Publicidade

A volta da boemia

por Mayara Kiwi

Rock

Esteban Tavares fará show hoje em Fortaleza

Por Mayara Kiwi em Diversão e cultura

07 de outubro de 2017

Sábado é dia de aproveitar a vida e porque não fazer isso ouvindo uma boa trilha sonora?!

Hoje a festa fica por conta de um dos destaques da cena do rock nacional: Esteban Tavares. A noite também contará com a presença do DJ Felipe BK e dos músicos locais: Caike Falcão e Flakes, que estão responsáveis pelos shows de abertura.

Esteban Tavares (Foto: Divulgação)

Sobre o Esteban
Seu 1º trabalho solo, “¡Adios Esteban!”, foi lançado em agosto de 2012 e alcançou a marca de mais de 16 discos vendidos por minuto na pré-venda da versão física e 100 mil downloads no primeiro mês.

Ingressos:
Vendas (1º Lote):
Pranchão SurfShop (Todas de Fortaleza).
Kangaço Rock Street (Rua Senador Pompeu, 834).
Online: https://goo.gl/pqyxe1.
OBS.: Ingressos limitados.
R$ 52,00 (Normal) e R$ 102,00 (Ingresso + Meet & Greet).

Serviço:
Show Estaban Tavares
Dia: Sábado – 07/10
Horário: 22h
Local: Berlinda Club – R. Dragão do Mar, 198 Centro

Publicidade

A 2ª edição do Garage Sounds, foi a ponte perfeita entre a nostalgia e as novas experiências

Por Mayara Kiwi em Diversão e cultura

10 de julho de 2017

Fomos conferir a segunda edição do Garage Sounds e fizemos um convite muito especial ao Multifacetado Caike Falcão (músico e produtor), para nos acompanhar nessa jornada de 12 horas de música, então, hoje contaremos juntos, tudo que rolou por lá.

Com 1 palco e 20 bandas a mais do que a primeira edição, o festival Garage Sounds, vem se consolidando e conquistando os corações rockeiros de Fortaleza.

Uma das coisas que mais chamou atenção, para além da programação incrível e da boa organização, foi a variedade de estilos propostos e como todos eles dialogaram bem entre si, tornando muito fácil se sentir a vontade pra transitar por shows, que normalmente você não assistiria e ainda se permitir gostar.

O formato europeu, de shows rolando durante à tarde, simultaneamente, é muito legal, o público gosta, mas ainda não compra a ideia, e prefere chegar mais tarde. Vacilo. Jack The Joker (2 discos), e Thrunda (17 anos de estrada, e shows internacionais na bagagem) foram as duas primeiras a se apresentarem, palcos Vale a pena ouvir de novo, e palco Hey Ho, respectivamente. Na sequência, às 15h, a banda Sundogs deu o pontapé inicial no palco Granada Discos. A rapaziada veio de sobral mostrar um som pautado pelo grunge. A apresentação foi bem coerente e segura.

The Acez

The Acez (Foto:Mayara Kiwi)

Às 15h30, a The Acez estreou o palco Garage Sounds. Eles foram selecionados através do concurso que aconteceu pela internet, assim como a Shay Melo, segunda a se apresentar no mesmo palco. Mas ainda falando sobre os meninos da The Acez, a influência de Beatles é bem visível, tanto no visual quanto no som. Para muita gente, a banda acabou sendo uma das descobertas locais, mais interessantes do festival. Os moleques fazem bem o que se propõem a fazer.

O entardecer ficou por conta da Dance Of Days, banda que já tem uma boa relação com Fortaleza e que muita gente estava ansiosa para rever. Foi realmente bonito de assistir a interação da banda com o público, todo mundo cantando as músicas, sorrindo e sem querer nem piscar, pra não perder nenhum momento do show. Conversamos com Adriano Parussulo (baixista) e José Santos (baterista), que contaram algumas curiosidades dos bastidores da banda e histórias que eu realmente adoraria contar pra vocês, mas ainda não vai ser agora. (aaaaaaah)

Dance Of Days

Dance Of Days (Foto:Mayara Kiwi)

É bem difícil conseguir falar de todo mundo que nós gostaríamos de falar, afinal são mais de 60 bandas e muita gente fazendo um trabalho muito bom e cheio de peculiaridades. Mas vale dar um destaque para a Indiada Buena, banda que vem se mostrando uma queridinha do público de Fortaleza e uma parceira de várias outras bandas locais. A galera da Inerve, realmente ganhou pelo som e conseguiu prender a atenção de quem passava pelo palco, assim como as meninas da The Knickers, que mostraram que lugar de mulher é onde ela quiser e no caso delas, é no rock’n’roll.

Rocca

Rocca (Foto:Mayara Kiwi)

Uma das maiores surpresas foi o show da Rockbitez, que é famosa por tocar covers na noite de Fortaleza, mas apresentou um show autoral muito conciso. Ficamos muito felizes em ver que eles estão tocando suas próprias músicas. (Sejam bem-vindos ao mundo autoral, rapazes!). Quase no mesmo horário, do outro lado, a banda Rocca Vegas, que vai entrar em turnê por São Paulo, apresentou músicas do novo disco, que está sendo produzido por Leo Ramos (Supercombo) e será lançado em breve. O show dos caras é animal, total domínio do palco; conseguem interagir com quem está assistindo e isso deixa o show bem dinâmico.

Rockbitez

Rockbitez (Foto:Mayara Kiwi)

 

Esse horário das 20h foi muito corrido. Nessa mesma faixa, a Zimbra, grupo de Santos que veio à Fortaleza pela segunda vez, tocava no palco Garage Sounds. A banda tocou hit atrás de hit, e o público respondia cantando em alto e bom som, o show inteiro. É lindo ver uma banda relativamente nova, chegando assim, na boca de várias pessoas, do outro lado do país.

Depois da Zimbra, a Fresno entrou com um show cheio de nostalgia. A frase que mais ouvimos sobre o show deles foi “Lembrei dos meus 15 anos”. Não sei quão bom isso pode ser. Mas deve ser legal, de alguma forma, afinal, a banda fez parte da trilha sonora da vida de muita gente, né?! Foi um show daqueles de cantar de olhos fechados.

Fresno

Fresno (Foto:Mayara Kiwi)

Deixando tudo um pouco menos bonitinho, a banda D.F.C. (DF), deu de presente para o público, uma roda punk enorme e um som pesado e direto ao ponto. Sem dúvida um dos melhores shows da noite, sem falar que os caras são protagonistas de muita história, porque se manter em atividade desde 1993, sem perder o feeling, não é pra qualquer um.

D.F.C.

D.F.C. (Foto: Mayara Kiwi)

O ponto alto da noite, sem dúvida, foi o show do Dead Fish, o último da noite, fechando o festival. Não teve uma música que não foi cantada em coro. O público idolatra e respeita a banda, mas para alguns a banda parece não retribuir.

Além dos shows, havia uma galeria com venda de comida, bebida, merchandising de bandas, tudo a preço acessível. A camisa do festival saia por 20 reais e é uma bela lembrança, Assim como os copos do festival, uma ação que estimulava a reutilização, diminuindo a produção de lixo. Caberiam também, outras ações dentro do festival, pois, veja bem, são 5 palcos e 12h de banda tocando. Talvez fosse legal ter algum outro entretenimento para dar uma aliviada nos ouvidos. Fica a dica para o próximo, produção!

 

 

Publicidade

Esteban Tavares fará show hoje em Fortaleza

Por Mayara Kiwi em Diversão e cultura

07 de outubro de 2017

Sábado é dia de aproveitar a vida e porque não fazer isso ouvindo uma boa trilha sonora?!

Hoje a festa fica por conta de um dos destaques da cena do rock nacional: Esteban Tavares. A noite também contará com a presença do DJ Felipe BK e dos músicos locais: Caike Falcão e Flakes, que estão responsáveis pelos shows de abertura.

Esteban Tavares (Foto: Divulgação)

Sobre o Esteban
Seu 1º trabalho solo, “¡Adios Esteban!”, foi lançado em agosto de 2012 e alcançou a marca de mais de 16 discos vendidos por minuto na pré-venda da versão física e 100 mil downloads no primeiro mês.

Ingressos:
Vendas (1º Lote):
Pranchão SurfShop (Todas de Fortaleza).
Kangaço Rock Street (Rua Senador Pompeu, 834).
Online: https://goo.gl/pqyxe1.
OBS.: Ingressos limitados.
R$ 52,00 (Normal) e R$ 102,00 (Ingresso + Meet & Greet).

Serviço:
Show Estaban Tavares
Dia: Sábado – 07/10
Horário: 22h
Local: Berlinda Club – R. Dragão do Mar, 198 Centro