Publicidade

A volta da boemia

por Mayara Kiwi

VIII Mostra de Música Petrúcio Maia acontece em Fortaleza

Por mayarakiwi em Diversão e cultura

16 de janeiro de 2017

Banda Casa de Velho

Banda Casa de Velho
(Foto: Pedro Gomes)

O calendário cultural de Fortaleza está recheado com uma programação das mais variadas vertentes e como nós já declaramos o nosso amor pela música, não poderíamos deixar de falar da VIII Mostra de Música Petrúcio Maia, que a oito edições vem contribuindo efetivamente para o crescimento da cena musical local e promovendo a interação do público com os artistas.

Passarão pelo palco 36 atrações, que garantem a pluralidade musical cearense e cujos estilos variam do punk ao tradicional samba, passando pelo rap, forró, instrumental e reggae.

São elas: Plenitude, Slide Groove, Renegados, Natanael Quinteto, Andrézão GDS, Capotes Pretos na Terra Marfim, Marco Fukuda, Por um Trio, Daniel Sansil e os Malucos do Brasil, Lil Balack, Plastique Noir, Lidia Maria, Marimbanda, Danchá, Casa de Velho, Nonato Lima, Allysson dos Anjos, LILT, Old Books Room, Andrea Manoel, Lélis, Cambará, Jack The Joker, Caio Castelo, Gustavo Portela, Gabriel Yang, Murmurando, Tripulantes da Sabiabarca, David Avila, Nayra Costa & Los Flenkys Boys.

Uma das novidades esse ano é a participação de seis artistas/bandas finalistas do I Festival de Música da Juventude, realizado em 2016, que são: Indiada Buena, Nafandus, Projeto Acorde, Projeto Rivera, Fellipe Lustosa e Original Rap Cearense. A ideia é incentivar e dar visibilidade aos jovens músicos da cultura local e que possuem planos profissionais.

Carona solidária

A mostra incentiva a carona solidária.

Além de ser uma ótima oportunidade para saber o que está rolando na cena musical alencarina, a Mostra ainda faz questão de dizer que crianças são vindas e adota campanhas como “Venha de carona” e “adote um copo”.

Vamos conferir?

SERVIÇO:
VIII Mostra de Música Petrúcio Maia
Dia: 17 a 22 de janeiro
Horário: a partir das 18h
Local: na Praça da Paz Dom Helder Câmara
(antiga Praça 31 de Março), Praia do Futuro.
Informações: 3262 5011


Praça Dom Hélder Câmara

A escolha da Praça da Paz Dom Hélder Câmara para sediar a oitava edição da Mostra está alinhada aos objetivos da nova gestão da Secultfor, em priorizar a ocupação artística nos mais variados espaços públicos da cidade. Ressalta-se que a praça mudou de nome – antes chamada 31 de Março – por meio de uma iniciativa do secretário da Cultura, Evaldo Lima, enquanto atuava como vereador na Câmara Municipal de Fortaleza. A mudança, por meio de um Projeto de Lei, teve a intenção de retirar a homenagem a data do golpe militar de 1964.

Arte e gastronomia
Assim como na edição anterior, a Mostra contará ainda com a Feira de Artes e Gastronomia, que movimentará ainda mais o evento neste ano. Durante os seis dias de Mostra, além das 36 atrações musicais que subirão ao palco, o público presente poderá visitar e conhecer diversos expositores com produtos ligados à moda, arte e design, além de experimentar delícias com preços acessíveis, aproximando o visitante dos chefs e de diferentes sabores dos diversos segmentos da gastronomia local.

Sobre a Mostra de Música Petrúcio Maia
A Mostra de Música Petrúcio Maia já se consolidou no calendário cultural de Fortaleza e vem se tornado um dos eventos mais importantes para a cena autoral cearense. Na última década, tem acompanhado o cenário musical local, apresentando um panorama da nossa música, bem como realizando um mapeamento da produção e das novas gerações de artistas.

De 2006 – ano de sua primeira edição – até 2015, a Mostra contou com mais de 350 artistas e grupos participantes. O evento homenageia o compositor cearense Petrúcio Maia, um dos mais importantes da cena local, conhecido por composições como “Lupicínica” e “Cebola Cortada” e parceiro de Fausto Nilo na música ´Dorothy L´amou´, entre outros clássicos da música cearense.

A Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza acredita na ocupação da cidade por meio de um diálogo entre artistas locais e nacionais, a fim de promover ricas trocas de experiência e conhecimento, em especial por meio das residências durante o período da Mostra.

A Mostra de Música Petrúcio Maia é uma realização da Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal da Cultura (Secultfor), em parceria com a Associação de Produtores de Cultura do Ceará (Prodisc).

 

leia tudo sobre

Publicidade

As cores e formas de uma Fortaleza ilustrada

Por mayarakiwi em Diversão e cultura

17 de novembro de 2016

Inspirada pelo Festival Concreto, um festival internacional de arte urbana, passei a olhar para Fortaleza com um certo saudosismo e lembrei de várias intervenções que encheram nossos olhos de cores e beleza. O festival foi responsável por algumas delas, mas fora dele, os artistas locais continuam ilustrando nossos dias e ruas e é sobre isso que vamos falar.

"Ôi de bila" por Rodolfo Buz

“Ôi de bila” por Rodolfo Buz

Andar pelas ruas de bairros como o Centro e o Benfica, já deixou nosso olhar mais do que treinado pra identificar os novos traços, lambe-lambes, stickers e grafites, que não demoram para aparecer e quando aparecem resultam em olhares curiosos, sorrisos, críticas e é claro, várias fotografias. Por isso resolvi relembrar algumas dessas artes que fizeram parte dos nossos trajetos e até das nossas redes sociais.

Painel na Av. Duque De Caxias

Painel na Av. Duque De Caxias (Fotos: Rodrigo de Oliveira)

Passando pela Duque de Caxias no Centro da cidade, nos deparamos com um enorme e incrível painel, feito coletivamente por vários artistas. É impossível não prender o olhar por alguns vários instantes. O painel conta com artistas como Rodolfo Buz, o coletivo Baião Ilustrado, Leo BDSS, e Hirlan Moura, e já foi palco de polêmicas  por conta de propagandas que foram pintadas por cima dos trabalhos.

Seguindo ainda pelo Centro, nos deparamos com um traço diferente e que não carrega essa explosão de cores que costumamos ver nos grafites, mas nos dá a sensação de um tempo diferente e a vontade de entrar nas obras e composições de Artur Bombonato.

Por: Artur bombonato

Por: Artur Bombonato

 

Livro de rua e Alto contraste

Livro de Rua (CE) e Alto contraste (SP)

Outro projeto que chamou a atenção de Fortaleza, foi o “Livro de Rua- Cartografia poética da cidade Iracema”, realizado por Éden Loro e Sivirino de Cajú. Eles realmente espalharam poesia pela cidade, trazendo respiro aos muros cinza e sem vida e nos instigaram a sair por aí, procurando arte. Já passando por uma ruazinha do Benfica, nos deparamos com essa obra do Alto Contraste, que passou por aqui e deixou esse lindo presente que faz todo mundo que passa ir virando o pescoço pra continuar observando pelo máximo de tempo possível.

E pra finalizar por hoje, podemos relembrar o mural feito pelo Selo Coletivo e Narcélio Grud. Afinal, tem como não morrer de amores por esses traços?!

Selo Coletivo e Narcélio Grud

Selo Coletivo e Narcélio Grud

 

Já deu pra perceber que tem muita gente boa fazendo arte no Ceará e que dificilmente conseguiria contemplar todo mundo com uma só publicação, por isso resolvi me estender e ir pouco a pouco relembrando e mostrando o que aconteceu e ainda acontece nos muros e ruas de Fortaleza, afinal o registro da arte urbana local também faz parte da história da nossa cidade, né?!

 

leia tudo sobre

Publicidade

[Já ouviu?] – Um passeio pela cena musical cearense

Por mayarakiwi em Diversão e cultura

18 de outubro de 2016

Procurando kalu

Banda Procurando kalu

Precisamos falar sobre o maravilhoso mundo da música local, que vem crescendo e dando trilha para a vida de muita gente por aqui. Afinal, se é a música que move o mundo, os músicos e bandas cearenses nos pegam pelas mãos e nos conduzem a uma imersão de experiências verdadeiramente únicas e cheias de personalidade.

Dedico então esse espaço para falar desses incríveis trabalhos que todo mundo deveria conhecer e quem sabe até adicionar à playlist. Então vamos lá?!

CAPOTES PRETOS NA TERRA MARFIM:

Eu desafio você a escutar parado ou sem mexer pelo menos um pé.  Capotes Pretos na Terra Marfim têm uma base de fãs fiel construída a partir de intervenções urbanas, além de apresentações nos principais festivais de música alternativa e autoral de Fortaleza. A banda conta com dois trabalhos já lançados. No show, apresenta canções já gravadas e também inéditas, resultando em uma performance contagiante.

Que tal ir com eles pra Terra Marfim?
Imagem de Amostra do You Tube

Soundcloud:

MATHEUS SANTIAGO:

Atualmente, o trabalho de Matheus Santiago é afetado pelas experiências e sentimentos vividos no trânsito entre Ceará e Minas. Seu primeiro Ep, Votu, gravado no Estúdio Totem em Fortaleza está em fase de finalização. Votu significa vento em tupi-guarani O título remete ao vento pela percepção desse elemento da natureza ter a capacidade tanto de levar quanto de trazer, tanto de alentar como revirar. Ser vento é estar em constante mutação, assim essas canções podem sobrevoar tanto a Praia de Iracema quanto a Praça Minas Gerais.

Um disco cheio de detalhes que te envolvem por completo.

 

 

 

LÉLIS: 
Passeando por cenários regionais, tambores afro-brasileiros e influenciado por ritmos como o reggae, jazz e hip hop, o projeto LÉLIS, idealizado pelo multi-instrumentista Fernando Lélis, lança interpretações acerca dos fenômenos humanos no contexto moderno.

Em duas palavras?  Envolvente e viciante!

Soundcloud:

BERG MENEZES:
Há vida nova no pop rock cearense: Berg Menezes, conhecido pelos trabalhos solo Imperfeito (2013) e Vagabundo (2014), reúne as referências e experiências de 10 anos de carreira em primeiro álbum solo. Intitulado Pedra, o disco traz 12 faixas que vão buscar nos anos 90 sua base, mas que ganham contornos contemporâneos e maduros com guitarras, vozes e sintetizadores cheios de efeitos.

Ora experimentais, ora barulhentas, mas sem nunca perder a poesia.

Spotify:


PROCURANDO KALU:
O baião nordestino, o carimbó paraense, o brega abolerado, o rock experimental aqui se apresentam em roupas e cores, em corpo e movimento, em ritmos e canções, um pouco disso é experimentado no EP “tá na cama” lançado pela banda em 2015.

Não dá pra tirar os olhos, tampouco os ouvidos deles. Hipnotizante!

Soundcloud:

leia tudo sobre

Publicidade

VIII Mostra de Música Petrúcio Maia acontece em Fortaleza

Por mayarakiwi em Diversão e cultura

16 de janeiro de 2017

Banda Casa de Velho

Banda Casa de Velho
(Foto: Pedro Gomes)

O calendário cultural de Fortaleza está recheado com uma programação das mais variadas vertentes e como nós já declaramos o nosso amor pela música, não poderíamos deixar de falar da VIII Mostra de Música Petrúcio Maia, que a oito edições vem contribuindo efetivamente para o crescimento da cena musical local e promovendo a interação do público com os artistas.

Passarão pelo palco 36 atrações, que garantem a pluralidade musical cearense e cujos estilos variam do punk ao tradicional samba, passando pelo rap, forró, instrumental e reggae.

São elas: Plenitude, Slide Groove, Renegados, Natanael Quinteto, Andrézão GDS, Capotes Pretos na Terra Marfim, Marco Fukuda, Por um Trio, Daniel Sansil e os Malucos do Brasil, Lil Balack, Plastique Noir, Lidia Maria, Marimbanda, Danchá, Casa de Velho, Nonato Lima, Allysson dos Anjos, LILT, Old Books Room, Andrea Manoel, Lélis, Cambará, Jack The Joker, Caio Castelo, Gustavo Portela, Gabriel Yang, Murmurando, Tripulantes da Sabiabarca, David Avila, Nayra Costa & Los Flenkys Boys.

Uma das novidades esse ano é a participação de seis artistas/bandas finalistas do I Festival de Música da Juventude, realizado em 2016, que são: Indiada Buena, Nafandus, Projeto Acorde, Projeto Rivera, Fellipe Lustosa e Original Rap Cearense. A ideia é incentivar e dar visibilidade aos jovens músicos da cultura local e que possuem planos profissionais.

Carona solidária

A mostra incentiva a carona solidária.

Além de ser uma ótima oportunidade para saber o que está rolando na cena musical alencarina, a Mostra ainda faz questão de dizer que crianças são vindas e adota campanhas como “Venha de carona” e “adote um copo”.

Vamos conferir?

SERVIÇO:
VIII Mostra de Música Petrúcio Maia
Dia: 17 a 22 de janeiro
Horário: a partir das 18h
Local: na Praça da Paz Dom Helder Câmara
(antiga Praça 31 de Março), Praia do Futuro.
Informações: 3262 5011


Praça Dom Hélder Câmara

A escolha da Praça da Paz Dom Hélder Câmara para sediar a oitava edição da Mostra está alinhada aos objetivos da nova gestão da Secultfor, em priorizar a ocupação artística nos mais variados espaços públicos da cidade. Ressalta-se que a praça mudou de nome – antes chamada 31 de Março – por meio de uma iniciativa do secretário da Cultura, Evaldo Lima, enquanto atuava como vereador na Câmara Municipal de Fortaleza. A mudança, por meio de um Projeto de Lei, teve a intenção de retirar a homenagem a data do golpe militar de 1964.

Arte e gastronomia
Assim como na edição anterior, a Mostra contará ainda com a Feira de Artes e Gastronomia, que movimentará ainda mais o evento neste ano. Durante os seis dias de Mostra, além das 36 atrações musicais que subirão ao palco, o público presente poderá visitar e conhecer diversos expositores com produtos ligados à moda, arte e design, além de experimentar delícias com preços acessíveis, aproximando o visitante dos chefs e de diferentes sabores dos diversos segmentos da gastronomia local.

Sobre a Mostra de Música Petrúcio Maia
A Mostra de Música Petrúcio Maia já se consolidou no calendário cultural de Fortaleza e vem se tornado um dos eventos mais importantes para a cena autoral cearense. Na última década, tem acompanhado o cenário musical local, apresentando um panorama da nossa música, bem como realizando um mapeamento da produção e das novas gerações de artistas.

De 2006 – ano de sua primeira edição – até 2015, a Mostra contou com mais de 350 artistas e grupos participantes. O evento homenageia o compositor cearense Petrúcio Maia, um dos mais importantes da cena local, conhecido por composições como “Lupicínica” e “Cebola Cortada” e parceiro de Fausto Nilo na música ´Dorothy L´amou´, entre outros clássicos da música cearense.

A Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza acredita na ocupação da cidade por meio de um diálogo entre artistas locais e nacionais, a fim de promover ricas trocas de experiência e conhecimento, em especial por meio das residências durante o período da Mostra.

A Mostra de Música Petrúcio Maia é uma realização da Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal da Cultura (Secultfor), em parceria com a Associação de Produtores de Cultura do Ceará (Prodisc).