Arquivos junho 2013 - Blog Verde 
Publicidade

Blog Verde

por Nájila Cabral

junho 2013

Frases para refletir… sobre vida e meio ambiente

Por Nájila Cabral em Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente

30 de junho de 2013

  Julho está chegando. Para algumas pessoas: férias! Momento de relaxar, reavaliar o semestre que passou, estabelecer quais serão as prioridades para o próximo semestre.

     Desejo que em suas prioridades esteja o respeito ao próximo, o amor àqueles que te rodeiam, que te cercam. Desejo que em suas prioridades esteja a sua saúde física, emocional, afetiva e mental.

     A vocês, caros leitores do Blog Verde, desejo que em suas prioridades esteja o cuidado com o meio ambiente e com a qualidade de vida, a sua e a de todos nós, incluindo a daqueles que ainda nascerão.

     Hoje as frases são de letras de músicas que, de alguma maneira, trazem reflexões sobre a vida… e as suas prioridades.

    “Queria ter aceitado as pessoas como elas são… Devia ter complicado menos, trabalhado menos, ter visto o sol se pôr. Devia ter me importado menos com problemas pequenos…” (letra de Sérgio Brito)

     “Viver é melhor que sonhar. Eu sei que o amor é uma coisa boa.” (letra de Belchior)

     “O mundo vai girando cada vez mais veloz. A gente espera do mundo e o mundo espera de nós um pouco mais de paciência… Será que é tempo que lhe falta pra perceber? Será que temos esse tempo pra perder? E quem quer saber? A vida é tão rara…” (Lenine e Dudu Falcão)

    “A vida tão simples é boa, quase sempre. É isso aí! Os passos vão pelas ruas, ninguém reparou na lua. A vida sempre continua…” (Damien Rice – versão Ana Carolina).

Publicidade

Financiamento para projetos ambientais em escolas brasileiras

Por Nájila Cabral em Conservação da Natureza, Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente

29 de junho de 2013

    Termina amanhã, 30 de junho, o prazo para as escolas brasileiras que devem receber financiamento do MEC, dentro do Programa Dinheiro Direto nas Escolas, para projetos ambientais.

    Para a percepção deste recursos, as escolas foram eleitas segundo critérios específicos, como por exemplo estarem em área de emergência ambiental e terem participado do processo da Conferência Infanto Juvenil pelo Meio Ambiente.

    A lista completa das escolas contempladas está aqui.

    O Ceará tem cerca de 1400 escolas contempladas, ou seja, 14% do total dos investimentos. A lista completa das escolas do Ceará, encontra-se aqui.

    As ações financiáveis de cada projeto, de capital e de custeio, são:

– apoio e fortalecimento das COM-VIDA;

– adequação do espaço físico, visando à destinação apropriada de resíduos na escola, eficiência energética e uso racional de água, conforto térmico e acústico, mobilidade sustentável e estruturação de áreas verdes;

– promoção de inclusão da temática socioambiental no projeto político pedagógico.

    As dúvidas, caso as escolas tenham, podem ser enviadas por email: ea@mec.gov.br.

A resolução do MEC, versão completa, que dispõe sobre a elegibilidade das escolas e quais procedimentos realizar, está aqui.

 

Publicidade

Agenda Ambiental na Administração Pública – A3P

     Conforme o MMA, A3P é um programa do Ministério do Meio Ambiente (MMA) que visa estimular a reflexão, a responsabilidade socioambiental nas ações operacionais da Administração Pública e a mudança de atitude de gestores e servidores públicos para que estabeleçam critérios ambientais em suas ações.

    Hoje, no Ceará, a SEDUC (Secretaria de Educação do estado) lançou a publicação Agenda Ambiental na Administração Pública – A3P da SEDUC, em que traz: a trajetória da educação ambiental no Ceará, o programa A3P na SEDUC e o Plano de Ação – 2011-2014, cujas metas incorporam: o uso racional dos recursos naturais e bens públicos; consumo de papel; consumo de copos plásticos; gestão de resíduos; sensibilização e capacitação; qualidade de vida no ambiente de trabalho e licitações sustentáveis.

    No evento, palestra sobre Resíduos Sólidos (tema central da Conferência Nacional de Meio Ambiente deste ano), ministrada pelo Prof. Dr. Gemmelle Oliveira Santos, do IFCE.

Publicidade

Sobral deve sediar Conferência Científica sobre Combate à Desertificação

     No período de 28 a 30 de agosto de 2013, Sobral, no Ceará, deve sediar a 1ª Conferência Científica da Iniciativa Latinoamericana e Caribenha de Ciência e Tecnologia para Implementação da UNCCD (Convenção das Nações Unidas de Combate à Desertificação).

Fonte: ILACCT/UNCCD

Fonte: ILACCT/UNCCD

    Na programação, estão previstas mesas redondas com as seguintes temáticas: impactos socioeconômicos da desertificação, experiências exitosas de convivência em terras secas, a questão das águas em terras secas e tecnologias de luta contra a desertificação.

     O objetivo da Conferencia Científica consiste em avançar no conhecimento científico e tecnológico sobre as terras secas e os processos de desertificação, degradação da terra e efeitos da seca na região da América Latina e do Caribe. Serão discutidos os seguintes grandes eixos:

(1) Estado da desertificação, degradação da terra e seca (DDTS)

(2) Valoração socioeconômica e cultural dos impactos da DDTS;

(3) Manejo sustentável da terra.

     Aos interessados em mais informações, cliquem aqui.

Publicidade

Fórum Mundial de Meio Ambiente

Por Nájila Cabral em Conservação da Natureza, Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente

24 de junho de 2013

    Aconteceu, nos dias 21 e 22 de junho, em Foz do Iguaçu, o Fórum Mundial de Meio Ambiente, em que foram debatidos temas como crise global da água, energia, transposições, controle de enchentes, despoluição e a interdependência global entre economia e ecologia.

Fonte: UNEP

Fonte: UNEP

    O tema principal do Fórum era “2013: Ano internacional da cooperação pela água”. Cerca de 400 lideranças empresariais, políticas, pesquisadores e organizações socioambientais trocaram experiências de gestão durante o evento.

     Foram realizados cinco workshops, com exposições sobre “Gestão de recursos hídricos: participação da sociedade civil na gestão”; “Gestão de unidades de conservação: o Parque Nacional do Iguaçu, um exemplo brasileiro de sucesso”; “Água e saneamento: o papel da parceria público-privada”; “Restauração de ecossistemas: a nova legislação brasileira e o pagamento por serviços ambientais – PSA” e “Oceanos: ações em prol da sua conservação”.

     O resultado principal foi a Carta da Foz, com 10 propostas, assinadas pelos participantes do evento. Mencionada carta pode ser lida, na íntegra, aqui.

Publicidade

Frases para refletir… sobre vida e meio ambiente

Por Nájila Cabral em Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente

23 de junho de 2013

    Domingo: dia de refletir… Tanta coisa aconteceu essa semana! Cidadãos brasileiros com vontade de mudar… Mudanças em prol de melhores condições e qualidade de vida.

    As frases de hoje são de Mohandas Karamchand Gandhi, conhecido por Mahatma Gandhi (em sânscrito: A Grande Alma), homem extraordinário que, com simplicidade, amor e paz, revolucionou o mundo ao defender o princípio da não-agressão como meio de revolução.

      “Só engrandecemos o nosso direito à vida cumprindo o nosso dever de cidadãos do mundo”. (Mahatma Gandhi)

     “Nunca perca a fé na humanidade, pois ela é como um oceano. Só porque existem algumas gotas de água suja nele, não quer dizer que ele esteja sujo por completo”. (Mahatma Gandhi)

     “Onde há amor há vida”. (Mahatma Gandhi)

     “Hoje é o primeiro dia do resto da minha vida. O futuro só depende do que fazemos no presente. Um passo de cada vez” (Mahatma Gandhi)

     “Há dois tipos de pessoas, as que fazem as coisas e as que dizem que fizeram as coisas. Tente ficar no primeiro tipo. Há menos competição”. (Mahatma Gandhi)

     “De modo suave, você pode sacudir o mundo”. (Mahatma Gandhi)

     “Você tem que ser o espelho da mudança que está propondo. Se eu quero mudar o mundo, tenho que começar por mim”. (Mahatma Gandhi)

     “Se queremos progredir, não devemos repetir a história, mas fazer uma história nova”. (Mahatma Gandhi)

Publicidade

Produção e consumo sustentáveis em debate

    Nos próximos dias 24 e 25 de junho, em Lima-Peru, a discussão mundial gira em torno da produção e consumo na 7ª Reunião Regional da América Latina e do caribe sobre o Quadro Decenal de Programas sobre Produção e Consumo Sustentáveis (10YFP on SCP).

     O objetivo do encontro é proporcionar uma visão global e regional sobre o tema, além de compartilhar avanços e identificar áreas de colaboração. O encontro deve servir para avaliar a execução dos programas locais que envolvem a produção e consumo sustentáveis, noticia Tinna Oliveira, do MMA.

     Este encontro regional vai lançar o 10YFP na região e identificar áreas prioritárias, fortalecer parcerias, criar sinergias e aumentar a participação dos interessados nas atividades e programas 10YFP.

     O Brasil possui Plano de Ação para Produção e Consumo Sustentáveis (PPCS), que tem por objetivo fomentar políticas, programas e ações que promovam a produção e o consumo sustentáveis no país. O Blog Verde já comentou, em 13/06, sobre mencionado Plano.

     Pra saber um pouco mais sobre Quadro Decenal de Programas sobre Produção e Consumo Sustentáveis (The 10 year framework of programmes on Sustainable consumption and production), cliquem aqui.

Fonte: UNEP e MMA

 

Publicidade

Agenda ambiental global até 2018

Por Nájila Cabral em Conservação da Natureza, Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente

21 de junho de 2013

   A 44ª reunião do Conselho do GEF (Global Environmental Fund), em Washington, discute, nos dias 20 e 21 de junho, agenda ambiental global até 2018. No período de 2014 a 2018 serão liberados $369,82 milhões de dólares para o novo programa de trabalho. Aprovaram, também, o financiamento inicial para as ações da Convenção de Minimata sobre Mercúrio.

Membros do Conselho Fonte: GEF

Membros do Conselho
Fonte: GEF

    A presidente do GEF, Naoko Ishii, disse na oportunidade: “Em primeiro lugar, o GEF deve se concentrar em combater causas subjacentes da degradação ambiental, não só os sintomas. Eu acredito que a força potencial do GEF é a sua rede de parcerias com outras agências, convenções, com o Escritório de Avaliação do GEF, com o Painel Consultivo Científico e Técnico (STAP), com o setor privado e organizações da sociedade civil”. Enfrentar sérias ameaças ambientais exige destes parceiros “compartilhar a mesma orientação estratégica e contribuir baseado em seus próprios valores.”

Fonte: GEF

Publicidade

Porto do Pecém – Ceará: ampliação licenciada

Por Nájila Cabral em Conservação da Natureza, Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente

20 de junho de 2013

Braço mecânico, Energia das Marés, no mPorto do Pecém/CE Fonte: Arquivo pessoal

Braço mecânico, Energia das Marés, no Porto do Pecém/CE
Fonte: Arquivo pessoal

Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos recursos naturais renováveis) divulgou a assinatura, pelo presidente Volney Zanardi Júnir, da Licença prévia da ampliação do Terminal Múltiplo Uso do Porto do Pecém, no Ceará, no município de São Gonçalo do Amarante.

A obra prevê a construção de uma nova ponte de acesso ao quebra-mar, além do alargamento do quebra-mar já existente, dentre outras intervenções. A licença prévia foi concedida com prazo de dois anos.

Fonte: IBAMA

 

Publicidade

Dinheiro Direto na Escola para escolas sustentáveis

Por Nájila Cabral em Desenvolvimento Sustentável, Educação Ambiental, Meio Ambiente

18 de junho de 2013

    Gente! O MEC (Ministério da Educação) divulgou que investirá, este ano de 2013, 10 milhões de reais nas escolas do Brasil, para auxiliar no processo de transformação das escolas em espaços educadores sustentáveis!

    Vocês sabiam que dentre os critérios de eleição das escolas que receberão o recursos, aliás condição sine qua non, foi à participação no processo das Conferências Infanto Juvenis pelo Meio Ambiente? Não, não sabiam? Então, é bom atentar para a participação cidadã e efetiva da comunidade escolar nesse processo, pois, certamente, no próximo ano também haverá investimento do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE), e um dos critérios de elegibilidade será a participação na IV Conferência Infanto Juvenil pelo Meio Ambiente.

    Este ano, o MEC priorizou, para o repasse de verbas, as escolas que se encontram em emergências ambientais, sejam pela escassez de água (caso dos estados do semiárido nordestino), sejam pelo excesso de água (caso dos estados sulistas, que vem sofrendo com enchentes).

Fonte:MEC

Fonte:MEC

     Portanto, para a pauta prioritária (escolas em emergências ambientais) foram destinados 80% do total de 10 milhões de reais e 20% para escolas que realizam educação ambiental em seu cotidiano. A listagem com as 10 mil escolas contempladas com este recurso está disponível na página do MEC, da Conferência infanto juvenil.

    Caso queiram visualizar a lista completa das escolas, cliquem aqui.

    O Ceará tem cerca de 1400 escolas contempladas, ou seja, 14% do total dos investimentos. A lista completa das escolas do Ceará, encontra-se aqui.

    As ações financiáveis de cada projeto, de capital e de custeio, são:

– apoio e fortalecimento das COM-VIDA;

adequação do espaço físico, visando à destinação apropriada de resíduos na escola, eficiência energética e uso racional de água, conforto térmico e acústico, mobilidade sustentável e estruturação de áreas verdes;

– promoção de inclusão da temática socioambiental no projeto político pedagógico.

    As dúvidas, caso as escolas tenham, podem ser enviadas por email: ea@mec.gov.br.

    Gestores escolares, professores e alunos, verifiquem se sua escola foi contemplada este ano! Não fiquem desanimados caso não tenham sido. Ano que vem, a promessa é de mais recursos! Portanto, vai uma dica: realizem a IV Conferência Infanto Juvenil pelo Meio Ambiente em sua escola! Este, sem dúvida, é um importante passo!

Publicidade

Dinheiro Direto na Escola para escolas sustentáveis

Por Nájila Cabral em Desenvolvimento Sustentável, Educação Ambiental, Meio Ambiente

18 de junho de 2013

    Gente! O MEC (Ministério da Educação) divulgou que investirá, este ano de 2013, 10 milhões de reais nas escolas do Brasil, para auxiliar no processo de transformação das escolas em espaços educadores sustentáveis!

    Vocês sabiam que dentre os critérios de eleição das escolas que receberão o recursos, aliás condição sine qua non, foi à participação no processo das Conferências Infanto Juvenis pelo Meio Ambiente? Não, não sabiam? Então, é bom atentar para a participação cidadã e efetiva da comunidade escolar nesse processo, pois, certamente, no próximo ano também haverá investimento do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE), e um dos critérios de elegibilidade será a participação na IV Conferência Infanto Juvenil pelo Meio Ambiente.

    Este ano, o MEC priorizou, para o repasse de verbas, as escolas que se encontram em emergências ambientais, sejam pela escassez de água (caso dos estados do semiárido nordestino), sejam pelo excesso de água (caso dos estados sulistas, que vem sofrendo com enchentes).

Fonte:MEC

Fonte:MEC

     Portanto, para a pauta prioritária (escolas em emergências ambientais) foram destinados 80% do total de 10 milhões de reais e 20% para escolas que realizam educação ambiental em seu cotidiano. A listagem com as 10 mil escolas contempladas com este recurso está disponível na página do MEC, da Conferência infanto juvenil.

    Caso queiram visualizar a lista completa das escolas, cliquem aqui.

    O Ceará tem cerca de 1400 escolas contempladas, ou seja, 14% do total dos investimentos. A lista completa das escolas do Ceará, encontra-se aqui.

    As ações financiáveis de cada projeto, de capital e de custeio, são:

– apoio e fortalecimento das COM-VIDA;

adequação do espaço físico, visando à destinação apropriada de resíduos na escola, eficiência energética e uso racional de água, conforto térmico e acústico, mobilidade sustentável e estruturação de áreas verdes;

– promoção de inclusão da temática socioambiental no projeto político pedagógico.

    As dúvidas, caso as escolas tenham, podem ser enviadas por email: ea@mec.gov.br.

    Gestores escolares, professores e alunos, verifiquem se sua escola foi contemplada este ano! Não fiquem desanimados caso não tenham sido. Ano que vem, a promessa é de mais recursos! Portanto, vai uma dica: realizem a IV Conferência Infanto Juvenil pelo Meio Ambiente em sua escola! Este, sem dúvida, é um importante passo!