Publicidade

Agregando valor

por Rodrigo Goyanna

empreendedorismo

Cerveja cria produto que evita que pessoas exagerem na bebida

Por rodrigogoyanna em Marketing

08 de agosto de 2017

Uma marca de cerveja que, preocupada com o consumo excessivo de álcool, quer que seus consumidores não bebam tanto. Estranho? Claro que não.

E se a maneira de não beber tanto passar pelos ouvidos e pela musica?

Em um estudo realizado na França há alguns anos, pesquisadores descobriram que música alta faz com que as pessoas bebam mais e mais depressa.

Não é à toa que sempre bebemos muito em shows, festas e festivais de música.

As pessoas chegam a beber um copo de cerveja três minutos mais rápido quando estão ouvindo música alta – comparando o volume moderado de 72 decibéis com o volume exagerado de 88 decibéis.

Na mesma comparação, as pessoas pediam 2,6 cervejas em média, em certo intervalo de tempo. No mesmo período, com música alta, eram 3,4 cervejas em média.

Pensando nisso, a marca de cerveja dinamarquesa Tuborg criou os “Beer Plugs”: protetores auriculares no formato de copos de cerveja.

Os protetores ajudam a diminuir o volume do som e, assim, evitar um exagero no álcool.

Uma ação da marca distribuiu os Beer Plugs durante o Roskilde Festival, na Dinamarca.

A embalagem diz: “Fato: Música alta faz você beber mais rápido” e “Proteja sua audição e beba com respeito”.

Confira o vídeo da ação da Tuborg:

Publicidade

Pizza Hut vai te seguir por aí e oferecer uma promoção quentinha

Por rodrigogoyanna em branding, estrategia, Marketing

18 de julho de 2017

Não se espante se, na próxima vez que você passar ao lado de um restaurante pizza hut, um anúncio no seu celular lhe avisar de alguma promoção de pizza quentinha.

Em “Aqui Agora”, a sua primeira campanha conceitual para o digital, a marca usará o sistema de geolocalização dos smartphones para enviar anúncios a consumidores que estejam em um raio de dois quilômetros de um restaurante Pizza Hut no Brasil.

Os anuncios serão personalizados, de acordo com a localização das mais de cem lojas participantes.

Quando um consumidor passar perto de um restaurante, o anúncio poderá aparecer em seu facebook ou em alguma game que ele esteja jogando no smartphone.

Para os anúncios em games, a Pizza Hut está usando a plataforma In Loco Media, empresa especialista nesse tipo de inserção.

Os anúncios mostram, por exemplo, promoções de superfatia, pizza individual e pizza grande. Nos sabores, calabresa e mussarela.

As promoções serão válidas para compras nas lojas ou via delivery e online.

A estratégia busca conquistar jovens consumidores da geração millennial e também consolidar sua posição entre os clientes com mais de 35 anos.

A criação da campanha foi da agência REF+T. É o primeiro trabalho da agência para a Pizza Hut, depois de conquistar a sua conta em janeiro de 2017.

As inserções durarão 45 dias. A marca também usará peças nas ruas em diversas cidades brasileiras.

Confira alguns dos anúncios:

Publicidade

Gretchen e Rita Cadillac protagonizam novo comercial da Netflix

Por rodrigogoyanna em estrategia, Marketing

09 de julho de 2017

Depois de ter participado clipe de Swish Swish, música de Katy Perry, Gretchen é a estrela do comercial da nova série da netflix, Glow.

No vídeo, a cantora vai para fazer um teste para o reality e encanta os produtores ao dançar, rebolar e falar francês.

Pronta para subir no ringue, Gretchen encontra Rita Cadillac, com quem ‘luta’.

Confira o comercial:

Publicidade

O que o brasileiro está comprando mais (e menos) na crise

Por rodrigogoyanna em estrategia, Marketing

07 de julho de 2017

Em alta: chá, complemento alimentar e cappuccino. Em baixa: petit suisse, fraldas descartáveis e iogurte.

Este é o retrato do consumo brasileiro no último ano de acordo com um levantamento da consultoria global Kantar Worldpanel.

A pesquisa foi feita através de visitas semanais a 11.300 lares brasileiros que representam por amostragem um universo de 53 milhões de domicílios.

O período monitorado foi de abril de 2016 a março de 2017 e entraram 96 categorias de alta renovação na casa: principalmente alimentos, bebidas e higiene.

As 10 maiores altas no período foram chá líquido (+71%), complemento alimentar (+44%), cappuccino (+25%), molho para salada (+25%), água de coco (+19%), cloro (+16%), azeite (+16%), presuntaria (+16%), farinha de trigo (+14%) e linguiças (+14%).

Já as 10 maiores quedas foram petit suisse (-39%), fraldas descartáveis (-28%), iogurte (-15%), lâminas de barbear (-12%), inseticida (-11%),  leite cru (-10%), cera para assoalho (-10%), leite pasteurizado (-8%), pão caseiro (-8%) e alisantes (-7%).

Saúde e praticidade

De acordo com Christine Pereira, diretora de Business e Marketing da Kantar, duas tendências claras e que vieram para ficar são saúde e praticidade.

Molho para salada, por exemplo, ficou entre os 6 produtos de maior crescimento em todos os segmentos de idade.

Água de coco cresceu muito em todas as idades exceto aqueles abaixo dos 30 anos, enquanto as variações do leite aparecem entre as maiores quedas em todas as faixas.

Outras tendências estão mais relacionadas à conjuntura da crise. Apesar do PIB do primeiro semestre ter registardo alta, o consumo das familias caiu pela nona vez seguida.

De acordo com o Serasa, o movimento no comércio varejista teve nova queda no primeiro semestre, ainda que menos intensa do que em 2016.

Consumo na crise

“De 2014 para cá, o brasileiro teve que fazer cada vez mais escolhas inteligentes”, diz Christine. E isso não significa simplesmente abrir mão do supérfluo para focar no essencial

“Como ele teve acesso [no boom] a outras categorias e não quer abrir mão, vai ter que racionalizar. Não podemos mais trabalhar com a média”, diz ela.

Os bens de consumo não duráveis não competem apenas entre si, mas com bens de consumo duráveis (como carros) e experiências (como viajar, ir ao cinema ou comer fora).

O consumidor que já está cortando outro tipo de despesa pode decidir se dar ao luxo de comprar um produto melhor para cozinhar no final de semana, por exemplo.

No setor alimentício, isso alimenta o crescimento nos extremos das categorias. Na faixa entre 40 e 49 anos, por exemplo, a massa fresca subiu 17% enquanto os pratos prontos congelados caíram 10%.

A queda em itens como fraldas descartáveis (-28%) e lâminas de barbear (12%) mostra a tendência de fazer os produtos durarem mais tempo: “É o descartável entre aspas”, diz Christine.

Ela diz que voltou também a tendência de fazer grandes compras de uma vez, o que ajuda a racionalizar o gasto, com pequenas reposições intermitentes.

Christine diz que empresas e varejistas devem lembrar, agora e no futuro, dos três “S”: simplificar, satisfazer e surpreender. “Inovação é muito importante e o brasileiro é aberto a ela”, diz ela.

Publicidade

Escritório em Fortaleza oferece cursos e palestras para driblar a crise econômica

Por rodrigogoyanna em estrategia, Marketing

30 de junho de 2017

Não sentir no bolso os efeitos da crise financeira que atinge o país. Este é o ideal de muitos brasileiros que, atualmente, estão sendo prejudicados pelo período de recessão. Para driblar a situação, especialistas apontam que o investimento em qualificação profissional é a melhor solução para o problema e uma grande oportunidade para se destacar no mercado financeiro.

 

Pensando nessa proposta, o escritório de Agente Autônomos de Investimentos – StartAAi, que atua na distribuição de ativos e valores mobiliários, oferece aos fortalezenses serviços como assessoria personalizada, cursos e palestras gratuitas sobre assuntos na área da economia.

 

A StartAAi é a principal referência em educação financeira do Estado e oferece cursos e palestras gratuitas aos interessados no assunto.

 

Grade de cursos e palestras da StarAAi:

 

CURSOS

 

– Finanças Pessoais: construa sua independência financeira (4hs/aula)

– Fundamentos de Economia e Finanças (4hs/aula)

– Investimentos Conservadores: Tesouro Direto e outras modalidades de Renda Fixa (4hs/aula)

– Fundos de Investimento e Previdência Privada (4hs/aula)

– Renda Variável: Aprenda a Investir na Bolsa de Valores (8hs/aula)

– Investindo em Valor (Análise Fundamentalista) (8hs/aula)

– Alocação de Recursos e a importância da Diversificação (4hs/aula)

PALESTRAS GRATUITAS

 

– Você investe na poupança? Venha para o Tesouro Direto! (2 hs/aula);

– 10 Investimentos para viver de Renda (2 hs/aula);

– Viva de Renda com Fundos Imobiliários (2 hs/aula);

– Previdência Privada (2 hs/aula);

– Como e onde investir seu dinheiro (2 hs/aula).

 

Conheça os profissionais da StarAAi:

 

Henrique Zaina Zimmermann

 

Administrador, especialista em Controladoria (UFPR), pós-graduado em Mercado de Capitais (FAE Business School), cursando MBA em Finanças no Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais (Ibmec).

 

Profissional com mais de 10 anos de experiência no mercado de capitais. Atuou como AAI na Votorantim Corretora e XP Investimentos. Experiência de 2 anos no Banco Santander, onde exerceu a função de Gerente de Mercado de Ações, responsável pelo atendimento de clientes do segmento alta renda e Private.

 

Prestava suporte a uma carteira de clientes que superava R$1,5 bilhão em investimentos. Professor do Instituto de Formação Bancária e da ACM Educação.

 

Louise Porto

 

Especialista em Investimentos pela ANBIMA, profissional com mais de 10 anos de experiência na área comercial, no segmento de Mercado Financeiro e de Capitais para investidores pessoa física e jurídica. Carreira desenvolvida na Senso Corretora, Banco Santander e como Consultora independente. Professora de Cursos de Pós-graduação, ministrando disciplinas de Finanças e Mercado de Capitais.

 

Gustavo Farias

 

Gestor de Fundos certificado CGA – ANBIMA, com experiência de oito anos na área de investimentos. Trabalhou seis anos como operador, consultor e professor na área pela XP Investimentos (maior corretora do Brasil).

 

Raul Mota

 

Administrador, certificado como Analista Pleno pela APIMEC, Especialista em Análise Fundamentalista e Técnica. Professor de Renda Variável (Ações, Opções e Futuros) na ACM Educação.

Publicidade

Aplicativo Lavô entra em operação a partir do dia 03 de julho em Fortaleza

Por rodrigogoyanna em estrategia, Marketing

26 de junho de 2017

A partir do dia 03 julho, o Lavô, aplicativo para serviços de lavagens automotivas, entra em operação em Fortaleza. A ferramenta irá ofertar 1800 vagas de emprego com horários flexíveis e pagamentos semanais com renda mensal de até 6 mil reais. A Lavô é um aplicativo destinado à realização de lavagens 100% ecológicas em automóveis (carros, camionetes e pick-ups) e funcionará de forma semelhante ao Uber: o usuário irá baixar o aplicativo, realizar o cadastro de seu carro, solicitar o tipo de lavagem, selecionar a forma de pagamento (cartões de crédito e débito) e o lavador irá até o local solicitado.

O sistema já está ativo em oito cidades brasileiras, entre elas estão Brasília, Espirito Santo, Recife, Natal, João Pessoa, Goiãnia. Para aqueles que desejam trabalhar com o aplicativo na capital cearense, o cadastro já está disponível no site www.lavo.online. Basta realizar a inscrição e apresentar toda a documentação exigida, que será avaliada e, após a aprovação, técnicos da Lavô irão realizar o treinamento dos cadastrados para que assim possam executar as lavagens corretamente e ter a sua própria renda. Os interessados poderão viver do app ou complementar sua renda.

 

O Lavô oferece cinco tipos de lavagem, que duram entre 35 minutos e uma hora e meia, utilizando produtos sustentáveis e ecológicos. A limpeza é feita em qualquer horário e local, aceitando pagamento em cartões de crédito e débito. O custo do serviço varia entre R$ 30 e R$ 145.

 

Serviço

Aplicativo Lavô

Site: http://lavo.online/

Instagram: @lavoonline           

Facebook: /lavoonline

Publicidade

Os livros que alunos de MBA das melhores faculdades estão lendo

Por rodrigogoyanna em estrategia, Foco, Marketing

19 de junho de 2017

Sem algum tipo de guia, uma visita à livraria pode ser uma frustração. São tantas as opções de livros – sobre estratégias, liderança, investimentos, economia, história econômica, psicologia, para ficar só na seção de negócios – que fica difícil escolher.

Pensando nisso, o Na Prática conversou com alguns bolsistas da Fundação Estudar que atualmente se dedicam a aprender mais sobre o setor em MBAs nos Estados Unidos, em faculdades renomadas como Stanford, Harvard e Columbia. Confira as dicas abaixo:

1. “Competition Demystified”, por Bruce Greenwald
“É um livro sobre estratégia”, diz Gilberto dos Santos Giuzio, que estuda na Columbia Business School. “É importante para entender quais são as vantagens competitivas que uma empresa pode desenvolver para ter sucesso. Trata de maneira simples a teoria e exemplifica muito bem em cases como Wall Mart, Apple e IBM, entre outros.”

2. “O Investidor Inteligente”, por Benjamin Graham
“Um dos livros mais importantes para quem quer atuar na área de investimentos”, continua. “Embora antigo, continua válido por abordar de maneira atemporal os comportamentos que fazem um investidor de sucesso.”

3. “Os Ensaios de Warren Buffett”, por Warren Buffett e Cunningham
Warren Buffett segue como uma grande inspiração para muitas pessoas no mercado financeiro e suas cartas abertas se tornaram lendárias e podem até nortear a indústria. Este título, que reúne algumas delas, é outra indicação de Gilberto.

4. “Rápido e devagar: duas formas de pensar”, por Daniel Kahneman
Indicado duplamente por Gilberto e João Gabriel Costa Pinheiro, que estuda na Stanford Graduate School of Business, foi escrito por um psicólogo premiado com o prêmio Nobel e explica como o cérebro humano processa informações. “Mostra como pensamos e tomamos decisões”, resume Gilberto. “É muito útil para entendermos como evitar certos vieses que temos durante a tomada de decisões.”

5. “Um novo jeito de trabalhar”, Laszlo Bock
“Laszlo Bock é o chefe de Operações Pessoais do Google”, explica Fernanda Muzzio, atualmente na Harvard Business School. (“Operações pessoais” é o nome da empresa para o departamento de recursos humanos.) “O livro compartilha alguns princípios que ajudam a explicar porque o Google é consistentemente considerado um dos melhores lugares e procura mostrar como encontrar um equilíbrio entre criatividade e estrutura para atingir o sucesso em termos de qualidade de vida e market share.”

Ela descobriu o título em uma de suas aulas sobre gerenciamento de capital humano. “É relevante para refletir sobre como recrutar, desenvolver, motivar e reter talentos que irão contribuir para manter uma empresa prosperando”, conclui.

6. “Mindwise”, por Nicholas Epley
Outra indicação de João, que hoje também trabalha como consultor do Boston Consulting Group (BCG), o psicólogo social Nicholas Epley fala sobre as relações interpessoais, os erros mais surpreendentes cometidos no dia a dia e como pensar sobre interações para deixá-las mais claras e eficazes.

7. “O cérebro e a felicidade”, por Rick Hanson
Nosso cérebro aprende mais devagar com as experiências boas do que com as experiências ruins – e é tudo questão de entender a estrutura neural envolvida. Indicado por João Gabriel, o livro ensina quatro passos para se ter uma experiência mais feliz e pacífica, equilibrando o viés negativo do cérebro.

8. “Who gets what and why”, por Alvin E. Roth
Vencedor do Nobel de economia em 2012, o autor fala sobre os matching markets menos óbvios ao nosso redor (pense em candidatar-se a um emprego ou chamar alguém para sair), em que vendedores e compradores se escolhem e levam em conta outras coisas além do preço – algo cada vez mais em alta em tempos de Uber e Airbnb. A ideia principal do livro, outra indicação de João Gabriel, é aprender que é importante reconhecer as escolhas disponíveis para tomar decisões melhores.

9. “How we know what isn’t so”, por Thomas Gilovich
Um guia para as falácias do cotidiano: quando confiar no que acreditamos e quando desconfiar dessas crenças? É assim que se resume a obra de Gilovich, indicação de João Gabriel. Baseada em pesquisas científicas, ela discorre sobre processos motivacionais, cognitivos e sociais que enviesam pensamentos, crenças, julgamentos e decisões.

10. “O sinal e o ruído”, por Nate Silver
Nate Silver ganhou fama em 2012, quando previu perfeitamente os números da eleição presidencial dos EUA. Fundador e editor-chefe do site FiveThirtyEight.com, tornou-se símbolo da eficácia das probabilidades e processamento de dados. Neste livro, ele explica como enxergar um sinal verdadeiro no meio do barulho – e como diferenciar previsões confiantes de previsões acertadas.

*Este artigo foi originalmente publicado pelo Na Prática, portal de carreiras da Fundação Estudar.

Publicidade

FLICAIXA TRAZ GRANDES NOMES DA LITERATURA LOCAL E NACIONAL À CAIXA CULTURAL FORTALEZA

Por rodrigogoyanna em estrategia, Marketing

03 de maio de 2017

A CAIXA Cultural Fortaleza recebe um encontro que pretende celebrar a diversidade sociocultural do País por meio da literatura: a FliCaixa – Festa Literária da Caixa. Celeiro de nomes de peso da literatura nacional, o Ceará será palco do projeto pela primeira vez. A FliCaixa será realizada nos dias 5 e 6 de maio, trazendo a bagagem de sucesso de público e crítica alcançada pelas edições da Flica – Festa Literária de Cachoceira – realizadas em Salvador. Neste ano, além de Fortaleza, a cidade de Curitiba também recebe esta nova edição.

Ao longo dos dois dias, autores renomados da literatura nacional e local se reúnem para debater sobre temas diversos englobados pela história, contemporaneidade, arte e cultura em geral. O público poderá dividir e compartilhar conhecimentos em quatro mesas literárias com a participação de consagrados nomes da atual literatura brasileira e mediação de conceituados autores cearenses

A grade do evento conta também com programação voltada para as crianças, que acontece no sábado, 6, a partir das 14h, com atrações lúdicas que incluem autores infantis, atração musical e muita brincadeira.

Autores confirmados

A mesa que abre a Flicaixa Fortaleza será mediada pela escritora fortalezense Socorro Acioli, que recebe a booktuber catarinense Pam Gonçalves e o paulista e também influente no Youtube, Eduardo Cilto, para discutir sobre o tema Para Além das Indicações – De Booktuber a Romancista. Em seguida, três cearenses consagradas por obras que trazem o olhar feminino ao mundo literário – Socorro Acioli, Ângela Gutiérrez e Marina Solon – discorrem acerca das Múltiplas Linguagens da Sensibilidade Feminina.

A terceira mesa, Histórias da Gente Brasileira, traz a vencedora de mais de 20 prêmios nacionais e internacionais, entre os quais três Jabutis, Mary Del Priore, em um debate mediado pela renomada socióloga Glória Diógenes. Encerrando o primeiro dia de Flicaixa, o escritor e jornalista Jáder Santana recebe dois premiados nomes nacionais de destaque da crônica sentimental para a mesa Narração dos Afetos: o cratense Xico Sá e o gaúcho Fabrício Carpinejar.

Flicaixinha: No sábado, a literatura infantil ganha espaço com atrações temáticas a partir das 14h: a escritora Socorro Acioli abre a programação com um bate papo sobre as obras infantojuvenis; depois, o professor Sócrates recebe a criançada para a Brinquedoteca Itinerante – Jogos, Brinquedos e Brincadeiras Daqui, Dali e De Lá; às 16h, o autor e ilustrador pernambucano André Neves traz o temaLeituras Para Infância; para encerrar, o grupo cearense Dona Zefinha apresenta o espetáculo O Circo Sem Teto da Lona Furada dos Bufões, no palco Caixa Cultural Fortaleza.

Os autores e atrações

Pam Gonçalves: Nasceu em 1990 e mora em Santa Catarina. Ficou conhecida no meio literário quando criou o blog Garota It, em 2009. Migrou para o Youtube e, desde 2014, dedica-se exclusivamente ao canal de vídeos, onde faz resenhas e indicações de livros, e apresenta as novidades do mercado editorial. Na mais recente obra, “Boa noite”, ela cria uma trama romântica, descontraída e juvenil, mas trata também de assuntos sérios como assédio e abuso sexual.

Eduardo Cilto: O autor sempre se identificou mais com personagens de livros do que com as pessoas que conhecia. Nascido em 1996, na cidade de Santo André/SP, publicou seu romance de estreia, “Traços”, em julho de 2016. Em 2012, sua paixão por livros o levou a criar um canal no Youtube (youtube.com/perdidonoslivros), onde expressa suas opiniões e surta sobre seus personagens favoritos junto com mais de 200 mil seguidores.

Socorro Acioli: Nasceu em Fortaleza, em 1975. É jornalista, mestre e doutora em estudos de literatura pela Universidade Federal Fluminense, no Rio de Janeiro. Foi bolsista da Biblioteca Internacional da Juventude de Munique e aluna de Gabriel García Márquez, ganhador do prêmio Nobel, na oficina Como Contar um Conto, em Cuba. Escreveu diversos livros, entre eles “Ela tem olhos de céu” (editora Gaivota), que recebeu o prêmio Jabuti de literatura infantil em 2013.

Ângela Guitérrez: Angela Maria Rossas Mota de Gutiérrez nasceu e sempre viveu em Fortaleza. Construiu sua vida acadêmica na Universidade Federal do Ceará, onde se graduou em Letras, cursou Mestrado em Educação, exerceu o magistério em literatura, realizou pesquisas, especialmente sobre Alencar, Machado, Vargas Llosa, Euclides e os temas Canudos e Fortaleza Antiga. É doutora em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais, com a tese Vargas Llosa e o romance possível da América Latina (Fortaleza: Edições UFC; Rio de Janeiro: Sette Letras, 1996). Cumpriu pós-doutorado na mesma instituição (UFMG), desenvolvendo a pesquisa O retrato do Conselheiro: as múltiplas faces do beato de Belo Monte.

Marina Solon: Marina Solon é jornalista graduada pela Universidade de Fortaleza desde 2013. Apaixonada por livros, leitura e uma boa conversa, ela media mensalmente o Café Clube de Leitura do jornal O POVO em Fortaleza.

Mary Del Priore: Autora de 47 livros de história do Brasil e vencedora de mais de 20 prêmios nacionais e internacionais, entre os quais três Jabutis. Ex-professora da FFLCH/USP e da PUC/RJ, atualmente leciona no departamento de pós-graduação da Universidade Salgado de Oliveira. Colabora com jornais e revistas nacionais internacionais, tendo escrito por dez anos para O Estado de São Paulo.   

Glória Diógenes: Professora doutora do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal do Ceará, Coordenadora do Programa de Pós-graduação em Sociologia, Coordenadora do Laboratório das Juventudes (LAJUS), fundadora e ex-coordenadora do “Projeto Enxame – fazendo arte com gangues e galeras” e ex-Secretária de Direitos Humanos da Prefeitura Municipal de Fortaleza. Foi consultora do Conselho Nacional do SESI na criação do Programa ViraVida. É co-fundadora da Rede Luso-brasileira de pesquisadores em Artes e Intervenções Urbana (R.A.I.U) e da Rede “Todas as Artes”. Organizado por outros autores, tem artigos publicados nos seguintes livros: “Abalando os anos 90: funk e hip hop” (Rocco,1997); “Linguagens da Violência” (Rocco, 2000) e “Violência em Tempo de Globalização” (Hucitec,  1999). “Política e Afetividade” (EDUFBA, 2009); “A Juventude vai ao Cinema” (Autêntica, 2009), Juventude em Pauta: Políticas Públicas no Brasil (Petrópolis/Ação Educativa, 2011), Juventudes Contemporâneas: um mosaico de possibilidades (2011).

Fabrício Carpinejar: Poeta, jornalista e professor universitário, tem diversos livros publicados e também é reconhecido por seus blogs. Carpinejar, como ele próprio assina, nasceu em Caxias do Sul – Rio Grande do Sul, no dia 23 de outubro de 1972. Logo cedo foi morar em Porto Alegre, onde mais tarde cursou Jornalismo na Universidade Federal do Rio Grande do sul (UFRGS). Carpinejar ganhou destaque por suas obras literárias e também por seus vários blogs onde publica muitos de seus textos e escreve sobre outros assuntos pertinentes, como futebol. É também muito requisitado para participar de eventos e dar palestras.

Xico Sá: Escritor e jornalista, nasceu no Crato, na região do Cariri cearense, e iniciou sua trajetória profissional no Recife. Ganhador de importantes prêmios do jornalismo, como “Esso”, “Folha” e “Abril”, é atualmente colunista do jornal “El País/Brasil” e comentarista dos programas “Papo de Segunda”(GNT) e “Redação”(Sportv). Um dos principais cronistas brasileiros contemporâneos, Xico é autor de “A Pátria em Sandálias da Humildade” (editora Realejo), “Os machões dançaram -crônicas de amor & sexo em tempo de homens vacilões“(ed. Record), “O Livro das Mulheres Extraordinárias” (ed. Três Estrelas), “Big Jato” (ed.Companhia das Letras),“Modos de Macho & Modinhas de Fêmea”(ed. Record) e Chabadabadá –o macho perdido e a fêmea que se acha (ed. Record), entre outros livros.

Tânia Dourado: Doutora e mestre em Linguística. Desenvolve pesquisas sobre: Respeito à Diferença, Literatura e Inclusão, Preconceito Linguístico, Mídia e Representações Culturais, Identidade, Empoderamento e Comunicação de Moda. Os termos Discurso da Diferença e Discurso da Reparação são tipologias discursivas cunhadas por ela. Autora do primeiro livro da literatura infantil mundial a trazer um personagem com autismo, Cadê a criança que estava aqui?, relançado em 2015 como parte da coleção Criança é diferente.

André Neves: Ilustrador e autor de livros infantis, já acumulou prêmios literários importantes, como: Prêmio Luís Jardim, Prêmio Jabuti, Prêmio Açorianos e o Prêmio Speciali, do Concurso Lucca Comics e Games na Itália. Também participou de mostras e exposições de ilustração no Brasil e no exterior. Neves é um dos mais renomados ilustradores de literatura infantil e juvenil da atualidade. Há quase dez anos atua como ilustrador, lançou mais de 50 obras. Sua obra mais recente é Malvina, para a qual fez texto e imagens.

Professor Sócrates: Especialista em Educação Física escolar, Sócrates Correia Rodrigues Côrtes apresenta na Flicaixinha a Brinquedoteca Itinerante. No espaço, ele desenvolve atividades que incluem vivência e oficina de brinquedos e brincadeiras da nossa cultura popular, como perna de pau, carrinho de rolimã, peteca, vai e vem, pião, elástico, corda, amarelinha, jogo da velha gigante, pego bol, entre outros.

Dona Zefinha: O circo sem teto da lona furada dos Bufões é uma comédia musical infantil que retrata a história de um circo mambembe nordestino tentando sobreviver no midiático mundo contemporâneo. Os palhaços “Bufão”, “Panfeto” e “Pafim”, regem a charanga tocando instrumentos exóticos ao vivo, fazendo gags, brincando com a plateia num tom despojado e teatral. Canções, palhaçadas, piruetas, mágicas, pernas de pau e outras “cositas”. A trupe faz de tudo para que a magia e a beleza do circo não cheguem ao fim, mesmo quando as atrações não passam de uma grande furada!

Sobre a FliCaixa: Fruto do sucesso da Flica, uma realização das empresas iContent / Rede Bahia e Cali, a FliCaixa é uma nova festa literária, que chega neste ano a cidades de Salvador, Fortaleza e Curitiba. A FliCaixa promove o encontro de autores nacionais e locais com o seu público, em mesas de debate temáticas e sessões de autógrafos na livraria oficial, além da FliCaixa Kids, que é a programação infantil, com contação de histórias e programação diversificada. “Com o sucesso da Flica em Cachoeira, a Caixa Cultural se interessou em trazer para o seu espaço em Salvador, o charme e a riqueza dos encontros que a festa literária proporciona. Fizemos dois outros eventos similares nos últimos anos, mas agora vamos estrear um evento novo, a FliCaixa, que dialoga melhor com as diretrizes culturais do nosso patrocinador, e que pretende unificar as praças das Caixas Culturais em torno da literatura nesta e nas próximas edições, com a programação inteiramente gratuita”, informa o curador Emmanuel Rosa, sócio da Cali, uma das realizadoras do evento.

Programação adulta (sexta-feira, 5 de maio de 2017)

Mesa 01 – Para além das indicações – de booktuber a romancista

Horário: 10h | Duração: 1h30

Participantes: Pam Gonçalves e Eduardo Cirilo | Mediação: Socorro Acioli

Mesa 02 – As múltiplas linguagens da sensibilidade

Horário: 14h30 | Duração: 1h30

leia tudo sobre

Publicidade

O que eu penso sobre Digital Influencers.

Por rodrigogoyanna em estrategia, Marketing, Marketing Pessoal

14 de abril de 2017

Nada contra os digital influencers ou influenciadores digitais. Mas a mim, essa geração de pseudo formadores de opinião não me conquistou; dentro do meio virtual, meus influenciadores têm conhecimento, e não apenas opinião.
A origem da internet veio com a proposta de globalizar o conhecimento. Através dela, o “mundo” se tornou acessível a todos, e antes que a rede pudesse se consolidar como uma excelente ferramenta de uso pessoal e/ou profissional, nós (como quase sempre) a estragamos.
Quem na internet navega procurando informação, acaba naufragando ainda mais desinformado diante de um mar de divergências.
Naufragamos em opiniões levianas e não embasadas de terceiros, porque enquanto temos deixado de lado a pesquisa sobre determinado assunto diante de especialistas que meritocramente são dignos de atenção, estamos seguindo a opinião de alguém catapultado pelo destino a ser um olimpiano no meio de um publico cada vez mais fácil de ser conquistado.
O resultado disso é preocupante; digital influencers vendem opinião, em troca de audiência mensurada por views, curtidas e compartilhamentos; na prática, é uma relação de ganho unilateral, onde a geração de seguidores entrega cada segundo da sua admiração, mas recebe em troca um conteúdo tão útil quanto cinzeiro em moto.
Cada um de nós precisa fazer uma auto critica, e avaliar se nessa trajetória da vida, seremos nós seguidores de compradores de curtidas, ou engenheiros de nossas opiniões, de forma errada e errante, mas escrevendo capítulos autorais de nossas próprias decisões. O nome disso é personalidade,  de não perder tempo com futilidades, e direcionar foco para aquilo que realmente te faz melhor.
Eu não curto muito conteúdo de digital influencer, mas sigo até o fim quem faz por merecer cada segundo da minha audiência; àqueles que compartilham comigo seus conhecimentos e a capacidade de me fazer verdadeiramente aprender, e ser por causa da internet, uma pessoa melhor.
Publicidade

Engenho Dedé Fortaleza celebra o Saint Patrick’s Day com chopp em dobro

Por rodrigogoyanna em branding, estrategia, Marketing

15 de março de 2017

Inauguração do Engenho do Dedé Fortaleza

O Engenho Dedé Fortaleza entra no clima do Saint Patrick’s Day, tradicional festa do padroeiro irlandês que ganhou popularidade em diversos países pelo simbolismo da sorte. Para celebrar a data, o empreendimento que é referência pela gastronomia nacional e variedade de produtos de empório promove um intercâmbio cultural exclusivo na próxima sexta-feira (17). Na ação especial, o Engenho Dedé comemora o St Patrick’s Day oferecendo uma oferta imperdível para o público: na compra de 1 chopp Heineken de 500ml ou de 1 litro, o segundo é por conta da casa. Além da cerveja, os clientes também podem conferir o vasto cardápio da casa, que traz o melhor da culinária brasileira.

Serviços Engenho Dedé:

Site: http://engenhodede.com.br/
Facebook: https://www.facebook.com/engenhodedeoficial/
Instagram: https://www.instagram.com/engenhodede/
Twitter: https://twitter.com/engenhodede

Publicidade

Cerveja cria produto que evita que pessoas exagerem na bebida

Por rodrigogoyanna em Marketing

08 de agosto de 2017

Uma marca de cerveja que, preocupada com o consumo excessivo de álcool, quer que seus consumidores não bebam tanto. Estranho? Claro que não.

E se a maneira de não beber tanto passar pelos ouvidos e pela musica?

Em um estudo realizado na França há alguns anos, pesquisadores descobriram que música alta faz com que as pessoas bebam mais e mais depressa.

Não é à toa que sempre bebemos muito em shows, festas e festivais de música.

As pessoas chegam a beber um copo de cerveja três minutos mais rápido quando estão ouvindo música alta – comparando o volume moderado de 72 decibéis com o volume exagerado de 88 decibéis.

Na mesma comparação, as pessoas pediam 2,6 cervejas em média, em certo intervalo de tempo. No mesmo período, com música alta, eram 3,4 cervejas em média.

Pensando nisso, a marca de cerveja dinamarquesa Tuborg criou os “Beer Plugs”: protetores auriculares no formato de copos de cerveja.

Os protetores ajudam a diminuir o volume do som e, assim, evitar um exagero no álcool.

Uma ação da marca distribuiu os Beer Plugs durante o Roskilde Festival, na Dinamarca.

A embalagem diz: “Fato: Música alta faz você beber mais rápido” e “Proteja sua audição e beba com respeito”.

Confira o vídeo da ação da Tuborg: