Publicidade

Agregando valor

por Rodrigo Goyanna

Heinz inverte rótulo e coloca seus ingredientes na frente

Por rodrigogoyanna em Marketing

25 de Fevereiro de 2018

No novo rótulo do ketchup Heinz, os seis ingredientes do condimento estão em letras garrafais, em destaque, na frente do produto.

A embalagem especial faz parte da nova campanha de marketing da marca, que pretende destacar que o ketchup Heinz é feito com apenas seis ingredientes e que não leva conservantes na receita: tomate, açúcar, vinagre, sal, cebola, e aroma natural.

O rótulo, divulgado em primeira mão pelo site da EXAME, ainda destaca

no fim da lista: “e só”.

A partir de segunda-feira (26), começa uma ação em redes sociais em torno do novo rótulo.

 

leia tudo sobre

Publicidade

Campeões do Super Bowl: avocado, asas de frango e Cindy Crawford

Por rodrigogoyanna em branding, Marketing

12 de Fevereiro de 2018

Após o super bowl, final da liga de futebol americano dos EUA e principal data do esporte (e do marketing) por lá, não é só um time que sai do campo vencedor (neste ano, o Philadelphia Eagles). Marcas, artistas e até comidas também se consagram.

Um novo estudo da Salesforce, divulgado nesta semana, monitorou anúncios, hashtags e imagens compartilhadas em redes sociais, sites e blogs para descobrir as coisas mais populares do evento.

Confira quem de destacou na noite do último dia 4.

Anúncios mais mencionados

1. Avocados From Mexico (137.073)

2. Pepsi (#Cindycrawford, 38.246)

3. Doritos (26.887)

4. Bud Light (20.667)

5. Kraft (9.890)

Imagens mais compartilhadas

1. Cindy Crawford do anúncio da Pepsi
2. Justin Timberlake no show de intervalo
3. Bud Light do anúncio Tag Your Bud Knight
4. Doritos e Sprite com Peter Dinklage e Morgan Freeman
5. Avocados do anúncio do Avocados From Mexico

Show do Justin Timberlake no Super Bowl, dia 04/02/2018

Show do Justin Timberlake no Super Bowl, dia 04/02/2018 (Matthew Emmons-USA TODAY Sports/Reuters)

Fotos de comidas mais postadas

1. Chicken Wings (asinhas de frango)
2. Pizza
3. Ribs and Grits (costela e canjica)
4. Cerveja
5. Submarine Sandwich (sanduíche na Baguete)

Top 5 hashtags

#Guacworld

#Pepsigenerations

#SpitFire

#DillyDilly

#FamilyGreatly

Top 5 palavras

Guac

Truck

Food

Beautiful

Sweepstakes

Top 5 logos

Avocados From Mexico

Pringles

Philadelphia Eagles

Pepsi

Fox Sports

Pepsi: um dos logos mais destacados durante o Super Bowl 2018

Pepsi: um dos logos mais destacados durante o Super Bowl 2018 (Reprodução/Bloomberg)

leia tudo sobre

Publicidade

Subway divulga lista dos lanches mais vendidos no Brasil

Por rodrigogoyanna em estrategia, Marketing

03 de Fevereiro de 2018

É raro uma marca abrir alguns de seus segredos para o público (e para os concorrentes).

Exemplo: os seus itens mais vendidos. Ou os menos vendidos. É dar informações que podem ser usadas na estratégia da concorrência.

Exemplo: o McDonald’s pode falar que o Quarterão com Queijo é um dos prediletos por aqui. Ou que os brasileiros amam nuggets de frango com molho barbecue.

Mas ele nunca vai revelar, de fato, qual é seu hambúrguer mais vendido. Ou números precisos sobre vendas e faturamentos.

Mas o subway Brasil resolveu surpreender ao revelar os cinco sanduíches mais consumidos pelas brasileiros, entre 19 itens fixos no cardápio.

Confira:

1. Frango Defumado com Cream Cheese
2. Frango Teriyaki
3. Steak Churrasco
4. Sub de Frango
5. Beef Bacon Chipotle

E você: concorda com a maioria dos consumidores do País?

 

leia tudo sobre

Publicidade

‘Café loiro’ criado pela Starbucks gera polêmica nos EUA

Por rodrigogoyanna em Marketing

30 de Janeiro de 2018

A rede mundial de cafés Starbucks lançou uma linha “Blonde” (loiro, em português) de seus cafés, que promete um sabor mais “suave” e “sutilmente doce”. No entanto, o slogan da campanha gerou polêmica nos Estados Unidos.

A frase “Blonde break rules” (loiros quebram regras) – a mesma utilizada por um comercial de tonalizante loiro de 1963, em que as mulheres eram pedidas em casamento e melhoravam suas habilidades esportivas depois de pintar o cabelo – foi alvo de críticas nas redes sociais por se remeter ao governo do presidente Trump

No Twitter, algumas pessoas notaram o significado ambíguo da campanha, que se encaixa perfeitamente com o momento em que os Estados Unidos vivem, em meio às atitudes polêmicas do magnata.

“Parece que a Starbucks está tentando simpatizar com as pessoas, e prefere desafiá-las a negar as normas e se tornar loiras – mesmo que seja com uma xícara de café expresso”, escreveu a jornalista Sangeeta Singh-Kurtz.

“É uma campanha que ressoa perfeitamente em 2018, quando o presidente dos Estados Unidos tem encorajado o país a abandonar qualquer senso de empatia ou senso comum, e colocá-los em primeiro lugar, quebrando as regras pelo caminho”, completou.

O objetivo com o novo estilo é que o cliente customize sua bebida a sua maneira, podendo escolher entre a linha “Signature” – café original – ou “Blonde” – bebida mais suave, feita com grãos de café levemente tostados da América Latina e do Leste da África.

De acordo com a publicação, a linha “Blonde” foi lançada no mesmo período em que a viagem de Trump ao Fórum Mundial de Davos não foi bem aceita. A nova linha está disponível somente nos Estados Unidos e foi lançada oficialmente em 23 de janeiro.

leia tudo sobre

Publicidade

Cantada ou assédio? Skol desenha a diferença para quem tem dúvida

Por rodrigogoyanna em Marketing

26 de Janeiro de 2018

O carnaval é um patrimônio nacional, mas muitas das ideias cantadas em suas marchinhas e atitudes popularizadas nesta época não cabem mais nos dias atuais.

Para mostrar que é possível se divertir nas festas de rua sem perpetuar ideias retrogradas, a Skol lança mais uma série de filmes que demonstram a diferença entre assédio e xaveco.

Concebidos pela F/Nazca Saatchi & Saatchi, os vídeos mostram como alguns comentários “quadrados” pegam mal e uma abordagem “redonda” repercute muito melhor.

No primeiro deles, dois rapazes estão em um bloco e um diz ao outro que “no Carnaval tem que chegar pegando”. O comentário machista deixa claro que isso afasta as pessoas.

Na última peça da série, é a vez de uma “piadinha” homofóbica ser corrigida. Pegando gancho na marchinha “Maria Sapatão”, um homem observa a festa e diz: “E aquela ali? De dia é Maria, de noite é João”. Veja a resposta de sua colega:

“A Skol tem convidado as pessoas a saírem do quadrado, a quebrarem estereótipos e viverem experiências livres de preconceito e pré-julgamentos. O Carnaval é a época mais alegre do calendário brasileiro e a festa só é completa com respeito por todos e todas”, diz a diretora de marketing de Skol, Maria Fernanda Albuquerque.

Conteúdo publicado originalmente no site Adnews

leia tudo sobre

Publicidade

Nike e LeBron James lançam filme poderoso sobre igualdade e união

Por rodrigogoyanna em estrategia, Marketing

21 de Janeiro de 2018

“Até que todos nós ganhemos”. Assim a Nike define “igualdade”.

Em sua nova campanha, “Equality”, a marca volta a defender o poder do esporte para unir as pessoas e criar mais oportunidades e igualdade.

Com narração do astro do basquete LeBron James, o filme mostra como, não importando raça, sexo ou nacionalidade, o esporte permite união e sonhos.

Neymar dá as caras brevemente no vídeo, assim como outros atletas de peso: Roger Federer, Rafael Nadal, Serena Williams e Megan Rapinoe, entre outros.

Dentro da campanha “Equality”, a marca promove parcerias e patrocínios a organizações como Mentor e PeacePlayers International, que trabalham com comunidades e projetos focados na igualdade.

Em 2017, por exemplo, a marca doou US$5 milhões a projetos do tipo.

Nos últimos anos, a Nike tem focado em campanhas que falam muito sobre igualdade, oportunidades, racismo e equidade de gênero.

Citando alguns exemplos: uma campanha sobremulheres atletas na India; um vídeo sobre superação e adversidade Michale Jordan; uma campanha em Xangai sobre liberdade.

A empresa também não fica no muro diante de assuntos políticos. O CEO da Nike não deixou de mostrar sua total desaprovação diante do plano do presidente americano Donald Trump de banir diversas nacionalidades no país e de deportar em massa milhares de imigrantes.

Assista:

leia tudo sobre

Publicidade

Condenado à morte pede Whooper como última refeição

Por rodrigogoyanna em estrategia, Marketing

16 de Janeiro de 2018

O Burger King voltou para contar a história de um preso no corredor da morte que recebe um Whooper como sua última refeição.

O que se passa a seguir mostra o quão longe se pode ir por um lanche do fast food. Mas você vai ter que assistir para saber o que acontece.

A França aboliu a pena de morte há algumas décadas, mais precisamente em 1981. Talvez tempo o bastante para que a população assista o filme com a leveza necessária. Ou não, já que execuções não parecem um terreno fértil para o humor, fora que a recompensa no filme é relativamente baixa… Alguém conseguiria curtir seu lanchinho ao entregar sua vida por ele?

A produção é da agência francesa Buzzman

Conteúdo publicado originalmente no site Adnews.

leia tudo sobre

Publicidade

Novo filme do Burger King aposta em humor e beatbox

Por rodrigogoyanna em Marketing

10 de Janeiro de 2018

Comer por uma banda inteira: essa é a desculpa de uma jovem beatboxer para comer em dobro os lanches da promoção 2×15 do BK.

Ao fazer diferentes sons de percussão com a boca, a garota do filme Beatbox, criado pela David dedica um sanduíche para seu “lado batera” e outro para seu “lado DJ” – e come os dois sozinha.

Esse é o mote criativo que norteia a campanha da promoção da rede BK, o King em Dobro. Com lançamento em 3 de janeiro na TV e nas redes sociais, o filme brinca com a ideia de que inventamos qualquer desculpa para fazer o que gostamos muito, especialmente comer nossos lanches preferidos.

Este conteúdo foi originalmente publicado no site da AdNews.

leia tudo sobre

Publicidade

5 cuidados para que uma marca não seja odiada nas redes sociais

Por rodrigogoyanna em estrategia, Marketing

08 de Janeiro de 2018

A era da internet das coisas nos permite experiências que nem se imaginava há 20 anos. A tecnologia torna as informações acessíveis e possibilita se comunicar com outras pessoas a qualquer hora, de forma cada vez mais instantânea. Mas nem tudo são ‘flores’ no ambiente online!

Com a ideia de unir tudo e todos, as redes sociais trouxeram à tona o perfil do ‘hater’ – aquela pessoa conhecida por não aceitar opiniões divergentes, e que chega a atacar internautas por isso, até mesmo figuras populares ou celebridades.

Nos últimos anos, os ‘haters’ vêm aumentando nas páginas de notícias e redes sociais, proporcionalmente ao crescimento do número de internautas.

Porém, para Kim Archetti, especialista em redes sociais e vídeos virais, alguns empreendedores e donos de empresas também estão se tornando ‘haters’ – mas deles mesmos – quando o assunto é divulgar sua marca e alavancar os negócios nas redes sociais.

Para Archetti as empresas já estão mais cientes de que as redes sociais são ferramentas indispensáveis para manter o negócio em evidência, mas alguns gestores ainda “perdem a mão ao buscar manter a página constantemente atualizada com novos conteúdos e interagir o tempo todo com o consumidor. Ao invés de oferecerem conteúdos relevantes para os clientes e se tornarem protagonistas no mercado, acabam sendo ‘haters’ e alimentando o ódio de seus seguidores nas redes sociais”, avalia.

Para o especialista, um dos grandes erros cometidos por gestores das empresas é usarem seus perfis pessoais para divulgar iniciativas da empresa, ao mesmo tempo em que comentam temas de interesse pessoal – que são assuntos muitas vezes polêmicos, manchando a própria imagem atrelada ao negócio, e tornando-se seus ‘próprios haters’ sem perceber.

“É preciso cuidado na hora de usar um mesmo perfil para trabalhar a imagem pessoal e profissional, uma vez que, entre seus amigos, podem estar possíveis clientes, fornecedores e parceiros. Você pode perder grandes oportunidades ao agir por impulso, comentando tópicos somente de seu interesse”.

Confira cinco cuidados essenciais para deixar a marca em evidência e não se tornar um ‘hater’ de forma espontânea:

1. Pense antes de marcar todos os amigos em posts

Quando um vídeo ou um novo post relacionado ao seu negócio entra no ar, é comum querer divulgar ao máximo a novidade compartilhando a postagem com outras pessoas nas redes. Porém, o ideal é marcar somente aqueles que sejam mais próximos de você, e de preferência que saibam do que se trata aquele projeto.

A dica é: “Nunca marque todos os amigos aleatoriamente, pois nem sempre você tem afinidade ou proximidade com todos. Esse é o primeiro passo para ser odiado nas redes, pois mesmo que o conteúdo seja interessante, nem todas as pessoas irão parar para ler ou assistir, somente se for algo que possa gerar valor na vida dela”, pontua.

O especialista explica: “As pessoas costumam se interessar mais por conteúdos que agreguem valor a elas mesmas do que pelo serviço ou produto em si. Por isso, os empreendedores precisam tomar cuidado quando a intenção é gerar conteúdo de interesse comum, que gerem algum tipo de valor agregado a ele. Caso contrário, ele poderá se tornar um ‘hater’ e não um protagonista do seu mercado”.

2. Não inclua pessoas em grupos sem permissão

Assim como sair marcando todo mundo em seu conteúdo nas redes sociais, adicionar as pessoas em grupos no Facebook e Whatsapp que você criou, sem a permissão delas, também não é uma boa ideia. Ainda que você acredite que aquela pessoa possa se interessar pelo que será falado em um grupo, o melhor caminho é sondar de forma privada se ela tem mesmo interesse em fazer parte dele.

Kim explica: “O melhor a fazer é engajar e convidar as pessoas para fazer parte daquela lista ou do grupo, convidando-as individualmente. Dará um pouco mais de trabalho, mas com certeza será melhor do que criar grupos fakes de spam no Facebook e Whatsapp. Estamos falando das duas redes sociais mais potentes para divulgar e viralizar conteúdos do mundo, que unem e desunem de forma extraordinária”.

3. Evite adicionar todos os contatos na lista de transmissão

Adicionar todo mundo na sua lista de transmissão e passar a enviar imagens e mensagens de cunho comercial para vender algo para as pessoas também é muito comum, e fará com que as pessoas passem a te odiar.

“Em todos os grupos de amigos, familiares e principalmente de vendas, tem aquela pessoa que você sabe que irá te enviar o mesmo modelo de mensagem. Imagine o que as pessoas irão pensar quando você fizer o mesmo com sua lista de transmissão. Não é porque você supôs que alguém tem interesse no seu conteúdo que você tem a permissão de adicioná-la”, comenta o especialista.

Por mais que para convidar alguém para participar do seu canal não precise permissão, é muito chato você fazer isso sem saber se o que você tem para oferecer é de fato interessante.

“Sabe aquele velho ditado de que ‘menos é mais’? Pode virar frase de cabeceira quando o assunto é marketing viral, é preciso que seja criada uma estratégia para que isso aconteça. As possibilidades são infinitas, mas tudo precisa ser bem planejado e alinhado”, recomenda Archetti.

4. Reflita antes de compartilhar temas polêmicos

Comentar notícias relevantes da atualidade pode ser positivo para a imagem da marca, mas compartilhar tragédias, assuntos negativos ou opiniões sobre temas polêmicos – como política e futebol – é o melhor caminho para ser odiado na internet.

“Esse não é a melhor estratégia para geração de conteúdo nas redes, deve-se focar em assuntos que possam gerar uma reflexão ou transformação, mas não é recomendado dar destaque a um temas ‘espinhosos’ para gerar discussão. Para ser protagonista em seu mercado e nas redes sociais, a marca deve se voltar a apoiar ao que interessa e auxilia a comunidade e a sociedade, que atua junta e unida”, diz.

5. Deixe a grosseira de lado ao responder comentários

Não faça com os outros – não importa quem – aquilo que você não quer que seja feito com você. Criticar posts alheios – de comunidades, outras empresas ou pessoas – ou rebater críticas em seus posts de forma grosseira é altamente prejudicial.

“Esse tipo de postura não agrega valor à marca e pode inclusive, além de denegrir a imagem, criar uma crise de imagem nas redes sociais”, alerta Archetti.

Vale lembrar que o mundo é pequeno dentro das redes sociais, e que elas incluem os mais variados perfis de consumidores e pessoas. Mais de 2,46 bilhões usam as redes sociais no mundo todo, por isso, é preciso ter cuidado redobrado com tudo que é compartilhado e em como é compartilhado.

“Não poste sobre um determinado assunto sem ter certeza do que está comentando, e nunca crie situações de ódio. É muito melhor buscar construir uma base de seguidores que sejam engajados e fiéis à marca do que criar polêmica para chamar a atenção mas, ao mesmo tempo, conquistar inimizades e muitas vezes manchar sua imagem. É importante buscar criar conteúdos que viralizarem, mas da forma correta, e sempre com respeito”, finaliza.

leia tudo sobre

Publicidade

Metas dos brasileiros em 2018: aumentar a renda e relaxar mais

Por rodrigogoyanna em estrategia, Marketing

01 de Janeiro de 2018

Ganhar mais, gastar menos e relaxar. Essas serão as três maiores preocupações dos brasileiros em 2018.

Uma nova pesquisa da Kantar TNS descobriu as maiores preocupações e desejos para o novo ano que se aproxima.

Os consumidores brasileiros estão atentos à saúde e também ao bolso.

Para 74% dos consumidores, aumentar a renda será o objetivo principal de 2018. Porcentagem maior que nos últimos anos.

Quando o assunto é saúde e bem-estar, o foco principal é relaxar mais, para 48% dos entrevistados. Outra preocupação que só cresceu desde 2015.

Confira os resultados:

Dinheiro

Maiores preocupações:

  • Aumentar a renda: 74%
  • Poupar dinheiro: 67%
  • Comprar ou trocar de carro: 45%
  • Comprar ou trocar de casa: 44%

Saúde

Maiores preocupações:

  • Relaxar: 48%  
  • Se exercitar: 39%
  • Levar uma dieta balanceada: 35%
  • Parar de fumar: 10%

Felicidade

Maiores preocupações:

  • Procurar novo trabalho ou melhorar as condições atuais: 48%
  • Buscar um novo relacionamento: 19%

A pesquisa foi realizada com 866 pessoas entre 15 e 59 anos, das regiões Sudeste, Sul, Nordeste e Centro do Brasil, nos dias 5 a 18 de dezembro de 2017.

leia tudo sobre

Publicidade

Metas dos brasileiros em 2018: aumentar a renda e relaxar mais

Por rodrigogoyanna em estrategia, Marketing

01 de Janeiro de 2018

Ganhar mais, gastar menos e relaxar. Essas serão as três maiores preocupações dos brasileiros em 2018.

Uma nova pesquisa da Kantar TNS descobriu as maiores preocupações e desejos para o novo ano que se aproxima.

Os consumidores brasileiros estão atentos à saúde e também ao bolso.

Para 74% dos consumidores, aumentar a renda será o objetivo principal de 2018. Porcentagem maior que nos últimos anos.

Quando o assunto é saúde e bem-estar, o foco principal é relaxar mais, para 48% dos entrevistados. Outra preocupação que só cresceu desde 2015.

Confira os resultados:

Dinheiro

Maiores preocupações:

  • Aumentar a renda: 74%
  • Poupar dinheiro: 67%
  • Comprar ou trocar de carro: 45%
  • Comprar ou trocar de casa: 44%

Saúde

Maiores preocupações:

  • Relaxar: 48%  
  • Se exercitar: 39%
  • Levar uma dieta balanceada: 35%
  • Parar de fumar: 10%

Felicidade

Maiores preocupações:

  • Procurar novo trabalho ou melhorar as condições atuais: 48%
  • Buscar um novo relacionamento: 19%

A pesquisa foi realizada com 866 pessoas entre 15 e 59 anos, das regiões Sudeste, Sul, Nordeste e Centro do Brasil, nos dias 5 a 18 de dezembro de 2017.