qualidade de vida Archives - Blog Verde 
Publicidade

Blog Verde

por Nájila Cabral

qualidade de vida

Mácula 2019 – 16ª Edição

Por Nájila Cabral em Saúde Ambiental

11 de Março de 2019

No dia 22 de março de 2019, no Seara Praia Hotel, às 17 horas, haverá a 16ª edição do evento Mácula, coordenado pelo Dr. Abelardo Targino, do Centro Avançado de Retina e Catarata.

Esse ano, o convidado para proferir a palestra dirigida à comunidade é o Dr. Almyr Saboia, do Rio de Janeiro. As inscrições são gratuitas. Os participantes são motivados a doarem uma lata de leite em pó em prol da Casa de Apoio Sol Nascente.

A palestra tem temática sobre informações importantes, notadamente sobre doenças relacionadas à retina e à mácula, seus tratamentos e as medidas de prevenção e controle.

Maiores informações e inscrições pelo telefone (85) 988917171 ou 996162806.

Publicidade

Para refletir… sobre vida e meio ambiente

Por Nájila Cabral em Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente

06 de Janeiro de 2019

   Janeiro de um novo ano chegou. Com ele, a esperança de dias melhores. Sei que está difícil… Sei que não é fácil.

   A vida é, realmente, uma caixinha de surpresas. E quando a gente pensa que está tudo bem, que tudo está andando, em conformidade, nos trilhos, a vida traz novidades inesperadas; surpresas nada agradáveis. Não desanime! Mantenha-se firme.

   O que dizer nesse momento em que a sensação é de estarmos em pedacinhos? O que fazer com esses minúsculos pedacinhos quebrados pela força das notícias desagradáveis?

   É tempo de parar. Tempo de pausa, tempo de permitir que o tempo cure as feridas e restaure a fortaleza interior. Tempo de se cuidar, de recompor os pedacinhos e construir um novo ser. Às vezes, faço a comparação com um mosaico, aquela arte de recompor pedacinhos de cerâmica em uma nova obra. É preciso se refazer.

     Eu sei, não será mais o mesmo ser, pois ele estará com cicatrizes dos ajustes necessários a permanecer de pé para seguir a vida. Mas as cicatrizes são marcas bonitas. Representam a linha da vida, reconstruída a cada queda, a cada necessidade de recomposição do ser. 

   Tenho marcas em meu corpo e as carrego com orgulho e alegria, pois ao contemplá-las são motivo não de tristeza pelo que passei, mas de alegria por ter superado os momentos de dor física e emocional. 

   Que o tempo seja generoso conosco, que nos permita tempo suficiente para a reconstrução do ser e para seguirmos em frente, sempre. A esperança se renova a cada dia, pois é ela quem nos faz termos a certeza de que o tempo será o bastante para realizarmos nossos sonhos de vida.

 

   

Publicidade

Ano Novo – nova esperança

Por Nájila Cabral em Conservação da Natureza, Educação Ambiental, Meio Ambiente

31 de dezembro de 2018

    Estamos no  último dia de 2018. Como esse ano passou rápido… 

    Uma das nossas conversas em janeiro desse ano era sobre os 11 anos da Política Nacional de Saneamento Básico. E hoje, preciso comentar da Medida Provisória (MP) 868, de 27 de dezembro de 2018, que altera, dentre outros dispositivos, alguns da Lei Federal n. 11.455, de 2007, a Política Nacional de Saneamento Básico.

    Mesmo com posicionamento da sociedade civil e de dezenas de governadores contrários ao texto da MP 844, de 6 de julho de 2018, o governo federal reeditou a MP, com o número 868, alterando o marco legal do saneamento.

    No dia 28 de dezembro, muitas organizações da sociedade civil, a exemplo da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES), da Associação Brasileira dos Municípios (ABM), da Associação Nacional dos Serviços Municipais de Saneamento (ASSEMAE) dentre outras, se colocaram contrárias à MP 868/2018, uma vez que “as mudanças propostas pela MP não serão capazes de enfrentar os problemas do saneamento básico, trazendo ainda mais insegurança jurídica, com a iminente desestruturação das políticas públicas do setor”.

    Fiquemos atentos, então, ao ano que amanhã se inicia para que nossas ações e nossas políticas sejam, realmente, comprometidas com a possibilidade da oferta de condições dignas de vida a todas as pessoas, inclusive de acesso à água potável; aos serviços de esgotamento sanitário e de limpeza pública.

    Precisamos olhar o caminho que trilhamos e repensar se deveremos, ou não, permanecer nesse mesmo caminho ou se não haveria a necessidade de se alterarem rotas, para alcançarmos o objetivo comum de desenvolvimento sustentável.

    Sou uma incansável otimista… Acredito na força de cada um de nós, na esperança de dias melhores, no olhar das crianças que enxergam beleza nos mais adversos cenários. Acredito que 2019 será um ano de novas e boas oportunidades. Então, nesse último dia de 2018, façamos uma reflexão sobre nossas escolhas passadas e seus resultados, para que possamos, em 2019, optarmos pelo caminho mais condizente com ações adequadas, sustentáveis, corretas e justas.

    Desejo paz em seu coração, para que seu caminhar se torne mais leve. Desejo esperança, pois é ela que permite o sorriso nos momentos de turbulência e de tempestades das nossas vidas. Desejo amor, para que seu olhar se torne meigo e doce com as pessoas que você encontrar em seu caminho. Desejo saúde, pois importa sermos saudáveis para encontramos forças e persistir no caminho. 

     Um 2019 de amor, saúde, paz e esperança!

Publicidade

I Bienal Internacional de Música, no IFCE

Por Nájila Cabral em Educação Ambiental, Meio Ambiente

24 de novembro de 2018

    A I Bienal Internacional de Música acontece de 29 de novembro a 1º de dezembro, em Fortaleza, com oficinas e apresentações culturais, com o objetivo de reunir, em um só evento, oportunidades de aprendizado e momentos de contemplação da atividade musical em suas diversas variações. Esta é a proposta da I Bienal Internacional de Música do Instituto Federal do Ceará – Paulo Abel do Nascimento. O evento, sediado no campus Fortaleza e na Reitoria, terá atrações internacionais.

    O título da bienal é uma homenagem ao famoso sopranista e contraltista cearense, falecido em 1993 e que faria 60 anos em 2018. Paulo Abel foi aluno do curso de Turismo da então Escola Técnica Federal do Ceará, tendo sido também regente do tradicional coral da Instituição, contribuindo para o crescimento do grupo.

     Na abertura da Bienal, a dupla formada pela cantora argentina Cecilia Stanzione e pelo saxofonista e flautista Mário Sève fará uma apresentação na qual serão acompanhados por Édson Távora (no piano) e Jorge Cardoso (participação especial no bandolim), ambos renomados músicos radicados na capital cearense. A Big Band Jazz A7 IFCE e o Coral da UFC completam a noite de abertura. Nos dias seguintes sobem ao palco os seguintes grupos: Doces Flautas Doces (IFCE), Camerata de Violões (IFCE), Choro Grande Banda (Uece), Orquestra Pop e Jazz (Ifes), Camerata da Unifor e Instrumental Mira Ira (IFCE).

     As oficinas e masterclass – espaços de aprendizado e interação – constituem-se no núcleo da programação, permitindo o contato direto com as atrações: Cecília Stanzione estará à frente de uma das várias oficinas ofertadas – abordando Canto, Técnica e Expressão. Já Mário Séve ministrará a oficina Prática de Choro. “Canções – Cantigando na Escola” é o tema da oficina que terá à frente a prof.ª Izaíra Silvino.

     A Bienal Internacional de Música contará também com a oficina de Elaboração de Projetos Culturais (prof. Arley França); Sons Transversais, com o prof. Marcelo Leite; Perspectivas Metodológicas para a Prática e o Ensino de Violão Coletivo (prof. Eddy Lincolln); Arranjo Vocal (prof. Marcos Paulo Leão); Cancioneiro e Ritmos Afro-Ameríndios (com os professores Ricardo Nascimento/Joel Oliveira/Jardson Moreira); Harmonia e Improvisação (prof. Édson Távora); Acordeom na Escola: Desafios Pedagógicos (prof. Nonato Cordeiro); Ensino Coletivo de Cordas (professoras Liu Man Ying e Dora Utermohl de Queiroz).

     Além disso, ocorrerá a palestra “Trajetórias Formativas Profissionais em Música: um estudo com estudantes do curso técnico em Instrumento Musical do IFCE/Fortaleza”, ministrada pelo prof. Alexandre Vieira. Complementando, haverá o lançamento do CD autoral do prof. Carlos Crisóstomo e a exposição “As bandas de cá sob o olhar de Cristiano Júnior”, que terá a curadoria de Lenice de Sousa e apoio do Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional).

     A Bienal tem apoio de várias instituições: Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes), Universidade Federal do Ceará (UFC), Universidade Estadual do Ceará (Uece), Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), Universidade de Fortaleza (Unifor) e Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

    Aos interessados em saber mais, cliquem aqui.

   Fonte: Jornalista Márlen Danúsia/IFCE

Publicidade

Ao mestre, com carinho

Por Nájila Cabral em Meio Ambiente

15 de outubro de 2018

    Ensinar é, talvez, uma das mais nobres atitudes do ser humano. Transmitir o conhecimento, permitir o repasse de informações para que todos possam ter acesso, é algo indispensável para a evolução e para o desenvolvimento.

   O professor é um agente de transformação. Seu trabalho permite, de alguma maneira, transformar vidas e realidades, minimizando, muitas vezes, as desigualdades e os obstáculos que nossa vida nos impõe.

   A todos os profissionais do ensino, a todas as pessoas que fazem desse trabalho sua razão de vida e sua missão, o Blog Verde de hoje é dedicado a você. Tomando emprestadas as palavras do Papa Francisco, de sua Encíclica Laudato Si: “e não se pense que seus esforços são incapazes de mudar o mundo. Suas ações espalham, na sociedade, um bem que frutifica sempre para além do que é possível constatar; provocam, no seio desta terra, um bem que sempre tende a difundir-se, por vezes invisivelmente”.

   Aos mestres, professores e professoras, meu carinho e admiração, sempre!

Publicidade

Dia das Crianças – vida e meio ambiente

Por Nájila Cabral em Conservação da Natureza, Educação Ambiental, Meio Ambiente

13 de outubro de 2018

    Ser criança é enxergar o mundo com olhos de esperança, de amor ao próximo. É ver beleza no verde das matas e se encantar com os cantos dos pássaros, mesmo em dias de chuvas, quando os ventos fortes insistem em mexer nas estruturas, que julgamos firmes.

    Penso que o dia das crianças existe não apenas para homenagear meninos e meninas em tenra idade. Mas é um dia que cada ser humano, independente de sua idade cronológica, se sente honrado por seu lado infantil, doce, inocente… Esse lado que persiste dentro de nós e que renova, justamente no dia das crianças, o diálogo com as outras pessoas, na esperança de construirmos, juntos, um futuro melhor.

     Saber que podemos, de alguma maneira, auxiliar no processo de mudança necessário à inclusão de crianças e de jovens nos encoraja a seguir em frente. Há 14 anos, o Projeto Casa Maranguape (Projeto Casamar), um programa de extensão, coordenado pelo Prof. Adeildo Cabral, do Laboratório de Energias Renováveis e Conforto Ambiental (LERCA), do Departamento da Construção Civil, do Instituto Federal do Ceará, Campus Fortaleza, vem desenvolvendo diferentes atividades junto à Comunidade Villares da Serra, em Maranguape/CE.

    Dentre os diversos projetos de extensão deste ano, um destes teve sua culminância no Dia das Crianças, no qual foram atendidas 420 crianças (213 meninos e 207 meninas), numa bonita festa na Escola Municipal de Ensino Infantil e Fundamental Rio Pirapora, em Maranguape/CE.

    Como extensionistas, participaram da atividade alunos dos cursos de graduação em Saneamento Ambiental e Engenharia Civil, do IFCE, bem como alunos do Mestrado em Tecnologia e Gestão Ambiental do IFCE.

   É preciso observar o respeito à dignidade da vida humana, o respeito aos direitos das crianças, o respeito à casa que nos é comum. O urgente desafio de proteger a nossa casa comum, conforme preconiza o Papa Francisco em sua Encíclica Laudato Si, de 2015, inclui a preocupação de unir toda a família humana na busca de um desenvolvimento sustentável.

    E não existe desenvolvimento sustentável sem a participação efetiva das crianças e jovens no processo de mudança. Não existe desenvolvimento sustentável sem a doce inocência do olhar das crianças e do seu jeito espontâneo em sorrir, para unir forças e alcançar objetivos.

    Para finalizar, em forma de gratidão e reconhecimento aos 14 anos de extensão do Projeto Casamar, com o envolvimento de centenas de alunos de graduação e de pós-graduação, transcrevo frase de uma prece: “Recompensai cada pessoa que promove a solidariedade e o amor”.

Publicidade

Para refletir… sobre vida e meio ambiente

Por Nájila Cabral em Conservação da Natureza, Meio Ambiente

02 de setembro de 2018

   Vida… essa palavra de quatro letras e tão cheia de significado. Vida que se renova na primavera, quando as flores trazem as cores da alegria e da certeza de que há muito para ser feliz e agradecer.

    Agradecer a Deus, ao Autor da Vida, pelas diferentes formas de vida e pelas múltiplas possibilidades de sentir que somos parte de algo bem maior, mais sublime e mais relevante do que pensamos.

      Somos parte do meio ambiente e devemos, portanto, ampliar o olhar para o que é belo e sagrado. Devemos nos voltar para a busca permanente da felicidade e da harmonia consigo mesmo, harmonia com a natureza e com os outros seres vivos.

       E se momentos difíceis pairam em nossa existência, respiremos o aroma das flores e recuperemos nossas forças, pois é preciso lutar com ternura para assegurar o equilíbrio que precisamos para nos mantermos firmes.

   Deixemo-nos levar pela renovação da primavera que o mês de setembro traz. Permitamos que o aroma das flores perfume nossa vida e encha de cores nosso viver. Tenhamos a certeza de que cada um de nós é muito querido, cada um de nós é amado e cada um de nós é necessário, como já afirmava Bento XVI, em 2005.

   Que setembro, que ontem se iniciou, seja o início de um novo ciclo  de vida, com esperanças renovadas, alegrias restauradas e com admirável beleza e generosidade.

  

 

Publicidade

Especialização em Jornalismo para TV e Mídias Eletrônicas

Por Nájila Cabral em Meio Ambiente

20 de Janeiro de 2018

    Iniciam, hoje, as aulas da primeira turma do Curso de Especialização em Jornalismo para TV e Mídias Eletrônicas, na Faculdade Ratio.

     Ao longo de 18 meses, os alunos irão aprimorar os conhecimentos em telejornalismo, com interessantes disciplinas técnicas voltadas à profissão. A abordagem do conteúdo programático também engloba teatro, psicologia, empreendedorismo, marketing pessoal, figurino, fonoaudiologia e política.

     

     A coordenação é de Julião Júnior, do Sistema Jangadeiro de Comunicação, e da Jornalista Mirele Costa, ambos profissionais competentes, experientes e talentosos.

 

Publicidade

Para refletir… sobre vida e meio ambiente

Por Nájila Cabral em Meio Ambiente

01 de outubro de 2017

     Sei que tenho vindo alimentar o Blog Verde poucas vezes. Eu mesma sinto falta de mim… Sinto falta de estar aqui nos dias de domingo falando um pouco sobre a vida e o meio ambiente.

     A vida é tão corrida. E como o tempo passa ligeiro. Quando nos damos conta já terminou setembro e outubro, hoje, se inicia.

     Vocês notaram como os ipês estão lindos? Como a natureza se renova nessa época de primavera? Vocês perceberam que apesar das dificuldades das estações anteriores, os ipês floresceram?

     Assim como acontece na natureza, precisamos nos renovar. Precisamos deixar para trás aquilo que nos machucou, ou que nos fez perder o viço, e adquirirmos força para seguir em frente, com brilho no olhar e esperança no caminhar.

      Caminhar sempre para frente, com os olhos no horizonte, sem perder a humildade de reconhecer os erros… Reconhecer que somos, apenas, aprendizes dessa vida linda, espetacular, bela e tão cheia de emoções.

     Por isso, caros leitores do Blog Verde, encham o coraçãozinho de esperança, de amor, de gratidão. Gratidão pela vida, pelos amigos, pelos irmãos, por nossos pais (mesmo que eles estejam nos olhando do Céu, como nossos anjos da guarda), por nossos filhos, por estarmos, hoje, aqui (neste tempo e neste espaço), por sermos quem somos.

      Gratidão a Deus, pelo dom da vida!

Publicidade

Frases para refletir… sobre vida e meio ambiente

Por Nájila Cabral em Meio Ambiente

21 de julho de 2017

A vida nos traz presentes que são dádivas: os amigos.

            E como os amigos nos são importantes! Entram em nossa vida, ampliam os nossos horizontes com um aprendizado único e muitos marcam nossa história para sempre. São pessoas tão queridas que imprimem, em nossa memória, doces lembranças de um passado que adoramos recordar, a exemplo dos amigos de infância e adolescência: os amigos de colégio.

            Às vezes, nos distanciamos porque a estrada da vida nos encaminha a percorrer diferentes rotas, explorar diferentes destinos e vivermos diferentes experiências.

            O mesmo tempo que se encarrega de segregar os amigos que se conheceram na infância é o tempo que se encarrega de reuni-los e congregá-los anos mais tarde.

No Restaurante Be Happy, em FortalezaCE, em julho/2017. Foto: Ilze Bezerra.

             Essa semana, tive o privilégio de estar junto com meus amigos do Colégio Cearense. Vê-los foi emocionante! Recordar os rostinhos e as tão boas lembranças que carregamos em nosso coração foi algo sublime, inesquecível.

            O intervalo de tempo de trinta e um anos não modificou o carinho e o respeito uns pelos outros, as brincadeiras, as risadas, as recordações de um passado que parece que aconteceu ontem.

            Então, vamos brindar à vida, ao reencontro, à amizade duradoura. Vamos ser felizes e abrir nosso coração para permitir o afeto e o aconchego dos amigos, nos momentos que precisamos. E o momento de ser feliz é hoje, é agora.

            A vida é muito bonita e fica muito mais agradável e bela com a presença de vocês, amigos do Colégio Cearense!

Publicidade

Frases para refletir… sobre vida e meio ambiente

Por Nájila Cabral em Meio Ambiente

21 de julho de 2017

A vida nos traz presentes que são dádivas: os amigos.

            E como os amigos nos são importantes! Entram em nossa vida, ampliam os nossos horizontes com um aprendizado único e muitos marcam nossa história para sempre. São pessoas tão queridas que imprimem, em nossa memória, doces lembranças de um passado que adoramos recordar, a exemplo dos amigos de infância e adolescência: os amigos de colégio.

            Às vezes, nos distanciamos porque a estrada da vida nos encaminha a percorrer diferentes rotas, explorar diferentes destinos e vivermos diferentes experiências.

            O mesmo tempo que se encarrega de segregar os amigos que se conheceram na infância é o tempo que se encarrega de reuni-los e congregá-los anos mais tarde.

No Restaurante Be Happy, em FortalezaCE, em julho/2017. Foto: Ilze Bezerra.

             Essa semana, tive o privilégio de estar junto com meus amigos do Colégio Cearense. Vê-los foi emocionante! Recordar os rostinhos e as tão boas lembranças que carregamos em nosso coração foi algo sublime, inesquecível.

            O intervalo de tempo de trinta e um anos não modificou o carinho e o respeito uns pelos outros, as brincadeiras, as risadas, as recordações de um passado que parece que aconteceu ontem.

            Então, vamos brindar à vida, ao reencontro, à amizade duradoura. Vamos ser felizes e abrir nosso coração para permitir o afeto e o aconchego dos amigos, nos momentos que precisamos. E o momento de ser feliz é hoje, é agora.

            A vida é muito bonita e fica muito mais agradável e bela com a presença de vocês, amigos do Colégio Cearense!