Publicidade

Blog do Guifil

por Guilherme Custódio

pan-americano

Mesa-tenista Thiago Monteiro ganha medalha de ouro por equipes no Pan-americano

Por guilhermecustodio em Pan-americano

22 de julho de 2015

Equipe masculina de tênis de mesa do Brasil em Toronto é representada por Hugo Calderano, Thiago Monteiro e Gustavo Tsuboi. Foto: CBTM/Divulgação

Equipe masculina de tênis de mesa do Brasil em Toronto é representada por Hugo Calderano, Thiago Monteiro e Gustavo Tsuboi. Foto: CBTM/Divulgação

A Seleção Brasileira de Tênis de Mesa ganhou na noite desta terça-feira (21) medalha de ouro nos Jogos Pan-americanos de Toronto, no Canadá. A equipe brasileira venceu o Paraguai por 3 a 0. Foi a sétima medalha dourada por equipes do país em Jogos Pan-americanos. O Brasil ainda possui um bronze no Pan de Winnipeg, em 1999.

O mesa-tenista cearense Thiago Monteiro, 34 anos, contribuiu para a conquista da medalha de ouro ao vencer por três sets a zero o paraguaio Marcelo Aguirre, com parciais de (12/10, 11/7 e 11/4).

No primeiro jogo da final, Hugo Calderano derrotou Alejandro Toranzos por 3 sets a 0, parciais de 11/6, 11/4 e 11/6.
A dupla brasileira para a final foi formada por Gustavo Tsuboi e Calderano, que no início do ano ganharam juntos a prata no Aberto do Qatar. Os dois venceram Aguirre/Axel Gavilán em sets diretos (13/11, 12/10 e 11/5). O triunfo em Toronto veio com uma campanha invicta, cinco jogos e cinco vitórias.

O atleta cearense conquistou a sua sétima medalha em Pan-americano. As seis anteriores foram em Winnipeg (duas de bronze, uma individual e por equipe), Santo Domingo, na República Dominicana, em 2003, (uma de ouro em dupla e uma prata individual), Rio de Janeiro, em 2007, (uma de bronze individual e uma de ouro por equipes) e Guadalajara, no México, em 2011, (uma de ouro por equipes).

Thiago Monteiro dedicou o ouro ao colega Cazuo Mastsumoto. “Quando penso nessa final, tenho um pensamento forte no Cazuo (Matsumoto). Ele ficou no Brasil, mas merecia estar aqui também. Infelizmente, o esporte tem dessas coisas. Quero dedicar essa medalha a ele, que é tão merecedor quanto nós”, disse o cearense sobre o companheiro de seleção e amigo, com quem alcançou as quartas de final de duplas do Mundial deste ano, na China.

Os brasileiros se concentram agora nas disputas individuais, que classificam os campeões para os Jogos Olímpicos Rio 2016. A fase de grupos terá início nesta quarta-feira (22).

Saiba mais
Thiago Monteiro ajuda Seleção Brasileira a conquistar duas vitórias no Pan
Cearense Carol Horta e capixaba Lili conquistam medalha de bronze no Pan
Ciclista cearense Gideoni Monteiro ganha medalha de bronze no Pan de Toronto

 

 

Publicidade

Atleta cearense bate recorde sul-americano dos 100m

Por guilhermecustodio em Atletismo

20 de Abril de 2015

Ana Cláudia Lemos da Silva é natural do município de Jaguaretama-CE. Foto: Wagner Carmo/CBAt

Ana Cláudia Lemos da Silva é natural do município de Jaguaretama-CE. Foto: Wagner Carmo/CBAt

A velocista Ana Cláudia Lemos da Silva, 26 anos, bateu neste sábado (18) o recorde sul-americano dos 100m rasos, a prova nobre do atletismo. Ana Cláudia correu a distância em 11.01, ficando em segundo lugar no 57º Mt.Sac Relays, em Walnut, no Estado da Califórnia, nos Estados Unidos. A cearense natural do município de Jaguaretama havia vencido na última sexta-feira (17) a prova com o tempo de 11.07, em Azusa, também nos Estados Unidos.

A atleta superou seu próprio recorde sul-americano, que tinha a marca de 11.05 desde o dia 12 de maio de 2013. Esses últimos resultados serviram para ratificar a participação da cearense nos Jogos Pan-americanos de Toronto, no Canadá, que serão disputados no próximo mês de julho e no Mundial de Atletismo, que será realizado no mês de agosto, em Pequim, na China. Atualmente, Ana Cláudia defende a equipe do BM&FBovespa-SP.

Ela e outros atletas dos 100m e dos 400m participam de treinamentos nos EUA, para representar o Brasil no Campeonato Mundial de Revezamentos, que acontece nos dias 2 e 3 de maio, em Nassau, nas Bahamas.

Início da carreira
Ana Cláudia iniciou a carreira no atletismo aos 13 anos, quando se mudou para a cidade de Criciúma-SC. Lá, jogava futebol e, graças à sua velocidade, recebeu um convite para uma competição de atletismo, representando uma escola. Disputou uma prova nos 100m e venceu. Esse triunfo a levou para o projeto ”Correndo pelo Futuro’, da Fundação de Esportes de Criciúma. Os treinamentos eram feitos numa pista de terra e coordenados por Roberto Bortolloto, seu primeiro técnico. Os esforços renderam a participação na Olimpíada de Pequim, em 2008, e no Mundial de Atletismo de Berlim, em 2009. Um dos grandes sonhos da atleta é conquistar uma medalha nas Olimpíadas do Rio de Janeiro.

saiba mais
Atleta cearense está entre as 16 musas olímpicas brasileiras
Cearenses usam Panamericano como preparação para Olimpíadas Rio 2016

 

 

Publicidade

Atleta cearense bate recorde sul-americano dos 100m

Por guilhermecustodio em Atletismo

20 de Abril de 2015

Ana Cláudia Lemos da Silva é natural do município de Jaguaretama-CE. Foto: Wagner Carmo/CBAt

Ana Cláudia Lemos da Silva é natural do município de Jaguaretama-CE. Foto: Wagner Carmo/CBAt

A velocista Ana Cláudia Lemos da Silva, 26 anos, bateu neste sábado (18) o recorde sul-americano dos 100m rasos, a prova nobre do atletismo. Ana Cláudia correu a distância em 11.01, ficando em segundo lugar no 57º Mt.Sac Relays, em Walnut, no Estado da Califórnia, nos Estados Unidos. A cearense natural do município de Jaguaretama havia vencido na última sexta-feira (17) a prova com o tempo de 11.07, em Azusa, também nos Estados Unidos.

A atleta superou seu próprio recorde sul-americano, que tinha a marca de 11.05 desde o dia 12 de maio de 2013. Esses últimos resultados serviram para ratificar a participação da cearense nos Jogos Pan-americanos de Toronto, no Canadá, que serão disputados no próximo mês de julho e no Mundial de Atletismo, que será realizado no mês de agosto, em Pequim, na China. Atualmente, Ana Cláudia defende a equipe do BM&FBovespa-SP.

Ela e outros atletas dos 100m e dos 400m participam de treinamentos nos EUA, para representar o Brasil no Campeonato Mundial de Revezamentos, que acontece nos dias 2 e 3 de maio, em Nassau, nas Bahamas.

Início da carreira
Ana Cláudia iniciou a carreira no atletismo aos 13 anos, quando se mudou para a cidade de Criciúma-SC. Lá, jogava futebol e, graças à sua velocidade, recebeu um convite para uma competição de atletismo, representando uma escola. Disputou uma prova nos 100m e venceu. Esse triunfo a levou para o projeto ”Correndo pelo Futuro’, da Fundação de Esportes de Criciúma. Os treinamentos eram feitos numa pista de terra e coordenados por Roberto Bortolloto, seu primeiro técnico. Os esforços renderam a participação na Olimpíada de Pequim, em 2008, e no Mundial de Atletismo de Berlim, em 2009. Um dos grandes sonhos da atleta é conquistar uma medalha nas Olimpíadas do Rio de Janeiro.

saiba mais
Atleta cearense está entre as 16 musas olímpicas brasileiras
Cearenses usam Panamericano como preparação para Olimpíadas Rio 2016