Publicidade

Agregando valor

por Rodrigo Goyanna

FLICAIXA TRAZ GRANDES NOMES DA LITERATURA LOCAL E NACIONAL À CAIXA CULTURAL FORTALEZA

Por rodrigogoyanna em estrategia, Marketing

03 de Maio de 2017

A CAIXA Cultural Fortaleza recebe um encontro que pretende celebrar a diversidade sociocultural do País por meio da literatura: a FliCaixa – Festa Literária da Caixa. Celeiro de nomes de peso da literatura nacional, o Ceará será palco do projeto pela primeira vez. A FliCaixa será realizada nos dias 5 e 6 de maio, trazendo a bagagem de sucesso de público e crítica alcançada pelas edições da Flica – Festa Literária de Cachoceira – realizadas em Salvador. Neste ano, além de Fortaleza, a cidade de Curitiba também recebe esta nova edição.

Ao longo dos dois dias, autores renomados da literatura nacional e local se reúnem para debater sobre temas diversos englobados pela história, contemporaneidade, arte e cultura em geral. O público poderá dividir e compartilhar conhecimentos em quatro mesas literárias com a participação de consagrados nomes da atual literatura brasileira e mediação de conceituados autores cearenses

A grade do evento conta também com programação voltada para as crianças, que acontece no sábado, 6, a partir das 14h, com atrações lúdicas que incluem autores infantis, atração musical e muita brincadeira.

Autores confirmados

A mesa que abre a Flicaixa Fortaleza será mediada pela escritora fortalezense Socorro Acioli, que recebe a booktuber catarinense Pam Gonçalves e o paulista e também influente no Youtube, Eduardo Cilto, para discutir sobre o tema Para Além das Indicações – De Booktuber a Romancista. Em seguida, três cearenses consagradas por obras que trazem o olhar feminino ao mundo literário – Socorro Acioli, Ângela Gutiérrez e Marina Solon – discorrem acerca das Múltiplas Linguagens da Sensibilidade Feminina.

A terceira mesa, Histórias da Gente Brasileira, traz a vencedora de mais de 20 prêmios nacionais e internacionais, entre os quais três Jabutis, Mary Del Priore, em um debate mediado pela renomada socióloga Glória Diógenes. Encerrando o primeiro dia de Flicaixa, o escritor e jornalista Jáder Santana recebe dois premiados nomes nacionais de destaque da crônica sentimental para a mesa Narração dos Afetos: o cratense Xico Sá e o gaúcho Fabrício Carpinejar.

Flicaixinha: No sábado, a literatura infantil ganha espaço com atrações temáticas a partir das 14h: a escritora Socorro Acioli abre a programação com um bate papo sobre as obras infantojuvenis; depois, o professor Sócrates recebe a criançada para a Brinquedoteca Itinerante – Jogos, Brinquedos e Brincadeiras Daqui, Dali e De Lá; às 16h, o autor e ilustrador pernambucano André Neves traz o temaLeituras Para Infância; para encerrar, o grupo cearense Dona Zefinha apresenta o espetáculo O Circo Sem Teto da Lona Furada dos Bufões, no palco Caixa Cultural Fortaleza.

Os autores e atrações

Pam Gonçalves: Nasceu em 1990 e mora em Santa Catarina. Ficou conhecida no meio literário quando criou o blog Garota It, em 2009. Migrou para o Youtube e, desde 2014, dedica-se exclusivamente ao canal de vídeos, onde faz resenhas e indicações de livros, e apresenta as novidades do mercado editorial. Na mais recente obra, “Boa noite”, ela cria uma trama romântica, descontraída e juvenil, mas trata também de assuntos sérios como assédio e abuso sexual.

Eduardo Cilto: O autor sempre se identificou mais com personagens de livros do que com as pessoas que conhecia. Nascido em 1996, na cidade de Santo André/SP, publicou seu romance de estreia, “Traços”, em julho de 2016. Em 2012, sua paixão por livros o levou a criar um canal no Youtube (youtube.com/perdidonoslivros), onde expressa suas opiniões e surta sobre seus personagens favoritos junto com mais de 200 mil seguidores.

Socorro Acioli: Nasceu em Fortaleza, em 1975. É jornalista, mestre e doutora em estudos de literatura pela Universidade Federal Fluminense, no Rio de Janeiro. Foi bolsista da Biblioteca Internacional da Juventude de Munique e aluna de Gabriel García Márquez, ganhador do prêmio Nobel, na oficina Como Contar um Conto, em Cuba. Escreveu diversos livros, entre eles “Ela tem olhos de céu” (editora Gaivota), que recebeu o prêmio Jabuti de literatura infantil em 2013.

Ângela Guitérrez: Angela Maria Rossas Mota de Gutiérrez nasceu e sempre viveu em Fortaleza. Construiu sua vida acadêmica na Universidade Federal do Ceará, onde se graduou em Letras, cursou Mestrado em Educação, exerceu o magistério em literatura, realizou pesquisas, especialmente sobre Alencar, Machado, Vargas Llosa, Euclides e os temas Canudos e Fortaleza Antiga. É doutora em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais, com a tese Vargas Llosa e o romance possível da América Latina (Fortaleza: Edições UFC; Rio de Janeiro: Sette Letras, 1996). Cumpriu pós-doutorado na mesma instituição (UFMG), desenvolvendo a pesquisa O retrato do Conselheiro: as múltiplas faces do beato de Belo Monte.

Marina Solon: Marina Solon é jornalista graduada pela Universidade de Fortaleza desde 2013. Apaixonada por livros, leitura e uma boa conversa, ela media mensalmente o Café Clube de Leitura do jornal O POVO em Fortaleza.

Mary Del Priore: Autora de 47 livros de história do Brasil e vencedora de mais de 20 prêmios nacionais e internacionais, entre os quais três Jabutis. Ex-professora da FFLCH/USP e da PUC/RJ, atualmente leciona no departamento de pós-graduação da Universidade Salgado de Oliveira. Colabora com jornais e revistas nacionais internacionais, tendo escrito por dez anos para O Estado de São Paulo.   

Glória Diógenes: Professora doutora do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal do Ceará, Coordenadora do Programa de Pós-graduação em Sociologia, Coordenadora do Laboratório das Juventudes (LAJUS), fundadora e ex-coordenadora do “Projeto Enxame – fazendo arte com gangues e galeras” e ex-Secretária de Direitos Humanos da Prefeitura Municipal de Fortaleza. Foi consultora do Conselho Nacional do SESI na criação do Programa ViraVida. É co-fundadora da Rede Luso-brasileira de pesquisadores em Artes e Intervenções Urbana (R.A.I.U) e da Rede “Todas as Artes”. Organizado por outros autores, tem artigos publicados nos seguintes livros: “Abalando os anos 90: funk e hip hop” (Rocco,1997); “Linguagens da Violência” (Rocco, 2000) e “Violência em Tempo de Globalização” (Hucitec,  1999). “Política e Afetividade” (EDUFBA, 2009); “A Juventude vai ao Cinema” (Autêntica, 2009), Juventude em Pauta: Políticas Públicas no Brasil (Petrópolis/Ação Educativa, 2011), Juventudes Contemporâneas: um mosaico de possibilidades (2011).

Fabrício Carpinejar: Poeta, jornalista e professor universitário, tem diversos livros publicados e também é reconhecido por seus blogs. Carpinejar, como ele próprio assina, nasceu em Caxias do Sul – Rio Grande do Sul, no dia 23 de outubro de 1972. Logo cedo foi morar em Porto Alegre, onde mais tarde cursou Jornalismo na Universidade Federal do Rio Grande do sul (UFRGS). Carpinejar ganhou destaque por suas obras literárias e também por seus vários blogs onde publica muitos de seus textos e escreve sobre outros assuntos pertinentes, como futebol. É também muito requisitado para participar de eventos e dar palestras.

Xico Sá: Escritor e jornalista, nasceu no Crato, na região do Cariri cearense, e iniciou sua trajetória profissional no Recife. Ganhador de importantes prêmios do jornalismo, como “Esso”, “Folha” e “Abril”, é atualmente colunista do jornal “El País/Brasil” e comentarista dos programas “Papo de Segunda”(GNT) e “Redação”(Sportv). Um dos principais cronistas brasileiros contemporâneos, Xico é autor de “A Pátria em Sandálias da Humildade” (editora Realejo), “Os machões dançaram -crônicas de amor & sexo em tempo de homens vacilões“(ed. Record), “O Livro das Mulheres Extraordinárias” (ed. Três Estrelas), “Big Jato” (ed.Companhia das Letras),“Modos de Macho & Modinhas de Fêmea”(ed. Record) e Chabadabadá –o macho perdido e a fêmea que se acha (ed. Record), entre outros livros.

Tânia Dourado: Doutora e mestre em Linguística. Desenvolve pesquisas sobre: Respeito à Diferença, Literatura e Inclusão, Preconceito Linguístico, Mídia e Representações Culturais, Identidade, Empoderamento e Comunicação de Moda. Os termos Discurso da Diferença e Discurso da Reparação são tipologias discursivas cunhadas por ela. Autora do primeiro livro da literatura infantil mundial a trazer um personagem com autismo, Cadê a criança que estava aqui?, relançado em 2015 como parte da coleção Criança é diferente.

André Neves: Ilustrador e autor de livros infantis, já acumulou prêmios literários importantes, como: Prêmio Luís Jardim, Prêmio Jabuti, Prêmio Açorianos e o Prêmio Speciali, do Concurso Lucca Comics e Games na Itália. Também participou de mostras e exposições de ilustração no Brasil e no exterior. Neves é um dos mais renomados ilustradores de literatura infantil e juvenil da atualidade. Há quase dez anos atua como ilustrador, lançou mais de 50 obras. Sua obra mais recente é Malvina, para a qual fez texto e imagens.

Professor Sócrates: Especialista em Educação Física escolar, Sócrates Correia Rodrigues Côrtes apresenta na Flicaixinha a Brinquedoteca Itinerante. No espaço, ele desenvolve atividades que incluem vivência e oficina de brinquedos e brincadeiras da nossa cultura popular, como perna de pau, carrinho de rolimã, peteca, vai e vem, pião, elástico, corda, amarelinha, jogo da velha gigante, pego bol, entre outros.

Dona Zefinha: O circo sem teto da lona furada dos Bufões é uma comédia musical infantil que retrata a história de um circo mambembe nordestino tentando sobreviver no midiático mundo contemporâneo. Os palhaços “Bufão”, “Panfeto” e “Pafim”, regem a charanga tocando instrumentos exóticos ao vivo, fazendo gags, brincando com a plateia num tom despojado e teatral. Canções, palhaçadas, piruetas, mágicas, pernas de pau e outras “cositas”. A trupe faz de tudo para que a magia e a beleza do circo não cheguem ao fim, mesmo quando as atrações não passam de uma grande furada!

Sobre a FliCaixa: Fruto do sucesso da Flica, uma realização das empresas iContent / Rede Bahia e Cali, a FliCaixa é uma nova festa literária, que chega neste ano a cidades de Salvador, Fortaleza e Curitiba. A FliCaixa promove o encontro de autores nacionais e locais com o seu público, em mesas de debate temáticas e sessões de autógrafos na livraria oficial, além da FliCaixa Kids, que é a programação infantil, com contação de histórias e programação diversificada. “Com o sucesso da Flica em Cachoeira, a Caixa Cultural se interessou em trazer para o seu espaço em Salvador, o charme e a riqueza dos encontros que a festa literária proporciona. Fizemos dois outros eventos similares nos últimos anos, mas agora vamos estrear um evento novo, a FliCaixa, que dialoga melhor com as diretrizes culturais do nosso patrocinador, e que pretende unificar as praças das Caixas Culturais em torno da literatura nesta e nas próximas edições, com a programação inteiramente gratuita”, informa o curador Emmanuel Rosa, sócio da Cali, uma das realizadoras do evento.

Programação adulta (sexta-feira, 5 de maio de 2017)

Mesa 01 – Para além das indicações – de booktuber a romancista

Horário: 10h | Duração: 1h30

Participantes: Pam Gonçalves e Eduardo Cirilo | Mediação: Socorro Acioli

Mesa 02 – As múltiplas linguagens da sensibilidade

Horário: 14h30 | Duração: 1h30

Publicidade

leia tudo sobre

FLICAIXA TRAZ GRANDES NOMES DA LITERATURA LOCAL E NACIONAL À CAIXA CULTURAL FORTALEZA

Por rodrigogoyanna em estrategia, Marketing

03 de Maio de 2017

A CAIXA Cultural Fortaleza recebe um encontro que pretende celebrar a diversidade sociocultural do País por meio da literatura: a FliCaixa – Festa Literária da Caixa. Celeiro de nomes de peso da literatura nacional, o Ceará será palco do projeto pela primeira vez. A FliCaixa será realizada nos dias 5 e 6 de maio, trazendo a bagagem de sucesso de público e crítica alcançada pelas edições da Flica – Festa Literária de Cachoceira – realizadas em Salvador. Neste ano, além de Fortaleza, a cidade de Curitiba também recebe esta nova edição.

Ao longo dos dois dias, autores renomados da literatura nacional e local se reúnem para debater sobre temas diversos englobados pela história, contemporaneidade, arte e cultura em geral. O público poderá dividir e compartilhar conhecimentos em quatro mesas literárias com a participação de consagrados nomes da atual literatura brasileira e mediação de conceituados autores cearenses

A grade do evento conta também com programação voltada para as crianças, que acontece no sábado, 6, a partir das 14h, com atrações lúdicas que incluem autores infantis, atração musical e muita brincadeira.

Autores confirmados

A mesa que abre a Flicaixa Fortaleza será mediada pela escritora fortalezense Socorro Acioli, que recebe a booktuber catarinense Pam Gonçalves e o paulista e também influente no Youtube, Eduardo Cilto, para discutir sobre o tema Para Além das Indicações – De Booktuber a Romancista. Em seguida, três cearenses consagradas por obras que trazem o olhar feminino ao mundo literário – Socorro Acioli, Ângela Gutiérrez e Marina Solon – discorrem acerca das Múltiplas Linguagens da Sensibilidade Feminina.

A terceira mesa, Histórias da Gente Brasileira, traz a vencedora de mais de 20 prêmios nacionais e internacionais, entre os quais três Jabutis, Mary Del Priore, em um debate mediado pela renomada socióloga Glória Diógenes. Encerrando o primeiro dia de Flicaixa, o escritor e jornalista Jáder Santana recebe dois premiados nomes nacionais de destaque da crônica sentimental para a mesa Narração dos Afetos: o cratense Xico Sá e o gaúcho Fabrício Carpinejar.

Flicaixinha: No sábado, a literatura infantil ganha espaço com atrações temáticas a partir das 14h: a escritora Socorro Acioli abre a programação com um bate papo sobre as obras infantojuvenis; depois, o professor Sócrates recebe a criançada para a Brinquedoteca Itinerante – Jogos, Brinquedos e Brincadeiras Daqui, Dali e De Lá; às 16h, o autor e ilustrador pernambucano André Neves traz o temaLeituras Para Infância; para encerrar, o grupo cearense Dona Zefinha apresenta o espetáculo O Circo Sem Teto da Lona Furada dos Bufões, no palco Caixa Cultural Fortaleza.

Os autores e atrações

Pam Gonçalves: Nasceu em 1990 e mora em Santa Catarina. Ficou conhecida no meio literário quando criou o blog Garota It, em 2009. Migrou para o Youtube e, desde 2014, dedica-se exclusivamente ao canal de vídeos, onde faz resenhas e indicações de livros, e apresenta as novidades do mercado editorial. Na mais recente obra, “Boa noite”, ela cria uma trama romântica, descontraída e juvenil, mas trata também de assuntos sérios como assédio e abuso sexual.

Eduardo Cilto: O autor sempre se identificou mais com personagens de livros do que com as pessoas que conhecia. Nascido em 1996, na cidade de Santo André/SP, publicou seu romance de estreia, “Traços”, em julho de 2016. Em 2012, sua paixão por livros o levou a criar um canal no Youtube (youtube.com/perdidonoslivros), onde expressa suas opiniões e surta sobre seus personagens favoritos junto com mais de 200 mil seguidores.

Socorro Acioli: Nasceu em Fortaleza, em 1975. É jornalista, mestre e doutora em estudos de literatura pela Universidade Federal Fluminense, no Rio de Janeiro. Foi bolsista da Biblioteca Internacional da Juventude de Munique e aluna de Gabriel García Márquez, ganhador do prêmio Nobel, na oficina Como Contar um Conto, em Cuba. Escreveu diversos livros, entre eles “Ela tem olhos de céu” (editora Gaivota), que recebeu o prêmio Jabuti de literatura infantil em 2013.

Ângela Guitérrez: Angela Maria Rossas Mota de Gutiérrez nasceu e sempre viveu em Fortaleza. Construiu sua vida acadêmica na Universidade Federal do Ceará, onde se graduou em Letras, cursou Mestrado em Educação, exerceu o magistério em literatura, realizou pesquisas, especialmente sobre Alencar, Machado, Vargas Llosa, Euclides e os temas Canudos e Fortaleza Antiga. É doutora em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais, com a tese Vargas Llosa e o romance possível da América Latina (Fortaleza: Edições UFC; Rio de Janeiro: Sette Letras, 1996). Cumpriu pós-doutorado na mesma instituição (UFMG), desenvolvendo a pesquisa O retrato do Conselheiro: as múltiplas faces do beato de Belo Monte.

Marina Solon: Marina Solon é jornalista graduada pela Universidade de Fortaleza desde 2013. Apaixonada por livros, leitura e uma boa conversa, ela media mensalmente o Café Clube de Leitura do jornal O POVO em Fortaleza.

Mary Del Priore: Autora de 47 livros de história do Brasil e vencedora de mais de 20 prêmios nacionais e internacionais, entre os quais três Jabutis. Ex-professora da FFLCH/USP e da PUC/RJ, atualmente leciona no departamento de pós-graduação da Universidade Salgado de Oliveira. Colabora com jornais e revistas nacionais internacionais, tendo escrito por dez anos para O Estado de São Paulo.   

Glória Diógenes: Professora doutora do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal do Ceará, Coordenadora do Programa de Pós-graduação em Sociologia, Coordenadora do Laboratório das Juventudes (LAJUS), fundadora e ex-coordenadora do “Projeto Enxame – fazendo arte com gangues e galeras” e ex-Secretária de Direitos Humanos da Prefeitura Municipal de Fortaleza. Foi consultora do Conselho Nacional do SESI na criação do Programa ViraVida. É co-fundadora da Rede Luso-brasileira de pesquisadores em Artes e Intervenções Urbana (R.A.I.U) e da Rede “Todas as Artes”. Organizado por outros autores, tem artigos publicados nos seguintes livros: “Abalando os anos 90: funk e hip hop” (Rocco,1997); “Linguagens da Violência” (Rocco, 2000) e “Violência em Tempo de Globalização” (Hucitec,  1999). “Política e Afetividade” (EDUFBA, 2009); “A Juventude vai ao Cinema” (Autêntica, 2009), Juventude em Pauta: Políticas Públicas no Brasil (Petrópolis/Ação Educativa, 2011), Juventudes Contemporâneas: um mosaico de possibilidades (2011).

Fabrício Carpinejar: Poeta, jornalista e professor universitário, tem diversos livros publicados e também é reconhecido por seus blogs. Carpinejar, como ele próprio assina, nasceu em Caxias do Sul – Rio Grande do Sul, no dia 23 de outubro de 1972. Logo cedo foi morar em Porto Alegre, onde mais tarde cursou Jornalismo na Universidade Federal do Rio Grande do sul (UFRGS). Carpinejar ganhou destaque por suas obras literárias e também por seus vários blogs onde publica muitos de seus textos e escreve sobre outros assuntos pertinentes, como futebol. É também muito requisitado para participar de eventos e dar palestras.

Xico Sá: Escritor e jornalista, nasceu no Crato, na região do Cariri cearense, e iniciou sua trajetória profissional no Recife. Ganhador de importantes prêmios do jornalismo, como “Esso”, “Folha” e “Abril”, é atualmente colunista do jornal “El País/Brasil” e comentarista dos programas “Papo de Segunda”(GNT) e “Redação”(Sportv). Um dos principais cronistas brasileiros contemporâneos, Xico é autor de “A Pátria em Sandálias da Humildade” (editora Realejo), “Os machões dançaram -crônicas de amor & sexo em tempo de homens vacilões“(ed. Record), “O Livro das Mulheres Extraordinárias” (ed. Três Estrelas), “Big Jato” (ed.Companhia das Letras),“Modos de Macho & Modinhas de Fêmea”(ed. Record) e Chabadabadá –o macho perdido e a fêmea que se acha (ed. Record), entre outros livros.

Tânia Dourado: Doutora e mestre em Linguística. Desenvolve pesquisas sobre: Respeito à Diferença, Literatura e Inclusão, Preconceito Linguístico, Mídia e Representações Culturais, Identidade, Empoderamento e Comunicação de Moda. Os termos Discurso da Diferença e Discurso da Reparação são tipologias discursivas cunhadas por ela. Autora do primeiro livro da literatura infantil mundial a trazer um personagem com autismo, Cadê a criança que estava aqui?, relançado em 2015 como parte da coleção Criança é diferente.

André Neves: Ilustrador e autor de livros infantis, já acumulou prêmios literários importantes, como: Prêmio Luís Jardim, Prêmio Jabuti, Prêmio Açorianos e o Prêmio Speciali, do Concurso Lucca Comics e Games na Itália. Também participou de mostras e exposições de ilustração no Brasil e no exterior. Neves é um dos mais renomados ilustradores de literatura infantil e juvenil da atualidade. Há quase dez anos atua como ilustrador, lançou mais de 50 obras. Sua obra mais recente é Malvina, para a qual fez texto e imagens.

Professor Sócrates: Especialista em Educação Física escolar, Sócrates Correia Rodrigues Côrtes apresenta na Flicaixinha a Brinquedoteca Itinerante. No espaço, ele desenvolve atividades que incluem vivência e oficina de brinquedos e brincadeiras da nossa cultura popular, como perna de pau, carrinho de rolimã, peteca, vai e vem, pião, elástico, corda, amarelinha, jogo da velha gigante, pego bol, entre outros.

Dona Zefinha: O circo sem teto da lona furada dos Bufões é uma comédia musical infantil que retrata a história de um circo mambembe nordestino tentando sobreviver no midiático mundo contemporâneo. Os palhaços “Bufão”, “Panfeto” e “Pafim”, regem a charanga tocando instrumentos exóticos ao vivo, fazendo gags, brincando com a plateia num tom despojado e teatral. Canções, palhaçadas, piruetas, mágicas, pernas de pau e outras “cositas”. A trupe faz de tudo para que a magia e a beleza do circo não cheguem ao fim, mesmo quando as atrações não passam de uma grande furada!

Sobre a FliCaixa: Fruto do sucesso da Flica, uma realização das empresas iContent / Rede Bahia e Cali, a FliCaixa é uma nova festa literária, que chega neste ano a cidades de Salvador, Fortaleza e Curitiba. A FliCaixa promove o encontro de autores nacionais e locais com o seu público, em mesas de debate temáticas e sessões de autógrafos na livraria oficial, além da FliCaixa Kids, que é a programação infantil, com contação de histórias e programação diversificada. “Com o sucesso da Flica em Cachoeira, a Caixa Cultural se interessou em trazer para o seu espaço em Salvador, o charme e a riqueza dos encontros que a festa literária proporciona. Fizemos dois outros eventos similares nos últimos anos, mas agora vamos estrear um evento novo, a FliCaixa, que dialoga melhor com as diretrizes culturais do nosso patrocinador, e que pretende unificar as praças das Caixas Culturais em torno da literatura nesta e nas próximas edições, com a programação inteiramente gratuita”, informa o curador Emmanuel Rosa, sócio da Cali, uma das realizadoras do evento.

Programação adulta (sexta-feira, 5 de maio de 2017)

Mesa 01 – Para além das indicações – de booktuber a romancista

Horário: 10h | Duração: 1h30

Participantes: Pam Gonçalves e Eduardo Cirilo | Mediação: Socorro Acioli

Mesa 02 – As múltiplas linguagens da sensibilidade

Horário: 14h30 | Duração: 1h30