Arquivos julho 2013 - Blog Verde 
Publicidade

Blog Verde

por Nájila Cabral

julho 2013

Educação Ambiental e as Conferências Estaduais

Por Nájila Cabral em Desenvolvimento Sustentável, Educação Ambiental, Meio Ambiente

31 de julho de 2013

Fonte:MEC

Fonte:MEC

   O processo da Conferência Nacional Infanto Juvenil pelo Meio Ambiente está em andamento em todo o país. A etapa da Conferência Estadual deve acontecer até 25 de outubro. Nesta etapa os delegados devem escolher os quatro projetos, sendo um para cada subtema: Terra, Água, Fogo e Ar.

     Os delegados, representantes das escolas, cujo projeto for eleito devem acompanhá-lo na etapa nacional da Conferência.

Fonte: MEC

 

Publicidade

Desempenho Ambiental – novo contexto da relação com a sociedade

Por Nájila Cabral em Conservação da Natureza, Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente

30 de julho de 2013

 

Fonte: Road Show 2013

Fonte: Road Show 2013

Em 01º/08, haverá em Fortaleza, no Hotel Vila Galé, às 17:30h duas palestras, gratuitas, sobre a Norma de Desempenho Ambiental NBR 15575 e sobre um Novo Contexto nas Relações com o Cliente e a Sociedade.

As inscrições podem ser feitas, acessando aqui.

Convite feito. Público-alvo: estudantes, arquitetos, engenheiros, construtores e demais interessados.

Publicidade

Frases para refletir… sobre vida e meio ambiente

Por Nájila Cabral em Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente

28 de julho de 2013

     A vida, essa preciosidade dádiva de Deus, nos é tão cara… Às vezes somos tomados pelas adversidades da vida. Tribulações que nos fazem pensar o quão nós somos pequenos diante aos olhos de Deus.

    Existem anjos na Terra, tenho plena certeza disso, que nos rodeiam, nos cercam, nos acolhem, nos auxiliam a caminhar nos momentos de tribulação.

Olhar de Fé Fonte: Fabiana Baioni

Olhar de Fé
Fonte: Fabiana Baioni

    Permitam-me dedicar hoje o Blog Verde a anjos, aos olhos de Deus, anjos que sem pedir absolutamente nada em troca devolvem a luz aos olhos de tantas pessoas. A vocês, anjos dos olhos (perdoem-me chamá-los pelo primeiro nome): Abelardo, Regina, Daiane, Rogacilene e Elizabeth e aos querubins Rochelle, Sálvia, Letícia, Raquel, Zilmar, Ana Paula, Vanda, Joseneide, Denise, Michelle, Graça e Nayara. Não há palavras para agradecer...

    “O amor não se vê com os olhos, mas com o coração” (William Shakespeare)

     “Então disseste a teus servos que o trouxessem a ti para que os teus olhos pudessem vê-lo” (Gênesis, 44:21)

    “Numa terra deserta ele o encontrou, numa região árida e de ventos uivantes. Ele o protegeu e dele cuidou; guardou-o como a menina dos seus olhos”  (Deuteronômio 32:10)

     “Pois os olhos do Senhor estão atentos sobre toda a terra para fortalecer aqueles que lhe dedicam totalmente o coração”. (Crônicas 16:9).

Publicidade

Consulta pública sobre sistema de transporte de produtos perigosos

Por Nájila Cabral em Conservação da Natureza, Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente

26 de julho de 2013

O Ibama, por meio de sua Assessoria de Comunicação, informou ontem, dia 24/07, que foi prorrogada, até dia 15 de agosto, a consulta pública para a proposta conceitual do Sistema nacional de Transpor te de Produtos Perigosos (SNTPP), que tem o objetivo de organizar e sistematizar o controle ambiental do transporte marítimo e do transporte interestadual fluvial e terrestre de produtos perigosos.

Os documentos sobre o SNTPP estão disponíveis aqui  e as sugestões devem ser enviadas por email para o Ibama.

O aprimoramento deste sistema significa ampliar as informações sobre a cadeia complexa dos transportes, bem como melhorar a prevenção e a resposta aos acidentes ambientais.

Publicidade

Medir e divulgar as emissões de GEE associadas aos investimentos

    Porque é importante medir e divulgar as emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) associadas aos investimentos?

     A UNEP divulgou, agora em julho, o Sumário Executivo sobre Portfólio de Carbono  que relata que apesar da falta de um acordo global para preço do carbono, dados recentes mostram que a paisagem global de políticas e regulação de poluição atmosférica na tentativa de se reduzir as emissões de gases de efeito estufa continuam a surgir em níveis nacional e regional.

Portfolio_carbon_UNEP

     A regulamentação sobre as emissões de GEE são relevantes cada vez mais pelo impacto na rentabilidade dos negócios através de vários setores, considerando o desenvolvimento de políticas para redução do nível mundial.

      A percepção crescente entre os formuladores de políticas, líderes políticos e econômicos e da sociedade civil é que as emissões de gases de efeito estufa estão entre os mais importantes riscos globais. Riscos relacionados com as alterações climáticas tem alta probabilidade de se materializar no futuro próximo, com um impacto econômico elevado, ver, por exemplo, do Fórum Econômico Mundial, relatório Riscos Globais 2013 (Fórum Econômico Mundial, 2013), que informa o nível de prioridade política associado à redução das emissões de GEE no futuro.

     Maiores informações para ler o Portfolio Carbono na íntegra, cliquem aqui.

Publicidade

Desempenho Ambiental de Edifícios

Por Nájila Cabral em Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente

22 de julho de 2013

    No período de 15 a 23 de julho, em Fortaleza-CE, com o apoio do LERCA-IFCE e suporte financeiro do SINDUSCON, está sendo realizado o Workshop Desempenho Ambiental de Edifícios – experiências europeias de sucesso e edifícios NZEB.

    O curso de formação traz ao Brasil as mais recentes experiências europeias. A Comunidade Europeia se posicionou como exemplo de referência na redução da fatura energética em prol do conforto ambiental dos edifícios. Serão apresentados, no workshop, os mecanismos de regulação para maximizar a conservação e eficiência energética em edifícios, com o direcionamento à implementação da estratégia Near Zerp Energy Buildings (NZEB).

Publicidade

Qual é o mundo que queremos?

     Desde novembro de 2012 até maio de 2013, houve consulta pública para ouvir as vozes do mundo inteiro sobre a discussão de sustentabilidade ambiental para o que se deseja na agenda pós-2015. Durante esse período, conforme UNEP, foram 1100 submissões e comentários a respeito das temáticas oriundos de 173 países.

     Está agora disponível o rascunho do Relatório O Mundo que Queremos para comentários. Este processo de visualização e de comentários ficará disponível até 26 de julho e pode ser acessado aqui.

    O Relatório (Draft Report) informa que as respostas atuais são curtas para manter o passo da multiplicidade e complexidade das atividades humanas no planeta, que estão aumentando as desigualdades e provocando mudanças ambientais. Estas, por sua vez, incrementam a vulnerabilidade humana e prejudicam o bem-estar, particularmente das mulheres, crianças e pobres.

my_world_ONU

    Ainda conforme o Relatório, muitos compartilham do otimismo de que a inovação e as soluções integradas demonstram que temos conhecimento e capacidade para redirecionar a trajetória para o desenvolvimento sustentável e fazer uma agenda universal, que reflitam os objetivos comuns e que reflitam a realidade.

    As contribuições oriundas dos 173 países convergiram para a necessidade de transformação, particularmente na governança e na responsabilidade, na ação local e no empoderamento das populações locais, na educação e em mudanças econômicas.

    Convite feito! Caros leitores do Blog Verde, participem! Este é o momento de colocar na pauta mundial o que nós queremos, o que desejamos… inclusive para nossos filhos.

Publicidade

Duas indústrias químicas norte americanas são condenadas a pagar por danos a ex-combatentes do Vietnã

Por Nájila Cabral em Meio Ambiente, Saúde Ambiental

16 de julho de 2013

    A Alta Corte de Seul condenou, nesta sexta, dia 12/07, duas indústrias químicas norte americanas, fabricantes do agente laranja, a pagar indenizações que variam entre US$ 6,200 a 47,500 dólares para cada um dos 39 ex-combatentes que moveram a ação judicial.

Fonte: Ecositio

Fonte: Ecositio

     O agente laranja foi usado na Guerra do Vietnã e é considerado uma das piores catástrofes ambientais do mundo. No período de 1961 e 1971, o governo dos EUA pulverizou o Vietnã com mais de 80 milhões de litros de herbicida desfolhante mortal produzido por estas duas indústrias químicas agora condenadas.

    Este agente laranja usado indiscriminadamente pelo Exército dos EUA, durante a Guerra do Vietnã é uma mistura de dois herbicidas: 2,4-D e 2,4,5-T. Em virtude da demanda (durante 10 anos) do governo dos USA por este desfolhante, ou seja, para atender aos pedidos, os fabricantes não purificaram na sua síntese a segunda substância dioxina 2,4,5-T, Tetraclorodibenzodioxina, apresentando esta um alto teor hormonal de um subproduto altamente cancerígeno.

     Esse resíduo produziu terríveis consequências para sempre na população vietnamita e nos próprios soldados norte-americanos. As mais graves consequências são visíveis principalmente nas descendências dos contaminados, por sua absorção progressiva, direta ou indireta, por via oral ou cutânea, que adquirem alta probabilidade de malformações graves e câncer.

     A decisão contra as indústrias químicas dos EUA observa que “os réus produziram desfolhantes contendo dioxina em nível muito maior que o máximo admissível e permitido, devido a falhas de concepção” e argumenta que há “uma relação epidemiológica entre o desfolhante e doenças” sofridas por veteranos, que vão desde o câncer a linfoma.

    Como forma de se defender, ambas empresas argumentam que a responsabilidade do uso de agente químico não é deles, mas do governo dos EUA.

Fonte: Biodiversidad em America Latina e el caribe

Publicidade

5º Relatório do IPCC na reta final

Por Nájila Cabral em Conservação da Natureza, Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente

15 de julho de 2013

     O Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC) foi estabelecido pela Organização Meteorológica Mundial (OMM) e United Nations Environment Programme (UNEP) para avaliar informações científicas, técnicas e socioeconômicas relevantes para o entendimento das mudanças climáticas, seus impactos potenciais e opções para adaptação e mitigação.

Fonte:IPCC, 2013

Fonte:IPCC, 2013

     O Quinto Relatório de Avaliação (AR5 ou Fifth Assessment Report) deve fornecer atualização de conhecimentos sobre os aspectos científicos, técnicos e socioeconômicos sobre mudanças climáticas. Será composto de três relatórios de grupos de trabalho e um relatório síntese (SYR), o qual fornece, aos tomadores de decisão, informações valiosas para reorientarem políticas públicas.

    No período de 23 a 26 de setembro de 2013, em Estocolmo na Suécia, o Grupo de Trabalho 1 deve apresentar os resultados sobre a Base das Ciências Físicas em sua 12º. Sessão. Esta Sessão de WGI está sendo convocada para aprovar o Sumário para Formuladores de Políticas (SPM ou SYR) do Grupo de Trabalho I e a contribuição para o Quinto Relatório de Avaliação do IPCC (WG I AR5), bem como acordar a avaliação científica e técnica subjacente. Comunicação e atividades de extensão estão sendo planejadas e informações adicionais estão disponíveis aqui.

     Em 07 de junho de 2013, Grupo de Trabalho I concluiu a versão final da sua avaliação: A Base das Ciências Físicas, como contribuição para o Quinto Relatório de Avaliação do IPCC. A versão final é composta por 14 capítulos, três anexos, um resumo técnico e um resumo para formuladores de políticas (SYR).

    Aos interessados em saber quem são os autores e revisores do AR5, cliquem aqui.

Fonte: IPCC, 2013.

Publicidade

Frases para refletir… sobre vida e meio ambiente

Por Nájila Cabral em Conservação da Natureza, Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente

14 de julho de 2013

Esta semana o Blog Verde completou um ano de vida! Passou muito rápido… Parece que foi ontem que iniciamos…

Como em todos os domingos, trazemos frases que falam da vida, como é bom vivê-la! E de estar aqui, nesse mundo tão belo, que nos suporta, que nos permite viver feliz, que nos ensina a seguir adiante, mesmo quando existem obstáculos.

As frases de hoje são de Cecília Benevides de Carvalho Meireles, carioca, foi poetisa, professora e jornalista.

“Mas a vida, a vida só é possível reinventada” (Cecília Meireles)

“É difícil entregar-se? Mas quem disse que é fácil ser feliz? Nem tudo é fácil na vida… mas, com certeza, nada é impossível. Precisamos acreditar; ter fé e lutar para que não apenas sonhemos, mas também tornemos todos esses desejos realidade!” (Cecília Meireles)

Alguns dos melhores momentos da vida a gente experimenta de olhos fechados, tudo o que acontece dá para imaginar… tudo o que se imagina, pode acontecer”. (Cecília Meireles)

Publicidade

Frases para refletir… sobre vida e meio ambiente

Por Nájila Cabral em Conservação da Natureza, Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente

14 de julho de 2013

Esta semana o Blog Verde completou um ano de vida! Passou muito rápido… Parece que foi ontem que iniciamos…

Como em todos os domingos, trazemos frases que falam da vida, como é bom vivê-la! E de estar aqui, nesse mundo tão belo, que nos suporta, que nos permite viver feliz, que nos ensina a seguir adiante, mesmo quando existem obstáculos.

As frases de hoje são de Cecília Benevides de Carvalho Meireles, carioca, foi poetisa, professora e jornalista.

“Mas a vida, a vida só é possível reinventada” (Cecília Meireles)

“É difícil entregar-se? Mas quem disse que é fácil ser feliz? Nem tudo é fácil na vida… mas, com certeza, nada é impossível. Precisamos acreditar; ter fé e lutar para que não apenas sonhemos, mas também tornemos todos esses desejos realidade!” (Cecília Meireles)

Alguns dos melhores momentos da vida a gente experimenta de olhos fechados, tudo o que acontece dá para imaginar… tudo o que se imagina, pode acontecer”. (Cecília Meireles)