser vistas.

<<o Enunciado>>

Essa percepção da criança contraria o conhecimento científico porque, para serem vistos, os objetos

<<as Alternativas>>

A) refletem partículas de luz (fótons), que atingem os olhos.
B) geram partículas de luz (fótons), convertidas pela fonte externa.
C) são atingidos por partículas de luz (fótons), emitidas pelos olhos.
D) refletem partículas de luz (fótons), que se chocam com os fótons emitidos pelos olhos.
E) são atingidos pelas partículas de luz (fótons), emitidas pela fonte externa e pelos olhos.

<<o Comentário>>

 



leia tudo sobre

Publicidade

Irradiação no vácuo: exemplo de contato térmico sem contato físico – videoaula

Por Idelfranio Moreira em Videoaula

18 de julho de 2017

A irradiação se dá por meio da propagação de ondas eletromagnéticas – que podem atravessar sólidos, líquidos e gases transparentes ou translúcidos, mas também podem viajar no vácuo.
Exemplo clássico de irradiação é o calor que recebemos do Sol, nossa estrela mais próxima. Os 150 000 000 km que separam nosso planeta do Sol são preenchidos pelo nada – se é que se pode falar assim. Logo, é um exemplo de contato térmico sem contato físico!



leia tudo sobre

Publicidade

Medindo a eficiência de uma garrafa térmica

Por Idelfranio Moreira em ENEM

18 de julho de 2017

<<a Referência>>

ENEM 2015, 1a aplicação, caderno azul, questão 65

<<o Texto-Base>>

Uma garrafa térmica tem como função evitar a troca de calor entre o líquido nela contido e o ambiente, mantendo a temperatura de seu conteúdo constante. Uma forma de orientar os consumidores na compra de uma garrafa térmica seria criar um selo de qualidade, como se faz atualmente para informar o consumo de energia de eletrodomésticos. O selo identificaria categorias e informaria a variação de temperatura do conteúdo da garrafa, depois de decorridas seis horas de seu fechamento, por meio de uma porcentagem do valor inicial da temperatura de equilíbrio do líquido na garrafa. O quadro apresenta as categorias e os intervalos de variação percentual da temperatura.

Para atribuir uma categoria a um modelo de garrafa térmica, são preparadas e misturadas, em uma garrafa, duas amostras de água, uma a 10 oC e outra a 40 oC, na proporção de um terço de água fria para dois terços de água quente. A garrafa é fechada. Seis horas depois, abre-se a garrafa e mede-se a temperatura da água, obtendo-se 16 oC.

<<o Enunciado>>

Qual selo deveria ser posto na garrafa térmica testada?

<<as Alternativas>>

A) A
B) B
C) C
D) D
E) E

<<o Comentário>>

Se “uma garrafa térmica tem como função evitar a troca de calor entre o líquido nela contido e o ambiente” como diz o texto-base, ela comporta-se, então, como um sistema isolado, para o qual a soma das quantidades de calor trocado é nula. Em outros termos: Qágua fria + Qágua quente = 0.

Logo, segundo os dados fornecidos: m . c . (T – 10) + 2m . c . (T – 40) = 0 (m e 2m porque foi dito que há um terço de água fria e dois terços de água quente, logo, uma massa é o dobro da outra).

Finalmente, T = 30 oC.

Ora, se o texto-base garante que “seis horas depois, abre-se a garrafa e mede-se a temperatura da água, obtendo-se 16 oC”, então ela permitiu uma variação (redução, no caso) de 14 oC (16 oC – 30 oC ).

Como a referência para a classificação é variação da temperatura como um percentual da temperatura inicial, teremos ) 14 oC / 3o oC) x 100 = 46, 67 %, aproximadamente.

Conclusão: segundo a tabela, a garrafa testada levaria o selo D.

 



leia tudo sobre

Publicidade

O que é contato térmico

Por Idelfranio Moreira em PodCast

18 de julho de 2017

Diferença de temperatura é condição necessária – mas, não suficiente – para que haja troca de calor.
Além dela é necessário que haja contato térmico entre os corpos/superfícies/ambientes quente e frio. O contato térmico pode acontecer com ou sem contato físico.
Na transferência de calor por condução e por convecção o contato físico é, também, um contato físico; já na transferência de calor por irradiação, há contato térmico sem haver contato físico. Veja, por exemplo, a transferência do calor emitido a partir do Sol até a Terra: ocorre por ondas eletromagnéticas propagando-se através do vácuo do espaço.



leia tudo sobre

Publicidade

As velocidades no lançamento horizontal – videoaula

Por Idelfranio Moreira em Videoaula

17 de julho de 2017

Boa noite!
Seguindo/completando as duas publicações de hoje – podcast (http://bit.ly/2vtyz5L) e questão comentada (http://bit.ly/2uBjK4K) – aí mais um pouco de lançamento horizontal, agora em videoaula.
E por hoje chega de publicações. Amanhã voltamos com #TerçadaTERMOLOGIA, ok!
No lançamento horizontal o móvel desloca-se para cima e para baixo simultaneamente, como se fossem dois movimentos, simultâneos e independentes.
Desde que a resistência do ar possa ser desprezada, a trajetória é uma parábola e a velocidade horizontal não se altera (não aumenta nem diminui, mantendo-se constante). Já a velocidade vertical aumenta pela ação da gravidade.
A altura do lançamento determina o tempo de queda e este – juntamente com a velocidade horizontal – determina o alcance do lançamento.



leia tudo sobre

Publicidade

Esportes radicais dependem de um bocado de Física, viu!

Por Idelfranio Moreira em ENEM

17 de julho de 2017

<<a Referência>>

ENEM 2016, 2a aplicação, caderno azul, questão 83

<<o Texto-Base>>

Para um salto no Grand Canyon usando motos, dois paraquedistas vão utilizar uma moto cada, sendo que uma delas possui massa três vezes maior. Foram construídas duas pistas idênticas até a beira do precipício, de forma que no momento do salto as motos deixem a pista horizontalmente e ao mesmo tempo. No instante em que saltam, os paraquedistas abandonam suas motos e elas caem praticamente sem resistência do ar.

<<o Enunciado>>

As motos atingem o solo simultaneamente porque

<<as Alternativas>>

A possuem a mesma inércia.

B estão sujeitas à mesma força resultante.

C têm a mesma quantidade de movimento inicial.

D adquirem a mesma aceleração durante a queda.

E são lançadas com a mesma velocidade horizontal.

<<o Comentário>>

Link para o podcast de hoje, sobre o mesmo assunto, para complementar, se quiser: https://soundcloud.com/fisicamarginal/pdcfm28

 



leia tudo sobre

Publicidade

A queda livre é “!ivre” de quê?!

Por Idelfranio Moreira em PodCast

17 de julho de 2017

Olá, bom dia!

Olha só, queda livre não é “livre da gravidade”, não, ok! É “livre” de resistência do ar.
Assim, a única força atuante sobre o corpo durante a queda é seu peso, ou seja, a atração gravitacional exercida pelo planeta.
Por isso, durante a aceleração da queda livre é a aceleração da gravidade, ou seja, o valor de aceleração imposto pelo campo gravitacional do planeta.
Isso significa que corpos abandonados (do repouso) de uma mesma altura chegam ao solo ao mesmo tempo, independente de suas massas serem diferentes ou iguais!

Assista a esse vídeo aqui – https://www.youtube.com/watch?v=5C5_dOEyAfk – para ver um experimento realizado na lua demonstrando isso. É legal de ver!



leia tudo sobre

Publicidade

Por Idelfranio Moreira em ENEM

20 de julho de 2017

<<a Referência>>

ENEM 2016, 3a aplicação, caderno branco, questão 68

<<o Texto-Base>>

Em mídias ópticas como CDs, DVDs e blue-rays, a informação é representada na forma de bits (zeros e uns) e é fisicamente gravada e lida por feixes de luz laser. Para gravar um valor “zero”, o laser brilha intensamente, de modo a “queimar” (tornar opaca) uma pequena área do disco, de tamanho comparável a seu comprimento de onda. Ao longo dos anos, as empresas de tecnologia vêm conseguindo aumentar a capacidade de armazenamento de dados em cada disco; em outras palavras, a área usada para se representar um bit vem se tornando cada vez mais reduzida.

<<o Enunciado>>

Qual alteração da onda eletromagnética que constitui o laser permite o avanço tecnológico citado no texto?

<<as Alternativas>>

A) A diminuição de sua energia.

B) O aumento da frequência.

C) A diminuição de sua amplitude.

D) O aumento de sua intensidade.

E) A diminuição de sua velocidade.

<<o Comentário>>

O texto-base afirmar que “uma pequena área do disco, de tamanho comparável a seu comprimento de onda”, logo se “a área usada para se representar um bit vem se tornando cada vez mais reduzida”, então o comprimento de onda do laser vem se tornando cada vez menor, ou seja, sua frequência vem aumentando.