Proposta de modelo do novo paradigma de desenvolvimento - Blog Verde 
Publicidade

Blog Verde

por Nájila Cabral

Proposta de modelo do novo paradigma de desenvolvimento

Por Nájila Cabral em Conservação da Natureza, Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente

27 de Janeiro de 2014

     O reino de Butão no relatório “Hapiness: Towards a new development paradigm” faz uma proposta que começa com uma visão de felicidade da sociedade, que considera um objetivo coletivo para a humanidade. Mencionado objetivo permite que as necessidades de todos os seres humanos sejam observadas, considerando os limites planetários, e não apenas atende aos “desejos” de alguns (NDP, 2013).

     O modelo proposto, baseado na filosofia da Felicidade Nacional Bruta-FIB (Gross National Hapiness– GNH), tendo a felicidade da sociedade como sua visão orientadora, traz 5 componentes: 1) necessidades; 2) agenda de desenvolvimento holístico; 3) Habilidades de felicidade; 4) uso responsável dos recursos e 5) Resultado: sociedade justa e sustentável.

     O índice FIB é composto por nove domínios:

– diversidade ecológica e resiliência;

– padrões de vida;

– saúde;

-educação;

– diversidade cultural e resiliência;

– vitalidade da comunidade;

– uso do tempo e equilíbrio;

– boa governança;

– bem-estar psicológico.

      Existem limitações do índice FIB, até porque mencionado índice não tem a intenção de ser a medida da felicidade, isto seria uma má interpretação do índice. O índice FIB é “destinado a orientar as pessoas e a nação em direção à felicidade”, melhorando as suas condições (NDP, 2013).

Fonte: NDP Steering Committee and Secretariat, 2013. Happiness: Towards a New Development Paradigm. Report of the Kingdom of Bhutan.

Publicidade aqui

Proposta de modelo do novo paradigma de desenvolvimento

Por Nájila Cabral em Conservação da Natureza, Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente

27 de Janeiro de 2014

     O reino de Butão no relatório “Hapiness: Towards a new development paradigm” faz uma proposta que começa com uma visão de felicidade da sociedade, que considera um objetivo coletivo para a humanidade. Mencionado objetivo permite que as necessidades de todos os seres humanos sejam observadas, considerando os limites planetários, e não apenas atende aos “desejos” de alguns (NDP, 2013).

     O modelo proposto, baseado na filosofia da Felicidade Nacional Bruta-FIB (Gross National Hapiness– GNH), tendo a felicidade da sociedade como sua visão orientadora, traz 5 componentes: 1) necessidades; 2) agenda de desenvolvimento holístico; 3) Habilidades de felicidade; 4) uso responsável dos recursos e 5) Resultado: sociedade justa e sustentável.

     O índice FIB é composto por nove domínios:

– diversidade ecológica e resiliência;

– padrões de vida;

– saúde;

-educação;

– diversidade cultural e resiliência;

– vitalidade da comunidade;

– uso do tempo e equilíbrio;

– boa governança;

– bem-estar psicológico.

      Existem limitações do índice FIB, até porque mencionado índice não tem a intenção de ser a medida da felicidade, isto seria uma má interpretação do índice. O índice FIB é “destinado a orientar as pessoas e a nação em direção à felicidade”, melhorando as suas condições (NDP, 2013).

Fonte: NDP Steering Committee and Secretariat, 2013. Happiness: Towards a New Development Paradigm. Report of the Kingdom of Bhutan.