Publicidade

Agregando valor

por Rodrigo Goyanna

branding

Magazine Luiza vende colheres para você meter em brigas por aí

Por rodrigogoyanna em branding, estrategia, Marketing

11 de Março de 2018

Sabe aquele velho ditado (machista)? “Em briga de marido e mulher, não se mete a colher”? Pois a Magazine Luiza resolveu meter a colher.

Em campanha no Dia Internacional da Mulher, a marca coloca a partir de hoje (8), em suas 860 lojas e no e-commerce, colheres à venda.

Não qualquer lugar. Elas vêm com a inscrição “Em briga de marido e mulher, tem que meter a colher, sim. Ligue 180 e denuncie”.

O custo será de R$ 1,80. Todo o dinheiro das vendas será revertido para o Instituto Patrícia Galvão e para a rede colaborativa Mete a Colher, ambas trabalhando em torno da luta contra a violência doméstica e a violência contra mulheres.

A criação é da agência David.

Dentro da empresa, a marca já criara um sistema para ajudar mulheres que tinham passado por alguma situação de violência. As funcionárias têm acesso ao Canal da Mulher, um sistema de denúncias interno. Luiza Trajano tem acesso direto ao sistema e monitora as denúncias que chegam.

Publicidade

Nubank faz surpresa após avó de cliente jogar cartão no lixo

Por rodrigogoyanna em branding, Marketing

07 de Março de 2018

Atenta às redes sociais e ao poder que os consumidores têm ali para alavancar uma marca ou causar prejuízos a ela, a nubank não costuma perder tempo.

Uma vez, chegou a enviar um cartão novo para o cliente cujo cachorro mastigara seu cartão.

Agora, o presente foi para uma cliente, Aline F. Campos, que perdeu o cartão recém-adquirido. A avó da cliente acabou, sem querer, jogando o envelope com o cartão no lixo.

A marca resolveu repor o produto, claro, mas também aproveitou a piada: enviou uma lixeira roxa a ela e uma mensagem escrita à mão. Advogados de marca: 

Aline compartilhou o caso em um grupo no Facebook, junto das fotos do presente da Nubank, gerando milhares de reações.

Confira:

leia tudo sobre

Publicidade

Nike salva a Terra em nova campanha cheia de famosos

Por rodrigogoyanna em branding, estrategia, Marketing

04 de Março de 2018

“Só vai”. Assim a Nike traduz para o Brasil o mais novo mote da marca, a campanha “Choose Go”: pensar menos, correr mais. E, se precisar escolher entre correr e ficar parado, sempre escolher correr.

A nova campanha da marca divulga o lançamento do novo tênis de corrida Nike Epic React Flyknit.

O vídeo conta com a participação de diversos atletas famosos, como Kobe Bryant, Simone Biles e Edinson Cavani. O cientista Bill Nye (o famoso Science Guy) também dá as caras.

Na campanha, a Terra para de girar. Uma multidão terá de se mobilizar para correr e fazer a esfera girar novamente.

https://www.youtube.com/watch?time_continue=112&v=6MgmbV5SbsA

 

leia tudo sobre

Publicidade

Campeões do Super Bowl: avocado, asas de frango e Cindy Crawford

Por rodrigogoyanna em branding, Marketing

12 de Fevereiro de 2018

Após o super bowl, final da liga de futebol americano dos EUA e principal data do esporte (e do marketing) por lá, não é só um time que sai do campo vencedor (neste ano, o Philadelphia Eagles). Marcas, artistas e até comidas também se consagram.

Um novo estudo da Salesforce, divulgado nesta semana, monitorou anúncios, hashtags e imagens compartilhadas em redes sociais, sites e blogs para descobrir as coisas mais populares do evento.

Confira quem de destacou na noite do último dia 4.

Anúncios mais mencionados

1. Avocados From Mexico (137.073)

2. Pepsi (#Cindycrawford, 38.246)

3. Doritos (26.887)

4. Bud Light (20.667)

5. Kraft (9.890)

Imagens mais compartilhadas

1. Cindy Crawford do anúncio da Pepsi
2. Justin Timberlake no show de intervalo
3. Bud Light do anúncio Tag Your Bud Knight
4. Doritos e Sprite com Peter Dinklage e Morgan Freeman
5. Avocados do anúncio do Avocados From Mexico

Show do Justin Timberlake no Super Bowl, dia 04/02/2018

Show do Justin Timberlake no Super Bowl, dia 04/02/2018 (Matthew Emmons-USA TODAY Sports/Reuters)

Fotos de comidas mais postadas

1. Chicken Wings (asinhas de frango)
2. Pizza
3. Ribs and Grits (costela e canjica)
4. Cerveja
5. Submarine Sandwich (sanduíche na Baguete)

Top 5 hashtags

#Guacworld

#Pepsigenerations

#SpitFire

#DillyDilly

#FamilyGreatly

Top 5 palavras

Guac

Truck

Food

Beautiful

Sweepstakes

Top 5 logos

Avocados From Mexico

Pringles

Philadelphia Eagles

Pepsi

Fox Sports

Pepsi: um dos logos mais destacados durante o Super Bowl 2018

Pepsi: um dos logos mais destacados durante o Super Bowl 2018 (Reprodução/Bloomberg)

leia tudo sobre

Publicidade

Burger King lança comercial natalino e, novamente, provoca McDonald s com presente

Por rodrigogoyanna em branding, estrategia, Marketing

26 de dezembro de 2017

A Burger King deu um “presente de grego” a McDonald’s neste Natal. A ação, realizada na África do Sul, enviou uma churrasqueira “com chamas reais” para uma unidade da McDonald’s. Implicitamente (ou nem tanto), a BK diz que os hambúrgueres da concorrente não são feitos no fogo e nem grelhados como os do “rei”. A agência alemã Grabarz & Partner assinou a campanha “The Gift Of Fire”.

Publicidade

Marcas apostarão mais alto em branded content a partir de 2018

Por rodrigogoyanna em branding, estrategia, Marketing

28 de novembro de 2017

O branded content, segmento do marketing que une publicidade e conteúdo editorial, não era um termo muito conhecido até cerca de três anos atrás, embora já fosse praticado, de certa forma, há decadas.

Desde 2016, os exemplos só ficaram mais numerosos e melhores, como osprogramas esportivos da red Bull, os filmes da LEGO e as campanhas da Always, como o premiado Like a Girl

Até mesmo o famoso festival nova-iorquino de cinema de Tribeca, fundado pelo ator Robert De Niro, criou em 2016 uma categoria premiar filmes de branded content.

Agora, o que vem? Moda que passará em breve ou realidade que veio para ficar? Para os profissionais de marketing e mídia do mercado, não há dúvida: 2018 marcará a consolidação do conteúdo de marca.

O evento Branded Content Talks, que aconteceu na manhã de hoje (23) em São Paulo, promovido pelo Grupo Abril e pelo  Estudio ABC, debateu o futuro do segmento e mostrou como audiência e consumidores estarão no centro das atenções a partir de agora.

Arnaldo Tibyriçá, novo presidente do Grupo Abril, ressaltou a importância do segmento para a empresa: “O ABC conecta aqueles que precisam se comunicar com sua audiência e aqueles que sabem como chegar nessa audiência. A comunicação está mudando, muitas coisas ainda não têm nome. O próprio branded content era assim um tempo atrás. É preciso estar atento a essas mudanças para continuar na ponta do mercado e manter a relevância”, analisou.

Engajamento e foco no consumidor

O publicitário Walter Longo, presidente do Grupo Abril até o começo de novembro, antes de Tibyriçá, trouxe uma fala de entusiasmo e expectativa para o futuro do branded content.

Para ele (e para diversos estudos), não há dúvidas de que tal segmento do marketing ficará cada vez mais relevante e essencial para empresas e marcas.

Análise da Business Insider, por exemplo, mostra que, nos EUA, o faturamento com branded content vai saltar de US$ 8 bilhões (2015) para US$ 21 bilhões em 2018.

Outro estudo, feito com 140 executivos de editoras de revistas em 39 países, mostra a expectativa de que 33% da receita de publicidade dos publishers virá de branded content em 2017 e 2018.

Longo analisou que a simbiose entre publicidade e conteúdo editorial traz duas necessidades que atuam de maneira sinérgica e espontânea. Uma não pode atrapalhar a outra ou criar produto que soa forçado e sem relevância. Se assim for, não é branded content e não é de qualidade.

Longo destacou a importância da palavra-chave “engajamento”. Sem engajamento, não se chega aos consumidores: “Se as pessoas precisam ver para crer, elas também precisam crer para ver. É preciso dar sentido às coisas e estabelecer conexão real e confiança de forma a se chegar no engajamento”.

Se em 2016 as marcas “acordaram de vez” e perceberam que havia branded content e que precisavam fazê-lo, em 2018 as marcas deverão tomar conta totalmente do paradigma.

Longo destacou outros pontos essenciais nessa nova estratégia de marketing: a batalha por atenção, não por audiência; a busca por uma audiência qualificada e que, de antemão, está interessada no assunto a ser produzido; o fim da era da interrupção, sendo que agora é a audiência que decide qual será a conversa e onde e como ela se dará; e a tendência de as marcas se transformarem em empresas de mídia.

Esse último fenômeno já se faz claro. A Red Bull produz conteúdo, eventos, shows e filmes. A Lego faz filmes que levam milhões aos cinemas. P&G, L’Oréal também fazem mídia. O fenômeno cria o que está sendo chamado de private label media.

Segundo Longo, a Coca-Cola pretende ser, até 2020, a maior empresa de mídia do mundo. Ele também acredita na fusão de dois segmentos de empresas: de mídia (como Warner e HBO) e grandes grupos publicitários de alcance global.

Relevância de conteúdo

Patrícia Weiss, diretora do Abril Branded Content, falou sobre a necessidade de o conteúdo de marca contar histórias humanas, verdadeiras e que engajam.

“A tecnologia intensificou a necessidade humana básica de se conectar, interagir, criar narrativas e ouvi-las”, disse.

Weiss destacou algumas mudanças de paradigmas no branded content e que desafiam a publicidade tradicional: o foco na pessoa, não no produto; a necessidade básica da relevância do conteúdo; a passagem do push content (invasivo, que se empurra para o consumidor) para o pull content (que atrai, interessa, engaja).

Na análise da executiva, a publicidade tradicional continuará existindo, lado a lado com o branded content. Mas este fará aquela se reinventar e ficar mais eficiente. Segundo ela, um comercial que não engajar o consumidor com sua narrativa e conteúdo não irá sobreviver nem será eficiente para a marca.

Weiss também destacou que o ABC fará o In Studio, um programa mensal gravado no estúdio da Abril Comunicações que trará bate-papos sobre o segmento.

Publicidade

Metade dos brasileiros já vê mais vídeos online que TV

Por rodrigogoyanna em branding, estrategia, Marketing

20 de novembro de 2017

Mais da metade dos brasileiros já passa mais tempo assistindo a vídeos online que assistindo à TV. 56% dos brasileiros com acesso à internet e TV preferem a web em 2017.

A descoberta é de uma nova pesquisa do Instituto Provokers, feita em parceria com o Google Brasil e Youtube.O estudo foi feito com 1500 brasileiros, entre 14 e 55 anos, das classes A, B e C. A amostragem de entrevistados representa 123 milhões de pessoas.

Em três anos, o consumo de vídeos online saltou 90,1%, enquanto o consumo de TV se manteve praticamente estável. 

Já o smartphone se consolidou como principal meio para consumir esses vídeos online: é usado por 83% das pessoas e é preferência de 57% delas.

Além disso, pouca gente se desconecta quando está na frente da TV: 87% continua online enquanto assiste a algo na TV.

Confira os principais resultados da pesquisa:

Quem assiste

86% assistem a vídeos na internet – desses, 99% usam o YouTube

14% não assistem a vídeos na internet

Crescimento: em 2014, apenas 67% assistiam a vídeos online

Em 2014

– Média de 21,9 horas por semana assistindo à televisão

– Média de 8,1 horas por semana assistindo a vídeos na internet

Em 2017

– Média de 22,6 horas por semana assistindo à televisão

– Média de 15,4 horas por semana assistindo a vídeos na internet

Ou seja: o consumo de vídeos online cresceu em ritmo maior que o crescimento de consumo na TV

90,1%: foi o que cresceu o consumo de vídeos na web entre 2014 e 2017.

Mais internet

56% dos brasileiros com acesso a TV e internet já veem mais vídeos online: estes costumam passar, em média, 11,9 horas por semana vendo TV e 13,4 horas por semana vendo vídeos online.

Motivos

E por que ver vídeos online?

– 83% porque busca conteúdo que não está na TV

– 43% porque quer ver um conteúdo que passou na TV, mas não conseguiu ver

– 19% para saber mais sobre um conteúdo que viu, primeiro, na TV

Os preferidos

As plataformas prediletas para assistir a conteúdo online:

– 42% prefere YouTube

– 20% prefere WhatsApp

– 15% prefere Netflix

– 8% prefere Facebook

– 7% prefere TV paga

Publicidade

7 entre 10 brasileiros vão adiantar o Natal na Black Friday 2017

Por rodrigogoyanna em branding, estrategia, Marketing

16 de novembro de 2017

A Black Friday de 2017 acontece no próximo dia 24 de novembro. Na data, os brasileiros devem aproveitar para garantir o Natal, que ainda estará distante um mês.

7 entre 10 brasileiros (68,5% dos consumidores) vão aproveitar a data do varejo repleta de descontos já para comprar os presentes natalinos.

A descoberta é de um novo estudo da AondeConvem, plataforma de varejo mobile. A pesquisa foi feita online, com 17 mil usuários, entre 18 e 60 anos, no final de outubro. 

Intenção de compra

Em 2017, 90,66% pretendem comprar alguma coisa na Black Friday.

Neste ano, eletrodomésticos ultrapassaram os eletrônicos como os produtos mais desejados pelos consumidores.

22,6% dos que pretendem gastar nessa Black Friday vão comprar um eletrodoméstico. Depois, 18,3% desejam um eletrônico.

Sobre os destinos dos produtos comprados, 51,71% pretendem comprar algo para a família, enquanto 47,8% comprarão algo para si mesmos.

Gastos

A maior parcela dos consumidores (1 entre 5) pretende gastar entre 350 e 700 reais neste ano.

Uma parcela significativa (14,44%) está mirando mais alto: pretende gastar mais de 1750 reais.

Confira:

leia tudo sobre

Publicidade

Michael B. Jordan estrela campanha poderosa da Nike

Por rodrigogoyanna em branding, Foco, Marketing

10 de novembro de 2017

A Nike costuma, por razões óbvias, colocar grandes atletas em suas campanhas:Lebron james, Serena Williams e Simone Biles são alguns dos exemplos mais recentes.

Mas, em nova campanha, a marca esportiva trouxe um ator de Hollywood apaixonado por esportes: Michael B. Jordan.

O ator de 30 anos estrelou com boas críticas, por exemplo, o último filme da franquia Rocky: “Creed”. Filho de Apolo Creed, ele convence Rocky Balboa (Sylvester Stallone) a treiná-lo.

Em “Grounded”, um vídeo de branded content feito pela Vice Sports para a Nike, o ator fala sobre a infância em Newark (NY), a pobreza, a paixão pelo esporte e a luta para conquistar seus sonhos.

A campanha traz imagens em preto e branco da cidade.

Assista:

leia tudo sobre

Publicidade

As marcas mais lembradas pelos brasileiros em 63 categorias

Por rodrigogoyanna em branding, Marketing

08 de novembro de 2017

Petrobras, Omo, Coca-Cola, Nike e Samsung são cinco das marcas mais lembradas pelos consumidores brasileiros.

O Prêmio Folha Top of Mind 2017 revelou, na última semana, a pesquisa que trouxe as marcas mais lembradas em 63 categorias distintas.

A Petrobras levou o prêmio “Marca que representa o Brasil”, enquanto Omo, Coca-Cola, Nike e Samsung levaram o prêmio “Top do Top”.

Mais de sete mil consumidores, de 220 cidades, foram entrevistados pelo Datafolha.

Confira as marcas mais lembradas em todas as categorias:

Prêmio Top of Mind: as marcas mais lembradas pelos consumidores brasileiros

Prêmio Top of Mind: as marcas mais lembradas pelos consumidores brasileiros (Datafolha/Reprodução)

leia tudo sobre

Publicidade

As marcas mais lembradas pelos brasileiros em 63 categorias

Por rodrigogoyanna em branding, Marketing

08 de novembro de 2017

Petrobras, Omo, Coca-Cola, Nike e Samsung são cinco das marcas mais lembradas pelos consumidores brasileiros.

O Prêmio Folha Top of Mind 2017 revelou, na última semana, a pesquisa que trouxe as marcas mais lembradas em 63 categorias distintas.

A Petrobras levou o prêmio “Marca que representa o Brasil”, enquanto Omo, Coca-Cola, Nike e Samsung levaram o prêmio “Top do Top”.

Mais de sete mil consumidores, de 220 cidades, foram entrevistados pelo Datafolha.

Confira as marcas mais lembradas em todas as categorias:

Prêmio Top of Mind: as marcas mais lembradas pelos consumidores brasileiros

Prêmio Top of Mind: as marcas mais lembradas pelos consumidores brasileiros (Datafolha/Reprodução)