Publicidade

Apita o Árbitro

por Carlos Henrique Costa, Thiago Alves e Sávio Manfredini

Primeira etapa do Campeonato Cearense de Rally agita a Região Metropolitana de Fortaleza

Por Carlos Henrique Costa em Esporte

26 de março de 2017

Os 156 competidores tiveram a chuva como companheira e vilã nesse percurso marcado com muitas poças e terrenos irregulares por municípios da região metropolitana.

 

Primeira etapa aconteceu neste sábado, 25, com largada do município de Itaitinga. Foto: Formedia

78 veículos participaram da primeira etapa do Campeonato Cearense de Rally, neste sábado, 25. A competição teve largada e chegada no município de Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza. A chuva da ultima semana foi mais um desafio para os competidores das categorias Graduado, Turismo e Estreante, Quadriciclo e UTV’s.

” A prova foi marcada por muitas emoções por conta das chuvas dos ultimos dias. Foram mais de 5 horas de percurso, totalizando 130 km.” Afirma o diretor de eventos da Associação Cearense de Pilotos e Navegadores, Marcio Botelho.

A primeira etapa da copetição que já virou tradição no calendário dos amantes do 4 x 4 passou por municípios como Itaitinga, Pindoretama, Horizonte, Cascavel e Pacajus.Um marco da prova foi a variação de piso, passando por lama, terra, cascalho, areia e trilhas pouco visíveis. “Largamos na praça matriz da cidade e a chegada e a premiação se deu no Itapark, na mesma cidade.” ressalta Marcio Botelho.

A etapa também, além de marcar a abertura do estadual da modalidade, foi válida também pela primeira etapa da Copa Nordeste de Rally.A segunda etapa acontece no dia 6 de Maio.

Publicidade

“Meu primeiro objetivo é o Tiradentes” diz Vladimir de Jesus em apresentação no Ferroviário

Por Carlos Henrique Costa em Futebol

18 de fevereiro de 2017

Após comandar o primeiro treino do time coral após seu retorno, treinador já se prepara para enfrentar o Tigre dá PM neste Sábado, 18, na Arena Castelão.

Treinador foi apresentado na Barra nesta Sexta Feira. Foto: Carlos Henrique Costa

 

É a segunda passagem de Vladimir de Jesus pelo Tubarão. A última passagem pelo Ferrão foi em 2015, quando assumiu a equipe na Copa Fares Lopes. A sua estréia nos gramados já acontece neste Sábado, diante do Tiradentes que, também, tem técnico novo. Danilo Augusto substitui Sérgio Alves após derrota para o Maranguape, pela última rodada do estadual.

” Por isso a gente não pode prever muito quem é o Tiradentes. Com o Sérgio Alves era de um jeito, com Danilo vai ser de outro. A gente tem noção das peças deles, quem está machucado, quem não entra jogando.” Disse Vladimir, prevendo uma dificuldade na partida.

No Uniclini, Vladimir comandou a águia por oito jogos nessa temporada 2017, sendo seis pelo estadual e dois pela Copa do Nordeste. O Ferroviário mantém a quarta posição no estadual com dez pontos. ” O Ferroviário é grande e todo clube grande quando entra numa competição pensa no título, mas a gente tem que ter o pé no chão para não atropelar as coisas. ” Disse Vladimir de Jesus cauteloso.

Depois de enfrentar o Tiradentes neste sábado, o Ferrão tem duas semanas de preparação para o jogo diante do Horizonte, no Sábado, 5. ” Eu acredito que contra o Horizonte, a gente possa ter o elenco todo á disposição. Todos os 36 atletas 100% para iniciar um jogo.”

Ferroviário e Tiradentes se enfrentam neste sábado, 18, ás 16h, na Arena Castelão.

 

 

 

 

Publicidade

Marquinhos Santos acerta seu retorno ao Fortaleza

Por Carlos Henrique Costa em Futebol

17 de fevereiro de 2017

O treinador foi demitido do Figueirense após a eliminação para o Rio Branco/AC pela Copa do Brasil, na última quarta feira, 15

Treinador está de volta ao time após ter sido demitido do Figueirense. Foto: Fábio Lima.

Pretendido pelo Presidente do clube, Jorge Mota, o treinador está de volta ao Tricolor do Pici para o restante do Campeonato Cearense, Copa do Nordeste e Série C. O anúncio foi feito pelo clube na tarde.

“Volto para terminar o que comecei na temporada passada. Este é o meu objetivo. Feliz em retornar onde fui muito bem tratado” – falou o técnico à assessoria de comunicação do clube.

Marquinhos deixou o Fortaleza no meio dá Série C de 2015 após receber proposta do clube Catarinense que estava na zona de rebaixamento da Série A do Campeonato Brasileiro.

Em 2016, Marquinhos Santos comandou o time em 37 partidas, com 19 vitórias, 10 empates e 8 derrotas, um aproveitamento de 60%, além de ser Campeão Cearense.

De acordo com informações do repórter Anderson Azevedo, da rádio Tribuna Bandnews FM, Marquinhos foi o único treinador procurado pela diretoria do Tricolor, após o desligamento de Hemerson Maria. Ainda segundo as informações, Marquinhos chega à capital cearense no Domingo e se der tempo, já comanda a equipe diante do Uniclinic.

O treinador foi cotado, também, para assumir o Ceará, depois da saída de Gilmar Dal Pozzo do comando técnico do alvinegro.

FICHA TÉCNICA 

Nome: Marcos Vinícius dos Santos
Apelido: Marquinhos Santos
Data de Nascimento: 24 de Junho de 1979 (37 anos)
Local de Nascimento: Santos-SP
Clubes anteriores: Atlético-PR / Categorias de base (2003-2009), Coritiba-PR / Categorias de base (2009-2011), Seleção Brasileira Sub-15 (2011), Seleção Brasileira Sub-17 (2012), Coritiba-PR (2012-2013), Bahia-BA (2014), Coritiba-PR (2014-2015), Fortaleza (2016) e Figueirense-SC (2016-2017)
Títulos: Campeonato Sul-Americano Sub-15 de 2011 (Seleção Brasileira Sub-15), Campeonato Paranaense de 2013 (Coritiba-PR), Campeonato Baiano de 2014 (Bahia-BA) e Campeonato Cearense de 2016 (Fortaleza).
Publicidade

Givanildo Oliveira é o novo comandante Alvinegro.

Por Thiago Alves em Futebol

17 de fevereiro de 2017

Com seis acessos no currículo, Givanildo chega ao vovô com o desafio de levar o time à primeira divisão.

O novo mandatário alvinegro, anunciado nesta sexta-feira (17) pela diretoria, é um velho conhecido do nosso futebol. Givanildo Oliveira, carinhosamente chamando de o “Rei do acesso”, chega ao ceará com objetivo maior: levar o clube à primeira divisão. Não antes disso, o treinador terá que apaziguar os animos em Carlos de Alencar Pinto, após a frustrante eliminação precoce na Copa do Brasil para o Boa Vista/RJ, ainda pela primeira fase da competição.   

A estréia 

Givanildo deverá comandar o Ceará já no próximo dia 22, quando o vovô, diante da sua torcida, medirá forças com o Flamengo. Jogo válido pela segunda rodada da primeira liga. O alvinegro jogará antes porém, pelo campeonato Cearense contra o Guarani de Juazeiro, no proximo domingo, mas Givanildo somente acompanhará a partida.  O vovô é líder do certame local, com classificação garantida para a próxima fase.

Útimo trabalho. 

O velho Giva, comandou o Nautico na segunda metade da série B do ano passado. Em 15 jogos, o timbú conquistou 9 vitórias, 2 empates e 4 derrotas. O time pernambucano terminou a competição em 5º lugar.

Os acessos.  

Da série B para série A: América-MG em 1997, Paysandu em 2001, Santa Cruz em 2005, Sport em 2006, América em 2015.

Da série C para série B: América-MG em 2009.

 

leia tudo sobre

Publicidade

Após 21 anos e mais de 300 jogos, Almeida Filho pendura as chuteiras e o apito

Por Carlos Henrique Costa em Futebol

16 de fevereiro de 2017

Depois de mais de duas décadas de apito, Almeida Filho se aposenta e se dedicará à Federação Cearense de Futebol e a um negócio próprio.

Árbitro se aposenta após 21 anos de profissão. Foto: Arquivo/Diário

Foram 21 anos dedicados aos apitos.Mas o ciclo de Almeida Filho, um dos árbitros mais conhecidos do futebol cearense, chegou ao fim. Na ultima semana, o “Juiz” pendurou suas chuteiras e anunciou sua aposentadoria dos gramados cearenses. Indicado pelo Presidente da Federação Cearense de Futebol, Mauro Carmélio, deve assumir um cargo na comissão de arbitragem da entidade. Além disso, mantém uma loja de materiais esportivos em Pacajús – CE.

” Foram muitos jogos que eu posso destacar, entre eles estão os 7 Clássicos – reis que apitei além de um Flamengo 1 x 2 Goiás,em 2010, no Maracanã, o ultimo do goleiro Bruno.” Destaca o árbitro, com exclusividade ao blog Apita o Árbitro.

Esse ultimo foi um dos mais marcantes para Almeida Filho por ter sido realizado no templo do futebol brasieiro, o Maracanã.

Talvez um dos jogos mais difíceis da carreira do árbitro tenha sido aquele Tiradentes x Ceará, no dia 24/01/2016. No final do primeiro tempo de jogo no Estádio Presidente Vargas, o goleiro do tigre da PM, Fábio Lima deu uma voadora no voltante alvinegro Jhonnatan. Uma confusão se formou e Almeida Filho expulsou Siloé e Marcel que haviam se “estranhado”, com toda a situação. Na súmula do jogo, o árbitro justificou que o atacante alvinegro havia empurrado o atleta do Tiradentes usando de força excessiva na altura do rosto.

Falta aconteceu durante o Campeonato Cearense de 2016. Foto: Kid Júnior/Diário do Nordeste

” Quando o árbitro entra em campo, o intuito é fazer seu trabalho da melhor maneira possível, sem interferir nem causar prejuízo a nenhuma das equipes. Foi lamentável, pois na minha posição eu não visualizei o lance. Procurei a ajuda dos meus assistentes e também do quarto árbitro, nenhum deles viram o lance.” Se explica Almeida Filho.

A posição do árbitro nesta partida lhe custou 20 dias de suspensão pela FCF. Além dele, o assistente Arnaldo Souza ficou afastado dos gramados pelo mesmo período. Mas isso não tirou o brilho de uma vida dedicada à arbitragem, que veio de Família. Em 2001, Almeida Filho chegou

Entrega da faixa de Campeão Cearense Sub20 ao Fortaleza em 2001, ao lado de seu pai e sua irmã ( Auxiliares) Foto: Arquivo Pessoal

No início de sua carreira, Almeida Filho chegou a receber treinamentos pela CBF na Granja Comary. Foto: Arquivo Pessoal

 

Dos 21 anos de carreira, 16 foram divididos entre a Federação Cearense de Futebol e a CBF. No total, mais de 310 partidas.

Publicidade

Uniclinic não perdoa e demite Vladimir de Jesus após derrota para o Guaraju

Por Carlos Henrique Costa em Futebol

10 de fevereiro de 2017

Técnico deixa a Águia da Precabura em 4º no Cearense, com 8 pontos e lanterna do Grupo A da Copa do Nordeste, com duas derrotas em dois jogos.

Treinador foi demitido da Águia após a derrota para o Guarani (J). Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco

Não deu para Vladimir de Jesus. O treinador não aguentou mais uma derrota, dessa vez para o Guarani de Juazeiro e e entregou o cargo no Uniclinic. A diretoria da Águia, porém, não perdeu tempo e já acertou com Roberto Carlos, ex Horizonte.

O atual Vice – Campeão Cearense perdeu por 3 a 1 para o time comandando por Washington Luís, no Estádio Romeirão e permanece na quarta colocação do estadual com duas vitórias, duas derrotas e dois empates. Entretanto, o desempenho no estadual parece ser razoável, o  que preocupa a diretoria, levando – a tomar tal decisão foi a pífia campanha do time na Copa do Nordeste, direito de participação conquistado com o segundo lugar no estadual do ano passado.

No Grupo A do Nordestão, o Uniclinic é o lanterna, com nenhum ponto, ou seja duas derrotas em duas partidas. Na estréia, a equipe, até então comandada por Vladimir de Jesus foi goleada pelo Náutico por 4 a 0 na Arena Pernambuco. Na segunda rodada, mais uma derrota, 1 a 0 para o Campinense. O treinador deixa a Águia com 2 vitórias, 2 empates e 4 derrotas, podendo até já ser eliminado da Copa do Nordeste já no próximo domingo diante, novamente, do Timbu.

Nova Aposta

O novo comandante do Uniclinic, o técnico Roberto Carlos, é um velho conhecido do futebol cearense. Foram 13 anos de história com o Horizonte Futebol Clube. Depois de pendurar as chuteiras em 2002, recebeu um convite para compor a comissão técnica do Galo dois anos depois. Em 2011, Roberto conquistou seu espaço e até 2017 foi comandante da equipe da Região Metropolitana. A equipe conseguiu o acesso á elite do futebol cearense depois de disputar a Segundinha do estadual.

Técnico anunciou que comandaria o Uniclinic em suas redes sociais nesta quinta (09). Foto: JL Rosa

Após o pior começo desde que assumiu o Galo do Tabuleiro, três derrotas, nas três primeiras partidas do Campeonato Cearense, Roberto deu lugar à Leandro Campos que, na estréia diante do Fortaleza, surpreendeu a todos e venceu a partida, o que embalou uma reação que tirou o time da lanterna do certame e da zona de rebaixamento, mais a frente.

O anúncio de que seria o treinador do Uniclinic foi feito pelo próprio Roberto Carlos em sua página no Facebook ás 23:30 desta quinta, 09.

O primeiro desafio de Roberto Carlos à frente de sua nova equipe será o Santa Cruz, no Estádio do Arruda, em Recife – PE, pela Copa do Nordeste. Caso não vença, o Uniclinic corre grandes riscos de ser eliminado ainda na primeira fase da competição.

Publicidade

Erasmo Forte é o novo técnico do Guarany de Sobral

Por Thiago Alves em Futebol

07 de fevereiro de 2017

Treinador já comanda o cacique nesta quarta diante do Fortaleza. Foto: Daby Santos

O treinador, já é bem conhecido da torcida do Cacique do vale. Ele chega para substituir Júnior Cearense que deixou o comando do bugre após ser demitido pela diretoria.

“Eu tive duas passagens por aqui, sendo que uma foi muito boa, na qual a gente foi pra final do turno o contra o Ceará. Na segunda passagem, pegamos uma situação parecida, de nove jogos, ganhamos 4, empatamos 4 e perdemos apenas 1.” Ressalta o treinador.

Erasmo Forte tem 51 anos e no ano passado treinou o Itapajé. Além disso, já passou também por Porto-PE, Serra Talhada-PE e Potiguar de Mossoró. Além de Tiradentes, Uniclinic e Horizonte.

” Eu tenho um retrospecto bom de não perder em casa aqui no Guafany. Eu espero manter isso, até porque os números só são bons quando a gente consegue manter.” Explica o treinador.

Erasmo chega ao cacique com a missão de tirar o rubro-negro da zona da degola. Hoje, em 9º lugar, com 1 vitória, 1 empate e 3 derrotas, o Guarany soma 4 pontos, um a menos do  que o Maranguape, primeiro clube fora da zona de rebaixamento.

O primeiro compromisso do novo tecnico será logo frente ao Fortaleza, vice-líder do certame, na próxima quarta, 08, no Junco, às 21h30min válido pela 6ª rodada do campeonato.

 

 

Publicidade

Fortaleza perde para o lanterna Horizonte e sai da liderança do Cearense

Por Carlos Henrique Costa em Futebol

29 de janeiro de 2017

Galo do Tabuleiro bateu o Tricolor do Pici em casa, por 1 a 0 e conseguiu, além da primeira vitória na competição, sair da lanterna, ficando na nona posição.

Tricolor perdeu a primeira no campeonato. Foto: Saulo Roberto/ FortalezaEC

Pela quarta rodada do estadual, o.Fortaleza começou pressionando o galo do tabuleiro que contava com a estreia do técnico Leandro Campos, de volta ao futebol cearense.

“Claro que a gente queria voltar em uma condição melhor. O Horizonte não venceu nenhum dos três jogos que disputou, mas vamos tentar fazer um bom jogo pra sairmos com a vitória.” Ressalta o treinador.

A primeira chance do tricolor foi logo aos 3 minutos de jogo, quando o camisa 10 Rodrigo Andrade recebeu um belo passe de Gabriel Pereira pela esquerda mas foi desarmada pela zaga adversária.

Dois minutos depois o tricolor assustava novamente. Um escanteio cobrado por Rodrigo Andrade, deixou a bola de nos pés de Jefferson na esquerda da área defendida por Fabio Lima. O gol aconteceu, mas durante a jogada, Lúcio Flávio atingiu o rosto de Caio Acaraú e Avelar Rodrigo anulou o tento.

Quem não vacilou foi o camisa 9 do Horizonte, Isac. Em uma belo passe recebido, o capitão do galo driblou o eficiente Marcelo Boek e abriu o placar aos 46 minutos de jogo.

” Tá difícil entrar na defesa dele, mas consegui achar uma brecha e fui feliz. Dedico o gol ao meu sobrinho, o Noah que eu prometi e fiz.” Explicou o jogador antes de descer para o vestiário.

Na etapa complementar, o Galo do Tabuleiro começou com a mesma pressão que encerrou o primeiro tempo de jogo. Esse jogo truncado durou apenas 10 minutos. A partir dos 11, as duas equipes pouco criavam. Algumas chances apareciam, porém sem objetividade alguma. Aos 24 minutos do segundo tempo, o autor do gol do Horizonte, o atacante Isac cabeceou a bola na trave de Boek, assustando a defesa tricolor.

Após o susto de Boek, o jogo novamente não ficou agradável aos olhos do torcedor que comparecia ao Domingão. Avelar Rodrigo deu 7 minutos de acréscimo, porém o gol não apareceu.  Aos 50 minutos, Otacílio recebeu a bola em uma bobeada da defesa do Fortaleza, mas não soube aproveitar a chance e mandou para muito longe.

O Horizonte conseguiu a primeira vitória na competição, que lhe tirou da lanterna do campeonato, ficando na 9ª colocação, já o tricolor do Pici, perdeu a liderança e desceu para a terceira posição. O Galo volta a campo no sábado,04, contra o Tiradentes e o Fortaleza joga com o Maranguape na quinta, 02.
” Na verdade nós temos que ter bastante calma. Conseguimos um resultado importante em cima de uma boa equipe, só que a luta vai continuar. Não podemos nos ater apenas no resultado, os atletas estão de parabéns, foi um resultado muito bom e eu estou satisfeito.” Disse com alegria o estreante Leandro Campos
” Não esperávamos isso, jogamos bem nos últimos dois jogos, viemos pra ganhar, mas isso serve de aprendizado que o Cearense é um campeonato difícil, mas temos que trabalhar para fazer um bom campeonato e conseguir nossos objetivos.” Ressaltou Cássio Ortega.
 
Ficha Técnica
Horizonte x Fortaleza
Local: Domingão, Horizonte/ CE
Horizonte: Fábio Lima; Robert, Caio Acaraú, José e Berg; Franklin, Felipe Marques(Iago), Cesar Sampaio e Doda; Isac(Otacílio) e Canga(Daivison). Técnico Leandro Campos.
Fortaleza: Marcelo Boek; Eduardo(Bruno Melo), Heitor, Ligger e Alan Vieira(Cássio Ortega); Vacaria, Jefferson e Rodrigo Andrade; Juninho Potiguar(Bruninho), Lúcio Flávio e Gabriel Pereira. Técnico Hemerson Maria.
Gols: Isac (47’/1o Tempo)
Cartões Amarelos: Fábio Lima, César Sampaio, Ligger
Arbitragem: Avelar Rodrigo
Público Pagante: 1.527
Renda: R$20.790,00
Publicidade

Assisinho de volta ao futebol cearense: “Assino com o Ferroviário na segunda

Por Carlos Henrique Costa em Futebol

28 de janeiro de 2017

Assisinho retorna depois de seis meses no CRB. Foto: gazetaweb.com

Bem conhecido do futebol cearense, o atacante Assisinho está de volta á Capital Alencarina. O Ferroviário é a nova casa do atleta que, na temporada passada estava no CRB/AL. “Eles me procuraram na semana passada e devemos assinar contrato na segunda feira.” Afirma o jogador ao Blog Apita o Árbitro.

O atleta retorna ao estado, 6 meses depois de deixar o alvinegro de Porangabuçu, em Junho do ano passado para o futebol alagoano. No alvirubro, Assis marcou apenas um gol em 13 jogos, destas apenas uma como titular. Já no Ceará foram 14 tentos em pouco mais de dois anos. No ferrão, Assis atuará ao lado de Mota, seu companheiro de vovô em 2014!

“ Expectativa tá boa. É indiscutível a qualidade dele, o currículo dá-la por si só. É mais uma oportunidade de fazer um bom campeonato e conseguir os objetivos do clube que é chegar até as finais do estadual.” Ressalta o atleta.

Além do Ceará, Assisinho tem passagens pelo Fortaleza, em 2012 e 2013, onde ganhou destaque, pelo Icasa, Crato e Crateús.

O Ferroviário é o terceiro colocado do estadual com 6 pontos, 1 atrás do líder Fortaleza. O próximo confronto do Tubarão da Barra é na quarta feira, 01, diante do Uniclinic, as 21:30 no Estádio Domingão.

Publicidade

Antes revelador de talentos, Fortaleza sofre com escassez de bons jogadores nas categorias de base

Por Sávio Manfredini em Esporte, Futebol

09 de janeiro de 2017

Com um das melhor estruturas do Estado para a formação de jogadores nas categorias de base, o Tricolor de Aço está há 4 anos sem revelar grandes jogadores para o elenco principal.

Em 2017, Leãozinho fez a sua pior campanha na Copa SP. Foto: Rogério Moroti / Agência Botafogo

A edição deste ano da Copa São Paulo de Futebol Júnior, principal competição envolvendo categorias de base no país, não vai ser esquecida tão cedo pelos torcedores do Fortaleza. O Tricolor de Aço fez a sua pior campanha na Copinha, amargando 3 derrotas em 3 jogos, marcando apenas 2 gols e sofrendo 4. Não que o Leão tenha um histórico de excelentes caminhadas na competição. No entanto, campanhas pífias como a desse ano devem servir com sinal de alerta sobre como anda a situação das categorias de base do Leão.

Da segunda metade da década de 2000 para cá, o Fortaleza foi o clube que mais investiu e que mais revelou jogadores no futebol cearense… nomes como, Amaral, Rogério, Guto, Ari, Douglas, Cleiton, Marcus Banban, Bismarck e Vinícius, vieram das categorias de base do Tricolor, e por algum tempo, foram titulares (alguns até com certo destaque). Porém, de 2013 até hoje, o clube não tem tido sucesso em revelar nomes que vestissem a camisa do time profissional, e que pelo menos, conseguissem certa regularidade a ponto de se tornarem jogadores importantes durante a temporada. Coincidência ou não, 2013 foi o último ano em que o Fortaleza fez uma campanha decente na CSPFJ com a geração de Walfrido, Edinho, Romarinho e cia.

Em 2013, o Fortaleza fez sua última campanha de destaque na Copinha. Foto: FortalezaEC.net

Para entender que o problema é no Tricolor, o seu principal rival, o Ceará, por exemplo, navegou no caminho inverso, conseguindo pelo menos classificação para a segunda fase da competição justamente nos últimos 4 anos. Então, o que tem faltado pelos lados do Pici? Estrutura? Não. O time possui um Centro de Treinamento voltado exclusivamente para as categorias de base desde o SUB-13 até o SUB – 20. Preparação? Talvez. Me lembro bem de uma frase do Nedo Xavier na sua primeira passagem pelo clube em 2012, quando fora perguntado o motivo pelo qual ele não usava jogadores da categoria de base? E a resposta foi que ele só poderia usar atletas da base se estes tivessem mostrado qualidade suficiente para justificar sua presença no elenco. O que não ocorrera até ali. Na época isso soou mal na imprensa e até dentro do clube. Falta de competições? Também. Os garotos só jogam praticamente torneios locais. Raramente, temos noticias do time participando de competições nacionais ou até mesmo regionais, com exceção da Copinha. Dessa forma, como possibilitar o atleta a crescer seu nível de competitividade sem que ele enfrente adversários mais qualificados?

É claro, que apontar o dedo olhando de fora é fácil, ainda mais para quem não acompanha o dia a dia do clube. Porém, não há reflexo melhor do que os resultados que o clube tem apresentado em competições nacionais para justificar que a forma como o trabalho tem sido conduzido nos últimos anos tem apresentado falhas. Já passou da hora da diretoria do Fortaleza começar a rever o trabalho que vem sendo realizado nas categorias de base, a fim de que o clube possa voltar a ser um grande revelador de atletas de potencial.

Publicidade

Primeira etapa do Campeonato Cearense de Rally agita a Região Metropolitana de Fortaleza

Por Carlos Henrique Costa em Esporte

26 de março de 2017

Os 156 competidores tiveram a chuva como companheira e vilã nesse percurso marcado com muitas poças e terrenos irregulares por municípios da região metropolitana.

 

Primeira etapa aconteceu neste sábado, 25, com largada do município de Itaitinga. Foto: Formedia

78 veículos participaram da primeira etapa do Campeonato Cearense de Rally, neste sábado, 25. A competição teve largada e chegada no município de Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza. A chuva da ultima semana foi mais um desafio para os competidores das categorias Graduado, Turismo e Estreante, Quadriciclo e UTV’s.

” A prova foi marcada por muitas emoções por conta das chuvas dos ultimos dias. Foram mais de 5 horas de percurso, totalizando 130 km.” Afirma o diretor de eventos da Associação Cearense de Pilotos e Navegadores, Marcio Botelho.

A primeira etapa da copetição que já virou tradição no calendário dos amantes do 4 x 4 passou por municípios como Itaitinga, Pindoretama, Horizonte, Cascavel e Pacajus.Um marco da prova foi a variação de piso, passando por lama, terra, cascalho, areia e trilhas pouco visíveis. “Largamos na praça matriz da cidade e a chegada e a premiação se deu no Itapark, na mesma cidade.” ressalta Marcio Botelho.

A etapa também, além de marcar a abertura do estadual da modalidade, foi válida também pela primeira etapa da Copa Nordeste de Rally.A segunda etapa acontece no dia 6 de Maio.