Blog Verde - 5/91 - Meio ambiente é vida 
Publicidade

Blog Verde

por Nájila Cabral

Dia Mundial do Meio Ambiente – Acabe com a Poluição por Plástico

Por Nájila Cabral em Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente

05 de junho de 2018

    Hoje, 05 de junho, se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente. Este ano, 2018,  o tema é Acabe com a Poluição por Plástico.

    Um novo relatório da Organização das Nações Unidas (ONU), publicado hoje, analisa o estado da poluição de plástico em 2018. O relatório oferece a primeira avaliação global de ações do governo contra a poluição por plásticos.

     A análise apresenta as melhores práticas e lições aprendidas em estudos de casos sobre proibições de uso único, impostos e outras formas de intervenção governamental. Especialistas da ONU sugerem um roteiro de dez passos para os formuladores de políticas.

     O Relatório tipo indica que os governos estão aumentando o ritmo de implementação de programas de redução de consumo de plásticos e o escopo de ação para restringir o uso de plásticos descartáveis.

     Aos interessados em ler na íntegra o Relatório “Plástico de uso único: um roteiro para a Sustentabilidade, cliquem aqui.

Fonte: ONU, 2018.

Publicidade

Projeto Orla em Fortaleza – Audiência Pública

Por Nájila Cabral em Conservação da Natureza, Impacto Ambiental, Meio Ambiente

04 de junho de 2018

    Em 05 de junho de 2018, Dia Mundial do Meio Ambiente, haverá audiência pública no Centro Cultural Belchior, em Fortaleza, das  8h às 12h sobre o Projeto Orla – Plano de Gestão Integrada da Orla de Fortaleza, com promoção da Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente.

        O Projeto Orla visa caracterizar, de maneira integrada e participativa,  as diversas formas de uso e ocupação do solo da orla de Fortaleza, focando as potencialidades, os impactos, as ações geradoras e a legislação incidente; de maneira a aperfeiçoar e melhorar a qualidade sócio-ambiental da orla marítima.

      As audiências públicas são importantes instrumentos de participação social, em que todos são convidados a discutir e debater uma determinada temática; sendo o cidadão, assim,  ator social partícipe na tomada de decisão de políticas públicas.

 

Publicidade

II Conferência da Caatinga – Inscrições abertas

Por Nájila Cabral em Desenvolvimento Sustentável, Semiárido

26 de Maio de 2018

    Estão abertas as inscrições para a II Conferência da Caatinga, com o tema “Desenvolvimento Humano e Sustentabilidade”.  O evento acontecerá de 19 a 21 de junho, com o tema “Desenvolvimento humano e sustentável”, no Auditório Murilo Aguiar e demais dependências da Assembleia Legislativa.

    O objetivo da Conferência é realizar o debate e a troca de conhecimento sobre a problemática do bioma, com o objetivo de gerar políticas públicas que ofereçam desenvolvimento humano e sustentabilidade, em seu convívio. 

     Os impactos sociais e econômicos da seca prolongada de 2012 a 2017, que atingiu a Região Nordeste, e os compromissos assumidos na I Conferência, realizada em 2012, serão apresentados e analisados, buscando identificar alternativas e políticas públicas que possibilitem qualidade de vida à população, frente à constatação da instabilidade climática.

     Uma Feira dos Saberes e das Culturas do povo catingueiro acontecerá simultaneamente à conferência. Os visitantes poderão participar de um espaço com características do sertão nordestino, onde serão expostas e apresentadas manifestações culturais dos estados da região. A feira será distribuída ao largo do corredor de passagem da Assembleia Legislativa. A ideia é realizar um evento rico em diversidade, onde a realidade caatingueira poderá ser vivenciada, da gastronomia às artes e o artesanato.

    Para saber mais sobre o evento, cliquem aqui. A participação é gratuita e as inscrições podem ser feitas até 14 de junho. Aos interessados em realizar a inscrição, cliquem aqui. 

     Fonte: Assessoria de Comunicação da Assembleia Legislativa do Ceará, 2018.

 

 

 

Publicidade

Ordenamento de pesca: aspectos legais e institucionais

Por Nájila Cabral em Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente

21 de Maio de 2018

   Hoje, 21/05/2018, na Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC) acontece o seminário “A Pesca de Atum no Ceará: aspectos legais, institucionais e ordenamento”, com promoção do IBAMA, em parceria com a UFC – Labomar eo Sindifrios/FIEC.

 

 

 

   Participam do evento empresários, pesquisadores, estudantes, gestores públicos e interessados na temática, durante o dia em que ocorrem palestras. Ao final do dia, o documento final, construído com a participação de todos, deve conter propostas para o desenvolvimento da atividade de pesca de atum, de maneira mais eficiente e sustentável.

 

 

 

  “A pesca de atum, no Ceará, ocorre de maneira pouco ordenada, o que pode gerar sanções por parte de organismos internacionais que regulam a atividade, o que impacta negativamente a economia cearense, por se tratar de um produto de alto valor comercial”, menciona o Superintendente do IBAMA-CE, Dr. Herbert Lobo.

  A Diretora do Labomar, Profa. Dra. Ozilea Bezerra, comentou na mesa de abertura: “estamos buscando e discutindo possibilidades de desenvolvimento com sustentabilidade, sem colocar em risco a existência da espécie. Mais que isso, estamos disseminando novas tecnologias que nos permitam conviver harmoniosamente com o oceano”.

        Aos interessados em participar, cliquem aqui.

Fotne: IBAMA-CE, 2018

 

Publicidade

Fórum de Energia de Viena: Sessão Especial de 2018

Por Nájila Cabral em Meio Ambiente, Mudanças Climáticas

17 de Maio de 2018

     No período de 14 a 16 de maio de 2018, ocorreu a sessão especial do Fórum de Energia de Viena, no Centro Internacional de Viena, na Áustria, organizado sob os auspícios da Organização para o Desenvolvimento Industrial da ONU (UNIDO), Ministério Federal Austríaco para a Europa, Integração e Relações Exteriores (BMEIA), Agência Austríaca de Desenvolvimento (ADA), Instituto Internacional para Análise de Sistemas Aplicados (IIASA) e Energia Sustentável para Todos (SEforALL).

   O Fórum reuniu mais de 430 líderes de governos, sociedade civil, organizações internacionais e do setor privado. Incluiu plenárias e mesas redondas de alto nível em 14 de maio, seguidas por eventos paralelos e eventos especiais em 15 e 16 de maio. 

     O Fórum de Energia de Viena foi estabelecido em 2008 pelo governo austríaco, IIASA e UNIDO. O Fórum é realizado a cada dois anos e tem por finalidade explorar como a energia pode contribuir para enfrentar os desafios do desenvolvimento global, com base na premissa de que questões como pobreza, mudanças climáticas, segurança, saúde e renda estão intimamente ligadas à natureza, acessibilidade e acessibilidade dos sistemas energéticos existentes.

     O primeiro Fórum de Energia de Viena reuniu-se em Viena, na Áustria, de 22 a 24 de junho de 2009, com o tema “Rumo a uma agenda integrada de energia após 2020: assegurando políticas e investimentos sustentáveis”.

     O segundo Fórum de Energia de Viena, intitulado “Energia para Todos – Tempo de Ação”, esteve reunido em Viena de 21 a 23 de junho de 2011.

     Intitulado “Um Ano depois da Rio + 20: O Futuro Energético que Queremos”, o terceiro Fórum de Energia de Viena aconteceu em Viena de 28 a 30 de maio de 2013. O Fórum abordou energia sustentável no contexto da negociação da agenda de desenvolvimento pós-2015, um processo iniciado na Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável de 2012 (Rio + 20).

    O quarto Fórum de Energia de Viena intitulado “Energia Sustentável para o Desenvolvimento Inclusivo” foi realizado de 18 a 20 de junho de 2015, em Viena. O Fórum teve como objetivo contribuir para a agenda de desenvolvimento e os processos climáticos pós-2015, enfatizando seus múltiplos benefícios e mostrando as melhores práticas e ações no terreno.

    De 9 a 12 de maio de 2017 em Viena, Áustria, o quinto Fórum de Energia de Viena, intitulado “Energia Sustentável para a Implementação dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) e o Acordo de Paris”. O evento teve como objetivo promover o diálogo sobre: o nexo entre energia, clima, transportes, alimentação, água e saúde; vínculos na implementação dos ODS e no Acordo de Paris sobre Mudança do Clima; e o papel da inovação como um impulsionador global para o crescimento sustentável.

Fonte: IISD, 2018.

    

Publicidade

Acordo de Cooperação Técnica entre IBAMA e Cruz Vermelha

Por Nájila Cabral em Conservação da Natureza, Impacto Ambiental, Meio Ambiente

12 de Maio de 2018

    No dia 09 de maio, o Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) informou que, ainda neste mês de maio/2018, sua presidente, Dra. Suely Araújo assinará um Acordo de Cooperação Técnica com a Cruz Vermelha Brasileira, cujo presidente é o Sr. Júlio Cals.

     Conforme o Superintendente do IBAMA, no Ceará, Dr. Herbert Lobo, esse acordo ” viabilizará que as duas instituições atuem em conjunto nos casos de desastres ambientais”. Mencionado acordo foi articulado a partir da Superintendência do IBAMA no Ceará.

    Conforme Herbert Lobo, o IBAMA cumpre suas atribuições relacionadas a fazer cessar os danos ambientais e a Cruz Vermelha cuidando da ajuda humanitária às populações atingidas.

     Esse acordo favorece a segurança ambiental e humana, que deve ser priorizada em todos os aspectos, quando da ocorrência de desastres ambientais.

Fonte: IBAMA/CE

 

Publicidade

Edifícios Sustentáveis – Workshop gratuito

Por Nájila Cabral em Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente, Urbanismo

09 de Maio de 2018

     O Ministério do Meio Ambiente está realizando o 3º Workshop Online Gratuito Edifícios Sustentáveis nos dias 08, 10, 15 e 17 de maio de 2018.

     Os engenheiros e arquitetos interessados nas tendências ambientais para a construção civil poderão participar do 3º Workshop Online Gratuito Edifícios Sustentáveis. A capacitação é integralmente oferecida em meio virtual e começaram na terça-feira (08/05), com foco nas novas exigências de mercado nas áreas de eficiência e desempenho.

    Serão abordados temas relacionados aos vários requisitos de sustentabilidade do ramo da construção civil. Além de discutir as responsabilidades de engenheiros e arquitetos na hora de projetar edifícios, as aulas incluirão questões ligadas às oportunidades de mercado, novos nichos de atuação e direito do consumidor. Também serão apresentadas informações sobre a etiquetagem de edificações no Brasil.

    Aos interessados em participar, as inscrições podem ser feitas aqui.

Fonte: MMA,2018.

Publicidade

Riscos e oportunidades relacionados ao clima

Por Nájila Cabral em Impacto Ambiental, Meio Ambiente, Mudanças Climáticas

02 de Maio de 2018

      No final do mês passado, o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (sigla em inglês, UNEP) e dezesseis bancos, dos quatro continentes, publicaram uma metodologia desenvolvida, em conjunto, para aumentar a compreensão dos bancos sobre como as mudanças climáticas e as ações climáticas podem impactar seus negócios.

      Conforme a publicação, esse entendimento é fundamental para permitir que os bancos sejam mais transparentes sobre sua exposição a riscos e oportunidades relacionados ao clima. A publicação fornece as estratégias dos bancos para contribuir e se beneficiar da transição econômica de baixo carbono e ajudá-los a envolver e apoiar seus clientes nesse sentido. Isso é fundamental porque os riscos e oportunidades relacionados ao clima que os bancos enfrentam surgem, principalmente, de seus serviços para os clientes.

     A publicação, resultado do esforço conjunto realizado em mais de dez meses, inclui risco de crédito, testes de estresse, sustentabilidade e desenvolvimento de negócios com os principais cientistas e especialistas em gestão de riscos e investimentos.

     Mais especificamente, conforme a UNEP,  a metodologia ajuda os bancos a aplicarem os mais avançados cenários globais de mudanças climáticas disponíveis hoje – como aqueles desenvolvidos e oferecidos pelo Potsdam Institute for Climate Impact Research (PIK), pelo Instituto Internacional de Análise de Sistemas Aplicados (IIASA) e pela Agência Internacional de Energia (IEA) – para avaliar os riscos e oportunidades que a transição econômica de baixo carbono pode apresentar às suas carteiras de empréstimos.

   Aos interessados, a metodologia, na íntegra, está aqui.

Fonte: UNEP, 2018.

Publicidade

Congresso Brasileiro de Avaliação de Impacto -Último dia para envio de resumo

Por Nájila Cabral em Conservação da Natureza, Impacto Ambiental, Meio Ambiente

30 de Abril de 2018

Hoje, 30/04/2018, é o último dia de envio de resumo para o 4o. Congresso Brasileiro de Avaliação de Impacto. O evento deve ocorrer em Fortaleza, na UNIFOR, no período de 22 a 26 de outubro de 2018.

Mais informações, inscrições e envio de resumos, acessem aqui.

Publicidade

Dia Nacional da Caatinga – 28 de abril

Por Nájila Cabral em Conservação da Natureza, Meio Ambiente, Semiárido

27 de Abril de 2018

      A Caatinga está presente em nove Estados do Nordeste (Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Piauí e Sergipe) e no norte do Estado de Minas Gerais, abrangendo cerca de 11% do território brasileiro.

      Dia 28/04 comemora-se o Dia Nacional da Caatinga, o que representa um importante momento para repensar a importância dese bioma para a população que vive nessas áreas, sobretudo a necessidade de se pensar o modelo de desenvolvimento pautado no viés sustentável, que permita a convivência harmoniosa entre o atividades econômicas e a proteção adequada dos recursos naturais.

         Conforme o banco de informações do Cadastro Nacional de Unidades de Conservação, vinte e cinco Unidades de Conservação  guardam 4 milhões de hectares de Caatinga. As mais recentes, criadas em abril/2018, são a Área de Proteção Ambiental e o Parque Nacional do Boqueirão da Onça (MMA, 2018).

      No dia 03 de maio, na Assembleia Legislativa do Ceará (ALCE), em comemoração ao Dia Nacional da Caatinga, haverá a entrega da medalha Ambientalista Joaquim Feitosa, que neste ano (2018), será outorgado à Federação da Agricultura e Pecuária do Ceará, na pessoa de seu Presidente, Dr. Flávio Saboya.

     Fonte: MMA, 2018; ALCE, 2018.

 

 

Publicidade

Dia Nacional da Caatinga – 28 de abril

Por Nájila Cabral em Conservação da Natureza, Meio Ambiente, Semiárido

27 de Abril de 2018

      A Caatinga está presente em nove Estados do Nordeste (Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Piauí e Sergipe) e no norte do Estado de Minas Gerais, abrangendo cerca de 11% do território brasileiro.

      Dia 28/04 comemora-se o Dia Nacional da Caatinga, o que representa um importante momento para repensar a importância dese bioma para a população que vive nessas áreas, sobretudo a necessidade de se pensar o modelo de desenvolvimento pautado no viés sustentável, que permita a convivência harmoniosa entre o atividades econômicas e a proteção adequada dos recursos naturais.

         Conforme o banco de informações do Cadastro Nacional de Unidades de Conservação, vinte e cinco Unidades de Conservação  guardam 4 milhões de hectares de Caatinga. As mais recentes, criadas em abril/2018, são a Área de Proteção Ambiental e o Parque Nacional do Boqueirão da Onça (MMA, 2018).

      No dia 03 de maio, na Assembleia Legislativa do Ceará (ALCE), em comemoração ao Dia Nacional da Caatinga, haverá a entrega da medalha Ambientalista Joaquim Feitosa, que neste ano (2018), será outorgado à Federação da Agricultura e Pecuária do Ceará, na pessoa de seu Presidente, Dr. Flávio Saboya.

     Fonte: MMA, 2018; ALCE, 2018.