educação indígena Archives - Blog Verde 
Publicidade

Blog Verde

por Nájila Cabral

educação indígena

Educação Indígena – proposta de Instituição de Ensino Superior

Por Nájila Cabral em Conservação da Natureza, Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente

07 de Março de 2015

Em fevereiro/2015, o Centro de gestão e Estudos Estratégicos (CGEE) publicou o documento “Apoio à criação de um Instituto Superior de Educação Indígena”, que teve sua demanda originária na Secretaria de Ensino Superior do MEC, provocada pelos povos indígenas do Rio Negro por meio da Federação das Organizações Indígenas do Rio Negro (Foirn).

    A proposta do trabalho foi feita no sentido de enfrentar os problemas da região e para propor soluções para o desenvolvimento sustentável das comunidades, respeitando-se a diversidade cultural e étnica.

     Conforme mencionada publicação, a educação básica da região (um Território Etnoeducacional – TEE – reconhecido pelo MEC pelo Decreto Nº 6.861, de 27 de maio de 2009) conta com uma rede de 238 escolas municipais de ensino fundamental e 13 escolas estaduais de ensino médio, além de 131 professores indígenas frequentando a formação de ensino superior, 125 já graduados e 10 com pósgraduações. É, portanto, sobre essa base territorial e cultural, integrada por três municípios (Barcelos, Santa Isabel do Rio Negro e São Gabriel da Cachoeira), que tem este último como polo, que se propõe criar o Iciprn (Instituto de Conhecimentos Indígenas e de Pesquisa do Rio Negro).

     A proposta do Iciprn incluiu o pressuposto de que os conhecimentos indígenas constituem um patrimônio já reconhecido pela Constituição e que o governo brasileiro tem realizado várias iniciativas de proteção e promoção desses povos e de seus patrimônios culturais.

    Aos interessados em ter acesso ao documento na íntegra, cliquem aqui.

Fonte: CGEE

Publicidade

O que você está fazendo, hoje, no Dia da Terra?

    Hoje celebramos o Dia da Terra (Earth Day 2013). Vários eventos no mundo inteiro aconteceram durante o dia de hoje. O tema deste ano é The Face of Climate Changes.

Eart Day 2013 Fonte:ONU

Eart Day 2013
Fonte:ONU

    Eu, juntamente com vários caatingueiros e caatingueiras, estivemos presentes na abertura da Semana Estadual da Caatinga, aqui no Ceará. Discutimos os avanços e os desafios que se apresentam até 2020, considerando os 23 compromissos que estão acordados, pelo estado do Ceará, na Declaração da Caatinga, em seu Anexo III.

     Um dos pontos de destaque que faço neste momento de celebração do Dia da Terra e de nosso bioma Caatinga, com reflexo direto na questão das mudanças climáticas, é a força tarefa para aprovação da PEC 504/2010 que diz respeito a transformar os Biomas Caatinga e Cerrado em Patrimônio Nacional. Atores sociais importantes estão aliados nesta luta: parlamentares, iniciativa privada, terceiro setor, Academia, sociedade civil organizada. Vai dar certo!

     Destaco aqui, ainda, a divulgação do homenageado com a medalha ambientalista Joaquim Feitosa, que deverá receber a outorga na próxima segunda-feira, dia 29/04, na Assembleia Legislativa do Ceará, o Prof. Mauro Ferreira Lima. Parabéns, professor!

     Finalizo o Dia da Terra 2013 com destaque, também, para o I Encontro Estadual de Educação do Campo, Indígena e Quilombola, que acontece no Hotel Oásis, em Fortaleza, com o objetivo de fortalecer as políticas de educação do campo, indígena e quilombola.

     E você, caro leitor do Blog Verde, o que está fazendo no Dia da Terra?

Publicidade

Dia do índio – 19 de abril: Encontro Estadual de Educação do Campo, Indígena e Quilombola – Políticas, Currículos e Práticas – Ceará 2013

Por Nájila Cabral em Desenvolvimento Sustentável, Educação Ambiental, Meio Ambiente

19 de Abril de 2013

     Hoje, 19 de Abril, comemora-se o Dia do Índio. A pergunta é temos o que comemorar?

     Quanto à Educação Indígena, o Parecer CNE/CEB n. 13, de 10/05/2012, que trata das Diretrizes Curriculares nacionais para Educação Escolar Indígena relata que estas estão pautadas nos princípios de igualdade social, da diferença e da interculturalidade.

Foto: Lindalva Cruz, 2012

Foto: Lindalva Cruz, 2012

     Considerando a interface da Educação Indígena e da Educação Ambiental, esta última se apresenta como elemento fundamental na educação Indígena, dentre outros motivos, por: permitir a construção de uma sociedade ambiental mente justa e sustentável (inciso VI, Art.13, resolução n. 02/2012) e fortalecer a cidadania, a autodeterminação dos povos e da solidariedade (inciso VII, Art.13, resolução n. 02/2012)

    Nos dias 22 e 23 de abril, no Hotel Oásis Atlântico Imperial, em Fortaleza, acontece o I Encontro Estadual de Educação do Campo, Indígena e Quilombola – Políticas, Currículos e Práticas – Ceará 2013.

     Nos dois dias, terão discussões importantes sobre a temática. A mesa 1 pela manhã do dia 22/04 tem o seguinte tema: Educação do Campo, Indígena e Quilombola: que políticas temos no Brasil? Estarão presentes: Profa. Macaé Santos – SECADI/MEC; Profa. Rita Nascimento – Coordenação Geral de Educação Escolar Indígena/MEC, Profa. Izolda Cela – Secretária de Estado do Ceará/SEDUC, Sra. Cícera Costa – FETRAECE.

    A mesa 2, Educação do campo, Indígena e Quilombola: que currículos?, traz os palestrantes: prof. Miguel Arroyo, da UFMG, a Profa. Nila Gomes, da UNILAB, Prof. Roger Mendes, da SEDUC e o Prof. Paulo Sousa, do MST.

     A mesa 3,, Educação do campo, Indígena e Quilombola: que experiências?, encerra a programação do Encontro, e acontece no dia 23/04, pela manhã, com a participação do prof. Rui Silveira, da SEDUC/MT, da Profa. Givandete Santos, da SEC/BA, da Profa. Olgalice Suzarte, da SEC/BA, do Prof. José Ivaldo Rocha Júnior, da Secretaria unicipal de Educação de Horizonte/, da Profa. Nohemy Rezende, da SEDUC/CE , do prof. Jeová Ferreira da OPRINCE e da Sra. Aurila Sales, da CONAQ.

     Convite feito. Participem!

Publicidade

Dia do índio – 19 de abril: Encontro Estadual de Educação do Campo, Indígena e Quilombola – Políticas, Currículos e Práticas – Ceará 2013

Por Nájila Cabral em Desenvolvimento Sustentável, Educação Ambiental, Meio Ambiente

19 de Abril de 2013

     Hoje, 19 de Abril, comemora-se o Dia do Índio. A pergunta é temos o que comemorar?

     Quanto à Educação Indígena, o Parecer CNE/CEB n. 13, de 10/05/2012, que trata das Diretrizes Curriculares nacionais para Educação Escolar Indígena relata que estas estão pautadas nos princípios de igualdade social, da diferença e da interculturalidade.

Foto: Lindalva Cruz, 2012

Foto: Lindalva Cruz, 2012

     Considerando a interface da Educação Indígena e da Educação Ambiental, esta última se apresenta como elemento fundamental na educação Indígena, dentre outros motivos, por: permitir a construção de uma sociedade ambiental mente justa e sustentável (inciso VI, Art.13, resolução n. 02/2012) e fortalecer a cidadania, a autodeterminação dos povos e da solidariedade (inciso VII, Art.13, resolução n. 02/2012)

    Nos dias 22 e 23 de abril, no Hotel Oásis Atlântico Imperial, em Fortaleza, acontece o I Encontro Estadual de Educação do Campo, Indígena e Quilombola – Políticas, Currículos e Práticas – Ceará 2013.

     Nos dois dias, terão discussões importantes sobre a temática. A mesa 1 pela manhã do dia 22/04 tem o seguinte tema: Educação do Campo, Indígena e Quilombola: que políticas temos no Brasil? Estarão presentes: Profa. Macaé Santos – SECADI/MEC; Profa. Rita Nascimento – Coordenação Geral de Educação Escolar Indígena/MEC, Profa. Izolda Cela – Secretária de Estado do Ceará/SEDUC, Sra. Cícera Costa – FETRAECE.

    A mesa 2, Educação do campo, Indígena e Quilombola: que currículos?, traz os palestrantes: prof. Miguel Arroyo, da UFMG, a Profa. Nila Gomes, da UNILAB, Prof. Roger Mendes, da SEDUC e o Prof. Paulo Sousa, do MST.

     A mesa 3,, Educação do campo, Indígena e Quilombola: que experiências?, encerra a programação do Encontro, e acontece no dia 23/04, pela manhã, com a participação do prof. Rui Silveira, da SEDUC/MT, da Profa. Givandete Santos, da SEC/BA, da Profa. Olgalice Suzarte, da SEC/BA, do Prof. José Ivaldo Rocha Júnior, da Secretaria unicipal de Educação de Horizonte/, da Profa. Nohemy Rezende, da SEDUC/CE , do prof. Jeová Ferreira da OPRINCE e da Sra. Aurila Sales, da CONAQ.

     Convite feito. Participem!