Arquivos Março 2016 - Blog Verde 
Publicidade

Blog Verde

por Nájila Cabral

Março 2016

Implementando a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável – discussão com a sociedade

    Até amanhã, dia 25 de março de 2016, está acontecendo a discussão eletrônica (e-discussão), coordenada pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento e pelo Departamento das Nações Unidas de Assuntos Sociais e Econômicos, a respeito da implementação da agenda pós-2015 e seus compromissos até 2030.

     A finalidade dessa e-discussão é engajar os grupos de atores sociais e especialistas de todas as partes do mundo num diálogo que contemple os aspectos específicos da agenda 2030, esperando-se sugestões e recomendações que possam ser encaminhadas para essa nova Agenda, com ênfase no nível nacional e metas de desenvolvimento sustentável.

    Aos interessados em participar, cliquem aqui. Convite feito!

Fonte: UNDP

Publicidade

Dia Mundial das Águas – 22 de março

Por Nájila Cabral em Água, Conservação da Natureza, Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente

21 de Março de 2016

     Amanhã, 22 de março, é o Dia Mundial das Águas. Assim como em todos os anos, neste dia, instituído pela Organização das Nações Unidas, desde a Rio-92, a sociedade civil tem uma excelente oportunidade de aprender um pouco mais sobre a temática e, sobretudo, de procurar realizar ações que façam a diferença no mundo, no sentido de conservação da água e de seu uso consciente.

World_day_water_2016_UN

     Este ano o tema é “Better water, better jobs” (melhor água, melhores empregos), considerando a necessidade de bilhões de pessoas que dependem da água não apenas em seus setores de trabalho, mas para assegurar a vida. No entanto, muitas pessoas que trabalham na água, muitas vezes não são reconhecidos ou protegidos por direitos trabalhistas básicos. O tema em 2016 – a água e o emprego – deve se concentrar na quantidade e qualidade da água suficientes e que podem mudar vidas e meios de subsistência dos trabalhadores – e até mesmo transformar as sociedades e economias.

  Aos professores e estudantes interessados, as Nações Unidas disponibilizaram este ano um website interativo sobre a temática. Aos que quiserem ter acesso, cliquem aqui.

Fonte: UN Water

 

Publicidade

ANA e IFCE oferecem curso de especialização em Elaboração e Gerenciamento de Projetos para a Gestão Municipal de Recursos Hídricos

Por Nájila Cabral em Conservação da Natureza, Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente

17 de Março de 2016

      O Instituto Federal do Ceará (IFCE) em parceria com a Agência Nacional das Águas (ANA) ofertará 400 vagas para a especialização lato sensu em Elaboração e Gerenciamento de Projetos para a Gestão Municipal de Recursos Hídricos.

        As inscrições têm início em dia 11 de abril e devem ser feitas, exclusivamente, pela internet. O sistema do curso é semipresencial, com atividades obrigatórias em encontros presenciais, previamente agendados nas cidades Polos Regionais (Fortaleza, Manaus, Brasília, São Paulo e Florianópolis).

      O candidato deve ser servidor com vínculo efetivo na administração pública municipal, estadual ou federal; possuir graduação em qualquer área, e estar liberado e autorizado pelo órgão de origem para as atividades (presenciais e a distância) exigidas pelo curso.

      O edital deve ser divulgado em breve aqui e oferecerá 80 vagas para cada região do País.

Fonte: IFCE

 

 

Publicidade

Zika: relação entre saúde e meio ambiente

     Existem várias doenças que podem estar relacionadas à poluição e à degradação ambiental, como o câncer de pele, o câncer de pulmão, o envenenamento por chumbo e mercúrio, a Malária, o Ebola e o Zika.

    Este alerta foi pronunciado na manhã de ontem (dia 09/03), pelo Diretor Executivo do Programa das Nações Unidas pelo Meio Ambiente (sigla em inglês, UNEP), Sr. Achim Steiner, para delegados internacionais da Comissão de Representantes Permanentes (sigla em inglês, CPR), sublinhando as relações entre saúde e meio ambiente e reforçando a necessidade de ação internacional de profundo impacto positivo.

    Conforme Steiner “a propagação do Zika, assim como aconteceu com o Ebola, enviou um forte sinal à comunidade internacional que há necessidade de maior atenção para a correlação entre meio ambiente e saúde”. Prosseguiu: “Há uma consciência crescente de que os seres humanos, através da sua intervenção no meio ambiente, desempenham um papel vital no agravamento ou na mitigação dos riscos para a saúde”.

    O Secretário Executivo também citou dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), que afirma que 23% de todas as mortes prematuras em todo o mundo podem ser atribuídas a fatores ambientais. Entre crianças, esse número sobe para 36%. Os dados da OMS indicam, ainda, que sete milhões de pessoas morrem, todos os anos, por causa da exposição à poluição do ar, causada pela geração de energia, por fogões, pelos transportes, por fornos industriais, incêndios e outras causas.

Fonte: UNEP

Publicidade

Dia Mundial das Florestas – 21 de março

    Aproxima-se o Dia Mundial das Florestas, que é comemorado no dia 21 de março, com o intuito de aumentar a conscientização sobre a importância de todos os tipos de florestas e de seu papel no Planeta, inclusive com serviços de regulação, inclusive na adaptação e mitigação das mudanças climáticas.

    Conforme as Nações Unidas, as florestas cobrem um terço da área terrestre do Planeta, e exercem funções vitais em todo o mundo. Cerca de 1,6 bilhões de pessoas – incluindo mais de 2.000 culturas indígenas – dependem das florestas para sua subsistência.

   O tema para este ano “Florestas e Mudanças Climáticas” destaca soluções de base florestal para enfrentar a mitigação e adaptação das alterações climáticas, e de maneira mais ampla a temática: florestas e desenvolvimento sustentável.

Fonte: UN

Publicidade

HABITAT III – financiando o desenvolvimento urbano

Por Nájila Cabral em Desenvolvimento Sustentável, Impacto Ambiental, Meio Ambiente, Urbanismo

05 de Março de 2016

    No período de 9 a 11 de março, acontece na Cidade do México, uma das reuniões temáticas de alto nível, preparatórias para a Terceira Conferência das Nações Unidas sobre Habitação e Desenvolvimento Urbano Sustentável (Habitat III). Mencionada reunião deve discutir prioridades para uma nova agenda urbana e desenvolver recomendações políticas. As reuniões temáticas devem resultar em recomendações temáticas que serão considerados oficialmente ao Habitat III. Esta reunião temática da Cidade do México centra-se sobre o financiamento da Nova Agenda Urbana.

     Com relação à discussão de ordenamento urbano, território e planejamento, as discussões devem se apoiar no documento 8 – Ordenação Urbana do Território e Planejamento, cujos conceitos principais, estão abaixo relacionados:

– O planejamento territorial e urbano pode ser definido como um processo de tomada de decisão que visa a realização do espaço econômico, social, cultural e ambiental por intermédio do desenvolvimento de objetivos visões, estratégias, planos e implementação de uma série de princípios políticos, ferramentas, procedimentos e mecanismos institucionais e regulamentares participativos.

– O ordenamento do território abrange as escalas do bairro, da cidade, da região metropolitana. O seu objetivo é facilitar e coordenar as decisões políticas e ações que irão transformar o espaço físico e social e afetam a distribuição e fluxo de pessoas, de bens e de atividades.

Fonte: Habitat III/UN

Publicidade

HABITAT III – financiando o desenvolvimento urbano

Por Nájila Cabral em Desenvolvimento Sustentável, Impacto Ambiental, Meio Ambiente, Urbanismo

05 de Março de 2016

    No período de 9 a 11 de março, acontece na Cidade do México, uma das reuniões temáticas de alto nível, preparatórias para a Terceira Conferência das Nações Unidas sobre Habitação e Desenvolvimento Urbano Sustentável (Habitat III). Mencionada reunião deve discutir prioridades para uma nova agenda urbana e desenvolver recomendações políticas. As reuniões temáticas devem resultar em recomendações temáticas que serão considerados oficialmente ao Habitat III. Esta reunião temática da Cidade do México centra-se sobre o financiamento da Nova Agenda Urbana.

     Com relação à discussão de ordenamento urbano, território e planejamento, as discussões devem se apoiar no documento 8 – Ordenação Urbana do Território e Planejamento, cujos conceitos principais, estão abaixo relacionados:

– O planejamento territorial e urbano pode ser definido como um processo de tomada de decisão que visa a realização do espaço econômico, social, cultural e ambiental por intermédio do desenvolvimento de objetivos visões, estratégias, planos e implementação de uma série de princípios políticos, ferramentas, procedimentos e mecanismos institucionais e regulamentares participativos.

– O ordenamento do território abrange as escalas do bairro, da cidade, da região metropolitana. O seu objetivo é facilitar e coordenar as decisões políticas e ações que irão transformar o espaço físico e social e afetam a distribuição e fluxo de pessoas, de bens e de atividades.

Fonte: Habitat III/UN