Publicidade

Agregando valor

por Rodrigo Goyanna

FLICAIXA TRAZ GRANDES NOMES DA LITERATURA LOCAL E NACIONAL À CAIXA CULTURAL FORTALEZA

Por rodrigogoyanna em estrategia, Marketing

03 de maio de 2017

A CAIXA Cultural Fortaleza recebe um encontro que pretende celebrar a diversidade sociocultural do País por meio da literatura: a FliCaixa – Festa Literária da Caixa. Celeiro de nomes de peso da literatura nacional, o Ceará será palco do projeto pela primeira vez. A FliCaixa será realizada nos dias 5 e 6 de maio, trazendo a bagagem de sucesso de público e crítica alcançada pelas edições da Flica – Festa Literária de Cachoceira – realizadas em Salvador. Neste ano, além de Fortaleza, a cidade de Curitiba também recebe esta nova edição.

Ao longo dos dois dias, autores renomados da literatura nacional e local se reúnem para debater sobre temas diversos englobados pela história, contemporaneidade, arte e cultura em geral. O público poderá dividir e compartilhar conhecimentos em quatro mesas literárias com a participação de consagrados nomes da atual literatura brasileira e mediação de conceituados autores cearenses

A grade do evento conta também com programação voltada para as crianças, que acontece no sábado, 6, a partir das 14h, com atrações lúdicas que incluem autores infantis, atração musical e muita brincadeira.

Autores confirmados

A mesa que abre a Flicaixa Fortaleza será mediada pela escritora fortalezense Socorro Acioli, que recebe a booktuber catarinense Pam Gonçalves e o paulista e também influente no Youtube, Eduardo Cilto, para discutir sobre o tema Para Além das Indicações – De Booktuber a Romancista. Em seguida, três cearenses consagradas por obras que trazem o olhar feminino ao mundo literário – Socorro Acioli, Ângela Gutiérrez e Marina Solon – discorrem acerca das Múltiplas Linguagens da Sensibilidade Feminina.

A terceira mesa, Histórias da Gente Brasileira, traz a vencedora de mais de 20 prêmios nacionais e internacionais, entre os quais três Jabutis, Mary Del Priore, em um debate mediado pela renomada socióloga Glória Diógenes. Encerrando o primeiro dia de Flicaixa, o escritor e jornalista Jáder Santana recebe dois premiados nomes nacionais de destaque da crônica sentimental para a mesa Narração dos Afetos: o cratense Xico Sá e o gaúcho Fabrício Carpinejar.

Flicaixinha: No sábado, a literatura infantil ganha espaço com atrações temáticas a partir das 14h: a escritora Socorro Acioli abre a programação com um bate papo sobre as obras infantojuvenis; depois, o professor Sócrates recebe a criançada para a Brinquedoteca Itinerante – Jogos, Brinquedos e Brincadeiras Daqui, Dali e De Lá; às 16h, o autor e ilustrador pernambucano André Neves traz o temaLeituras Para Infância; para encerrar, o grupo cearense Dona Zefinha apresenta o espetáculo O Circo Sem Teto da Lona Furada dos Bufões, no palco Caixa Cultural Fortaleza.

Os autores e atrações

Pam Gonçalves: Nasceu em 1990 e mora em Santa Catarina. Ficou conhecida no meio literário quando criou o blog Garota It, em 2009. Migrou para o Youtube e, desde 2014, dedica-se exclusivamente ao canal de vídeos, onde faz resenhas e indicações de livros, e apresenta as novidades do mercado editorial. Na mais recente obra, “Boa noite”, ela cria uma trama romântica, descontraída e juvenil, mas trata também de assuntos sérios como assédio e abuso sexual.

Eduardo Cilto: O autor sempre se identificou mais com personagens de livros do que com as pessoas que conhecia. Nascido em 1996, na cidade de Santo André/SP, publicou seu romance de estreia, “Traços”, em julho de 2016. Em 2012, sua paixão por livros o levou a criar um canal no Youtube (youtube.com/perdidonoslivros), onde expressa suas opiniões e surta sobre seus personagens favoritos junto com mais de 200 mil seguidores.

Socorro Acioli: Nasceu em Fortaleza, em 1975. É jornalista, mestre e doutora em estudos de literatura pela Universidade Federal Fluminense, no Rio de Janeiro. Foi bolsista da Biblioteca Internacional da Juventude de Munique e aluna de Gabriel García Márquez, ganhador do prêmio Nobel, na oficina Como Contar um Conto, em Cuba. Escreveu diversos livros, entre eles “Ela tem olhos de céu” (editora Gaivota), que recebeu o prêmio Jabuti de literatura infantil em 2013.

Ângela Guitérrez: Angela Maria Rossas Mota de Gutiérrez nasceu e sempre viveu em Fortaleza. Construiu sua vida acadêmica na Universidade Federal do Ceará, onde se graduou em Letras, cursou Mestrado em Educação, exerceu o magistério em literatura, realizou pesquisas, especialmente sobre Alencar, Machado, Vargas Llosa, Euclides e os temas Canudos e Fortaleza Antiga. É doutora em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais, com a tese Vargas Llosa e o romance possível da América Latina (Fortaleza: Edições UFC; Rio de Janeiro: Sette Letras, 1996). Cumpriu pós-doutorado na mesma instituição (UFMG), desenvolvendo a pesquisa O retrato do Conselheiro: as múltiplas faces do beato de Belo Monte.

Marina Solon: Marina Solon é jornalista graduada pela Universidade de Fortaleza desde 2013. Apaixonada por livros, leitura e uma boa conversa, ela media mensalmente o Café Clube de Leitura do jornal O POVO em Fortaleza.

Mary Del Priore: Autora de 47 livros de história do Brasil e vencedora de mais de 20 prêmios nacionais e internacionais, entre os quais três Jabutis. Ex-professora da FFLCH/USP e da PUC/RJ, atualmente leciona no departamento de pós-graduação da Universidade Salgado de Oliveira. Colabora com jornais e revistas nacionais internacionais, tendo escrito por dez anos para O Estado de São Paulo.   

Glória Diógenes: Professora doutora do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal do Ceará, Coordenadora do Programa de Pós-graduação em Sociologia, Coordenadora do Laboratório das Juventudes (LAJUS), fundadora e ex-coordenadora do “Projeto Enxame – fazendo arte com gangues e galeras” e ex-Secretária de Direitos Humanos da Prefeitura Municipal de Fortaleza. Foi consultora do Conselho Nacional do SESI na criação do Programa ViraVida. É co-fundadora da Rede Luso-brasileira de pesquisadores em Artes e Intervenções Urbana (R.A.I.U) e da Rede “Todas as Artes”. Organizado por outros autores, tem artigos publicados nos seguintes livros: “Abalando os anos 90: funk e hip hop” (Rocco,1997); “Linguagens da Violência” (Rocco, 2000) e “Violência em Tempo de Globalização” (Hucitec,  1999). “Política e Afetividade” (EDUFBA, 2009); “A Juventude vai ao Cinema” (Autêntica, 2009), Juventude em Pauta: Políticas Públicas no Brasil (Petrópolis/Ação Educativa, 2011), Juventudes Contemporâneas: um mosaico de possibilidades (2011).

Fabrício Carpinejar: Poeta, jornalista e professor universitário, tem diversos livros publicados e também é reconhecido por seus blogs. Carpinejar, como ele próprio assina, nasceu em Caxias do Sul – Rio Grande do Sul, no dia 23 de outubro de 1972. Logo cedo foi morar em Porto Alegre, onde mais tarde cursou Jornalismo na Universidade Federal do Rio Grande do sul (UFRGS). Carpinejar ganhou destaque por suas obras literárias e também por seus vários blogs onde publica muitos de seus textos e escreve sobre outros assuntos pertinentes, como futebol. É também muito requisitado para participar de eventos e dar palestras.

Xico Sá: Escritor e jornalista, nasceu no Crato, na região do Cariri cearense, e iniciou sua trajetória profissional no Recife. Ganhador de importantes prêmios do jornalismo, como “Esso”, “Folha” e “Abril”, é atualmente colunista do jornal “El País/Brasil” e comentarista dos programas “Papo de Segunda”(GNT) e “Redação”(Sportv). Um dos principais cronistas brasileiros contemporâneos, Xico é autor de “A Pátria em Sandálias da Humildade” (editora Realejo), “Os machões dançaram -crônicas de amor & sexo em tempo de homens vacilões“(ed. Record), “O Livro das Mulheres Extraordinárias” (ed. Três Estrelas), “Big Jato” (ed.Companhia das Letras),“Modos de Macho & Modinhas de Fêmea”(ed. Record) e Chabadabadá –o macho perdido e a fêmea que se acha (ed. Record), entre outros livros.

Tânia Dourado: Doutora e mestre em Linguística. Desenvolve pesquisas sobre: Respeito à Diferença, Literatura e Inclusão, Preconceito Linguístico, Mídia e Representações Culturais, Identidade, Empoderamento e Comunicação de Moda. Os termos Discurso da Diferença e Discurso da Reparação são tipologias discursivas cunhadas por ela. Autora do primeiro livro da literatura infantil mundial a trazer um personagem com autismo, Cadê a criança que estava aqui?, relançado em 2015 como parte da coleção Criança é diferente.

André Neves: Ilustrador e autor de livros infantis, já acumulou prêmios literários importantes, como: Prêmio Luís Jardim, Prêmio Jabuti, Prêmio Açorianos e o Prêmio Speciali, do Concurso Lucca Comics e Games na Itália. Também participou de mostras e exposições de ilustração no Brasil e no exterior. Neves é um dos mais renomados ilustradores de literatura infantil e juvenil da atualidade. Há quase dez anos atua como ilustrador, lançou mais de 50 obras. Sua obra mais recente é Malvina, para a qual fez texto e imagens.

Professor Sócrates: Especialista em Educação Física escolar, Sócrates Correia Rodrigues Côrtes apresenta na Flicaixinha a Brinquedoteca Itinerante. No espaço, ele desenvolve atividades que incluem vivência e oficina de brinquedos e brincadeiras da nossa cultura popular, como perna de pau, carrinho de rolimã, peteca, vai e vem, pião, elástico, corda, amarelinha, jogo da velha gigante, pego bol, entre outros.

Dona Zefinha: O circo sem teto da lona furada dos Bufões é uma comédia musical infantil que retrata a história de um circo mambembe nordestino tentando sobreviver no midiático mundo contemporâneo. Os palhaços “Bufão”, “Panfeto” e “Pafim”, regem a charanga tocando instrumentos exóticos ao vivo, fazendo gags, brincando com a plateia num tom despojado e teatral. Canções, palhaçadas, piruetas, mágicas, pernas de pau e outras “cositas”. A trupe faz de tudo para que a magia e a beleza do circo não cheguem ao fim, mesmo quando as atrações não passam de uma grande furada!

Sobre a FliCaixa: Fruto do sucesso da Flica, uma realização das empresas iContent / Rede Bahia e Cali, a FliCaixa é uma nova festa literária, que chega neste ano a cidades de Salvador, Fortaleza e Curitiba. A FliCaixa promove o encontro de autores nacionais e locais com o seu público, em mesas de debate temáticas e sessões de autógrafos na livraria oficial, além da FliCaixa Kids, que é a programação infantil, com contação de histórias e programação diversificada. “Com o sucesso da Flica em Cachoeira, a Caixa Cultural se interessou em trazer para o seu espaço em Salvador, o charme e a riqueza dos encontros que a festa literária proporciona. Fizemos dois outros eventos similares nos últimos anos, mas agora vamos estrear um evento novo, a FliCaixa, que dialoga melhor com as diretrizes culturais do nosso patrocinador, e que pretende unificar as praças das Caixas Culturais em torno da literatura nesta e nas próximas edições, com a programação inteiramente gratuita”, informa o curador Emmanuel Rosa, sócio da Cali, uma das realizadoras do evento.

Programação adulta (sexta-feira, 5 de maio de 2017)

Mesa 01 – Para além das indicações – de booktuber a romancista

Horário: 10h | Duração: 1h30

Participantes: Pam Gonçalves e Eduardo Cirilo | Mediação: Socorro Acioli

Mesa 02 – As múltiplas linguagens da sensibilidade

Horário: 14h30 | Duração: 1h30

leia tudo sobre

Publicidade

Menina de 5 anos reclama de roupas da Gap e CEO acata críticas

Por rodrigogoyanna em branding, estrategia, Marketing, Relacionamento interpessoal

01 de maio de 2017

Roupas rosas e com imagens de princesas são de meninas. Roupas azuis e com carros ou foguetes são de meninos. Certo? De maneira alguma.

Alice Jacob, uma menina americana de cinco anos de idade, decidiu reclamar diretamente com a Gap sobre essa divisão ilógica entre “roupas de garotas e roupas de garotos”.

Em seis de março, Beth Jacob, a mãe de Alice, publicou uma carta no jornal The Washington Post onde descrevia a infelicidade da menina e da dificuldade em encontrar roupas em lojas.

A mãe também falou sobre como não tem mais sentido, em 2017, promover tal divisão absurda. Ela conta que marcas menores, “indies”, até possuem roupas menos “divididas”, mas elas são caras e poucas. Ela gostaria de ver esse avanço nas lojas de grandes marcas, como a Gap.

A menina, frustrada, decidiu enviar uma carta à Gap, pedindo “camisetas legais” para as meninas. Ela é fã de carros de corrida, dinossauros, esportes, Star Wars, super-heróis e ciência. Mas nunca encontrava uma roupa voltada para ela. Na carta, ela pede uma variedade maior de opções.

A carta , de três de março, é clara:

“Vocês podem fazer uma seção ‘cool’ de camisetas para as garotas? Ou vocês podem fazer uma seção que que nao seja de meninos ou meninas, mas apenas uma seção ‘para crianças’?”, ela diz na carta. 

Ela também fala sobre a seção dos meninos:

“Eles têm Superman, Batman, rock’n’roll e esportes. E quanto às garotas que também gostam dessas coisas, como eu e minha amiga Olivia?”, diz.

Resposta da Gap

Quando a carta de Alice ficou famosa, algumas empresas decidiram responder.

A DC Comics, por exemplo, mandou uma carta agradecendo a garota pela iniciativa. Junto da carta, uma caixa cheia de presentes da marca para ela e seu irmão mais velho.

Já a Gap mandou uma carta de resposta do CEO da empresa, Jeff Kirwan.

Na mensagem, ele diz que ela parece “uma garota muito legal e com grande senso de estilo”.

Ele defende que a marca oferece uma grande variedade de roupas e que, para as meninas, há algumas estampas de dinossauros, futebol e heróis.

Mas admite a falha e que há como melhorar:

“Mas você está certa, eu acho que podemos fazer um trabalho melhor e oferecer mais coisas. Eu conversei com nossos designers e eles vão trabalhar em coisas ainda mais divertidas que eu sei você gostará muito”, escreve.

A marca também enviou à garota camisetas de sua última coleção.

Segundo a mãe, a resposta da menina ao ler a carta foi curta: “Uau!”.

Ela agradeceu a mensagem ao CEO e ainda fez mais um pedido: “Vocês poderiam fazer umas camisetas da Fera [de A Bela e a Fera]? Eu gosto dele porque ele é peludinho e parece o Chewbacca [personagem de Star Wars]”.

Publicidade

Engenho Dedé reúne clientes para almoço exclusivo com o Chef Dedé Parente

Por rodrigogoyanna em branding, estrategia, Marketing

26 de abril de 2017

Numa ação exclusiva que visa aproximar o relacionamento com os clientes, o Grupo Dedé promoveu a primeira edição do “Almoço com o Dedé”, na última quinta-feira (20), no Engenho Dedé Fortaleza. O evento reuniu alguns dos clientes mais assíduos do empreendimento e os que mais interagem nas redes sociais do grupo, numa forma de agradecê-los pela preferência e de estreitar ainda mais os laços com aqueles que também são responsáveis pelo sucesso do Grupo.

Recebidos pessoalmente pelo Chef Dedé Parente, sócio proprietário do empreendimento, os clientes puderam conhecer um pouco mais sobre a história do Grupo e as curiosidades do cardápio, além de saborear os deliciosos pratos que são os carros-chefes da casa, numa agradável e descontraída conversa com o Chef. O “Almoço com o Dedé” acontece em todas as cidades onde o Grupo está presente. Fortaleza foi asegunda cidade a ser contemplada com a ação. Ao final do encontro, os clientes ainda receberam um mimo exclusivo do Engenho Dedé para levar para casa.

Serviços Engenho Dedé:

Site: http://engenhodede.com.br/
Facebook: https://www.facebook.com/engenhodedeoficial/
Instagram: https://www.instagram.com/engenhodede/
Twitter: https://twitter.com/engenhodede

Assessoria de Imprensa Engenho Dedé Fortaleza — Capuchino Press
Redação (85) 3267.1425
Elias Bruno (85) 99199.5527
Mayara Matos (85) 98130.2947 | 3267.1425
Renata Benevides (85) 8130.3264
Karla Rodrigues (85) 8130.3177
www.capuchino.com.br

leia tudo sobre

Publicidade

FLICAIXA TRAZ GRANDES NOMES DA LITERATURA LOCAL E NACIONAL À CAIXA CULTURAL FORTALEZA

Por rodrigogoyanna em Sem categoria

25 de abril de 2017

A CAIXA Cultural Fortaleza recebe um encontro que pretende celebrar a diversidade sociocultural do País por meio da literatura: a FliCaixa – Festa Literária da Caixa. Celeiro de nomes de peso da literatura nacional, o Ceará será palco do projeto pela primeira vez. A FliCaixa será realizada nos dias 5 e 6 de maio, trazendo a bagagem de sucesso de público e crítica alcançada pelas edições da Flica – Festa Literária de Cachoceira – realizadas em Salvador. Neste ano, além de Fortaleza, a cidade de Curitiba também recebe esta nova edição.

Ao longo dos dois dias, autores renomados da literatura nacional e local se reúnem para debater sobre temas diversos englobados pela história, contemporaneidade, arte e cultura em geral. O público poderá dividir e compartilhar conhecimentos em quatro mesas literárias com a participação de consagrados nomes da atual literatura brasileira e mediação de conceituados autores cearenses.

A grade do evento conta também com programação voltada para as crianças, que acontece no sábado, 6, a partir das 14h, com atrações lúdicas que incluem autores infantis, atração musical e muita brincadeira.

Autores confirmados

A mesa que abre a Flicaixa Fortaleza será mediada pela escritora fortalezense Socorro Acioli, que recebe a booktuber catarinense Pam Gonçalves e o paulista e também influente no Youtube, Eduardo Cilto, para discutir sobre o tema Para Além das Indicações – De Booktuber a Romancista. Em seguida, três cearenses consagradas por obras que trazem o olhar feminino ao mundo literário – Socorro Acioli, Ângela Gutiérrez e Marina Solon – discorrem acerca das Múltiplas Linguagens da Sensibilidade Feminina.

A terceira mesa, Histórias da Gente Brasileira, traz a vencedora de mais de 20 prêmios nacionais e internacionais, entre os quais três Jabutis, Mary Del Priore, em um debate mediado pela renomada socióloga Glória Diógenes. Encerrando o primeiro dia de Flicaixa, o escritor e jornalista Jáder Santana recebe dois premiados nomes nacionais de destaque da crônica sentimental para a mesa Narração dos Afetos: o cratense Xico Sá e o gaúcho Fabrício Carpinejar.

Fliquinha: No sábado, a literatura infantil ganha espaço com atrações temáticas a partir das 14h: a escritora Socorro Acioli abre a programação com um bate papo sobre as obras infantojuvenis; depois, o professor Sócrates recebe a criançada para a Brinquedoteca Itinerante – Jogos, Brinquedos e Brincadeiras Daqui, Dali e De Lá; às 16h, o autor e ilustrador pernambucano André Neves traz o temaLeituras Para Infância; para encerrar, o grupo cearense Dona Zefinha apresenta o espetáculo O Circo Sem Teto da Lona Furada dos Bufões, no palco Caixa Cultural Fortaleza.

Os autores e atrações

Pam Gonçalves: Nasceu em 1990 e mora em Santa Catarina. Ficou conhecida no meio literário quando criou o blog Garota It, em 2009. Migrou para o Youtube e, desde 2014, dedica-se exclusivamente ao canal de vídeos, onde faz resenhas e indicações de livros, e apresenta as novidades do mercado editorial. Na mais recente obra, “Boa noite”, ela cria uma trama romântica, descontraída e juvenil, mas trata também de assuntos sérios como assédio e abuso sexual.

Eduardo Cilto: O autor sempre se identificou mais com personagens de livros do que com as pessoas que conhecia. Nascido em 1996, na cidade de Santo André/SP, publicou seu romance de estreia, “Traços”, em julho de 2016. Em 2012, sua paixão por livros o levou a criar um canal no Youtube (youtube.com/perdidonoslivros), onde expressa suas opiniões e surta sobre seus personagens favoritos junto com mais de 200 mil seguidores.

Socorro Acioli: Nasceu em Fortaleza, em 1975. É jornalista, mestre e doutora em estudos de literatura pela Universidade Federal Fluminense, no Rio de Janeiro. Foi bolsista da Biblioteca Internacional da Juventude de Munique e aluna de Gabriel García Márquez, ganhador do prêmio Nobel, na oficina Como Contar um Conto, em Cuba. Escreveu diversos livros, entre eles “Ela tem olhos de céu” (editora Gaivota), que recebeu o prêmio Jabuti de literatura infantil em 2013.

Ângela Guitérrez: Angela Maria Rossas Mota de Gutiérrez nasceu e sempre viveu em Fortaleza. Construiu sua vida acadêmica na Universidade Federal do Ceará, onde se graduou em Letras, cursou Mestrado em Educação, exerceu o magistério em literatura, realizou pesquisas, especialmente sobre Alencar, Machado, Vargas Llosa, Euclides e os temas Canudos e Fortaleza Antiga. É doutora em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais, com a tese Vargas Llosa e o romance possível da América Latina (Fortaleza: Edições UFC; Rio de Janeiro: Sette Letras, 1996). Cumpriu pós-doutorado na mesma instituição (UFMG), desenvolvendo a pesquisa O retrato do Conselheiro: as múltiplas faces do beato de Belo Monte.

Marina Solon: Marina Solon é jornalista graduada pela Universidade de Fortaleza desde 2013. Apaixonada por livros, leitura e uma boa conversa, ela media mensalmente o Café Clube de Leitura do jornal O POVO em Fortaleza.

Mary Del Priore: Autora de 47 livros de história do Brasil e vencedora de mais de 20 prêmios nacionais e internacionais, entre os quais três Jabutis. Ex-professora da FFLCH/USP e da PUC/RJ, atualmente leciona no departamento de pós-graduação da Universidade Salgado de Oliveira. Colabora com jornais e revistas nacionais internacionais, tendo escrito por dez anos para O Estado de São Paulo.   

Glória Diógenes: Professora doutora do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal do Ceará, Coordenadora do Programa de Pós-graduação em Sociologia, Coordenadora do Laboratório das Juventudes (LAJUS), fundadora e ex-coordenadora do “Projeto Enxame – fazendo arte com gangues e galeras” e ex-Secretária de Direitos Humanos da Prefeitura Municipal de Fortaleza. Foi consultora do Conselho Nacional do SESI na criação do Programa ViraVida. É co-fundadora da Rede Luso-brasileira de pesquisadores em Artes e Intervenções Urbana (R.A.I.U) e da Rede “Todas as Artes”. Organizado por outros autores, tem artigos publicados nos seguintes livros: “Abalando os anos 90: funk e hip hop” (Rocco,1997); “Linguagens da Violência” (Rocco, 2000) e “Violência em Tempo de Globalização” (Hucitec,  1999). “Política e Afetividade” (EDUFBA, 2009); “A Juventude vai ao Cinema” (Autêntica, 2009), Juventude em Pauta: Políticas Públicas no Brasil (Petrópolis/Ação Educativa, 2011), Juventudes Contemporâneas: um mosaico de possibilidades (2011).

Fabrício Carpinejar: Poeta, jornalista e professor universitário, tem diversos livros publicados e também é reconhecido por seus blogs. Carpinejar, como ele próprio assina, nasceu em Caxias do Sul – Rio Grande do Sul, no dia 23 de outubro de 1972. Logo cedo foi morar em Porto Alegre, onde mais tarde cursou Jornalismo na Universidade Federal do Rio Grande do sul (UFRGS). Carpinejar ganhou destaque por suas obras literárias e também por seus vários blogs onde publica muitos de seus textos e escreve sobre outros assuntos pertinentes, como futebol. É também muito requisitado para participar de eventos e dar palestras.

Xico Sá: Escritor e jornalista, nasceu no Crato, na região do Cariri cearense, e iniciou sua trajetória profissional no Recife. Ganhador de importantes prêmios do jornalismo, como “Esso”, “Folha” e “Abril”, é atualmente colunista do jornal “El País/Brasil” e comentarista dos programas “Papo de Segunda”(GNT) e “Redação”(Sportv). Um dos principais cronistas brasileiros contemporâneos, Xico é autor de “A Pátria em Sandálias da Humildade” (editora Realejo), “Os machões dançaram -crônicas de amor & sexo em tempo de homens vacilões“(ed. Record), “O Livro das Mulheres Extraordinárias” (ed. Três Estrelas), “Big Jato” (ed.Companhia das Letras),“Modos de Macho & Modinhas de Fêmea”(ed. Record) e Chabadabadá –o macho perdido e a fêmea que se acha (ed. Record), entre outros livros.

André Neves: Ilustrador e autor de livros infantis, já acumulou prêmios literários importantes, como: Prêmio Luís Jardim, Prêmio Jabuti, Prêmio Açorianos e o Prêmio Speciali, do Concurso Lucca Comics e Games na Itália. Também participou de mostras e exposições de ilustração no Brasil e no exterior. Neves é um dos mais renomados ilustradores de literatura infantil e juvenil da atualidade. Há quase dez anos atua como ilustrador, lançou mais de 50 obras. Sua obra mais recente é Malvina, para a qual fez texto e imagens.

Sobre a FliCaixa: Fruto do sucesso da Flica, uma realização das empresas iContent / Rede Bahia e Cali, a FliCaixa é uma nova festa literária, que chega neste ano a cidades de Salvador, Fortaleza e Curitiba. A FliCaixa promove o encontro de autores nacionais e locais com o seu público, em mesas de debate temáticas e sessões de autógrafos na livraria oficial, além da FliCaixa Kids, que é a programação infantil, com contação de histórias e programação diversificada. “Com o sucesso da Flica em Cachoeira, a Caixa Cultural se interessou em trazer para o seu espaço em Salvador, o charme e a riqueza dos encontros que a festa literária proporciona. Fizemos dois outros eventos similares nos últimos anos, mas agora vamos estrear um evento novo, a FliCaixa, que dialoga melhor com as diretrizes culturais do nosso patrocinador, e que pretende unificar as praças das Caixas Culturais em torno da literatura nesta e nas próximas edições, com a programação inteiramente gratuita”, informa o curador Emmanuel Rosa, sócio da Cali, uma das realizadoras do evento.

Programação adulta (sexta-feira, 5 de maio de 2017)

Mesa 01 – Para além das indicações – de booktuber a romancista
Horário: 10h | Duração: 1h30
Participantes: Pam Gonçalves e Eduardo Cirilo | Mediação: Socorro Acioli

Mesa 02 – As múltiplas linguagens da sensibilidade
Horário: 14h30 | Duração: 1h30
Participantes: Socorro Acioli e Ângela Guiterrez | Mediação: Marina Solón

Mesa 03 – Histórias da gente brasileira
Horário: 16h30 | Duração: 1h30
Participante: Mary Del Priore | Mediação: Glória Diógenes

Mesa 04 – Narração dos afetos
Horário: 19h | Duração: 1h30
Participantes: Fabrício Carpinejar e Xico Sá | Mediação: Jader Santana

Programação infantil (sábado, 6 de maio de 2017)
Bate papo com Socorro Acioli
Horário: 14h30 | Duração: 1h

Brinquedoteca itinerante – jogos, brinquedos e brincadeiras daqui, dali e de lá
Horário: 15h30 | Duração: 1h
Com quem: Professor Sócrates

Leituras para infância
Horário: 16h30 | Duração: 1h30
Com quem: André Neves

O circo sem teto da lona furada dos Bufões
Horário: 18h | Duração: 1h30
Com quem: Dona Zefinha

Serviço:

Vivências: Flicaixa – Festa Literária da Caixa
Local:
 CAIXA Cultural Fortaleza
Endereço
: Av. Pessoa Anta, 287, Praia de Iracema
Data:
5 e 6 de maio de 2017
Horários:
sexta, das 10h às 19h30 | sábado, das 14h30 às 19h30
Classificação indicativa:
Livre
Entrada
gratuita (mediante lotação do teatro/ capacidade: 180)
Acesso para pessoas com deficiência e assentos especiais

Informações gerais | Bilheteria da CAIXA Cultural Fortaleza:
(85) 3453-2770

Atendimento à imprensa:
Capuchino Press: (85) 3267-1425
Elias Bruno: (85) 99199-5527
Lôrrane Mendonça: (85) 99199-5819
Renata Benevides: (85) 98130-3264
Karla Rodrigues: (85) 98130-3177
www.capuchino.com.br

Assessoria de Imprensa da CAIXA Cultural Fortaleza (CE):
Kelvia Alves – (85) 99943-4767
kelvia.souza@grupoinforme.com.br
www.caixa.gov.br/imprensa | @imprensaCAIXA

Acesse o site www.caixacultural.gov.br
Siga a fanpage: facebook.com/CaixaCulturalFortaleza
Baixe o aplicativo “Caixa Cultural”

leia tudo sobre

Publicidade

McDonald’s cria 1º comercial sem usar seu nome ou logo

Por rodrigogoyanna em branding, estrategia, Marketing

23 de abril de 2017

Uma marca usa comerciais e campanhas publicitárias para falar de si própria, certo? É a chance de mostrar seu logo, seu nome, seus produtos. Vender o que tem para vender. Mas o McDonald’s fez diferente, em sua última campanha nos EUA, decidiu ser não se mostrar. Isso mesmo, nos novos comerciais, não há menções do nome “McDonald’s”, nem mesmo a logo da empresa, tampouco imagens tentadoras de hambúrgueres ou fritas.

Estrelados pela atriz e comediante americana Mindy Kaling, os vídeos trazem uma maneira curiosa de falar do McDonald’s e da promoção de refrigerantes de qualquer tamanho por apenas um dólar.

Kaling pede que você procure no Google “por aquele lugar onde a Coca-Cola tem um sabor tão bom”. Sim, o resultado vai ser o que você está pensando.

A campanha, digital, não usou nem mesmo o canal oficial da marca no YouTube. Os vídeos foram postados  no canal “that place where coke tastes so good”

A única referência no vídeo são as cores. O vermelho e o amarelo fazem qualquer espectador lembrar da “marca que não deve ser nomeada”.

Uma aula de branding!

Publicidade

Telões do Nivea Viva Fortaleza ganham projeções de filmes clássicos durante o show

Por rodrigogoyanna em branding, estrategia, Marketing

20 de abril de 2017

Monique Gardenberg, diretora artística do projeto Nivea Viva, que neste ano celebra a obra de Jorge Ben Jor, vai projetar trechos de filmes clássicos nos telões de LED que irão compor o cenário do show, cuja realizção em Fortaleza acontece no dia 7 de maio, no Aterro da Praia de Iracema, e reúne no mesmo palco Skank, Céu e o próprio compositor carioca. “Jorge é ligado em cinema, o que gera em mim uma inspiração especial para vestir seu repertório, e, por conta disso, vamos usar imagens de ‘Viagem à Lua’, de Georges Méliès, durante ‘Os alquimistas estão chegando’, e de ‘O pão nosso de cada dia’, de FW Murnau, em ‘Que pena’”, explica a diretora.

Sobre o NIVEA VIVA

Em sua primeira edição, realizada em 2012, o projeto NIVEA VIVA reverenciou a inesquecível Elis Regina (1945–1982) na voz de sua filha Maria Rita. No ano seguinte, foi a vez de saudar a bossa sempre nova de Antonio Carlos Jobim (1927–1994) através do canto moderno de Vanessa da Mata. Já a terceira edição abriu, em 2014, as comemorações pelo centenário do samba, reunindo Alcione, Diogo Nogueira, Martinho da Vila e Roberta Sá. A quarta edição veio em 2015, com um passeio pelo universo do soul e do funk nacional com a homenagem ao mitológico Tim Maia (1942–1998) prestada por Criolo e Ivete Sangalo. Ao lembrar o rock brasileiro em sua quinta edição, em 2016, com um espetáculo reunindo Nando Reis, Os Paralamas do Sucesso, Paula Toller, Pitty e Marjorie Estiano, a NIVEA reafirmou o compromisso de revitalizar o rico legado da música produzida no Brasil.

Serviço
Nivea Viva FORTALEZA
Atrações: Jorge Ben Jor, Skank e Céu
07 de maio (domingo), às 17h
Aterro da Praia de Iracema
Avenida Historiador Raimundo Girão, 800 – Fortaleza – CE

Publicidade

O que eu penso sobre Digital Influencers.

Por rodrigogoyanna em estrategia, Marketing, Marketing Pessoal

14 de abril de 2017

Nada contra os digital influencers ou influenciadores digitais. Mas a mim, essa geração de pseudo formadores de opinião não me conquistou; dentro do meio virtual, meus influenciadores têm conhecimento, e não apenas opinião.
A origem da internet veio com a proposta de globalizar o conhecimento. Através dela, o “mundo” se tornou acessível a todos, e antes que a rede pudesse se consolidar como uma excelente ferramenta de uso pessoal e/ou profissional, nós (como quase sempre) a estragamos.
Quem na internet navega procurando informação, acaba naufragando ainda mais desinformado diante de um mar de divergências.
Naufragamos em opiniões levianas e não embasadas de terceiros, porque enquanto temos deixado de lado a pesquisa sobre determinado assunto diante de especialistas que meritocramente são dignos de atenção, estamos seguindo a opinião de alguém catapultado pelo destino a ser um olimpiano no meio de um publico cada vez mais fácil de ser conquistado.
O resultado disso é preocupante; digital influencers vendem opinião, em troca de audiência mensurada por views, curtidas e compartilhamentos; na prática, é uma relação de ganho unilateral, onde a geração de seguidores entrega cada segundo da sua admiração, mas recebe em troca um conteúdo tão útil quanto cinzeiro em moto.
Cada um de nós precisa fazer uma auto critica, e avaliar se nessa trajetória da vida, seremos nós seguidores de compradores de curtidas, ou engenheiros de nossas opiniões, de forma errada e errante, mas escrevendo capítulos autorais de nossas próprias decisões. O nome disso é personalidade,  de não perder tempo com futilidades, e direcionar foco para aquilo que realmente te faz melhor.
Eu não curto muito conteúdo de digital influencer, mas sigo até o fim quem faz por merecer cada segundo da minha audiência; àqueles que compartilham comigo seus conhecimentos e a capacidade de me fazer verdadeiramente aprender, e ser por causa da internet, uma pessoa melhor.
Publicidade

Pela 1ª vez, Burger King traz drag queen em campanha

Por rodrigogoyanna em branding, estrategia, Foco, Marketing

07 de abril de 2017

Pela primeira vez na história do Burger King uma drag queen aparece em uma campanha.

No novo comercial da marca,  Anny B diz preferir um Whopper, enquanto Pedro prefere o seu Chicken Sandwich.

O vídeo divulga a promoção “2 sanduíches por R$15” da rede de fast food.

Na promoção, o cliente pode escolher entre quatro sanduíches para compor o combo: Whopper, Chicken Sandwich, Cheddar Duplo e Cheeseburger Duplo com Bacon.

Segundo a marca, a ideia é que a campanha fale de diversidade e do poder de escolha. Qualquer consumidor é bem-vindo nos restaurantes da rede e cada um pode ser do seu jeito. O que vale é a autenticidade.

A campanha será a principal da marca no primeiro semestre de 2017 no Brasil.

Anny B elogia a iniciativa do Burger King.

“Foi uma grande oportunidade poder representar as drags neste comercial. Nossas características são muito próprias e um ator talvez não conseguisse interpretá-las. Ter uma marca como o Burger King abrindo as portas para uma drag queen protagonizar o seu comercial nos dá visibilidade”, disse.

A criação é da agência David

Publicidade

Nayane Rodrigues Lingerie promove ações com David Brazil em show da cantora Ludmilla em Fortaleza

Por rodrigogoyanna em branding, estrategia, Marketing

04 de abril de 2017

Sempre presente nos principais eventos de entretenimento do país, a Nayane Rodrigues Lingerie promoveu ações em parceria com o promoter David Brasil durante a turnê “A danada sou eu”, da cantora Ludmilla, em Fortaleza, que aconteceu na última sexta-feira (31), na Barraca Biruta. No clima da coleção nova, intitulada Melodia, e do seu conceito de empoderamento feminino, com o slogan “Seja Mais”, a Nayane Rodrigues Lingerie está cada vez mais investindo em cantoras que falam sobre o poder da mulher. Na ocasião, a Nayane Rodrigues Lingerie animou ainda mais o público, distribuindo brindes exclusivos da marca ao público que foi conferir os shows e compartilhando vários momentos divertidos ao lado do animado e irreverente influencer carioca.

Nayane Rodrigues Lingerie em números

– 2001 foi o ano de fundação da marca, que começou como um negócio de família no município de Iguatu, interior do Ceará, mas já com uma produção média de 20.000 peças por mês;
– Em 2004, a empresa inaugura sede industrial em Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza, e a partir daí começa a se consolidar no mercado de moda íntima do Brasil;
– 3 milhões de peças é média de produção anual de peças da empresa, que mantém um escritório em São Paulo e lojas próprias nos bairros Montese e Maraponga, em Fortaleza;
– 360 empregos diretos é a quantidade de geração de renda na fábrica, onde a Nayane Rodrigues Lingerie investe na capacitação para aperfeiçoar ainda mais os colaboradores na produção e no segmento de moda íntima;
– 100% de matéria prima brasileira usada na produção das peças representa a relevância que a marca enxerga nos mais diversos setores do mercado nacional;
– 2015 foi o ano que a Nayane Rodrigues Lingerie marcou presença na INTERFILIERE, uma das maiores feiras de moda íntima do mundo que ocorreu em Nova Iorque (USA).

leia tudo sobre

Publicidade

Malwee inaugura loja no OFF Outlet Fashion Fortaleza

Por rodrigogoyanna em Sem categoria

02 de abril de 2017

 

A Malwee, uma das principais empresas de moda do Brasil, acaba de chegar ao OFF Outlet Fashion Fortaleza trazendo as últimas tendências mundiais traduzidas em moda casual acessível, que eleva a autoestima das pessoas com soluções práticas para o dia a dia. Além da marca homônima, a nova loja traz coleções das demais grifes do grupo: Malwee Kids, Malwee Liberta, Enfim e Carinhoso. Com inauguração oficial neste sábado (1º),  a Malwee  traz ao público do OFF Outlet Fashion Fortaleza a opção perfeita para quem procura produtos de moda com reconhecida qualidade e preços imperdíveis com descontos de até 70%.

 

Segmentos

A  Malwee Kids traduz a energia do dia a dia das crianças em uma moda descolada, valorizando-as, com qualidade e muito conforto. Já a Carinhoso traz a expressão de ser criança por meio de uma moda atual e rica em detalhes, feita para momentos especiais. Traz estilo e conforto para o guarda-roupa dos pequenos sempre antenada com as tendência mundiais. Para os jovens de espírito livre, a marca é a Enfimque aposta na originalidade e atitude, com uma moda envolvente, colorida e multicultural. Já a Malwee Liberta é liberdade autêntica com produtos loungewear, fitness, underwear e sleepwear em peças leves e atuais, com matérias-primas escolhidas para quem busca conforto e bem-estar nas linhas adulto, infantil e licenciados.

Sobre o OFF Outlet Fashion Fortaleza
Primeiro Outlet do Estado do Ceará e o maior da região Norte/Nordeste, o OFF Outlet Fashion Fortaleza é um amplo e agradável centro de compras localizado a uma distância de apenas 15 quilômetros da capital cearense. O outlet conta com marcas nacionais e internacionais, oferecendo ao consumidor descontos de até 80% o ano inteiro. São mais de 90 marcas de moda, incluindo grifes renomadas nacionais e internacionais, acessórios, cama, mesa e banho, óticas, artigos esportivos e alimentação. A estrutura conta ainda com praça de alimentação climatizada, fraldário, ambulatório e estacionamento gratuito para 1.300 veículos.

leia tudo sobre

Publicidade

FLICAIXA TRAZ GRANDES NOMES DA LITERATURA LOCAL E NACIONAL À CAIXA CULTURAL FORTALEZA

Por rodrigogoyanna em estrategia, Marketing

03 de maio de 2017

A CAIXA Cultural Fortaleza recebe um encontro que pretende celebrar a diversidade sociocultural do País por meio da literatura: a FliCaixa – Festa Literária da Caixa. Celeiro de nomes de peso da literatura nacional, o Ceará será palco do projeto pela primeira vez. A FliCaixa será realizada nos dias 5 e 6 de maio, trazendo a bagagem de sucesso de público e crítica alcançada pelas edições da Flica – Festa Literária de Cachoceira – realizadas em Salvador. Neste ano, além de Fortaleza, a cidade de Curitiba também recebe esta nova edição.

Ao longo dos dois dias, autores renomados da literatura nacional e local se reúnem para debater sobre temas diversos englobados pela história, contemporaneidade, arte e cultura em geral. O público poderá dividir e compartilhar conhecimentos em quatro mesas literárias com a participação de consagrados nomes da atual literatura brasileira e mediação de conceituados autores cearenses

A grade do evento conta também com programação voltada para as crianças, que acontece no sábado, 6, a partir das 14h, com atrações lúdicas que incluem autores infantis, atração musical e muita brincadeira.

Autores confirmados

A mesa que abre a Flicaixa Fortaleza será mediada pela escritora fortalezense Socorro Acioli, que recebe a booktuber catarinense Pam Gonçalves e o paulista e também influente no Youtube, Eduardo Cilto, para discutir sobre o tema Para Além das Indicações – De Booktuber a Romancista. Em seguida, três cearenses consagradas por obras que trazem o olhar feminino ao mundo literário – Socorro Acioli, Ângela Gutiérrez e Marina Solon – discorrem acerca das Múltiplas Linguagens da Sensibilidade Feminina.

A terceira mesa, Histórias da Gente Brasileira, traz a vencedora de mais de 20 prêmios nacionais e internacionais, entre os quais três Jabutis, Mary Del Priore, em um debate mediado pela renomada socióloga Glória Diógenes. Encerrando o primeiro dia de Flicaixa, o escritor e jornalista Jáder Santana recebe dois premiados nomes nacionais de destaque da crônica sentimental para a mesa Narração dos Afetos: o cratense Xico Sá e o gaúcho Fabrício Carpinejar.

Flicaixinha: No sábado, a literatura infantil ganha espaço com atrações temáticas a partir das 14h: a escritora Socorro Acioli abre a programação com um bate papo sobre as obras infantojuvenis; depois, o professor Sócrates recebe a criançada para a Brinquedoteca Itinerante – Jogos, Brinquedos e Brincadeiras Daqui, Dali e De Lá; às 16h, o autor e ilustrador pernambucano André Neves traz o temaLeituras Para Infância; para encerrar, o grupo cearense Dona Zefinha apresenta o espetáculo O Circo Sem Teto da Lona Furada dos Bufões, no palco Caixa Cultural Fortaleza.

Os autores e atrações

Pam Gonçalves: Nasceu em 1990 e mora em Santa Catarina. Ficou conhecida no meio literário quando criou o blog Garota It, em 2009. Migrou para o Youtube e, desde 2014, dedica-se exclusivamente ao canal de vídeos, onde faz resenhas e indicações de livros, e apresenta as novidades do mercado editorial. Na mais recente obra, “Boa noite”, ela cria uma trama romântica, descontraída e juvenil, mas trata também de assuntos sérios como assédio e abuso sexual.

Eduardo Cilto: O autor sempre se identificou mais com personagens de livros do que com as pessoas que conhecia. Nascido em 1996, na cidade de Santo André/SP, publicou seu romance de estreia, “Traços”, em julho de 2016. Em 2012, sua paixão por livros o levou a criar um canal no Youtube (youtube.com/perdidonoslivros), onde expressa suas opiniões e surta sobre seus personagens favoritos junto com mais de 200 mil seguidores.

Socorro Acioli: Nasceu em Fortaleza, em 1975. É jornalista, mestre e doutora em estudos de literatura pela Universidade Federal Fluminense, no Rio de Janeiro. Foi bolsista da Biblioteca Internacional da Juventude de Munique e aluna de Gabriel García Márquez, ganhador do prêmio Nobel, na oficina Como Contar um Conto, em Cuba. Escreveu diversos livros, entre eles “Ela tem olhos de céu” (editora Gaivota), que recebeu o prêmio Jabuti de literatura infantil em 2013.

Ângela Guitérrez: Angela Maria Rossas Mota de Gutiérrez nasceu e sempre viveu em Fortaleza. Construiu sua vida acadêmica na Universidade Federal do Ceará, onde se graduou em Letras, cursou Mestrado em Educação, exerceu o magistério em literatura, realizou pesquisas, especialmente sobre Alencar, Machado, Vargas Llosa, Euclides e os temas Canudos e Fortaleza Antiga. É doutora em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais, com a tese Vargas Llosa e o romance possível da América Latina (Fortaleza: Edições UFC; Rio de Janeiro: Sette Letras, 1996). Cumpriu pós-doutorado na mesma instituição (UFMG), desenvolvendo a pesquisa O retrato do Conselheiro: as múltiplas faces do beato de Belo Monte.

Marina Solon: Marina Solon é jornalista graduada pela Universidade de Fortaleza desde 2013. Apaixonada por livros, leitura e uma boa conversa, ela media mensalmente o Café Clube de Leitura do jornal O POVO em Fortaleza.

Mary Del Priore: Autora de 47 livros de história do Brasil e vencedora de mais de 20 prêmios nacionais e internacionais, entre os quais três Jabutis. Ex-professora da FFLCH/USP e da PUC/RJ, atualmente leciona no departamento de pós-graduação da Universidade Salgado de Oliveira. Colabora com jornais e revistas nacionais internacionais, tendo escrito por dez anos para O Estado de São Paulo.   

Glória Diógenes: Professora doutora do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal do Ceará, Coordenadora do Programa de Pós-graduação em Sociologia, Coordenadora do Laboratório das Juventudes (LAJUS), fundadora e ex-coordenadora do “Projeto Enxame – fazendo arte com gangues e galeras” e ex-Secretária de Direitos Humanos da Prefeitura Municipal de Fortaleza. Foi consultora do Conselho Nacional do SESI na criação do Programa ViraVida. É co-fundadora da Rede Luso-brasileira de pesquisadores em Artes e Intervenções Urbana (R.A.I.U) e da Rede “Todas as Artes”. Organizado por outros autores, tem artigos publicados nos seguintes livros: “Abalando os anos 90: funk e hip hop” (Rocco,1997); “Linguagens da Violência” (Rocco, 2000) e “Violência em Tempo de Globalização” (Hucitec,  1999). “Política e Afetividade” (EDUFBA, 2009); “A Juventude vai ao Cinema” (Autêntica, 2009), Juventude em Pauta: Políticas Públicas no Brasil (Petrópolis/Ação Educativa, 2011), Juventudes Contemporâneas: um mosaico de possibilidades (2011).

Fabrício Carpinejar: Poeta, jornalista e professor universitário, tem diversos livros publicados e também é reconhecido por seus blogs. Carpinejar, como ele próprio assina, nasceu em Caxias do Sul – Rio Grande do Sul, no dia 23 de outubro de 1972. Logo cedo foi morar em Porto Alegre, onde mais tarde cursou Jornalismo na Universidade Federal do Rio Grande do sul (UFRGS). Carpinejar ganhou destaque por suas obras literárias e também por seus vários blogs onde publica muitos de seus textos e escreve sobre outros assuntos pertinentes, como futebol. É também muito requisitado para participar de eventos e dar palestras.

Xico Sá: Escritor e jornalista, nasceu no Crato, na região do Cariri cearense, e iniciou sua trajetória profissional no Recife. Ganhador de importantes prêmios do jornalismo, como “Esso”, “Folha” e “Abril”, é atualmente colunista do jornal “El País/Brasil” e comentarista dos programas “Papo de Segunda”(GNT) e “Redação”(Sportv). Um dos principais cronistas brasileiros contemporâneos, Xico é autor de “A Pátria em Sandálias da Humildade” (editora Realejo), “Os machões dançaram -crônicas de amor & sexo em tempo de homens vacilões“(ed. Record), “O Livro das Mulheres Extraordinárias” (ed. Três Estrelas), “Big Jato” (ed.Companhia das Letras),“Modos de Macho & Modinhas de Fêmea”(ed. Record) e Chabadabadá –o macho perdido e a fêmea que se acha (ed. Record), entre outros livros.

Tânia Dourado: Doutora e mestre em Linguística. Desenvolve pesquisas sobre: Respeito à Diferença, Literatura e Inclusão, Preconceito Linguístico, Mídia e Representações Culturais, Identidade, Empoderamento e Comunicação de Moda. Os termos Discurso da Diferença e Discurso da Reparação são tipologias discursivas cunhadas por ela. Autora do primeiro livro da literatura infantil mundial a trazer um personagem com autismo, Cadê a criança que estava aqui?, relançado em 2015 como parte da coleção Criança é diferente.

André Neves: Ilustrador e autor de livros infantis, já acumulou prêmios literários importantes, como: Prêmio Luís Jardim, Prêmio Jabuti, Prêmio Açorianos e o Prêmio Speciali, do Concurso Lucca Comics e Games na Itália. Também participou de mostras e exposições de ilustração no Brasil e no exterior. Neves é um dos mais renomados ilustradores de literatura infantil e juvenil da atualidade. Há quase dez anos atua como ilustrador, lançou mais de 50 obras. Sua obra mais recente é Malvina, para a qual fez texto e imagens.

Professor Sócrates: Especialista em Educação Física escolar, Sócrates Correia Rodrigues Côrtes apresenta na Flicaixinha a Brinquedoteca Itinerante. No espaço, ele desenvolve atividades que incluem vivência e oficina de brinquedos e brincadeiras da nossa cultura popular, como perna de pau, carrinho de rolimã, peteca, vai e vem, pião, elástico, corda, amarelinha, jogo da velha gigante, pego bol, entre outros.

Dona Zefinha: O circo sem teto da lona furada dos Bufões é uma comédia musical infantil que retrata a história de um circo mambembe nordestino tentando sobreviver no midiático mundo contemporâneo. Os palhaços “Bufão”, “Panfeto” e “Pafim”, regem a charanga tocando instrumentos exóticos ao vivo, fazendo gags, brincando com a plateia num tom despojado e teatral. Canções, palhaçadas, piruetas, mágicas, pernas de pau e outras “cositas”. A trupe faz de tudo para que a magia e a beleza do circo não cheguem ao fim, mesmo quando as atrações não passam de uma grande furada!

Sobre a FliCaixa: Fruto do sucesso da Flica, uma realização das empresas iContent / Rede Bahia e Cali, a FliCaixa é uma nova festa literária, que chega neste ano a cidades de Salvador, Fortaleza e Curitiba. A FliCaixa promove o encontro de autores nacionais e locais com o seu público, em mesas de debate temáticas e sessões de autógrafos na livraria oficial, além da FliCaixa Kids, que é a programação infantil, com contação de histórias e programação diversificada. “Com o sucesso da Flica em Cachoeira, a Caixa Cultural se interessou em trazer para o seu espaço em Salvador, o charme e a riqueza dos encontros que a festa literária proporciona. Fizemos dois outros eventos similares nos últimos anos, mas agora vamos estrear um evento novo, a FliCaixa, que dialoga melhor com as diretrizes culturais do nosso patrocinador, e que pretende unificar as praças das Caixas Culturais em torno da literatura nesta e nas próximas edições, com a programação inteiramente gratuita”, informa o curador Emmanuel Rosa, sócio da Cali, uma das realizadoras do evento.

Programação adulta (sexta-feira, 5 de maio de 2017)

Mesa 01 – Para além das indicações – de booktuber a romancista

Horário: 10h | Duração: 1h30

Participantes: Pam Gonçalves e Eduardo Cirilo | Mediação: Socorro Acioli

Mesa 02 – As múltiplas linguagens da sensibilidade

Horário: 14h30 | Duração: 1h30