Fortaleza Archives - Página 2 de 3 - Blog Verde 
Publicidade

Blog Verde

por Nájila Cabral

Fortaleza

4º Congresso Brasileiro de Avaliação de Impacto – Prorrogação de prazo de submissão

Por Nájila Cabral em Desenvolvimento Sustentável, Impacto Ambiental, Meio Ambiente

12 de Abril de 2018

O 4º Congresso Brasileiro de Avaliação de Impacto (4CBAI) deve ocorrer entre 22 a 26 de outubro de 2018, na Universidade de Fortaleza (UNIFOR).  O envio de resumos foi prorrogado até dia 30/04/2018.

 

      Esta edição traz como tema central “Ética e Avaliação de Impacto Ambiental”. Esta é a primeira vez que o evento acontece em uma capital da Região Nordeste, Fortaleza, com a realização da Associação Brasileira de Avaliação de Impacto (ABAI) e da UNIFOR.  As outras edições aconteceram em São Paulo (2012), Ouro Preto (2014) e Ribeirão Preto (2016).

     A Associação Brasileira de Avaliação de Impacto entende ser de extrema importância e pertinência contribuir para a afirmação de valores éticos na atuação profissional em Avaliação de Impacto Ambiental, orientados para a promoção de processos de tomada de decisão efetivamente transparentes e inclusivos às comunidades afetadas.

    Tendo em vista os resultados verificados três edições anteriores do Congresso Brasileiro de Avaliação de Impacto – CBAI, o evento destina-se a participantes de diversos setores públicos e privados que integram a comunidade profissional da Avaliação de Impacto, que inclui consultores, representantes de agências de financiamento, gestores e analistas ambientais do setor público, privado, e do terceiro setor, assim como estudantes de graduação e pós-graduação, docentes e pesquisadores de áreas afins.

     Venha participar do maior evento de Avaliação de Impacto do País. Aos interessados em obter mais informações ou para se inscreverem, cliquem aqui.

Fonte: Ikone, 2018.

 

Publicidade

Política de Desenvolvimento Urbano de Baixo Carbono de Fortaleza

    Ontem, dia 11/11/2015, em Fortaleza, durante a reunião do Fórum do Clima de Fortaleza, houve o lançamento da Política de Desenvolvimento Urbano de Baixo Carbono de Fortaleza, cujo objetivo é que, a partir das iniciativas propostas, Fortaleza seja uma cidade com baixa emissão de gases que contribuem para o efeito estufa.

   Na mesma ocasião, foi assinada a Carta do Compacto dos Prefeitos, um documento do qual participam cidades do mundo inteiro, com o compromisso de desenvolver ações para reduzir as emissões de gases de efeito estufa.

    Um dos setores preocupantes em termos de emissões de gases de efeito estufa no município de Fortaleza é o setor de transportes, identificado no primeiro Inventário de Emissão de Gases do Efeito Estufa (GEE) de Fortaleza. Por isso, esforços têm sido feitos para incentivar modais de transporte, como ônibus ou bicicletas, que sejam alternativas à locomoção em carros individuais.

Fonte: SEUMA

Publicidade

Crescimento Inclusivo: soluções sustentáveis – BRICS 2014

     Reunidos hoje na VI Cúpula do BRICS (Brasil, Rússia, índia, China e África do Sul), , no Centro de Eventos, aqui em Fortaleza/CE, Chefes de Estado e de Governo do Brasil aprovaram a Declaração de Fortaleza.

    O Blog Verde transcreve partes do texto da Declaração de Fortaleza, em que há compromissos ambientais, notadamente em virtude do tema dessa reunião: “Crescimento Inclusivo: soluções sustentáveis”.

Fonte: Itamaraty

Fonte: Itamaraty

1. “Nós, os líderes da República Federativa do Brasil, da Federação Russa, da República da Índia, da República Popular da China e da República da África do Sul, reunimo-nos em Fortaleza, Brasil, em 15 de julho de 2014 na VI Cúpula do BRICS. Para inaugurar o segundo ciclo de Cúpulas do BRICS, o tema escolhido para as nossas discussões foi “Crescimento Inclusivo: Soluções Sustentáveis”, condizente com as políticas macroeconômicas e sociais inclusivas implementadas pelos nossos governos e com o imperativo de enfrentar desafios à humanidade postos pela necessidade de se alcançar simultaneamente crescimento, inclusão, proteção e preservação”.

3. “Acreditamos que o diálogo fortalecido entre os BRICS e os países da América do Sul pode desempenhar papel ativo no fortalecimento do multilateralismo e da cooperação internacional, para a promoção da paz, segurança, progresso econômico e social e desenvolvimento sustentável em um mundo globalizado crescentemente complexo e interdependente”.

6. “O BRICS continua a contribuir significativamente para o crescimento global e para a redução da pobreza em seus próprios países e em outros. Nosso crescimento econômico e nossas políticas de inclusão social ajudaram a estabilizar a economia global, fomentar a criação de empregos, reduzir a pobreza, e combater a desigualdade, contribuindo, assim, para a consecução dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio”.

9. “O BRICS está preparado para contribuir com o objetivo do G20 de elevar nosso PIB coletivo em mais de 2% acima das trajetórias sugeridas pelas políticas atuais nos próximos cinco anos”.

11. “Tendo isso presente, temos satisfação em anunciar a assinatura do Acordo constitutivo do Novo Banco de Desenvolvimento, com o propósito de mobilizar recursos para projetos de infraestrutura e desenvolvimento sustentável nos BRICS e em outras economias emergentes e em desenvolvimento”.

17. “Acreditamos que o desenvolvimento sustentável e o crescimento econômico serão facilitados pela tributação dos rendimentos gerados nas jurisdições onde a atividade econômica transcorre. Manifestamos nossa preocupação com o impacto negativo da evasão tributária, fraude transnacional e planejamento tributário agressivo na economia global”.

27. “Enfatizamos nosso compromisso com a solução sustentável e pacífica de conflitos, conforme os princípios e objetivos da Carta da ONU. Condenamos intervenções militares unilaterais e sanções econômicas em violação ao direito internacional e normas universalmente reconhecidas das relações internacionais”.

31. “Expressamos igualmente nossa preocupação com a situação das mulheres e crianças de Chibok sequestradas e clamamos pelo fim dos contínuos atos de terrorismo perpetrados pelo Boko Haram”.

48. “Reiteramos nossa forte condenação ao terrorismo em todas as suas formas e manifestações e salientamos que não há justificativa, qualquer que seja, para ato de terrorismo de todo tipo, seja ideológica, religiosa, política, racial, étnica, ou qualquer outra justificativa. Conclamamos todas as entidades a se abster de financiar, incentivar, oferecer treinamento ou apoiar de qualquer forma atividades terroristas. Acreditamos que a ONU exerce papel central em coordenar a ação internacional contra o terrorismo, que deve ser conduzida de acordo com o direito internacional, incluindo a Carta das Nações Unidas, e com respeito aos direito humanos e liberdades fundamentais”.

51. “Reiteramos nosso compromisso com a implementação da Convenção sobre Diversidade Biológica e os seus Protocolos, com especial atenção a o Plano Estratégico para a Biodiversidade 2011-2020 e as Metas de Aichi. Reconhecemos o desafio posto pelas metas acordadas para a conservação da biodiversidade e reafirmamos a necessidade de implementar as decisões sobre a mobilização de recursos acordadas por todas as partes em Hyderabad em 2012, e estabelecer metas de mobilização de recursos, a fim de permitir a sua realização”.

52. “Reconhecendo que a mudança climática é um dos maiores desafios que a humanidade enfrenta, conclamamos todos os países a apoiar-se nas decisões adotadas na Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (UNFCCC), com vistas a alcançar uma conclusão bem-sucedida até 2015 das negociações sobre o desenvolvimento de um protocolo, um outro instrumento jurídico ou um resultado acordado com força jurídica nos termos da Convenção aplicável a todas as Partes, de acordo com os princípios e disposições da UNFCCC, em particular o princípio de responsabilidades comuns porém diferenciadas e respectivas capacidades”.

61. “Estamos comprometidos com a promoção da cooperação agrícola e com o intercâmbio de informação atinente a estratégias para assegurar o acesso à alimentação para as populações mais vulneráveis, reduzir o impacto negativo da mudança climática sobre a segurança alimentar e adaptar a agricultura à mudança do clima. Recordamos com satisfação a decisão da AGNU de declarar 2014 o Ano Internacional da Agricultura Familiar”.

70. “Reiteramos nosso compromisso de promover nossa parceria para o desenvolvimento comum. Com esse intuito, adotamos o Plano de Ação de Fortaleza”.

Fonte: Itamaraty/Ministério das Relações Exteriores.

Publicidade

Estágio em meio ambiente, em Fortaleza

Por Nájila Cabral em Meio Ambiente

25 de junho de 2014

O órgão seccional de meio ambiente do Ceará, executor de política ambiental do estado, a SEMACE (Superintendência Estadual de Meio Ambiente do Ceará), abriu inscrições para processo seletivo para estagiários. As inscrições iniciaram em 13 de junho e seguem até 07 de julho. Podem se inscrever estudantes regularmente matriculados em instituições de ensino superior conveniadas à Superintendência. São disponibilizadas 20 vagas distribuídas entre 10 áreas de conhecimento. A bolsa mensal é de R$600,83, bem como auxílio-transporte para a carga horária de 20 horas semanais.

As vagas disponíveis contemplam os seguintes cursos: Administração, Arquitetura, Biblioteconomia, Biologia (Ciências Biológicas), Direito, Engenharia Agronômica, Engenharia Química, Química e Tecnologia em Saneamento Ambiental.

O processo seletivo contará com realização de prova discursiva, entrevista e avaliação de histórico, com observância de currículo. As datas, horários e locais das provas serão divulgados posteriormente no site, Facebook e Twitter da Semace.

Fonte: SEMACE

Publicidade

Comemoração do Dia Mundial do Meio Ambiente em Fortaleza

Por Nájila Cabral em Conservação da Natureza, Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente

03 de junho de 2014

Começa hoje, 3 de junho, em comemoração ao  Dia Mundial do Meio Ambiente (05/06), a programação da Cagece (Companhia de Água e Esgoto do Ceará) que segue até o dia 05 de junho, em Fortaleza/Ceará.

Vejam foto do primeiro dia do evento, cedidas gentilmente por Lysandra Guedes: Mesa de abertura, com a presença do presidente da Cagece, André Facó, a Gerente de Meio AMbiente, Dra. Maria Amélia e a Profa. Dra. Zulmira Bonfim.

Foto2_Cagece_Lysandra

 

 

 

 

 

 

Terão palestras, oficinas e distribuição de cartões-sementes. Vejam cartaz com toda a programação.

Programacao_cagece_2014

Publicidade

Com carinho, à Fortaleza, por seus 288 anos

Por Nájila Cabral em Conservação da Natureza, Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente

13 de Abril de 2014

    Vivo em Fortaleza há décadas. Sou testemunha de muitas transformações na minha cidade. Quando pequena, recordo ir às quermesses da igreja e comer rolete de cana. Não consigo esquecer o gosto do fubá, que comprávamos no carrinho de pipoca.

Cada época de nossa vida é inesquecível, marcante. E hoje, Fortaleza me marca por sua insegurança. Andar na rua é uma aventura da qual não sabemos se vamos voltar. Estar em casa também não garante ser nosso “porto seguro”.

Nesse dia de seu aniversário, Fortaleza, desejo a você o melhor presente que poderia desejar, pois é aquilo que mais necessitas nesta época, neste momento: segurança; para que andar na rua possa ser além do exercício de um direito (o de ir e vir), um prazer.

Que teus gestores sensibilizados com tua fragilidade e com os cidadãos que tu carregas em teu ventre, te façam a mais adequada cidade de se viver.

Que os cidadãos que tu carregas em teu ventre, como eu e mais algumas milhares de pessoas, te sejam generosos, que respeitem uns aos outros, sem violência, sem roubos, sem assassinatos, sem armas, sem agressões.

Desejo a ti, Fortaleza e a todos os cidadãos fortalezenses, a paz que vem do Amor. Feliz Aniversário!

Publicidade

Prêmio Melhoria da Qualidade do Ar – edição 2013

Por Nájila Cabral em Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente

11 de novembro de 2013

     Hoje, 11 de novembro, a Federação das Empresas de Transportes Rodoviários faz a entrega do Prêmio Melhoria da Qualidade do Ar – edição 2013 (está é a 11ª edição), em Fortaleza. A solenidade ocorre no 23º Batalhão de Caçadores às 16 horas.

     Mencionado prêmio tem por objetivo reconhecer as empresas do setor de transporte de passageiros e de cargas que investem em projetos ambientais. Ao todo estão concorrendo 29 empresas.

     Além da entrega do Prêmio, o Troféu Destaque Ambiental, que é entregue a personalidades ou instituições cujas ações contribuem para o meio ambiente saudável, deve ser entregue, este ano, para a jornalista Tarcília Rego. Parabéns! Merecida homenagem!

     Deverão, ainda, receber o Certificado de Qualidade Empresa 100%, aquelas empresas com frota totalmente aprovada pelo Programa despoluir e que não tiveram multa aplicada pelos órgãos ambientais fiscalizadores.

Fonte: Helena Demes/Sest-Senat

Publicidade

Copa do Mundo FIFA 2014 e sustentabilidade

Por Nájila Cabral em Conservação da Natureza, Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente

02 de setembro de 2013

Em Fortaleza, hoje, às 14:00h, tem reunião da Câmara Temática de Meio Ambiente e Sustentabilidade da Copa do Mundo FIFA 2014 sobre o Inventário Ex-post da Copa das Confederações 2013 e ex-ante da Copa do Mundo FIFA 2014.

Importante calcular a quantidade de emissões de gases de efeito estufa de eventos, como as mencionadas copas, para minimizar, dentro da medida do possível, ainda nas fases preliminares, a emissão e para mitigar aquelas efetivamente emitidas para atmosfera.

Publicidade

5a. Conferência Nacional das Cidades – etapa municipal em Fortaleza

Hoje, 23 e amanhã, 24 de maio, Fortaleza realiza a sua etapa municipal do processo da 5ª. Conferência Nacional das Cidades, no Hotel Oásis Atlântico.

Fonte: Ministério das Cidades, 2013

Fonte: Ministério das Cidades, 2013

     Com o lema: Quem muda a cidade somos nós: Reforma Urbana já!, os municípios  brasileiros deveriam realizar suas etapas municipais para a 5ª Conferência Nacional das Cidades, entre 1º de março a 15 de maio de 2013, conforme calendário oficial nacional.

     As etapas estaduais devem ocorre de 1º de julho a 28 de setembro de 2013 e a etapa nacional de 20 a 24 de novembro de 2013, em Brasília. Durante as conferências municipais e estaduais, devem ser definidas as diretrizes a serem debatidas na Conferência Nacional.

     A 5ª Conferência Nacional das Cidades teve seu processo inicial em 2012. A resolução Normativa n. 14, de 06/06/2012 aprovou o regimento interno da 5ª. Conferência Nacional das Cidades. Conforme mencionada Resolução, os objetivos da Conferência são:

I – propor a interlocução entre autoridades e gestores públicos dos Estados, Distrito Federal, Municípios e União com os diversos segmentos da sociedade sobre assuntos relacionados à Política e Sistema Nacional de Desenvolvimento Urbano;

II – sensibilizar e mobilizar a sociedade brasileira para o estabelecimento de agendas, metas e planos de ação para enfrentar os problemas existentes nas cidades brasileiras;

III – propiciar a participação popular de diversos segmentos da sociedade, considerando as diferenças de sexo, idade, raça e etnia, para a formulação de proposições e realização de avaliações sobre as formas de execução da Política e Sistema Nacional de Desenvolvimento Urbano e suas áreas estratégicas, e

 IV – propiciar e estimular a organização de conferências das cidades como instrumento para garantia da gestão democrática das políticas de desenvolvimento urbano nas regiões, Estados, Distrito Federal e Municípios.

    Portanto, a 5ª Conferência Nacional das Cidades tem por finalidade: avançar na construção da Política e do Sistema Nacional de Desenvolvimento Urbano; eindicar prioridades de atuação ao Ministério das Cidades.

     Para saber mais sobre o processo desta conferência, cliquem aqui.

Publicidade

A leveza de ser Fortaleza

Por Nájila Cabral em Conservação da Natureza, Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente

13 de Abril de 2013

    Cresci em vários lugares do país. A vezes estava no Sudeste, outras no Nordeste. Como adulta, a vida, que dá muitas voltas, me fez continuar indo e vindo. A busca pelo conhecimento faz a gente, literalmente, viajar…

Paisagem_cidade2

Foto: Arquivo pessoal

    Mas o Ceará faz parte do meu coração. Recordo que muitas vezes, quando longe estava dessa cidade linda que é Fortaleza, e as coisas pareciam não caminhar, pensava comigo: hora de recarregar minhas baterias em Fortaleza. Bastava pisar no solo em terras alencarinas outro astral me envolvia. Olhar o mar… não tinha preço.

     Continua sendo incomensurável a sensação leve de sentir a brisa do mar, os pés na areia. O sol que brilha tão forte… Sensações que (perdoem-me chamar assim) a minha Fortaleza me causa.

     O nome Fortaleza me transforma desse ser frágil que sou, um verdadeiro grãozinho de areia, em alguém com força para enfrentar o dia a dia de luta, trabalho e escolhas. Essa cidade tem uma magia única. Acreditem! E não poderia deixar de parabenizar ela, Fortaleza, pelo seu aniversário.

     Leve como a brisa que sopra na Beira-Mar da minha juventude, graciosa como as ondas do mar da Praia do Futuro, linda como a paisagem da Barra do Ceará, forte como essa gente maravilhosa que nasceu ou vive aqui, essa é Fortaleza.

     Que os cidadãos que tu abrigas com tanto carinho, minha cara Fortaleza, te sejam mais dóceis, mais generosos, que respeitem tua natureza, tuas paisagens, tuas fragilidades ambientais, teus rios, teus córregos, para que possas viver, leve e forte, mais, no mínimo, mil anos!!

Publicidade

A leveza de ser Fortaleza

Por Nájila Cabral em Conservação da Natureza, Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente

13 de Abril de 2013

    Cresci em vários lugares do país. A vezes estava no Sudeste, outras no Nordeste. Como adulta, a vida, que dá muitas voltas, me fez continuar indo e vindo. A busca pelo conhecimento faz a gente, literalmente, viajar…

Paisagem_cidade2

Foto: Arquivo pessoal

    Mas o Ceará faz parte do meu coração. Recordo que muitas vezes, quando longe estava dessa cidade linda que é Fortaleza, e as coisas pareciam não caminhar, pensava comigo: hora de recarregar minhas baterias em Fortaleza. Bastava pisar no solo em terras alencarinas outro astral me envolvia. Olhar o mar… não tinha preço.

     Continua sendo incomensurável a sensação leve de sentir a brisa do mar, os pés na areia. O sol que brilha tão forte… Sensações que (perdoem-me chamar assim) a minha Fortaleza me causa.

     O nome Fortaleza me transforma desse ser frágil que sou, um verdadeiro grãozinho de areia, em alguém com força para enfrentar o dia a dia de luta, trabalho e escolhas. Essa cidade tem uma magia única. Acreditem! E não poderia deixar de parabenizar ela, Fortaleza, pelo seu aniversário.

     Leve como a brisa que sopra na Beira-Mar da minha juventude, graciosa como as ondas do mar da Praia do Futuro, linda como a paisagem da Barra do Ceará, forte como essa gente maravilhosa que nasceu ou vive aqui, essa é Fortaleza.

     Que os cidadãos que tu abrigas com tanto carinho, minha cara Fortaleza, te sejam mais dóceis, mais generosos, que respeitem tua natureza, tuas paisagens, tuas fragilidades ambientais, teus rios, teus córregos, para que possas viver, leve e forte, mais, no mínimo, mil anos!!