PNUMA Archives - Blog Verde 
Publicidade

Blog Verde

por Nájila Cabral

PNUMA

Fronteiras do PNUMA – saúde ambiental

Por Nájila Cabral em Conservação da Natureza, Meio Ambiente, Saúde Ambiental

10 de setembro de 2017

    Recentemente, o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (sigla em inglês, UNEP) publicou o Relatório Fronteiras do PNUMA – 2016, em que enfatiza a relação crítica entre um ambiente saudável e pessoas saudáveis. Alerta, ainda, sobre como as atividades humanas, muitas vezes, prejudicam a saúde e a capacidade dos ecossistemas, em longo prazo, de suportarem o bem-estar humano.

    Mencionado Relatório fornece exemplos sobre como certas questões podem ser abordadas pela inovação, no sentido de repensar as intervenções políticas ou a adaptação das práticas existentes.

     O Relatório de 2016 aborda as seguintes temáticas: zoonoses (doenças emergentes e ambientes saudáveis), microplásticos (problemas na cadeia alimentar), impactos da mudança climática nos ecossistemas, acumulação de toxinas nas culturas e comércio ilícito de animais vivos.

     Com relação aos microplásticos, nos últimos anos tem-se visto uma crescente presença desses no meio aquático. A comunidade científica está tentando entender o nível de exposição e os impactos fisiológicos de contaminantes microplásticos em vários organismos, bem como seu risco para a saúde humana, por meio do consumo de comida contaminada.

    Aos interessados em ler o Relatório Fronteiras do PNUMA-2016, na íntegra, cliquem aqui. 

Fonte: UNEP

Publicidade

O aumento dos crimes ambientais no mundo

Por Nájila Cabral em Conservação da Natureza, Legislação Ambiental, Meio Ambiente

10 de Janeiro de 2017

Recentemente, o relatório da ONU intitulado “O aumento do crime ambiental – uma ameaça crescente para os recursos naturais, paz, desenvolvimento e segurança”, publicado em dezembro de 2016, alerta tomadores de decisão para o aumento de comércio ilegal de animais selvagens (com consequente perda de biodiversidade), tráfico de frutos do mar (capturados ilegalmente), de madeira e de outros produtos florestais.

O Relatório afirma que a taxa de crescimento destes crimes é surpreendente, revelando que este é o quarto maior setor de crime no mundo, que cresce de 2 a 3 vezes mais que o ritmo da economia global!

O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) e a Polícia Criminal Internacional (Interpol) calculam que os recursos naturais estão sendo roubados de US$91 bilhões a US$258 bilhões de dólares, anualmente, por estes criminosos, o que, certamente, priva os países de receitas futuras e de oportunidades de desenvolvimento.

Uma das sérias consequências das perdas resultantes dos crimes ambientais diz respeito ao comprometimento do bem-estar das gerações futuras, numa escala sem precedentes.

No Relatório da ONU, o Brasil aparece com bom exemplo de progressos alcançados, notadamente com relação ao controle do desmatamento ilegal, dando-se ênfase ao Plano da Ação para a Proteção e Combate ao Desmatamento na Amazônia (PPCDAM). Os autores do relatório creditam o sucesso aos esforços coordenados e sob a liderança de um único escritório: o Escritório Executivo da Presidência, em estreita colaboração com a Polícia Federal.

Mencionado plano, em suas primeira, segunda e terceira fases, envolveram quatro componentes principais: 1) Comando e Controle (por meio do Escritório Executivo com a Polícia Federal), incluindo fiscalização e monitoramento por satélite; 2) Regularização do uso e posse da terra; 3) Incentivos para atividades econômicas sustentáveis, incluindo intervenções nas cadeias de abastecimento de soja e carne bovina e 4) Expansão das áreas protegidas e o cumprimento de seus objetivos. O PPCDAM está em sua quarta fase de execução (2016-2020). Aos interessados em ler, na íntegra, o Plano operativo do PPCDAM (4ª. Fase), cliquem aqui. 

Para finalizar, o Relatório traz cinco recomendações aos tomadores de decisão, dentre estas: reduzir as ameaças à segurança e à paz, necessidade de liderança, de suporte financeiro e de incentivos econômicos, bem como sensibilização de consumidores.

Fonte: ONU, 2016.

Publicidade

Opções de energias sustentáveis

     Recentemente, o programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (UNEP) publicou um Relatório para auxiliar os tomadores de decisão sobre alternativas a matriz energética, considerando os impactos ambientais oriundos de cada uma das alternativas.

    O Relatório Green Energy Choices: the benefits, risks and trade-offs of low carbon technologies for electricity production (Escolhas de Energia Verde: benefícios, riscos e compensações de tecnologias de baixo impacto para produção de eletricidade) fornece uma comparação global do potencial de mitigação de Gases de Efeito Estufa (GHG) considerando diferentes tecnologias de geração de energia, incluindo hidrelétrica, solar, geotérmica e eólica. Mencionado Relatório examina, também os impactos ambientais e de saúde dessas opções, e suas implicações para utilização dos recursos naturais.

      O Diretor Executivo do UNEP, Achim Steiner, informa que este relatório traz fortes evidências de que a eletricidade gerada a partir de fontes renováveis provoca menos poluição do que a gerada a partir dos combustíveis fósseis. Essa informação é muito importante para a agenda de desenvolvimento e para a busca do cenário que se quer para 2050.

     Acrescenta o Diretor Executivo do UNEP: “Minha esperança é que os tomadores de decisão usem as evidências científicas neste relatório para selecionar  uma combinação sustentável de tecnologias de energias que sejam as mais limpas e mais seguras e mais para as próximas décadas”.

     Aos interessados em ler o Relatório, na íntegra, cliquem aqui.

Fonte: UNEP

Publicidade

Primeiro Encontro do Comitê Aberto de Representantes Permanentes (OECPR) para o Programa Ambiental da ONU

Por Nájila Cabral em Conservação da Natureza, Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente

27 de Março de 2014

    No período de 24 a 28 de março, em Nairobi, no Kenya, acontece o Primeiro Encontro do Comitê Aberto de Representantes Permanentes (OECPR) para o Programa Ambiental da ONU.

     O representante permanente do Brasil, o Diplomata Antonio Otávio Sá Ricarte, juntamente com os demais delegados (ao todo 293 participantes de 95 países), discutem, dentre outras temáticas, os avanços na implementação do Programa de Trabalho (POW) de 2012-2013, bem como os orçamentos dos programas de trabalho para 2014-2015 e 2016-2017, que devem ser o resultado final da agenda de trabalho deste evento.

Fonte: UNEP

Publicidade

Fórum de Ministros de Meio Ambiente da América Latina e do Caribe

    Termina hoje, 14 de março, o 19º Encontro do Fórum de Ministros de Meio Ambiente da América Latina e do Caribe, que iniciou em 11 de março, na cidade de Los Cabos, no México.

     O Encontro reuniu ministros de meio ambiente de 31 diferentes países da América Latina e do Caribe, contando com a presença de especialistas como Rajendra Pachauri, Presidente do IPCC e Achim Steiner, Sub-Secretário Geral da ONU e Diretor do UNEP.

     O Fórum de Ministros de Meio Ambiente da América Latina e do Caribe foi criado em 1985 em resposta à necessidade de confrontar os crescentes níveis de pobreza e as preocupações sociais e ambientais. Mencionado fórum é o espaço que concede às autoridades regionais de meio ambiente oportunidade para refletir sobre os desafios das agendas ambientais, em níveis global e regional.

     As discussões deste Encontro do Fórum trazem as preocupações com as mudanças climáticas e suas consequências para os ambientes, em nível global. A preocupação diz respeito às últimas informações do IPCC que apontam um possível aumento de temperatura de mais de 4,8º C para o final deste século XXI e uma possível elevação do nível do mar entre 26 a 82 centímetros. Os desafios destes cenários são maiores para as os pequenos estados insulares.

    Aliás, este ano, 2014, é o ano Internacional dos Pequenos Estados Insulares e a UNEP resolveu dedicar o Dia Mundial do Meio Ambiente 2014 ao desenvolvimento sustentável dos Pequenos Estados Insulares e os desafios ambientais que eles enfrentam.

Fonte: UNEP

Publicidade

Oportunidade de emprego nas Nações Unidas

Por Nájila Cabral em Conservação da Natureza, Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente

09 de Janeiro de 2014

     Até 18 de janeiro estão abertas as inscrições para processo seletivo para a vaga de Oficial de Programa (Programme Officer), nível P-3, do Programa das Nações Unidas pelo Meio Ambiente (PNUMA ou UNEP, sigla em inglês) para trabalhar em Bonn, na Alemanha.

     Os candidatos devem ter nível de Mestrado nas áreas de administração, destão ambiental, economia ou áreas afins. Devem apresentar, também, no mínimo, 5 anos de experiência em projetos ou programas de manejo, economia ou áreas afins. Experiência em organização e planejamento de eventos internacionais ou conferências é estimulada. As línguas oficiais da Secretaria das Nações Unidas são Inglês e Francês. O candidato deve apresentar fluência na escrita e oral na língua inglesa.

     Aos interessados, mais informações, cliquem aqui.

Fonte: UNEP

Publicidade

Brasil – Orgânico e Sustentável

Por Nájila Cabral em Conservação da Natureza, Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente

18 de dezembro de 2013

Fonte: MInistério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome

Fonte: MInistério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome

O Programa das Nações Unidas para o Ambiente (UNEP) e o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome do Brasil assinaram um memorando de entendimento para combinar esforços em atividades que abordem o desenvolvimento de uma cadeia sustentável de alimentos no Brasil, formas de reduzir o desperdício  e perda de alimentos, e estratégias para melhorar o acesso a alimentos orgânicos e saudáveis. A representante do PNUMA no Brasil, Sra. Denise Hamú , e a ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Sra. Tereza Campello, lançaram a parceria durante um evento da campanha Brasil Orgânico e Sustentável, uma iniciativa promovida pelo governo brasileiro, que deve ser agora aprovada pelo PNUMA .

     O Brasil Orgânico e Sustentável é uma campanha de conscientização pública focada na promoção do consumo consciente de alimentos orgânicos durante a Copa do Mundo FIFA 2014, estimulando a produção de alimentos orgânicos. A parceria entre o PNUMA e o Ministério brasileiro inclui também o turismo sustentável, por meio da campanha Passaporte Verde e a o programa Think.Eat.Save. O memorando de entendimento com o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome expande trabalho do PNUMA no Brasil a um contexto social relacionado com atividades de desenvolvimento sustentável.

Fonte: UNEP

Publicidade

Oportunidades de emprego no PNUMA

Por Nájila Cabral em Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente

25 de outubro de 2013

     Caros leitores do Blog Verde, o PNUMA (Programa das Nações Unidas sobre Meio Ambiente, ou a sigla em inglês UNEP) está com vagas abertas para diversos cargos em diferentes cidades do mundo.

    Uma das vagas é para Diretor Regional, na cidade de Washington. Os interessados podem se inscrever até 26/10 aqui, onde vão encontrar, também, mais informações sobre as competências exigidas e as responsabilidades do emprego. Exige-se graduação e Mestrado em Relações Internacionais, Ciência Política, Direito ou áreas afins. A fluência no inglês é exigida, sendo desejável também o francês.

     Outra vaga é para Diretor da Divisão de Implementação de Política Ambiental, para Nairobi. Os interessados podem clicar aqui para obter mais informações e se inscrever, até 03/11. Exige-se graduação e Mestrado em Ciências Sociais, Ciências Naturais, Administração, Negócios, Direito Economia, Gestão Ambiental ou áreas afins.

Fonte: UNEP

Publicidade

Prêmio concedido à Ministra do Meio Ambiente do Brasil

Por Nájila Cabral em Conservação da Natureza, Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente

21 de setembro de 2013

     Na noite de quinta, dia 18 de setembro, a ministra do Meio Ambiente do Brasil, Izabella Teixeira, recebeu da ONU-PNUMA (Programa das Nações Unidas sobre Meio Ambiente), no Museu Americano de História Natural, em Nova Yorque, o prêmio Campeões da Terra 2013, na categoria Liderança Política.

     O prêmio foi também concedido, na mesma categoria para Sra. Janez Potocnik, da Eslovênia. Foram também ganhadores o Professor VeerabhadranRamanathan, India/USA, na categoria Ciência e Inovação; a Sra. Martha Isabel Ruiz Corzo, do México e o Sr. Carlo Petrini, da Itália na categoria Inspiração e Ação.

     Mencionado prêmio é destinado a líderes de governo, da sociedade civil e do setor empresarial que se destacaram na atuação pelo meio ambiente.

     A premiação para a Ministra Izabella Teixeira ocorreu em virtude de ter desempenhado reconhecido papel na redução do desmatamento na Amazônia e pela atuação internacional pelo meio ambiente.

Fonte: MMA

Publicidade

A modelo Gisele Bündchen grava mensagem de apoio a Energia para Todos (Energy for All)

Por Nájila Cabral em Conservação da Natureza, Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente

02 de Março de 2013

    A Embaixadora da Boa Vontade do Programa de Meio Ambiente das Nações Unidas (PNUMA), Gisele Bündchen, se juntou ao ex-vice-presidente Al Gore para dar apoio à iniciativa do Secretário-Geral Ban Ki-Moon, para alcançar o acesso universal a serviços de energia até 2030.

Fonte:UNEP

Fonte:UNEP

    Em mensagens de vídeo que começou a ser exibida esta semana, a modelo Gisele Bündchen e Al Gore, juntamente com o chefe das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (ONUDI), Kandeh K. Yumkella, defendem a iniciativa para Energia Sustentável (Energy for All).

   Para ver o vídeo, cliquem aqui.

 Fonte: UNEP

Publicidade

A modelo Gisele Bündchen grava mensagem de apoio a Energia para Todos (Energy for All)

Por Nájila Cabral em Conservação da Natureza, Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente

02 de Março de 2013

    A Embaixadora da Boa Vontade do Programa de Meio Ambiente das Nações Unidas (PNUMA), Gisele Bündchen, se juntou ao ex-vice-presidente Al Gore para dar apoio à iniciativa do Secretário-Geral Ban Ki-Moon, para alcançar o acesso universal a serviços de energia até 2030.

Fonte:UNEP

Fonte:UNEP

    Em mensagens de vídeo que começou a ser exibida esta semana, a modelo Gisele Bündchen e Al Gore, juntamente com o chefe das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (ONUDI), Kandeh K. Yumkella, defendem a iniciativa para Energia Sustentável (Energy for All).

   Para ver o vídeo, cliquem aqui.

 Fonte: UNEP